Quem começa a pensar ou embarca no plano Canadá já deve ter percebido que, em todos os lugares onde pesquisa, lê e encontra pessoas com a experiência canadense, o mercado de Tecnologia da Informação (TI) é a menina dos olhos da imigração e dos recrutadores. Mas será que isso é verdade? É realmente tudo isso o que falam? O profissional de TI tem alguma vantagem na obtenção do visto? Pensando em todas estas dúvidas, elaboramos este artigo para explicar e planificar, em números, o real cenário do mercado de TI no Canadá.

Dados e projeções

Os profissionais do mercado sabem que a área é próxima de ser uma linguagem mundial, com mercado de trabalho amplo e diversificado em praticamente qualquer lugar do mundo. No Canadá não é diferente. Um estudo lançado no país pela Digital Adoption Compass (DAC), mostra que devido a uma série de fatores como o envelhecimento da força de trabalho, um desequilíbrio entre oferta e procura, além de incompatibilidade de competências, o mercado de tecnologia precisará, até 2019, de cerca de 182 mil profissionais. As posições vão desde analistas de sistemas até engenheiros de software, passando por todas as áreas da Tecnologia da Informação.

O estudo foi feito por uma equipe de pesquisadores do Information and Communications Technology  Council (Conselho de Comunicação e Tecnologia da Informação) e foi financiado pelo Programa de Setores de Iniciativa do Governo do Canadá. Ainda de acordo com a pesquisa, é essencial que o profissional tenha o equilíbrio correto entre as capacidades técnicas e de negócios, pois para eles é difícil encontrar pessoas que se enquadrem em cargos gerenciais na área. Segundo o relatório, as ocupações em alta demanda são:

  • Analistas e consultores de sistemas da informação;
  • Programadores e desenvolvedores de mídia interativa;
  • Engenheiros de software;
  • Operadores de computador, rede e técnicos web;
  • Gerentes de sistema da informação e computação;
  • Analistas de administração e banco de dados;
  • Designers gráficos e ilustradores.

mercado de TI no Canada

Além delas, a análise do governo canadense também mostra outras segmentações da área, que terão procura e demanda, mas não com tanta intensidade como as listadas acima. São elas: técnicos de transmissão, gerentes de telecomunicações, web designers e desenvolvedores, tecnólogos e técnicos de engenharia elétrica e eletrônica, engenheiros elétricos e eletrônicos, engenheiros de computação, técnicos de testes de sistemas e técnicos de suporte ao usuário.

Regiões

Ainda com dados retirados do relatório, como é de se esperar, quatro províncias canadenses terão maior demanda dos trabalhadores até 2019: Ontario, Quebec, British Columbia e Alberta. A com mais necessidade é a região de Ontario, pois serão necessários, até 2019, cerca de 53 mil trabalhadores de TI na região de Toronto e Grand Toronto Area (GTA) e 10 mil na área de Ottawa. Em Quebec, 36 mil profissionais terão de ser contratados para trabalhar com TI aos arredores e em Montreal, 10 mil na cidade de Quebec e cerca de 4 mil no restante da província.

Já em British Columbia, a demanda total será de cerca de 21 mil cargos até o ano de 2019, por volta de 16 mil posições somente em Vancouver. Alberta fica na quarta posição, com a precisão de contratar em torno de 17,5 mil pessoas que trabalham com TI. Do número total, 11 mil na capital Edmonton e mais quatro mil em Calgary.

O restante das vagas são espalhadas nas outras províncias canadenses, porém com menos expressão do que nas quatro citadas. A pesquisa também traz dados curiosos, concluindo, por exemplo, que existem muito mais homens na área trabalhando atualmente no país do que mulheres: três em cada quatro profissionais atuantes da TI são do sexo masculino.

Para saber mais informações a respeito do mercado de Tecnologia da Informação no Canadá, incluindo média salarial, clique aqui. Para saber quais são as certificações que os recrutadores do mercado da especialidade procuram, acesse este link.

mercado de TI no Canada    

Mitos x verdades

Existem muitos mitos sobre imigração para o Canadá (recentemente fizemos um texto bem completo falando deles, clique aqui para acessá-lo), como conseguir emprego, mercado de trabalho, facilidade para aplicação de vistos, dentre muitos outros. A abundância e acesso às informações que a internet proporciona é benéfica, mas é preciso, por diversas vezes, filtrar as notícias e saber de sua procedência. Com o mercado de TI não é diferente. Pensando nisso, vamos falar abaixo sobre três tópicos muito falados por profissionais que desejam imigrar com esta profissão.

  • Sou da TI, tenho emprego garantido no Canadá.

MITO.

O candidato pode ter anos de experiência na área de TI mais requisitada no Canadá, isto não é garantia de conseguir uma vaga. A busca por um trabalho em um país completamente novo é muito particular e depende de diversos fatores: especialização, experiência na função, experiência canadense, nível de inglês e/ou francês, disponibilidade, currículo e abordagem de acordo com a vaga ofertada, dentre outros.

Lembre-se: você é imigrante, portanto ninguém sabe nada a seu respeito e suas referências são do mercado brasileiro e não do canadense. Um ponto que pode ser repetitivo, mas é necessário bater na mesma tecla: fluência no idioma e pesquisa. Por ser valorizada e o mercado estar aquecido no país, a área se torna bastante competitiva em algumas empresas, tornando-se imprescindível estar muito bem preparado.

  • Eles buscam profissionais generalistas, então vou saber um pouco de cada coisa.

MITO.

O mercado de trabalho nesta área é diferente. As companhias preferem que o candidato seja um especialista de fato naquilo que sabe fazer, pois ter conhecimentos rasos ou intermediários em várias segmentações da TI pode não ser o melhor caminho para encontrar um bom emprego no país. Claro que agregar conhecimento sempre é bom e estar atualizado é fundamental. Se o trabalhador conseguir se especializar, de verdade, em diversas áreas, ganhará muitos pontos, mas nem sempre isto é possível, pois requer tempo, dedicação e investimento.

  • Tenho que ter experiência canadense para ter um alto cargo.

DEPENDE.

Como já comentamos, a conquista de uma boa vaga de trabalho depende de diversos fatores e é muito particular. Levando em consideração a falta de histórico no país, é pouco provável que um profissional, mesmo da Tecnologia da Informação, vá direto para uma posição de gestão. Obviamente isto também não é impossível, por isso tudo depende.

Independentemente da profissão, se aperfeiçoar e correr atrás de conhecimento sempre conta muito e é um diferencial. Ter estudado, mesmo que por pouco tempo, no Canadá, também conta. Fluência no idioma é requisito obrigatório para se ter acesso a boas oportunidades. Portanto, a soma destas aptidões dá ao profissional boas características e possibilidades de concorrer a ótimas vagas de emprego no país.

Fontes:
http://www.digcompass.ca/
https://www.ictc-ctic.ca/
http://www.itworldcanada.com/article/canada-needs-182000-people-to-fill-these-it-positions-by-2019/287535

Fabíola Cottet

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.