A imigração de brasileiros para o Canadá tem aumentado de forma muito significativa nos últimos anos. Cada vez mais, as pessoas querem deixar o Brasil em busca de mais qualidade de vida, educação de qualidade e melhores oportunidades. Prova disso são os dados da Receita Federal, que recebeu 21.873 declarações de brasileiros saindo definitivamente do país apenas entre janeiro e julho deste ano. Os dados apurados são de matéria publicada pelo jornal O Globo, e que contou com a participação da Celina Hui, presidente executiva da Immi Canada. 

Conforme apontado pelo jornal, é natural que, em momentos de turbulência econômica, as pessoas queiram viver em outros países, em busca de melhores oportunidades de trabalho, segurança e qualidade de vida.

Apenas em 2018, o Canadá concedeu quase 4 mil vistos permanentes para brasileiros, representando um aumento de 88% em relação a 2017, de acordo com o Consulado Geral do Canadá no Brasil. 

O True North possui diversos programas de imigração e caminhos muito atraentes para quem deseja criar raízes no país. No entanto, como sempre alertamos, a mudança exige planejamento, organização e muita disposição. O caminho é repleto de desafios e é preciso estar preparado para enfrentá-los. 

celina-hui

Na matéria d’O Globo, Celina Hui destacou justamente isso: é preciso ter os pés no chão para mudar de país. “Há pessoas que vêm com uma expectativa fora da realidade. Uma vez aqui, essas pessoas levam um tombo. Imigrar exige um planejamento enorme. Mesmo com o visto permanente, a pessoa tem de montar uma nova vida, procurar emprego, estudar, avançar aos poucos, se adaptar a uma nova cultura, ao clima”, ressalta.

O Express Entry é a entrada mais desejada por quem quer viver no Canadá, um visto que resulta do processo de seleção de imigrantes qualificados pelo governo federal. O programa vale para todos os territórios e províncias — com exceção de Québec, que tem programa próprio. O candidato pode fazer um teste on-line para saber se é elegível ou não. Escolaridade, proficiência em um ou nos dois idiomas do país (inglês e francês) e experiência de trabalho estão entre os fatores considerados.

*Saiba mais sobre o Express Entry clicando aqui.

Celina também falou sobre o perfil dos brasileiros que estão chegando ao Canadá atualmente. “De um ano e meio para cá, tem maior movimento de jovens solteiros ou casais, que planejam ter filhos no Canadá. É mudança que pode ter a ver com a crise no Brasil. Antes, houve três ondas: das pessoas que vinham fazer faculdade e voltavam para o Brasil; das que vinham estudar para já ficar no país e, na sequência, a das famílias”, conta.

celina-hui

Celina Hui também destacou a questão dos custos de vida canadenses – provando que é preciso haver muito planejamento financeiro para se estrutura no país. Uma família com dois adultos e uma criança em idade escolar, explica Celina, precisa, em média, de 3.600 a 4.500 dólares canadenses por mês (1 dólar canadense equivale a R$ 3,09). Dá um mínimo de R$ 150 mil para o primeiro ano, contando só o básico (aluguel, luz, internet, transporte).

Quer ser um residente permanente no Canadá ou quer tirar dúvidas sobre o processo de imigração canadense? A Immi Canada pode te ajudar. Faça contato com nossa equipe de especialistas por meio do contact@immi-canada.com.

Fonte: https://oglobo.globo.com/economia/canada-busca-profissionais-estrangeiros-qualificados-1-23900858.

Maria Augusta Brandt

Comentários Facebook