A internet está cheia de conteúdos sobre o modo mais conhecido de imigrar para o Canadá, o Express Entry (EE). Nós da Immi canadá também já produzimos diversos artigos sobre o tema, porém as dúvidas a respeito desde assunto não param de chegar. Pensando nisso, montamos este texto, que irá explicar de maneira resumida o que o candidato precisa ter e fazer para mudar para as terras do True North, aplicando para o processo ainda no Brasil, e entrando no país já como Permanent Resident (PR).

É importante frisar que o EE é a categoria que mais leva imigrantes para o território canadense. Sendo que ele se enquadra na categoria de imigração econômica, focado em trabalhadores qualificados para ocupar posições em demanda no país. Primeiramente e antes de tudo, muitos pensam que o Canadá está procurando brasileiros e até ouvimos e recebemos questões de interessados dizendo que o país facilita e “dá emprego” para quem quiser trabalhar dentro de suas fronteiras. Esse pensamento está errado. A região do globo procura trabalhadores qualificados e que cumpram as exigências impostas pelo sistema do Immigration, Refugees and Citizienship Canada (IRCC).

Além disso, o país auxilia os recém chegados em seus centros de imigrantes, que incluem uma série de atividades elaboradas com o intuito de tornar a adaptação da família uma experiência agradável e compreender melhor o funcionamento da sociedade canadense. Entre elas podemos citar aulas gratuitas de inglês, palestras sobre como montar currículo e procurar emprego, esportes e recreação gratuitos ou por um preço acessível, dentre outras (para saber a localização de cada uma das unidades acesse http://ymca.ca/).

express entry

Entendendo o Express Entry

Resumidamente, o Express Entry é um sistema de imigração econômico canadense que convida candidatos qualificados e que cumprem suas exigências a estabelecer residência no país. O sistema gerencia aplicações da categoria Economic Classes Skilled Worker, sendo elas o Federal Skilled Worker, Federal Skilled Worker Trades e Canadian Experience Class. Ele foi implantado no país em janeiro de 2015, substituindo um antigo sistema que não estabelecia um pool com um ranking de pontuações, mas sim era analisado por ordem de chegada.

Agora o candidato deve criar o perfil no site do governo canadense dedicado a imigração (clique aqui para visualizar) e, com todos os dados preenchidos, o sistema determina, com base nas informações fornecidas pelo aplicante, se o mesmo é elegível ou não para entrar no pool juntamente com os outros inscritos, já determinando a pontuação que tem no total.

Após a preenchimento e entrada no esquema de ranqueamento, o candidato deve aguardar os sorteios. Eles não possuem uma regra pré-estabelecida para ocorrem, mas geralmente são realizados draws quinzenais e, em alguns períodos, até três vezes no mês. Os inscritos com as maiores pontuações recebem o Invitation to Apply (ITA) e podem enviar seus documentos para análise (todo o processo é feito online). Após a verificação e retorno do IRCC, os aplicantes enviam os passaportes e, por último, recebem a carteira de Permanent Resident. Aí é só comemorar e comprar as passagens aéreas.

Exigências 

Claro que, lendo a respeito do funcionamento do processo, parece até fácil. Ele é possível e atingível a quase todos, com planejamento e determinação, os interessados podem conseguir obter êxito, se não a curto prazo, a médio ou longo, dependendo das qualificações de cada um. É importante saber que ele exige que os candidatos tenham algumas aptidões e, em outras categorias, a pontuação depende de cada um, porém vamos elencar aqui os pré-requisitos básicos que, sem eles, o interessado fica inelegível.

Antes disso, é necessário que a família tenha conhecimento e, principalmente, o acompanhamento de um profissional especializado. Imigrar é um grande passo que demanda tempo, dedicação, planejamento, uma reserva financeira e, acima de tudo, a vontade de querer mudar de vida. Como todas as etapas possuem muitos detalhes e vários deles podem passar batidos, o ideal é sempre ter o auxílio de uma consultoria. A Immi Canadá fornece este serviço com uma equipe especializada, para mais informações acesse https://www.immi-canada.com/consultoria-de-imigracao-para-canada/ ou mande um email para [email protected].

Inglês e ou francês: para entrar no pool do Express Entry o aplicante principal precisa provar proficiência no inglês e ou francês, por meio de dos testes aceitos pela imigração canadense: Celpip, IELTS ou TEF. Para preencher o perfil, é imprescindível já estar com a nota do exame em mãos, pois é requisitado na página a nota e código fornecido pela instituição. Em sua primeira língua oficial do país, ou seja, inglês ou francês, o candidato precisa ter uma nota mínima no teste para aplicar, que varia de acordo com a modalidade do processo (para ver o CLB mínimo para cada caso, clique aqui).

express entry

Experiência profissional: além de habilidades linguísticas, o aplicante precisa ter uma experiência profissional qualificada, em uma das profissões em demanda no país de acordo com a National Occupational Classification (NOC), de pelo menos um ano. Este período pode variar para mais, dependendo da especialidade. Deixando claro aqui que, em alguns casos, isto não é suficiente para exercer a profissão no país, principalmente se a ocupação fizer parte das regulamentadas no Canadá (confira aqui quais são elas). Neste caso o aplicante precisará verificar as particularidades de cada caso para reconhecer a profissão no país.

Educação: o nível educacional também conta. Dependendo da profissão, a equivalência do ensino médio pode ser suficiente. Porém, para a maioria delas, é necessário que o profissional faça a validação do diploma de ensino superior em uma das instituições canadenses designadas (veja neste artigo o procedimento: www.immi-canada.com/wes-canada-reconhecer-diploma/). Além disso, quanto maior for seu nível educacional, mais alta será a pontuação no quesito. Mesmo no caso do ensino médio, a equivalência é exigida.  

express entry

Reserva financeira: além dos requisitos citados até aqui, a família ou o indivíduo, precisam apresentar a proof of funds, que nada mais é do que provar ao governo canadense que você tem uma quantia mínima suficiente para se estabelecer no país e se manter pelo primeiro ano, período considerado de adaptação pelo território. É importante lembrar que este valor precisa estar em aplicações financeiras, não em imóveis ou propriedades e é um valor a parte do que o que a família irá gastar com o processo e mudança. Atualmente, o montante para um indivíduo está em $ 12.475 dólares canadenses, para um casal $ 15.531 e aumenta de acordo com a quantidade de filhos (acesse a tabela clicando aqui).

Sempre aconselhamos a todos os interessados o acompanhamento de um profissional, pesquisa e planejamento (veja no link como fazer seu plano Canadá:  www.immi-canada.com/planejamento-canada-o-que-voce-precisa-para-imigrar/). O sonho pode parecer distante, mas com determinação e força de vontade é possível atingir todos os requerimentos e se tornar um residente de um dos países com a melhor qualidade de vida do mundo.

Fonte:

https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/services/immigrate-canada/express-entry.html

Fabíola Cottet

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.