Os cursos e  programas que contém o componente prático de Co-op no Canadá são perfeitos para os quem quer estudar, adquirir experiência prática e aproveitar as oportunidades que o mercado internacional proporciona. Para esclarecer as diversas dúvidas sobre cursos dessa modalidade fizemos esse artigo, confira as informações que separamos para você.

Como funciona o Co-op no Canadá

O próprio nome já diz, Co-op significa cooperative education, em português Educação cooperativa.  Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o co-op não é um curso ou programa e sim um método adotado por instituições de ensino pós secundárias, o objetivo é combinar o estudo em sala de aula com experiência de trabalho no Canadá.

Dessa forma, os programas que contém o componente de Co-op incluem na grade do curso a necessidade de adquirir durante a sua formação experiência prática para a conclusão do programa. Antes de receber seu certificado e concluir o curso o aluno terá que colocar em prática tudo o que estudou, seja através de um estágio ou de outro projeto prático. Essa é uma excelente forma de combinar estudo e trabalho, lembrando que os cursos de inglês e francês não permitem que o aluno trabalhe, somente cursos de nível superior . 

Características do Co-op 

A prática ao final do curso não é uma regra, algumas instituições permitem que o aluno inicie a fase prática antes do final do curso. É importante lembrar que o estágio sempre acontece dentro da área de estudo do aluno, outras particularidades do Co-op como a carga horária, tempo de duração e prazo para sua conclusão, por exemplo, variam conforme a instituição de ensino e o curso.

Outra dúvida frequente é em relação às horas de trabalho, independente se o seu curso possui ou não o componente Co-op, as horas de trabalho são as mesmas já permitidas pelo governo canadense para quem possui um study permit. Ou seja, quem possui permissão de estudo, para cursar programas pós secundários, com duração a partir de 8 meses, pode trabalhar por até 20 horas semanais durante o seu período de aulas e mais do que as 20 horas nos períodos de “break oficial” do seu programa (no summer break, por exemplo), se for o caso.

Se o seu curso possuir o componente co-op você poderá trabalhar as mesmas 20 horas semanais durante o seu período de estudo em sala de aula, porém, durante o período dedicado ao co-op, você poderá trabalhar mais do que as 20 horas autorizadas para o estudante, podendo cumprir, inclusive, uma carga horária full time (no Canadá qualquer jornada de trabalho a partir de 30 horas semanais é considerada full-time) se a sua atividade/ trabalho for reconhecida como co-op pela sua instituição de ensino.

Vantagens de ter um componente prático de Co-op no seu curso

Nos cursos que possuem o componente do Co-op no , a experiência prática na área de estudo é uma exigência dentro da grade curricular, o que se torna uma grande vantagem para o aluno que deseja combinar teoria e prática. Uma das regras para os programas que possuem o componente Co-op no Canadá é que o aluno possua uma permissão de trabalho para que possa trabalhar mais do que as horas permitidas a um estudante durante seu período do co-op.

Ao ser aceito em uma instituição de ensino que contém o componente Co-op o aluno deve aplicar para o study permit (visto de estudos) e junto com esta aplicação, deve solicitar o co-op work permit  (permissão de trabalho) para que possa trabalhar no período do co-op além das horas permitidas ao estudante internacional. 

Além disso, não podemos deixar de falar dos benefícios profissionais que advém de estudar em um programa que contém o componente do Co-op, o aluno tem a oportunidade de demonstrar suas habilidades, conhecer a cultura de trabalho canadense e expandir seu networking o que sem dúvidas pode abrir outras portas no futuro. 

Já pensou em aliar estudo e experiência de trabalho no Canadá? Com planejamento e um olhar profissional esse sonho pode se tornar uma realidade, entre em contato com a nossa equipe para começar a traçar o seu plano Canadá. Acompanhe também nossos conteúdos no Facebook e Instagram

Comentários Facebook