Imigrantes estão em busca de novas regiões no Canadá

Parece que Toronto deixou de ser o grande foco das atenções dos que desejam ter o Canadá como novo Lar. Pelo menos é o que diz a última pesquisa realizada pelo Statistics Canada (StatsCan).

Em relatório divulgado dia 18 de Março, a agência explica como a imigração mudou nos últimos 10 anos, especialmente com relação à escolha das cidades pelos novos moradores.

Em 2000, 48% dos imigrantes possuiam a intenção de viver em Toronto. Já em 2010, essa proporção havia caído para 33%, enquanto em outras regiões, especialmente no oeste do Canadá, as portas foram se abrindo.

O estudo analisou as intenções, mas também a escolha final feita por imigrantes durante esse período de 10 anos. Da mesma forma, analisou diversos fatores que podem influenciar nessas escolhas, como os países de origem dos imigrantes, as alterações aos programas de imigração e da realidade econômica de cada região.

A pesquisa mostra uma tendência conhecida: A Região Oeste foi o motor nos últimos anos. Por exemplo, entre 2000 e 2010, a propoção de imigrantes que queriam se estabelecer em Alberta cresceu de 6,3% para 11,6%.

Em Saskatchewan também foi registrado um aumento, passando de 0,8% para 2,7% dos novos moradores que queriam viver nessa província.

Em Manitoba também as perspectivas melhoraram, mostrando um aumento de 2% para 5,6% em 2010.

 

Longe das grandes cidades

 

Das três grandes cidades que sempre se destacaram no Canadá, somente Montreal registrou um aumento como destino procurado por imigrantes, de 12,5% em 2000 para 16,6% em 2010.

Toronto, como já observado, deixou de ser o alvo de quase metade de todos os imigrantes para o Canadá, para atrair apenas um terço. Enquanto isso, Vancouver também teve uma pequena queda, de 14,6% para 13,3% durante essa década.

Embora o estudo possa significar más notícias para algumas cidades, isso também significa que o país está a ser descentralizando, o que poderia ajudar para um desenvolvimento mais equitativo das diferentes regiões.

O StatsCan também observou que a variação entre intenção e realidade não é tão grande quanto o esperado. A grande maioria das pessoas que relataram que queriam ir para uma região específica e sim se instalaram no local.

Variações em muitos casos ocorreram dentro da mesma província. Por exemplo, uma pessoa que disse que queria ir para Quebec City, mas acabam ficando em Montreal.

O estudo destaca que Alberta, British Columbia e algumas partes de Ontário e Quebec, que não incluem Toronto e Montreal, respectivamente, registraram a chegada de mais imigrantes do que o número dos que manifestaram a intenção.

Por outro lado, nas províncias atlânticas, Manitoba, Saskatchewan, Toronto, Montreal e Quebec City, o número de imigrantes foi menor do que o número de pessoas que manifestaram a intenção de viver nestas regiões.

 

Fonte: http://noticiasmontreal.com/145954/estudio-inmigracion-stats-canada-toronto-montreal/

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.

Deborah Calazans

Deborah Calazans, Graduada e Pós-graduada em Jornalismo, é membro da equipe da Immi Canada desde 2013 e atualmente atua como a Gerente Geral dos escritórios da Empresa no Brasil, sendo responsável por todo acompanhamento nos processos dos Vistos de Residência Temporária.