Grupo 1
Grupo 1
Como se tornar PR após concluir os estudos no Canadá

Como se tornar PR após concluir os estudos no Canadá

20 de Julho de 2022

Um dos caminhos mais procurados para imigração canadense, é através da obtenção de uma permissão de estudo, onde o aplicante pode chegar ao país para cursar uma graduação de ensino superior, pós-graduação, doutorado ou mestrado.

E a escolha do Canadá não é por acaso, pois o país é um dos únicos do mundo que oferece a possibilidade de obtenção de uma residência permanente, sendo esse o motivo do país ter recebido o título de de país mais popular entre os estudantes estrangeiros.

Quando o estudante internacional atinge todos os critérios de elegibilidade e desembarca no país para cursar a graduação escolhida, de acordo com o perfil e planejamento, ele automaticamente já está no caminho para se tornar elegível a uma possível residência permanente, se for de sua vontade.

Porém, antes disso, ao obter uma permissão de estudo, também pode ser concedida uma permissão de trabalho, no qual o aluno tem autorização para trabalhar part-time, ou seja, 20 horas semanais durante o período de estudo e com a exceção de trabalho full-time durante os scheduled breaks (férias). 

Visto de Estudante

Para qualquer curso de até 180 dias, não é necessário a solicitação de visto de estudos. O interessado pode ir com eTA ou visto de turismo (veja no site oficial do governo clicando aqui mais detalhes a respeito) e durante este período o estudante e nem seu acompanhante podem trabalhar. Já para quem quer fazer qualquer curso de mais de seis meses, o visto e a permissão de estudos são necessários. Para solicitar, primeiramente o aluno deve ter uma carta de aceitação da instituição de ensino escolhida.

As instituições possuem exigências diferentes, portanto esta é uma questão que deve ser vista com a university ou college (clique aqui para ver a diferença entre os tipos de escolas). Com a Letter of Acceptance (LOA) em mãos, está na hora de aplicar para o visto. O processo pode ser feito no site do governo e possui algumas particularidades e documentos que devem ser apresentados. Todo este processo pode ser conferido nos links postados acima.

Para se matricular em um college ou university, o aluno internacional deve escolher entre uma das instituições de ensino entre as Designated Learning Institutions.

Veja também: Canadá recebe título de melhor lugar para estudantes internacionais 

Você também pode gostar de ler: Impacto dos estudantes internacionais no mercado de trabalho no Canadá

PGWP (post-graduation work permit)

O Post-graduation Work Permit nada mais é do que uma permissão de trabalho que o aluno tem direito de pedir ao final de um curso pós- secundário, full-time, com duração mínima de oito meses em uma instituição elegível ao processo. Este direito é uma oportunidade de ficar mais um período em terras canadenses, desde que sejam cumpridas todas as regras vigentes, sendo algumas relativas à instituição de ensino e outras ao aluno. O cônjuge do estudante também pode ter direito a este benefício, porém, para isso, existem algumas restrições que vamos explicar ao longo do artigo.

Um estudante internacional, depois de formado em uma instituição de ensino pós-secundária e que estão na lista de Designated Learning Institutions (DLI) do governo federal (clique aqui para saber quais são elas), tem direito de aplicar ao PGWP, desde que aluno e instituição cumpram as normas estabelecidas na legislação vigente. Lembrando que, caso o estudante opte por cursar um degree em uma universidade privada, ele também terá direito a permissão de trabalho após a conclusão. 

O PGWP é um visto de trabalho aberto, dando a permissão ao portador de trabalhar por um período de oito meses a três anos, variando conforme o tempo do curso. Porém, ele deve ser full-time, com duração mínima de oito meses, em uma instituição de ensino pública (ou um programa de degree caso o curso seja realizado nas particulares). Portanto, após a conclusão dos estudos, esta é uma excelente oportunidade para buscar colocação na área, pois é permitido trabalhar em período integral, visto que durante os estudos o concedido é de, no máximo, 20 horas semanais, ou seja, part-time no período das aulas e full-time (a partir de 30 horas semanais) apenas durante os breaks oficiais previstos no programa de estudo.

Isto vai depender do período de duração do seu curso. Segundo o site do Immigration, Refugees and Citizenship Canada (IRCC), que estabelece este tipo de norma. Para estudantes de línguas, independentemente do período, não é permitido o trabalho part-time durante o curso e o aluno não é elegível ao PGWP após o término, não importando o tempo de duração do programa. Também não é apto a aplicar quem fez um curso de menos de oito meses de duração, mesmo que seja uma pós-graduação em uma DLI.

Os que fizerem um programa de oito meses ou um ano receberão um PGWP equivalente ao período de estudos. O IRCC dá o exemplo de que, se seu curso foi de oito meses, o visto de trabalho após o término deve ser emitido com a validade de oito meses. Já para aqueles que escolhem um programa de dois anos ou mais, o PGWP será de até três anos de duração. O departamento de imigração do território ainda ressalta que o tempo máximo para o visto de trabalho aberto é de três anos, mesmo que o aluno tenha cursado mais anos de estudo no país. 

Mas aqui cabe um detalhe: leve em consideração que este período não é 100% fechado. A partir da análise dos seus documentos, o oficial de imigração pode dar mais ou menos tempo, desde que não excedam os três anos máximos, baseado em análises pessoais e justificativas encontradas no processo.

Aqui vai uma informação importante: a aplicação para o PGWP precisa, necessariamente, ser realizada em até 180 dias após o recebimento do documento oficial de conclusão do curso (que pode ser o diploma, o transcript ou a graduation letter emitida pela instituição). Cada pessoa pode solicitar o PGWP somente uma vez na vida. Por isso é importante pensar bem após o término do curso. 

PR - Residente Permanente

Após a conclusão do curso e da obtenção do PGWP, chegou o momento de dar o próximo passo, a busca pela residência permanente no Canadá.

Nesse momento, é analisado o perfil do candidato para verificar por qual programa melhor se enquadra. Ao finalizar o curso, com o PGWP o aplicante adquire experiência de trabalho e dessa forma vai se qualificando para os programas de imigração.

Uma opção pode ser o Canadian Experience Class. Esse programa é administrado pela plataforma do Express Entry, sendo o sistema mais rápido para conseguir a residência permanente no Canadá. A elegibilidade para esse programa começa com 1 ano de experiência de trabalho qualificada no Canadá - nos últimos 3 anos -, proficiência de língua, idade, e nível de educação.

Para saber tudo sobre o CEC, leia aqui! 

O aplicante também pode se tornar elegível para outra categoria do Express Entry, o Federal Skilled Worker Program. Nesse programa, a experiência de trabalho adquirida fora do Canadá é levada em consideração, além de outros critérios da imigração

Outra porta de entrada pode ser pelos programas provinciais. O estudante internacional pode se tornar elegível ao PR pelo programa provincial na província que ele se formou.

Também é possível ser selecionado aleatoriamente. Ao cadastrar o perfil no pool do Express Entry, o candidato pode selecionar as províncias das quais ele tem interesse de se estabelecer, e por elas receber um convite para aplicação. 

Análise de Perfil do Express Entry

Caso o aplicante decida dar entrada em seu processo de residência permanente, é importante que seu perfil seja cadastrado de forma correta na plataforma do Express Entry.

Pensando neste cenário onde você escolha em aplicar por conta própria o seu processo, nós desenvolvemos um novo serviço onde você poderá fazer tudo do seu jeito, mas contando com a revisão da Immi Canada.

O serviço de ‘Revisão de Perfil do Express Entry’ é uma revisão geral no perfil que você cadastrou na plataforma do Express Entry.

Ao contratar o serviço, você terá uma consultoria online de até 40 minutos com nossos especialistas para a verificação do seu perfil e de todos os documentos cadastrados que são obrigatórios para a aplicação.

Também está incluso a tão importante análise de NOC correto do aplicante principal.  O aplicante deverá enviar previamente a comprovação da experiência de trabalho, através da carta do empregador, e nossa assessoria irá analisar e indicar o NOC compatível com a experiência apresentada no perfil do Express Entry.

Entre em contato agora mesmo com a nossa equipe. Estamos prontos para te atender, e revisar sua aplicação; contact@immi-canada.com

Cidadania canadense

Para tornar-se um cidadão canadense é preciso cumprir com algumas exigências do Immigration, Refugees and Citizenship Canada (IRCC), que são:

- Ter o PR - o primeiro passo para conseguir ser cidadão canadense é ser um residente permanente no país, ou seja, ter o cartão de Permanent Resident. Além disso, é importante ressaltar: você não pode ter nenhuma pendência como residente permanente. Ou seja, você não pode: estar sob revisão por motivos de imigração ou fraude; ter ordem para deportação; ter condições não cumpridas relacionadas ao seu status de PR (como, por exemplo, não ter participado da triagem médica, etc.);

- Estar presente no Canadá por três anos em um período de cinco - após conseguir o cartão de Permanent Resident (PR), é necessário que o residente comprove uma permanência de três anos (1095 dias), em cada cinco, no Canadá. Além disso, o período gasto no Canadá antes de obter o status de residente permanente também pode entrar nessa conta. Dessa forma, se o candidato à cidadania passou meses ou anos com visto de estudo, permissão de trabalho ou como refugiado, esse tempo pode somar ao tempo final. No entanto, existe um limite de 365 dias na categoria e as horas não são contabilizadas em tempo integral. Ou seja: a cada dois dias reais com status legal de residente temporário no país, será contado um dia para a elegibilidade da cidadania. A grosso modo, se você ficou dois anos como residente temporário, será contado um ano para a cidadania. Se você ficou um ano, serão contados seis meses.

Aqui, é importante ressaltar: o IRCC indica que os candidatos à cidadania façam a aplicação com mais de 1095 dias de presença física no país, pois, caso haja qualquer problema em relação ao cálculo, o candidato tem dias extras para compensar;

Outros critérios são levados em consideração como: imposto de renda, proficiência em inglês ou francês e conhecimentos gerais sobre o país.

Saiba que casar com um cidadão canadense não dá direito automático à cidadania. O departamento de imigração canadense alerta que pessoas casadas com cidadãos canadenses deverão seguir todos os passos determinados pelo órgão, sem qualquer tipo de tratamento especial. 

Quero ser residente no Canadá

Portanto, se você deseja se tornar um estudante internacional e posteriormente conquistar a residência permanente, nós podemos te auxiliar durante todo o processo.

Entre em contato com  nossa equipe. Aqui na Immi Canada, o atendimento inicial com nossa equipe é totalmente gratuito.

Nosso e-mail: contact@immi-canada.com

Ou pelas nossas redes sociais: @immicanada 

Comentários Facebook
Categorias
Posts mais acessados
Siga-nos!
120 mil
likes
+600
seguidores
53 mil
seguidores
13,9 mil
inscritos
+20 mil
cadastrados
Grupo 1
CONTATO
contact@immi-canada.com
VANCOUVER: +1 (604) 684-0530
TORONTO: +1 (647) 351-5800
Redes sociais
Caminho 139
cartmagnifiercrosslist