A província de Alberta, no Canadá, anunciou que irá lançar sua nova categoria no processo de imigração provincial: o Alberta Oportunity Stream (AOS). O programa começará a aceitar aplicações a partir do dia 2 de janeiro de 2018 e fica inserido no Alberta Imigrant Nominee Program (AINP). Além disso, a anúncio é parte de uma nova criação de Provincial Nominee Program (PNP), que estará alinhado com o ranking do Express Entry.

Como todos os outros processos de imigração provinciais (confira detalhes sobre cada um deles clicando aqui), o processo de Alberta corre a parte do federal. Somente depois de receber a carta de nomeação da localidade, é que o candidato pode dar entrada no Express Entry ou pedir o Permanent Resident Card (PR) para o governo federal. O objetivo é se igualar ao procedimento das outras regiões, exceto Quebec e Manitoba, que possuem seus PNP’s próprios e particulares. O governo local pretende nomear integrantes que já tenham aplicado ao Express Entry e manifestado interesse em viver na província ou já estejam morando dentro das fronteiras. A segunda grande mudança é que o AINP será alinhado com a imigração federal. Isso quer dizer que o convite da localidade dará os sonhados 600 pontos no Express Entry.

O novo modelo vai substituir dois outros já existentes: o Employer-Driven e o Strategic Recruitment. Porém, as aplicações em andamento e que ainda serão submetidas continuarão correndo normalmente até que as novas regras entrem em vigor. Após o dia 1o de janeiro do ano que vem, novas aplicações para o modelo antigo não serão mais aceitas.

imigracao provincial

Requisitos

As exigências do processo são comuns também a outras províncias canadenses, como por exemplo a necessidade de possuir uma válida oferta de trabalho de um empregador de Alberta. O trabalho não precisa, necessariamente, ser alguma modalidade de trabalho qualificado. Grande parte das profissões e ocupações dentro da lista de National Occupational Classification (NOC) dentro dos níveis 0, A, B, C e D são elegíveis.

Os candidatos devem possuir status legal de residente temporário no momento da aplicação e não podem estar vivendo ou trabalhando em outra província. Eles devem comprovar a proficiência na língua inglesa ou francesa, por meio de algum dos testes aceitos pelo país (Celpip, IELTS ou TEF) e obter nota igual ou superior a quatro na Canadian Language Benchmark (CLB) em todas as categorias do teste: listening, writing, speaking e reading (compreensão auditiva, escrita, fala e compreensão de leitura). Para os profissionais da saúde a nota mínima aumenta para sete em todas as habilidades.

imigracao provincial

Como as reivindicações das outras localidades canadenses, o processo de Alberta também requer que os candidatos tenham nível educacional superior ou ensino médio (equivalente ao high school), dependendo da ocupação. Para os estrangeiros que não estudaram no Canadá, é exigido também o reconhecimento do(s) diploma(s) por uma instituição canadense credenciada pelos órgãos de imigração (saiba o passo a passo para validar o nível educacional clicando aqui).

A experiência de trabalho na atividade do requerente também é um ponto que precisa ser provado à divisão de imigração da província de Alberta. O aplicante precisa de 12 meses comprovados em um trabalho full-time na localidade nos últimos 18 meses. Quem tiver um período de 24 meses trabalhando no Canadá ou em qualquer outro país, dentro dos 30 meses anteriores ao pedido, pode aplicar. O tempo de emprego pode ser combinado entre países, ou seja, podem-se somar meses dentro do país com tempo no local de origem ou em outra nacionalidade.

Finalmente, os aplicantes precisam provar recursos financeiros por meio de uma renda mínima anual, em dólares canadenses, como especificado na lista abaixo:

  • Um membro na família: CAD $24.952 por ano;
  • Dois membros na família: CAD $35.287 por ano;
  • Três membros na família: CAD $43.218 por ano;
  • Quatro membros na família: CAD $49.904 por ano;
  • Cinco membros na família: CAD $55.794 por ano;
  • Seis membros na família: CAD $61.120 por ano.

Por fim, algumas ocupações e profissões não serão elegíveis para o Alberta Oportunity Stream (AOS), são elas:

  • Legisladores (NOC 0011);
  • Diretores e administradores de escolas da educação primária e secundária (NOC 0422);
  • Gerentes em serviços sociais, comunitários e correcionais (NOC 0423);
  • Profissionais de combate a incêndio (NOC 0432);
  • Professores de escolas secundárias (NOC 4031);
  • Professores da escola primária e do jardim de infância (NOC 4032);
  • Profissões ligadas a religião (NOC 4154);
  • Autores e escritores (NOC 5121);
  • Músicos e cantores (NOC 5133);
  • Atores e comediantes (NOC 5135);
  • Pintores, escultores e outros artistas visuais (NOC 5136);
  • Diretores e juízes de paz (NOC 1227);
  • Auxiliar de dentista (NOC 3223);
  • Artistas intérpretes ou executantes (NOC 5232);
  • Artesãos e artesãs (NOC 5244);
  • Atletas (NOC 5251);
  • Agentes imobiliários e vendedores (NOC 6232);
  • Babás, empregadas domésticas e mordomos (NOC’s 4412 e 4413);
  • Motoristas de táxi e limusine (NOC 7513);
  • Caçadores (NOC 8442);
  • Operadores e atendentes em diversão, recreação e desporto (NOC 6722);
  • Trabalhadores de colheita (NOC 8611);
  • Trabalhadores de paisagismo e manutenção de terrenos (NOC 8612);
  • Trabalhadores da colheita de aquicultura e marinha (NOC 8613);
  • Trabalhadores de minas (NOC 8614).

imigracao provincial

Fontes:

www.albertacanada.com/

www.cicnews.com

Fabíola Cottet

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.