Como abrir um negócio no Canadá?

Você tem planos de imigrar para o Canadá com o objetivo de abrir o seu próprio negócio? Ou você já tem uma empresa e está pensando em expandir os negócios e fazer acordos com o Canadá? Você sabia que existem programas especiais oferecidos pelo governo canadense para estimular o desenvolvimento e a expansão de novas empresas?

Vamos começar o texto de hoje falando sobre um programa de imigração cujo público-alvo é formado por empreendedores: o Start-up Visa! Em seguida, vamos contar como funcionam alguns dos programas especialmente desenvolvidos pelo governo do Canadá e das províncias e territórios para o fornecimento de recursos para que novas empresas possam desenvolver e estabelecer o seu nicho de atuação da forma mais produtiva possível. Confira!

 

Start-up Visa

De acordo com o Immigration, Refugees and Citizenship Canada, o Start-up Visa canadense é único no mundo, pois nenhum outro país oferece a possibilidade de imigração sem que o candidato receba primeiro um status de residente temporário, ou então sem que exista a condição de que a empresa seja bem-sucedida.

É fato que o Canadá é um país que precisa de empreendedores, e também é fato que foi selecionado pela revista Forbes como o melhor país do G-20 para se fazer negócios. O país conta com benefícios fiscais para facilitar o desenvolvimento de novas empresas, além de vários programas destinados a fornecer o melhor em termos de recursos teóricos e práticos para que novos empreendedores construam uma companhia bem-sucedida, o que começa com a familiarização com a cultura canadense.

 

Patrocínio

Os novos empreendedores que desejam imigrar para o Canadá através da categoria Start-up Visa precisam assegurar o suporte de uma designated organization, ou seja, uma organização que possua autorização do governo canadense para investir em novas ideias de negócios. Você pode encontrar aqui a lista das organizações designadas. Uma vez que o seu projeto seja aceito por uma dessas grandes empresas, a empresa irá oferecer a você uma carta detalhando o investimento oferecido. Esse investimento deve ser igual ou superior ao que é exigido pelo governo do Canadá, de acordo com o tipo de organização:

  • Designated venture capital funds – CAD$ 200,000
  • Designated angel investor groups – CAD$ 75,000

Existe ainda uma terceira categoria para as organizações designadas conhecida como designated business incubators, para a qual não é preciso conseguir investimentos, porque se trata de programas intensivos para o desenvolvimento de novas empresas. O requisito aqui é que é preciso que o candidato seja aceito por um dos programas das instituições designadas.

 

Outros requerimentos

Além do patrocínio a ser conseguido via uma grande empresa canadense, existem outros requisitos que precisam ser obedecidos para que o empreendedor possa aplicar para o Start-up Visa.

Começamos pela quantidade de pessoas que podem ser proprietárias de uma mesma start-up: cinco. Este é o número máximo permitido, sendo que cada uma dessas 5 (ou menos) pessoas deve possuir pelo menos 10% de direito de voto dentro da empresa. Quando à empresa patrocinadora (designated organization), é necessário que possua, juntamente com os candidatos ao Start-up Visa, mais de 50% dos direitos de voto.

A proficiência na língua inglesa ou francesa é um ponto extremamente importante não só para o Start-up Visa, mas também para todos os programas de imigração para o Canadá. A proficiência na língua francesa pode ser considerada opcional na maior parte do Canadá, já que o francês é mais utilizado em Québec. Nesse caso, se o candidato desejar imigrar para qualquer outra província do Canadá, e principalmente caso não possua um domínio completo do inglês, sempre aconselhamos dar prioridade para a língua inglesa. Uma vez fluente em inglês, aí sim é uma boa estratégia começar a estudar o francês, a título de poder aproveitar oportunidades de negócios no futuro. Falando em negócios, a fluência no inglês é fundamental, pois é dela que irá depender uma boa parte do sucesso da empresa no Canadá. Afinal, o empresário precisará realizar apresentações e palestras com o intuito de apresentar a nova ideia de negócios, e também com o intuito de conquistar um investidor, ou uma designated organization que deseje fazer parte do empreendimento como patrocinadora.

Outro requerimento importante diz respeito à comprovação de recursos (proof of funds) para quem deseja imigrar para o Canadá. Aqui não existem muitas surpresas, pois os requerimentos são os mesmos que são utilizados para uma grande quantidade de outros vistos e programas de imigração. Dessa forma, é preciso que o candidato demonstre que possui recursos financeiros suficientes para sustentar a si mesmo e a seus dependentes, caso os tenha, seguindo o que é definido pela imigração, de acordo com a tabela abaixo:

 

68_Table

 

Abrindo uma empresa no Canadá

Para quem já mora no Canadá, desde que seja cidadão canadense ou então residente permanente, é possível abrir uma empresa no país. Quem é residente temporário também pode abrir uma empresa, porém não pode necessariamente trabalhar em sua própria empresa, muito embora tenha direito aos lucros gerados pela empresa.

O Service Canada é um serviço que oferece, dentre outras coisas, recursos voltados para os recém-chegados no país. São programas e workshops visando facilitar a jornada de novos empreendedores, para estimular o crescimento de novas empresas que, por sua vez, prometem fortalecer a economia do Canadá.

Os programas oferecidos são os seguintes:

  • Self-employment: como autônomo, o candidato pode ser elegível a seguro desemprego e também a apoio empresarial enquanto desenvolve seu plano de negócios;
  • Women’s Enterprise Initiative: centros que oferecem suporte e incentivos para mulheres que desejam abrir suas próprias empresas (ou expandir empresas já existentes). Os centros estão disponíveis na costa oeste do Canadá;
  • Seed Capital Initiative: trata-se de uma iniciativa para a concessão de empréstimos para o desenvolvimento ou a expansão de novos negócios;
  • Business Development Program: disponível para a costa leste do Canadá, esse programa fornece empréstimos para a abertura ou a expansão de novas empresas;
  • Women in Business Initiative: similar à Women’s Enterprise Initiative, esse programa está disponível para a costa leste do Canadá;
  • Francophone Economic Development Organizations: para quem fala francês e pretende conduzir seus negócios nessa língua na costa oeste do Canadá.

Mas esses não são os únicos programas oferecidos pelo governo canadense. O Canadian Trade Commissioner Service fornece informações a respeito de como abrir uma empresa no Canadá, incluindo informações sobre impostos e sobre as leis que se aplicam a cada caso.

Informações específicas sobre o desenvolvimento de empresas por província e território também estão disponíveis, tanto para quem deseja começar um novo empreendimento no Canadá quanto para quem deseja expandir uma empresa já existente (no Brasil, por exemplo) para o Canadá. Vamos ver como funcionam alguns deles, em Alberta, BC e Ontário.

 

Alberta

O site do governo de Alberta oferece uma série de recursos para novos empreendedores. Cada programa possui seus requisitos para admissão, e os tópicos são bastante variados:

  • Business Opportunity Program: programa voltado para empresas com foco em agricultura e processamento agrícola, com o objetivo de fortalecer as novas empresas através de conexões com experts no assunto;
  • Business regulations, permits and licences: informações a respeito de como registrar uma empresa e como obter diversos tipos de licença para atuação, dependendo do foco de atuação da empresa;
  • Financing your business: informações a respeito dos recursos que estão disponíveis em termos de empréstimos e patrocínio;
  • Occupational Health and Safety: informações sobre como prevenir acidentes de trabalho através de workshops realizados com empregadores e colaboradores;
  • Employment Standards: um assunto muito importante quando falamos em abertura de uma nova empresa é o conhecimento aprofundado a respeito das normas e padrões relativos ao ambiente de trabalho canadense;
  • Labour relations: dicas e informações a respeito das relações trabalhistas, como contratos, mediação e conhecimento da legislação apropriada.
  • Por fim, Business with government: para os empreendedores que desejam realizar negócios com o governo.

 

 

BC

Em British Columbia, dois dos principais programas disponíveis para empreendedores têm como objetivo fornecer recursos para quem já é dono de empresa ou está começando a desenvolver uma ideia de negócios, e também para quem deseja expandir seus negócios para o Canadá, tendo já uma empresa estabelecida em um outro país.

Para quem já tem uma empresa no Canadá ou então está pensando em desenvolver uma, existem alguns programas e recursos oferecidos pelo governo de BC que podem ser muito úteis. Os tópicos incluem:

  • Managing a Business: informações a respeito dos vários passos e procedimentos para gerenciar uma empresa no Canadá, especificamente em BC;
  • Doing Business with Government: caso o empresário esteja considerando realizar negócios com o governo de BC, que investe anualmente em produtos e serviços de empresas ao redor da província;
  • Small Business: suporte a pequenas empresas, com o objetivo de prepará-las para o recebimento de investimento e encorajar o desenvolvimento e crescimento econômico e a competitividade;
  • International Business: para empresas que desejam realizar negócios de importação e exportação, expandido seu mercado de atuação;
  • Security Services: informações e fiscalização a respeito de licenças de atuação e de conformidade com as regras e leis trabalhistas da província;
  • Social Innovation: participação de empresas em iniciativas com o objetivo de realizar impactos sociais ou ambientais.

Além desses programas, o governo de BC também investe em atrair empreendedores ao redor do mundo para fazerem negócios com a província, e para isso existem dois tópicos principais: Trade & Investment, cujo objetivo é fazer com que BC seja um local favorável para o desenvolvimento de novas parcerias, e Trade & Agreement Policy, cujo objetivo é aprimorar as condições de comércio para exportadores e investidores.

 

Ontário

O governo de Ontário também oferece programas e iniciativas para o desenvolvimento e o crescimento de novas empresas, desde informações relevantes ao registro até recursos para exportação. Além dos programas que são parecidos com os que já mencionamos para BC e Alberta, Ontário também oferece alguns que são bastante interessantes, focados em estudantes, por exemplo, e em empresas que estão passando por um momento de crescimento acelerado:

  • Students and young entrepreneurs: recursos para que estudantes e jovens adultos possam aprender sobre o mundo dos negócios através de estágios ou trabalhos em várias empresas ao redor do mundo, além de semináros e workshops a respeito do desenvolvimento de uma nova empresa;
  • High-growth firms: para empresas em rápido crescimento (com número de colaboradores variando entre 10 e 500 pessoas) são oferecidos recursos a respeito de temas como marketing, soluções financeiras, relações trabalhistas, inovação, dentre outros.

 

O Canadá é um país aberto a novas ideias de negócios. Para saber mais sobre os vários programas de incentivo para novas empresas, acesse: The Canadian Trade Commissioner Service.

 

Para saber mais sobre os vários programas de imigração para o Canadá, entre em contato conosco!
Veja também:

As 25 melhores empresas para trabalhar no Canadá em 2016

 

 

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.