Você pode encontrar o nosso texto da série anterior sobre Engenharia aqui

Assim como ocorre com todas as profissões regulamentadas no Canadá, cada província possui uma série de requisitos que devem ser atendidos para que o profissional possa se qualificar para obter a licença. Nosso objetivo com essa nova série é informar alguns desses requisitos, para oferecer uma ideia geral sobre como se dá a prática profissional. 

A Immi Canada aconselha você a buscar as informações completas a respeito do processo de registro na província onde pretende atuar diretamente com o órgão regulador, através dos links que sempre oferecemos ao final do post!

 

A organização nacional Engineers Canada compreende todas as associações provinciais que regulamentam a prática da profissão. Sendo uma profissão regulamentada, o candidato que deseja trabalhar como engenheiro no Canadá, independentemente de já ter experiência em seu país de origem, precisa obter uma licença específica da província onde tem interesse em atuar.

Embora cada província tenha seu próprio passo-a-passo para a regulamentação, e iremos falar disso logo em seguida, existem alguns passos gerais que devem ser observados:

1) Educação: o candidato deve possuir um bacharelado em engenharia, ou então qualificações que correspondam ao nível de instrução do bacharelado.

2) Experiência de trabalho: o número de horas pode variar de acordo com a província, mas esse fator da experiência é muito importante para a obtenção da licença.

3) Profissionalismo e ética: é preciso que o candidato seja aprovado em uma prova específica chamada de Professional Practice Examination (PPE), que serve para demonstrar os conhecimentos, as habilidades e a familiaridade do candidato com as leis que governam a profissão.

4) Bom caráter: Good Character, no original em inglês, significa que o candidato possui testemunhas que podem atestar quanto à sua boa prática profissional, através de cartas de referência.

5) Por último, a proficiência na língua inglesa, um requisito essencial.

Cursos chamados de bridging programs são oferecidos pelas principais universidades do Canadá para candidatos que obtiveram sua educação fora do país, com o intuito de que o candidato adquira conhecimentos específicos sobre como a profissão é praticada dentro do Canadá, além de ganhar valiosas oportunidades para fazer seu networking, incluindo possíveis estágios e períodos de prática profissional supervisionada.

Vamos agora para os requisitos para a regulamentação por província. Para quem tem interesse em saber mais sobre o assunto de forma geral, o Engineers Canada oferece em seu site um mapa de como praticar a engenharia no país.

 

Colúmbia Britânica

Na Colúmbia Britânica, a Association of Professional Engineers and Geoscientists é o órgão regulador das profissões de engenharia e geociências.

Em seu site, é possível encontrarmos várias informações a respeito da regulamentação da profissão de engenharia, assim como uma tabela com os valores das taxas que devem ser pagas durante o processo.

Para candidatos que estão aplicando pela primeira vez no Canadá para a obtenção de uma licença para atuação na Colúmbia Britânica, é preciso observar uma série de passos. É importante notar que candidatos que não são cidadãos canadenses ou residentes permanentes irão receber apenas uma licença de não-residente, cuja sigla é NRL P.Eng.

O primeiro passo é realizar uma autoavaliação através da ferramenta que a APEG oferece, A partir daí é possível ter uma melhor ideia a respeito do que é esperado, e cada candidato pode verificar se possui ou não os requisitos necessários.

Em linhas gerais, é preciso possuir um bacharelado em Ciências Aplicadas, Engenharia, Geociências, Ciências ou Tecnologia. Caso o bacharelado que o candidato possua não esteja dentro dessas categorias, será pedido que faça algumas provas e também entrevistas a fim de avaliar seus conhecimentos.

Quanto à experiência, é preciso que o candidato possua no mínimo 4 anos de experiência de trabalho, sendo que ao menos um desses anos deve ter sido em um ambiente canadense. Isso não significa que é possível atuar sem uma licença! Significa, sim, que é possível atuar sob outras categorias, por exemplo, como estudante. A APEG oferece em seu site um documento com guidelines a respeito do que é esperado para o quesito de experiência profissional.

Para quem tem interesse em aplicar para as áreas de Engenharia da Computação, Engenharia Ambiental, Engenharia Florestal, Engenharia Integrada, Engenharia Marítima, Engenharia e Arquitetura Naval, Engenharia de Software ou Engenharia Estrutural, existem requerimentos extras, e você pode encontrar mais informações no mesmo site.

Todo o sistema de avaliação da experiência de trabalho do aplicante é online, e se chama Competency Experience Reporting System, sendo válido para aplicações feitas após janeiro de 2015. Esse sistema também conta com indicadores para avaliar as áreas de Engenharia Estrutural, Civil, Elétrica, Industrial, de Materiais, Metalúrgica e de Processos Minerais.

Outros passos necessários são os descritos no início deste artigo, e têm a ver com cartas de referência de professores ou colegas, prova de proficiência na língua inglesa, e demais documentos que provam a educação e a experiência de trabalho.

Para quem tem interesse em saber como está o mercado de trabalho na província, a APEG oferece em seu site uma seção específica para a postagem de vagas profissionais. Lembramos apenas que sem um visto de trabalho não é possível trabalhar no Canadá.

 

Alberta

Em Alberta, a Association of Professional Engineers and Geoscientists of Alberta oferece um manual do aplicante para quem deseja saber maiores informações sobre a obtenção da licença de atuação nesta província.

Segundo o material, o primeiro passo para a aplicação é a revisão de um checklist de documentos que está disponível no próprio manual. Um ponto importante aqui é que será necessário submeter nomes de profissionais como referência, que possam atestar quando ao profissionalismo do candidato, sendo que um desses profissionais deve ser membro da APEGA. É nesse primeiro passo que deve ser feito o exame de proficiência na língua inglesa, e também todo o procedimento de equivalência e validação do seu diploma brasileiro.

Todo o processo de aplicação é realizado online, e portanto os documentos necessários devem ser escaneados. Quanto aos documentos acadêmicos, como diploma, histórico acadêmico e suas respectivas traduções juramentadas, estes devem ser enviados por correio para a APEGA, conforme instruções detalhadas no manual.

Um quesito importante do registro em Alberta é a necessidade do preenchimento de um documento chamado Work Experience Record, em que devem ser inseridas descrições do cargo que o candidato ocupou, e também atividades de competência da engenharia que o candidato realizou. É necessário fornecer referências, ou nomes de profissionais que serão contatados pela APEGA, e que possam atestar quanto ao seu trabalho, fornecendo documentos caso necessário.

Uma vez completa a aplicação, o candidato recerá a decisão final por correio.

engenharia2

Ontário

O Professional Engineers Ontario é o órgão regulador da profissão para esta província. Como para a maioria das províncias, é possível iniciar o processo de aplicação antes mesmo de chegar no Canadá, através do envio da documentação necessária para avaliação, e do pagamento das taxas designadas pelo órgão regulador.

Falando em documentação, o PEO oferece em seu site uma página com links para formulários e guias que descrevem todos os detalhes necessários para os processos de aplicação nas mais diferentes áreas.

Uma vez que a PEO tenha avaliado a documentação, os profissionais responsáveis pelo registro irão entrar em contato com o candidato a fim de determinar quais provas serão necessárias, no caso de as qualificações acadêmicas não estarem de acordo com o que é esperado dentro do território canadense, ou então para confirmar que a educação apresentada pelo candidato é mesmo equivalente aos padrões canadenses.

Uma vez em Ontário, o aplicante deve obedecer aos requerimentos quanto à experiência de trabalho, demonstrando pelo menos 48 meses de experiência em engenharia, que deve ser comprovada, sendo que 12 desses 48 meses devem ser reservados à experiência de trabalho no Canadá. Essa experiência de trabalho deve ter sido supervisionada por um engenheiro licenciado para trabalhar no Canadá.

A Professional Practice Examination é uma prova ministrada pelo PEO para avaliar quesitos como ética, prática profissional, engenharia e lei, e responsabilidade profissional.

Todos os aplicantes em Ontário devem conhecer seus direitos e responsabilidades como candidatos, de acordo com o PEO.

 

Manitoba

Em Manitoba, quem tem interesse em atuar como engenheiro deve primeiro realizar uma avaliação simples a fim de determinar qual seria o tipo de aplicação a ser feita.

No caso de aplicantes que obtiveram sua educação fora do Canadá, é preciso enviar à APEGM uma série de documentos, incluindo diploma, histórico acadêmico, documentos de identificação, respectivas traduções juramentadas, resultados da prova de proficiência na língua inglesa. É importante notar que o histórico acadêmico original deve ser enviado diretamente pela universidade.

O preenchimento de um application form é necessário, e é aqui que o candidato seleciona a área de atuação em que deseja praticar a profissão. É preciso escolher dentre 21 áreas diferentes, e também há espaço para escrever a sua área, caso não tenha sido contemplada na lista.

Por fim, é preciso pagar as taxas necessárias, que são descritas numa tabela fornecida pela APEGM. Dentro de 2 a 3 meses, o resultado da sua avaliação será enviado por correio, juntamente com a descrição de quais serão os próximos passos a seguir.

Para quem tem interesse em saber como está o mercado de trabalho na província, a APEGM oferece em seu site uma seção específica para a postagem de vagas profissionais. Lembramos apenas que sem um visto de trabalho não é possível trabalhar no Canadá.

 

A seguir, na série Profissões Regulamentadas no Canadá: Medicina!

 

Órgãos reguladores e informações para contato:

Engineers Canada
55 Metcalfe Street, Suite 300, Ottawa, ON K1P 6L5
Phone: 613-232-2474 or toll-free at 1-877-408-9273
Fax: 613-230-5759
Email: [email protected]
Website: www.engineerscanada.ca

Professional Engineers and Geoscientists of BC
200-4010 Regent Street
Burnaby BC V5C 6N2
Phone 604.430.8035
Toll-Free 1.888.430.8035
Email [email protected]
Website: www.apeg.bc.ca

Association of Professional Engineers and Geoscientists of Alberta 
1500 Scotia One
10060 Jasper Ave. NW
Edmonton AB T5J 4A2
Tel: 780-426-3990 / 1-800-661-7020 (within North America)
E-mail: [email protected]
Website: http://www.apega.ca/

Professional Engineers Ontario
40 Sheppard Avenue West, Suite 101
Toronto, ON M2N 6K9
Phone: 416-224-1100 Toll free: 1-800-339-3716
Contact us form http://peo.on.ca/index.php/ci_id/1830/la_id/1.htm
Website: http://peo.on.ca/

Engineers Geoscientists Manitoba
870 Pembina Highway
Winnipeg, MB R3M 2M7
Phone: 204.474.2736
Email: [email protected]
Website: www.apegm.mb.ca

Lista completa dos órgãos reguladores por província

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.