Quer imigrar para o Canadá com seu cônjuge, mas começou a pesquisar e diversas dúvidas surgiram? Calma, isso é normal. Muitas são as perguntas recebidas por nós, da Immi Canadá, pois a maioria dos que querem ter uma melhor qualidade de vida em terras canadenses querem ir com a família, no caso o marido ou esposa e filhos. Pensando nisto, elaboramos este artigo com alguns mitos e verdades sobre a imigração de casais para o território do True North.

O primeiro ponto que deve estar claro, quando se trata de imigração e não somente de estudos, é que quanto mais qualificado ambos forem, melhor. Embora a pontuação de todos os processos seja maior para o aplicante principal, o companheiro(a) também ajuda com alguns pontos adicionais e, caso tenha uma profissão na National Occupational Classification (NOC) e um bom nível de inglês, a adaptação e possibilidade de conseguir um emprego em sua área de atuação se darão com muito mais facilidade. Veja abaixo a lista de mitos e verdades quando se trata de imigrar em casais.

  • É mais fácil imigrar em casal do que sozinho.

Verdade.

Esta afirmação é verdadeira por dois simples motivos. O primeiro é o companheirismo, principalmente na fase inicial de adaptação. O segundo é a vantagem de que o cônjuge pode trazer pontos a mais na hora de aplicar para a residência permanente por algum dos vários caminhos possíveis (para saber mais acesse www.immi-canada.com/como-imigrar-canada-sem-express-entry/ e clique aqui).

  • Para imigrar por meio dos estudos, ir em casal permite visto de trabalho para quem não estuda.

Verdade.

Para quem não consegue aplicar de cara para um dos processos existentes no país, ou falta pouca pontuação (clique aqui e saiba mais como imigrar por meio dos estudos), ir estudar no Canadá pode ser uma ótima opção. Além de graduar-se em uma instituição de ensino situada em um dos países com os melhores níveis educacionais do mundo, se o estudante for casado, um curso superior (que pode ser um college ou university) com duração de mais de oito meses em regime de estudo full-time, dá direito ao cônjuge, ou seja, a pessoa do casal que não estiver estudando, obter um Open Work Permit (OWP), que possibilita o trabalho em período integral durante o visto e enquanto o estudante estiver frequentando as aulas.

imigracao de casais

  • O Canadá facilita a imigração para casais.

Mito.

Nenhum processo de imigração é fácil ou acontece do dia para noite. O país não procura casais brasileiros para viver dentro das suas fronteiras, eles procuram imigrantes qualificados, independentemente do estado civil, de todos os lugares do mundo.  O que ocorre é que quando uma pessoa casada aplica para um processo de imigração ou para um visto de estudo, consegue colocar o cônjuge como dependente, além de poder incluir os filhos menores de 22 anos (a idade voltou a ser esta recentemente, confira o texto que elaboramos anteriormente sobre o tema clicando aqui). Ademais, algumas vantagens existem no que diz respeito ao visto de estudo-trabalho e também pela questão de convivência. Porém é importante lembrar que as regras são as mesmas, o casal precisa atingir a pontuação, precisa comprovar renda, pelo menos um dos dois precisa ter um ótimo nível de inglês ou francês e todas as demais exigências.

Outro cenário possível é que, no caso de um dos membros do casal estudar e o outro trabalhar, temos duas possíveis chances de imigração. A faculdade em uma instituição credenciada pelo governo canadense é um diferencial na maioria dos programas e a outra parte pode, trabalhando legalmente com OWP, conseguir uma oferta de trabalho que poderá servir tanto para um dos processos provinciais ou até para um federal.

  • É mais barato imigrar em casal do que sozinho.

Mito e verdade.

Esta afirmação se enquadra nas duas categorias pelo simples motivo de que uma vantagem acaba se tornando uma desvantagem. Quando ambos trabalham no casal, se torna menos complicado guardar dinheiro, mais fácil planejar e também emocionalmente mais confortável pela questão de adaptação e apoio. A comprovação financeira para um casal é, realmente, mais em conta do que para duas pessoas solteiras (veja a tabela atualizada de proof of funds clicando aqui). Porém, é super importante lembrar que as despesas no país serão dobradas: taxas de visto, gastos com aluguel mais alto, supermercado e demais contas mensais.

  • Terei escola pública gratuita para meus filhos no Canadá assim que eu chegar.

Mito e verdade.

É mito pois muitos pensam que estudar um curso de inglês ou ir a turismo dá direito que o filho ou filha estude em uma das escolas públicas do país. E isto não acontece. O que é verdade é que, quando se vai como residente ou com o visto de estudo em um curso com duração de mais de oito meses, no mesmo esquema citado acima, com um do casal trabalhando e outro estudando, os filhos ganham o direito de estudar em uma escola pública canadense, reforçando que o sistema público de ensino no país é um dos melhores do mundo.

imigracao de casais

Ademais, alguns requisitos precisam ser cumpridos. É essencial pesquisar, primeiramente, a idade mínima para matricular os filhos na escola pública. Ela varia de quatro a seis anos, dependendo da província (confira mais detalhes sobre adaptação dos filhos clicando aqui). Antes disso as crianças podem frequentar o day care, que é semelhante a uma creche no Brasil, mas aí o ensino é pago. Além disso, um dos pais precisa estar matriculado em uma instituição credenciada pelo governo canadense, em programa full-time. Algumas províncias possuem regras mais específicas relacionadas ao estudo, por isso é sempre essencial pesquisar.

Outro detalhe importante é que os pais não podem simplesmente escolher a escola em que os filhos vão estudar, ela geralmente é determinada pela região em que definem morar. A primeira coisa que os pais precisam fazer é escolher a cidade e entrar em contato com o School Board da região, para se informar sobre a documentação exigida.

Evento em abril de 2018 promovido em algumas cidades do Brasil com palestras, workshops, exposição de escolas canadenses e tudo mais que você precisa saber sobre estudo e imigração para o Canadá. https://www.immi-canada.com/palestra-estudo-imigracao-2018/

Fabíola Cottet

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.

Fabiola Cottet