A University of Toronto (UofT) começou, neste outono, a cobrar muito menos dos estudantes internacionais de doutorado ou PhD. A instituição anunciou que iria instituir o mesmo valor que os canadenses pagam para estudar, aos estudantes internacionais. Porém a notícia vale apenas para os alunos de doutorado da maior parte dos programas ofertados.

Antes o preço pago por um aluno brasileiro, por exemplo, que cursava um programa de doutorado na universidade, era de cerca de CAD$ 21 mil por ano. Hoje, com esta redução para a maioria das áreas, o mesmo curso fica por um valor de cerca de CAD$ 7 mil, que é o que os canadenses também desembolsam anualmente para cursar um doutorado.

O jornal canadense The Star classificou a medida como uma iniciativa rara para que os acadêmicos do mundo todo sejam atraídos para a instituição. O reitor responsável pela parte de pós-graduação da UofT, Joshua Barker, disse que a equipe da universidade está sempre procurando maneiras de atrair os melhores talentos em pesquisa. “Temos diversos esforços para trazer mais pesquisadores internacionais a universidade, e esta atitude é uma grande iniciativa”, ressaltou.

*Se você quer saber mais informações sobre como estudar no Canadá, clique aqui.

As novas regras valem tanto para os novos inscritos quanto para os que cursam algum doutorado na UofT. O benefício afeta apenas, na prática, os anos subsequentes aos quatro primeiros anos de estudos, para os programas que possuem longa duração. A explicação para isso é que os quatro primeiros anos são custeados por bolsas, sem distinção entre alunos canadenses e internacionais.

doutorado

“Nós estamos nos esforçando para remover qualquer barreira, financeira ou de outra natureza, que os estudantes internacionais possam ter ao querer ingressar em nossa instituição”, declarou Barker. Ele explica que a medida não vale para alunos de mestrado que pretendem ingressar em um futuro programa de PhD (doutorado). Explicando melhor, a universidade possui alguns mestrados que são dedicados e portas de entrada para os doutorados. O corte de custos só vale quando o estudante estiver aprovado e inscrito no programa de doutorado. Além disso, para os doutorados em educação e artes musicais, o fee a ser pago pelos alunos será determinado pelos setores responsáveis através do processo de planejamento orçamentário anual.

*Para saber mais sobre bolsas para mestrado e doutorado nas terras do True North basta acessar este link.

Segundo levantamento da UofT, no ano letivo 2017-2018, 1.179 estudantes, do total de 6.145 alunos que estavam regularmente cursando um PhD, eram internacionais. Isso resulta em quase 20% dos doutorandos, sendo que, historicamente, metade deles ou mais acaba ficando no Canadá após a conclusão de seus estudos. Para Barker, a medida beneficia e traz alívio aos que estão no programa e, além disso, terá um impacto de longo prazo na capacidade da instituição de recrutar e reter os talentos de outros países.

A atitude acontece em um momento que diversas universidades, ao redor de todo o país, estão utilizando a receita gerada pelos estudantes internacionais para impulsionar o orçamento. Os valores cobrados para um aluno que nasceu no Canadá, ou adquiriu a residência permanente, são controlados pelo governo federal, na maioria dos cursos. Porém, a tarifa anual dos estudantes internacionais fica a critério da instituição e, de maneira geral, é cerca de três vezes mais cara do que a de um aluno doméstico.

doutorado

Por fim, Barker ressalta o brilhantismo dos doutorandos da UofT. “Nossos alunos internacionais de doutorado têm um impacto tremendamente positivo na instituição. Eles trazem novas perspectivas para a pesquisa e são instrumentos importantes na construção de uma rede global que beneficia os graduados muito além do tempo que ficam aqui na universidade. Os doutorandos que finalizaram o programa aqui, hoje estão empregados em 97 diferentes países do mundo”, finalizou.

Fabíola Cottet

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.

Fabiola Cottet