Aproveitando a ocasião do Dia das Mães, que será celebrado no domingo, criamos este artigo para comentar e elencar os desafios de ser mãe no Canadá. Como já escrevemos a respeito, o país é um dos que possui a licença maternidade mais longa do mundo (veja o post completo clicando aqui) e trata a saúde como pública, sendo regida pelo governo em um sistema igualitário e bancado diretamente pelos impostos, na maioria das províncias os residentes não precisam pagar nenhum valor para ter direito a atendimento.

Porém, nem tudo são flores. Não que ser mãe no Canadá seja ruim ou difícil, mas alguns processos são diferentes dos brasileiros, começando pelo sistema de saúde e pelo acompanhamento durante a gestação. Além disso, lembre-se que você vai morar em outro país, provavelmente distante da família e amigos e com um clima característico pelas baixas temperaturas (saiba mais sobre o inverno canadense clicando aqui). Por isso, elencamos alguns dos desafios e explicamos como cada característica funciona no território canadense, confira abaixo!

  • Distância da família

O primeiro e talvez o mais difícil desafio, pois envolve o lado emocional, é ter filhos distante da família, amigos e colegas. Quando a criança nasce é sempre muito bom que conviva com os avós e com a família, para que crie laços e isso contribua no desenvolvimento do pequeno. Além disso, geralmente os avós e tios, quando residem próximos, sempre estão dispostos a ajudar na criação. Por exemplo, caso o seu filho tenha febre por uma gripe, e seu trabalho seja um pouco distante ou você esteja no meio de uma reunião, pode pedir que sua mãe, ou sua sogra, busque o pequeno na escola. Coisa que morar em outro país não proporciona.

Devemos sempre lembrar que desafios não são coisas ruins. A saudade da família, independentemente de ser mãe ou não, sempre vai existir. Porém, com o tempo, aprendemos a lidar bem com o sentimento e dar muito mais valor a qualidade do tempo que passamos próximos de quem amamos.

mae no canada

  • Gestação, saúde e alimentação

Outra barreira que é preciso transpor e entender o sistema de saúde canadense (entenda um pouco mais como funciona acessando este link www.immi-canada.com/sistema-publico-de-saude-como-funciona/ ou clicando aqui). O acompanhamento durante a gravidez pode ser feito com uma midwife, que é a parteira, ou com um médico, geralmente são feitos somente dois ultrassons durante os nove meses, ao invés de três ou quatro, como no Brasil e não há a escolha entre parto normal ou cesárea. Caso não haja nenhuma complicação, impossibilidade ou problema, tanto para a mãe quanto para o bebê, o parto é natural.

Ademais, os pais terão que aprender termos do período em inglês e se comunicar bem, para transmitir aos médicos as necessidades e questionamentos. Por fim, a alimentação, não somente com relação a comida em si, mas também os hábitos alimentares. Uma das maiores dificuldades, é encontrar comida como nos buffets a quilo no Brasil. Para driblar isso, a maioria das famílias cozinha em casa.

*Para saber mais sobre a alimentação no Canadá, acesse www.immi-canada.com/saiba-habitos-alimentares-canadenses/. Se quer ler sobre as comidas típicas, clique aqui.

  • Clima

O inverno tem suas maravilhas mas também é rigoroso e exige cuidados. A primeira estação gelada no Canadá geralmente é a mais difícil, pois exige adaptação, compra de roupas novas, etc. Mas o inverno também possui seus encantos e os canadenses sabem como aproveitá-lo. Tanto quando estiver grávida ou quando o filho já nasceu, existem opções de atividades para todos os gostos.

Outro ponto interessante é que em todo o país existe uma infraestrutura que permite que mulher grávidas, com crianças pequenas de colo e carrinho, idosos e deficientes, que possuem necessidades diferenciadas, possam se locomover e fazer as atividades que o dia a dia exige, tanto no inverno quanto no verão. Na estação mais fria, os locais são aquecidos e a mamãe não passará frio, embora tenha que se agasalhar e usar roupas adequadas quando sair a céu aberto.

mae no canada

* Veja informações, dicas de atividades e cuidados que devemos ter no inverno rigoroso nas terras do True North clicando aqui, acessando este link www.immi-canada.com/como-sobreviver-no-inverno-canadense/ e também no artigo: www.immi-canada.com/e-inverno-divirta-se/.

  • Idioma, cultura e costumes

O idioma, além de ser uma barreira inicial no tratamento durante toda a gestação, pode ser também um desafio com os pequenos. As crianças nascidas no Canadá ou que vão viver no país cedo aprendem o inglês com muito mais facilidade e rapidez que os adultos e, com o tempo, querem se comunicar somente em inglês e acabam deixando de lado o português. Por isso é importante, tanto para os pais quanto para os pequenos, manter o costume do português em casa, principalmente quando a criança já está com um bom nível de inglês. Ter duas línguas desde cedo é ótimo para o desenvolvimento da criança.

Por fim, a cultura e costumes podem ser desafios para os pais. Vivendo em outro país e com um grau elevado de adaptação, as crianças acabam adotando a cultura local muito cedo, o que é muito bom. Porém, a maioria das famílias brasileiras ainda quer manter algumas datas, traços culturais e costumes que possuem do país de origem. Isso é bem possível e depende do esforço da família em inserir os hábitos em casa, independentemente do lugar onde estejam morando.

* Saiba mais sobre adaptação das crianças na escola e como encontrar uma creche no Canadá clicando aqui e também neste link www.immi-canada.com/adaptacao-dos-filhos-na-escola-canadense/.

Fabíola Cottet

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.