fbpx

Estudar no Canadá é o sonho de muitos brasileiros, o país é referência em ensino de qualidade e um dos melhores lugares do mundo para se viver. Além disso, o Canadá possui diversos programas para atrair estrangeiros, oferecendo um leque de possibilidades para quem deseja estudar e quem sabe, viver no país permanentemente. Confira as dicas que selecionamos para quem quer estudar no Canadá e esta começando do zero.

Defina um objetivo

Antes de mais nada, tenha clareza sobre o seu objetivo. Existem muitas formas de estudar no país, basta escolher o programa que melhor se encaixa na sua realidade. Fazer um curso de inglês ou francês, um programa pós secundário em um college, iniciar uma graduação, mestrado ou doutorado, seja qual for o seu objetivo ele precisa ser definido bem antes de começar os preparativos para a sua viagem. 

Outra coisa importante é conhecer todos os programas e opções disponíveis no país. Comece pesquisando as universidades e instituições de ensino, durante a pesquisa você vai descobrir os benefícios e particularidades de cada uma, lembre-se que o Canadá conta com instituições de ensino internacionalmente renomadas.

Reflita sobre como estudar no Canadá pode contribuir com a sua carreira e desenvolvimento profissional. Considere a grade curricular do programa de estudo do seu interesse para ter uma boa noção do que você vai aprender. Definindo esta etapa, vai ser mais fácil pensar no objetivo dos seus estudos em uma instituição de ensino canadense.

Proficiência em um dos idiomas oficiais do Canadá

Os cursos de idiomas não exigem que o aluno comprove proficiência em inglês ou francês, já para os cursos de Ensino Superior é exigido um nível de proficiência que varia conforme o programa cursado. Para comprovar o domínio da língua o aluno pode usar o certificado de proficiência no idioma, em alguns casos, o resultado de um teste da própria instituição, ou outra prova que seja reconhecida. Afinal como você vai estudar no Canadá sem saber falar a língua do país, não é mesmo?.

São aceitos como certificados de proficiência aqueles obtidos através do TOEFL para o inglês norte americano, IELTS baseado no inglês britânico e o TEF para medir o nível de francês. Ainda que o resultado destes testes saia na hora, pode levar algum tempo para ter a certificação em mãos, por isso você deve se preparar com antecedência para realizar sua prova. Lembre-se que os certificados de proficiência têm período de validade. 

Alguns alunos ainda não estão com o inglês ou francês afiados para fazer um destes testes. Por isso, para alguns programas de ensino, os colleges e universidades canadenses passaram a aceitar o certificado de conclusão de um programa de inglês ou francês realizado dentro do Canadá. Este estudo do idioma é voltado para preparar o aluno para as aulas no programa pós-secundário que fará. Nestes casos, o aluno recebe do college ou universidade, uma carta de aceitação condicionada a conclusão deste curso de idiomas, onde o aluno deve apresentar o certificado que demonstra o nível de proficiência exigido. Os cursos de idioma que condicionam a aceitação dos estudantes em programas de nível superior, são chamados de pathway.

Planejamento financeiro 

Não é novidade para ninguém que o planejamento financeiro é fundamental para quem sonha estudar no Canadá. Mesmo que você tenha uma bolsa de estudos ou que seus estudos estejam sendo pagos por outra pessoa, organizar os custos que envolvem adquirir educação fora do país é uma responsabilidade sua.

O planejamento financeiro vai variar de acordo com a situação de cada estudante e o programa de estudo escolhido, mas existem gastos fixos que irão fazer parte da vida financeira de qualquer pessoa que esteja estudando no Canadá. Pesquise as formas de pagamento da instituição de ensino escolhida e tenha uma planilha financeira contemplando todos os gastos que irão envolver seus estudos. 

Considere despesas com transporte, moradia, alimentação, seguro saúde, lazer e também para comprar roupas adequadas para enfrentar o inverno canadense. Planeje com antecedência  como irá transferir o seu dinheiro para o país e sobre a abertura de uma conta bancária no Canadá. Lembre de sempre considerar uma margem de despesas extras e estar preparado para a possibilidade de uma variação na cotação do dólar canadense.


Busque ajuda de especialistas

Embora as universidades e o próprio governo forneçam informações em seus sites oficiais, o processo para estudar no Canadá exige cuidado e atenção aos detalhes, o que sem dúvidas vai exigir seu tempo e energia. Recomendamos sempre falar com um especialista no assunto para evitar erros durante a aplicação e garantir que o programa escolhido é o ideal para você. 

Quando chegar o momento de aplicar para o seu visto de estudo, procure por profissionais regulamentados pelo ICCRC (Immigration Consultants of Canada Regulatory Council) isso significa que este profissional passou por um processo longo de estudos e capacitação para exercer a profissão. Além de conhecer as regras de imigração e todos os processos de vistos, estes consultores são licenciados pelo órgão de imigração e devem seguir regras de ética estando sujeitos às leis do governo Canadense.

Não esqueça que ao contratar um consultor não licenciado este profissional não estará solicitando o visto por você, e não terá permissão para representá-lo junto a Imigração caso necessário, muito menos defender na língua oficial do país os seus interesses. Isso significa que se algo der errado no seu processo e você for questionado pelo governo Canadense, este profissional não poderá ajudá-lo e o seu planejamento corre um sério risco de dar errado.

Agora que você já sabe quais são as 4 dicas para tornar o seu sonho de estudar fora do país realidade, é hora de colocar em prática. A consultora de imigração e fundadora da Immi Canada, Celina Hui, é uma profissional regulamentada pelo governo Canadense e possui mais de 14 anos de experiência em processos de imigração e vistos. 

Ficou com aquela vontade de estudar no Canadá? Conheça nossos serviços e fale com especialistas no assunto. Acompanhe também nossos conteúdos no Facebook e Instagram.

Comentários Facebook