O que você precisa saber sobre educação infantil no Canadá?

Faz parte do planejamento para viver no Canadá com a família, a busca por informações sobre o sistema educacional no país. Muitos sabem que há diferenças quando comparamos com o sistema brasileiro, mas nem todos sabem exatamente o que esperar e como preparar os filhos para essa nova realidade em um novo país.

Em uma visão geral, quando os pais procuram se informar sobre educação infantil no Canadá, há uma ausência de informações confiáveis, assim como excesso de informações sem referência, tornando esse momento de adaptação e criação dos filhos em um novo contexto, algo mais desafiador.

E por isso resolvemos conversar com as educadoras e especialistas da Master Parentes, Bárbara Gritti e Debora Goldstein, sobre como funciona a educação infantil no Canadá e um pouco também sobre a profissão de educador no país.

Abaixo você vai conferir na íntegra, a entrevista que nós realizamos com as profissionais. Adiantando uma boa notícia para quem deseja seguir carreira na educação infantil no Canadá, é que você não precisa ter um diploma de pedagogia no Brasil para atuar nessa área no país.

Então acompanhe o nosso bate-papo e tire todas as suas dúvidas sobre educação infantil no Canadá, assim como a profissão de educador no país.


Qual idade indicada para a criança começar a ir para escola?

A idade escolar no Canadá começa aos 4 anos em algumas províncias e 5 em outras. A criança precisa fazer 4 anos antes de 31 de dezembro. O ano escolar vai de setembro ao final de junho, então se seu filho faz 4 anos em janeiro ele só começará o ano escolar em setembro (já com 4 anos). Se seu filho faz 4 anos no dia 30 de dezembro, ele irá começar as aulas em setembro deste mesmo ano (aos 3 anos).

São 2 anos de Kindergarten, o primeiro ano chamamos de Junior Kindergarten e o segundo ano de Senior Kindergarten. Antes disso, se os pais quiserem que a criança estude, eles precisam procurar um Child Care.

O Child Care é dividido em 3 estágios: Nursery (berçário), Toddler (entre 18 meses a 2 anos e meio) e Preschool (2.5 a 4 anos). As escolas públicas oferecem o Kindergarten, mas os Child Centers são pagos.  

Como escolher a escola?

As escolas estão relacionadas ao bairro que você vai morar. Então, se você quiser determinada escola, precisa escolher uma casa em um bairro onde essa escola atenda. Uma referência para quem quer procurar casa baseado nas escolas, existe o site do Fraise Institute onde eles listam as notas das escolas por províncias.

Obviamente, isso sozinho não responde a qualidade da escola, mas pode ajudar a selecionar suas pesquisas de casa.

Como funciona a matrícula? É gratuito? Quais são os documentos necessários?

Tudo é gratuito a partir do Kindergarten! Você precisa ir até o município escolar, levar o comprovante de residência, passaporte, visto, certidão de nascimento da criança, certidão de casamento dos pais e carteira de vacinação (não precisa ter tradução juramentada). Caso você queira matricular em uma escola católica (que também é publica) é preciso levar também o comprovante de batismo da criança ou de um dos pais.

Clique aqui para saber mais sobre como realizar matrícula nas escolas de BC e Ontario.

Residentes temporários e permanentes podem matricular os filhos?

Sim, porém desde que os pais tenham os vistos de estudo ou trabalho.

Visto de turismo não permite que a criança estude nas escolas publicas. Se a família possuir visto de turismo, será necessário pagar mensalidade para os filhos como “international student” (em tornos de 12 a 15 mil dólares ao ano).

Clique aqui para saber mais sobre as regras de vistos e permissões de estudo.

Algum pré-requisito para crianças estrangeiras?

Ter status válido no Canadá. Os pais também precisam ter, pelo menos visto de estudo ou trabalho para matricula regular de seus filhos.

Clique aqui para saber mais sobre os documentos importantes na solicitação do visto de estudante.

Como funciona a adaptação de crianças que não falam inglês ou francês?

O início é difícil, mas pelo que temos visto, após 3 meses a criança já começa a se adaptar. Os pais ficam mais ansiosos e preocupados, por isso precisam tomar cuidado para não passar essa angústia para os filhos. Quanto mais informações de como funciona a escola e conversas com o professor sobre a rotina escolar, melhor para a criança.

Claro que depende muito do temperamento de cada um, mas até a criança entender o básico da língua local, ela vai ficar um pouco perdida. Entretanto as escolas estão 100% preparadas. Algumas oferecem uma pulseira com fotos para a criança mostrar o que ela precisa (banheiro, água, etc).

Outras já tem alunos que falam português e os professores ajudam a conectá-los. Todas as escolas oferecem o ESL (English as a Second Language) para crianças a partir do grade 1. Antes disso, a criança será alfabetizada em inglês ou francês (Kindergarten).

Todos os alunos estrangeiros têm aula (em horário escolar) com a professora de ESL. Não tem custo extra. Aliás, não pagamos nenhum tipo de material (livros, cadernos, lápis.). Todo material escolar é responsabilidade da escola.

Algumas escolas exigem uniforme (caso de algumas escolas católicas e escolas particulares). O horário escolar varia entre 8h30 às 3h30. Cada escola tem um horário diferente, fazem isso para conciliarem os ônibus escolares, que a propósito, são gratuitos, mas as regras de elegibilidade para o aluno utilizar o transporte público variam conforme o seu school board e o sistema de transporte da sua região.

Durante o período de aula, a escola oferece 2 a 3 intervalos. E em cada período o aluno tem o tempo para lanchar, sendo que um dos lanches inclui o almoço. No caso das escolas e não Child Centers, as refeições devem ser providenciadas pelos pais que preparam as lancheiras diariamente para as crianças. As refeições nos Child Cares são providenciadas por eles mesmo. Algumas escolas oferecem o “pizza day” 1 vez por semana ou a cada 15 dias. A pizza é escolhida pelos pais no início do ano letivo e pago anualmente.

Uma vez a cada 2 meses a escola realiza os treinamentos de “fire drill” (retirada de incêndio) e o “lock down” (caso a escola esteja sofrendo algum perigo). Estes treinamentos são bem comuns por aqui, onde as crianças são preparadas para qualquer tipo de incidente. Uma criança estrangeira que não está acostumada a essa rotina, pode se assustar com o barulho do alarme, e com a movimentação, mesmo sendo treinamento. Por isso, quanto mais informações sobre a rotina escolar, melhor para a adaptação dos pais e filhos.

Qual as diferenças do ensino no Canadá para o brasileiro?

O Canadá enxerga a criança como cidadã e de responsabilidade do governo. Por isso, irão educar o seu filho para se tornar um bom cidadão. A autonomia das crianças no Canada é 100% encorajada e isso pode assustar um pouco os pais brasileiros que não estejam acostumados a esta metodologia de educação.

Raspar o seu prato de comida no final da refeição e vestir sozinho o traje de neve para brincar do lado de fora aos 3 nos de idade é completamente normal. Uso do banheiro também é ensinado cedo pois uma criança de 4 anos de idade não vai ter ajuda para ir ao banheiro na escola. Isso porque os professores não irão tocar no seu filho, evitando assim qualquer tipo de exposição ou risco de abuso.

Desde os 3 anos de idade, o aluno no Canadá aprende sobre senso de comunidade, respeito e criatividade. Apostilas não existem. As escolas usam bastante o “play to learn”, onde as crianças aprendem brincando. Começando pelo kindergarten, os alunos são misturados na sala de aula entre Junior e Senior kindergarten. Assim, os mais velhos ajudam os mais novos e os mais novos aprendem com os mais velhos.

Trabalhos sociais são encorajados desde pequenos e raramente os alunos levam lição para casa (claro que existem exceções).

A escola por aqui pensa muito na formação do cidadão, e dá oportunidade igual para que as preferências das crianças sejam “testadas” e conhecidas desde cedo. Assim, naturalmente, o adolescente estará mais próximo de trabalhar com aquilo que gosta.

Por isso, não existe um estudo tão “forte” focado no vestibular (já que isso nem existe por aqui). Os 2 últimos anos de ensino médio (high school) “qualificam” um aluno para o ensino superior.

De forma geral, a população canadense preza por qualidade de vida. Todos querem ter uma profissão, mas como as necessidades básicas da população daqui são atendidas também pelo exercício de profissões que não exigem ensino superior, as pessoas trabalham na maioria das vezes, em rotinas menos exaustivas, mudam de carreira quando não estão felizes, e celebram o final de semana sem medo do que os outros vão pensar.

A educação no Canadá obviamente reflete este pensamento. No entanto, quando se trata de ensino superior, muitas vezes o choque para os estudantes é grande, por que o nível de exigência para a formação de profissionais qualificados é alto!

Clique aqui para saber mais sobre as leis canadenses: maioridade e regras para crianças.

Como se tornar um educador infantil no Canadá?

Você precisa fazer o curso de Early Childhood Education – ECE. A duração do curso é de 2 anos, ou você pode optar pelo intensivo com duração de 1 ano (com muito mais matérias por bloco letivo).

Durante o estudo, o estudante de ECE fará três estágios obrigatórios onde passará 2 dias por semana durante 12 semana em um child care centre ou kindergarten de escolas públicas. O local de estágio muda a cada bloco de aulas.

Quando se formar, o educador precisa se registrar no órgão regulamentador de educadores, como o College of ECE no caso da província de Ontário. Isto é obrigatório. O educador também precisa ter curso de primeiros socorros e reanimação cardiopulmonar. Este curso normalmente tem 2 dias de duração e precisa ser renovado a cada 2 anos.

Além disso, o educador precisa ter o atestado de antecedentes criminais (do Canadá) e de vacinação em dia. Você não pode ser educador ou professor no Canadá com o seu curso de pedagogia do Brasil, mas pode trabalhar como assistente.

Clique aqui para saber mais sobre os órgãos reguladores provinciais / territoriais do Canadá.

Qual a diferença entre um educador e um assistente?

Pode acontecer de um Child Care Centre contratar uma pessoa sem o curso de ECE (Early Childhood Education) ou experiência na área. Essa pessoa normalmente será registrada como educator assistant.

A função do assistente é diferente do educador, existem várias responsabilidades que o assistente não pode ter, como por exemplo, planejar as atividades dos alunos. No entanto o assistente pode ajudar com afazeres da rotina, como troca de fraldas, alimentação, e ajudar o educador em outras demandas.

Existe também diferença salarial entre educadores e assistentes.

Um educador pode trabalhar em day care também?

O mais comum é um educador conseguir emprego é em um Child Care Centre (Day Care). O educador também pode trabalhar no Kindergarten de escolas públicas e católicas.

No entanto, é importante saber que conseguir um emprego em escolas públicas não é tão fácil, as vezes a espera para conseguir uma vaga de educador pode levar anos, mesmo após ter sido selecionado em um processo de recrutamento. Os educadores normalmente começam trabalhando como educadores substitutos em escolas aleatórios do distrito/município até que uma oportunidade no quadro fixo apareça.

Clique aqui para saber mais sobre daycare, as creches, no Canadá.

Existe alguma restrição? (idade ou gênero)?

Não existe restrição de gênero na profissão. É bem comum mulheres que trabalham nesta área, mas também é muito bem vinda a presença de homens nesta carreira.

Quanto a idade, normalmente o educador precisa ter no mínimo 18 anos, que é a idade mínima para alguém poder se formar como educador. Não existe idade máxima! Amamos o Canadá, qualquer um pode começar uma nova carreira à qualquer idade, e se aposentar só quando desejar.

Qual a média salarial de um educador?

Um educador recém formado vai receber por volta de $16 por hora em um child care (o que pode variar, já que o salário mínimo no Canadá segue uma regulamentação provincial). Porém, um educador pode chegar à $20 por hora em seu primeiro emprego, dependendo do local onde irá trabalhar. Quando inicia em uma escola pública, o salário costuma ser maior, iniciando em $25 por hora.

Em child cares, o educador normalmente trabalhará o ano inteiro, com duas semanas de férias. Em escolas públicas ou particulares normalmente o educador não trabalhará no verão e nos breaks de março e das festas de fim de ano.

É importante ter em mente que o educador trabalha sendo pago por hora, então quando não trabalha, também não recebe o seu salário.

Um educador pode subir de cargo dentro da escola?

Sim! Em escolas públicas ou particulares isso não acontecerá, mas um educador pode se tornar um supervisor ou diretor de um child care centre. No entanto, é importante ter em mente que a função de educador é uma carreira a longo prazo.

Normalmente o cargo de supervisão ou diretor é de apenas 1 ou 2 pessoas por local, então, as oportunidades de promoção vertical em emprego podem ser menores.

Ser educador está muito ligado à paixão e vocação. O prazer em sala de aula e de estar diariamente com crianças deve ser sua motivação principal. Nossa experiência nos mostra que é um trabalho onde diariamente você encerrará o dia cansado, mas como aquela sensação de que valeu a pena. A recompensa é imediata e normalmente vem dos sorrisos, abraços que você receberá dos seus alunos.

Se você é pai e mãe, e acabou de chegar ao Canadá e sente que precisa de ajuda na adaptação do seu filho, não deixe de procurar as responsáveis pela Master Parents (Barbara Gritti e Debora Goldstein). Você pode entrar em contato com as educadoras pelo site oficial da empresa ou pelas redes sociais. (www.masterparents.com.br – Instagram e Facebook – @Masterparents).

E se você precisar de suporte com aplicação de vistos e permissões da sua família, fale com a gente. Nosso atendimento inicial na Immi Canada não tem custo algum, basta enviar um email para contact@immi-canada.com

Comentários Facebook