Grupo 1
Grupo 1
Canadá bate recorde de estudantes internacionais

Canadá bate recorde de estudantes internacionais

24 de Novembro de 2021

O Immigration, Refugees and Citizienship Canada (IRCC) divulgou recentemente a quantidade de pessoas que foram ao Canadá para estudar em 2018 e, mais uma vez, o território bateu um recorde. No dia 31 de dezembro de 2018 haviam 572.415 estudantes internacionais no país. O número representa um crescimento de 16% em relação a 2017.

Nos 12 meses de 2017, a quantidade de moradores cuja o objetivo era o estudo no território aumentou 20%, se comparado ao ano de 2016. A presidente da Canadian Bureau for International Education (CBIE), Larissa Bezo, declarou que “os novos dados do IRCC demonstram claramente a atração contínua das terras canadenses como destino de estudo e aperfeiçoamento. A pesquisa revelou que os alunos escolhem o Canadá pela qualidade do sistema educacional e nossa reputação como um país seguro e tolerante”. A profissional ainda ressaltou que estas qualidades são extremamente importantes no momento, visto a realidade de outros países, tanto nos âmbitos sociais, econômicos, como políticos.

O estudo também mostrou que 96% dos alunos que passam pelos estudos nas terras do True North recomendariam o país aos familiares e amigos. Outro dado interessante do relatório é que houve uma mudança no principal país de origem dos alunos. Em uma constante curva de crescimento a Índia superou a China como local que mais envia estudantes ao território canadense. Em 2018 foram 172.625 indianos estudando em universidades e colleges, representando um aumento de 40% em relação a 2017. A China ficou em segundo lugar, com 142.985 mil alunos chineses que escolheram o Canadá, aumentando apenas 2%. Esses dois países dominam o ranking, visto que o terceiro lugar cresceu 5% comparado ao ano anterior, a Coreia do Sul, porém a número de pessoas é de 24.195.

Os números são de estudantes que possuíam visto e permissão para o curso, ou seja, programas com duração de mais de seis meses. A quantidade absoluta de estudantes internacionais cursando um pós-secundário, em 2018, saltou 17% quando comparado a 2017: cerca de 435,5 mil alunos no ano passado, contra 370,9 do período anterior.

estudantes internacionais

Falando em números de crescimento, um dos mais impressionantes é que desde o ano 2000 até 2018 o salto de estudantes internacionais foi de 467%. O governo canadense ainda declarou que quer ir além e investir ainda mais em divulgação em outros países e também melhorando, cada vez mais, a qualidade da educação.

O relatório não mostra somente as pessoas que foram estudar no país, mas também o quanto os estudantes injetaram na economia: em 2016, foram 15,5 bilhões, gerando mais de 170 mil empregos, o que representou um impacto maior que a exportação de peças de carros, aeronaves e madeira.

O Brasil ficou em sétimo lugar, atrás da Índia, China, Coreia do Sul, França, Vietnã e Estados Unidos, somando quase 12 mil alunos em 2018.

*Para saber mais sobre como estudar no país com a melhor qualidade de vida do mundo acesse o artigo completo que fizemos com dúvidas frequentes neste link e também clicando aqui.

Imigrar pelos estudos

Fazer uma pós-graduação no Canadá não faz somente com que você eleve seu nível educacional e tenha no currículo um diferencial de aperfeiçoamento em um dos melhores países do mundo, mas também abre portas para uma futura imigração, contando pontos a mais para o principal programa de imigração econômica federal, o Express Entry. Além disso, estudar em uma das províncias faz com que o mercado de trabalho o veja com outros olhos na busca de emprego e permite diversas oportunidades de imigração por processos provinciais e outras formas de obter a sonhada Permanent Resident (PR).

As instituições de ensino canadenses são reconhecidas mundialmente e apresentam cursos ótimos tanto na parte teórica, para quem pretende seguir uma carreira voltada à pesquisa ou ao mundo acadêmico, quanto na prática, mais direcionada ao mercado de trabalho.

estudantes internacionais

Para um estudante internacional ser aceito em um college ou university canadense, ele precisa cumprir alguns pré-requisitos que são exigidos pelas instituições. Elencamos abaixo os mais comuns, que são pedidos por praticamente todos os cursos da lista de Designated Learning Insitutions (DLI) (aceitas pelo governo canadense na hora de imigrar). Dependendo da pós-graduação, as exigências podem variar. Portanto é indicado o contato, primeiramente, com a universidade ou college em questão.

  • Possuir diploma de bacharelado, ou seja, pelo menos uma graduação concluída no Brasil ou outro país;
  • Histórico da universidade cursada, contendo as notas obtidas pelo aluno e aprovação em todas as disciplinas;
  • Nível de inglês (ou francês) compatível com o curso que deseja fazer, sendo comprovado por meio dos exames Celpip, TOEFL (algumas universidades aceitam o resultado deste teste para inscrição no curso, mas ele não é aceito para imigração), IELTS ou TEF, este último no caso do francês;
  • Algumas instituições podem exigir um pré-teste e alguns outros documentos, que podem variar dependendo da escola escolhida e curso.


Vistos e imigração

Após a escolha da instituição e qual pós-graduação no Canadá, é momento de aplicar para os vistos. O aplicante principal, que opta por um curso em período integral, por mais de seis meses, em uma das DLI, deve solicitar o visto de estudo que dá direito a permissão de trabalho de até 20h semanais, part-time, durante o ano letivo e 40h por semana (trabalho full-time) no período de férias.

Para ter este visto, além de ser aceito no college ou universidade, o estudante precisa demonstrar ao governo canadense que terá fundos suficientes para arcar com o estudo e sustento durante o período em que estiver no país (clique aqui para mais informações), apresentar histórico criminal de onde vive, completar a etapa dos exames médicos e, por fim, convencer o oficial de imigração que não deseja permanecer ilegalmente no país após o término do programa estudantil.

estudantes internacionais

Caso a aplicação seja para família, o cônjuge do aplicante principal que vai estudar tem o direito de receber o Open Work Permit (OWP), que é a permissão de trabalho aberta em tempo integral e full-time, que geralmente tem validade pelo mesmo tempo do visto de estudos. É importante ressaltar que este OWP não é automático, é necessário realizar a aplicação.

Como já falamos por aqui, imigrar não é um processo simples e barato. Leva tempo, persistência, planejamento e requer uma reserva financeira (veja mais a respeito disso clicando aqui e também neste link). Porém, fazer uma pós-graduação no Canadá é um ganho que, além de enriquecer o currículo, pode ajudar muito no processo de obtenção de residência permanente. A nossa parceira na área de estudos, 3RA Intercâmbio, pode ajudar com toda a parte de educação e solicitação de vistos. Após isso, realizamos o processo de imigração. Entre em contato conosco pelos e-mails info@3ra.ca ou contact@immi-canada.com.

Fontes: https://cbie.ca/another-record-year-for-canadian-international-education/;

https://open.canada.ca/data/en/dataset/90115b00-f9b8-49e8-afa3-b4cff8facaee.

Fabíola Cottet

Comentários Facebook
Categorias
Posts mais acessados
Siga-nos!
120 mil
likes
+600
seguidores
53 mil
seguidores
13,9 mil
inscritos
+20 mil
cadastrados
Grupo 1
CONTATO
contact@immi-canada.com
VANCOUVER: +1 (604) 684-0530
TORONTO: +1 (647) 351-5800
Redes sociais
Caminho 139
cartmagnifiercrosslist