Os sete motivos mais comuns para que se tenha o Pedido de Residência/Visto Canadense recusado

Todos os anos, milhares de candidatos à residência permanente no Canadá têm seus pedidos indeferidos por uma infinidade de razões, muitas das quais poderiam ser totalmente evitadas.

shutterstock_104400326

O Canadá oferece inúmeras opções de imigração para estrangeiros, mas aplicar a elas, muitas vezes, pode ser um desafio. Aqui está uma lista de sete motivos comuns pelos quais aplicações à residência no Canadá são negadas.

Confira:

1. Misrepresentation – Declaração de Informações Falsas e/ou Incompletas

Alguns casos de deturpação de informações, que é de responsabilidade do requerente, como não responderem questões presentes no formulário, omitir informações ou, até mesmo, mal interpretar alguma pergunta do formulário. Embora o termo ‘deturpação’ parece implicar uma tentativa deliberada por parte do requerente para ocultar ou distorcer algumas informações, este nem sempre é o caso. Alguns casos de falsas declarações são acidentais e evitáveis. O resultado dessa transgressão não é apenas que o pedido seja recusado, mas também que o requerente pode ser proibido de solicitar por dois anos (cinco anos para aplicações Quebec), qualquer tipo de visto para o Canadá.

2. Saúde

Todos os requerentes de residência permanente no Canadá e seus dependentes são obrigados a fazer um exame médico com um médico reconhecido pela Citizenship and Immigration Canada (CIC). Alguns problemas de saúde podem resultar na recusa. Os candidatos para residência permanente que necessitam de medicação para diabetes ou hepatite A, por exemplo, podem ser considerados como um fardo potencial sobre o sistema de saúde universal do Canadá, sendo assim, o CIC reserva-se o direito de recusar um pedido por motivos de saúde. Há, porém, maneiras de superar inadmissibilidade por motivos de saúde. Por exemplo, um relatório de um especialista sobre a condição poderia ajudar o caso de um candidato e ajudar a evitar novos exames, atrasos e /ou recusas.

3. Criminalidade

Verificações de antecedentes criminais de todos os países os quais o requerente tenha residido durante seis meses ou mais, desde que ele ou ela completou 18 anos de idade são obrigatórios. O Canadá, compreensivelmente, quer garantir que os imigrantes às suas comunidades não têm antecedentes criminais que poderiam ameaçar a segurança e a saúde dos outros residentes. Se você não tem quaisquer encargos ou condenações em seu passado, nesta fase, é apenas mais uma documentação a ser apresentada. Caso você tenha um crime em seu registro, no entanto, isso pode apresentar problemas durante sua aplicação. Para casos como esse, é indicada a busca por um profissional, seja um Advogado ou Consultor de Imigração com experiência em questões relativas à admissibilidade.

4. Perda do Prazo

O Citizenship and Immigration Canada (CIC), ao impor prazos para a apresentação de determinados documentos e formulários, tenta fazer o processo de imigração mais rápido para os candidatos. Perdendo um desses prazos, no entanto, pode resultar em que a aplicação seja recusada. Portanto, é importante saber como e quando obter determinados documentos, e como e quando completar certos formulários, é indispensável. Deve-se estar preparado e organizado antes e durante o processo de imigração, pois isso pode fazer a diferença entre imigrar e ter um pedido recusado. Enquanto o CIC irá ocasionalmente conceder prorrogações, é importante para explicar adequadamente os motivos da prorrogação e dar razões e/ou documentos de apoio.

5. Reconsiderações – CIC comete erros

Na maioria dos casos o CIC segue suas próprias regras e procedimentos de uma forma simples e consistente. No entanto, são capazes de erros e/ou inconsistências em seu trabalho. É possível que eles possam interpretar mal a lei e recusar um pedido por motivos injustificados. Contratar os serviços de um Consultor ou Advogado de Imigração pode atenuar esses fatores. O profissional pode ser capaz de construir um caso baseado em precedentes estabelecidos semelhantes ou idênticos à situação enfrentada por um candidato que teve o seu pedido recusado, e depois representar o requerente em um caso de reconsideração ou de recurso para o tribunal competente.

6. Deixar de anexar documentos

O CIC oferece uma lista completa dos documentos exigidos ao candidato (Checklist), bem como um número de rastreamento, a fim de trazer uma aplicação até o final. Cabe ao requerente localizar esses documentos e enviá-los para o escritório do CIC correto com o número de rastreamento. Não fazer isso pode resultar na recusa da aplicação que está sendo realizada.

7. Aplicando sem saber os requisitos de elegibilidade

O Canadá oferece mais de 60 programas de imigração, cada um deles é único. Dependendo de uma série de fatores, como a idade, a educação, o patrimônio líquido, ocupação e experiência de trabalho, ele ou ela pode ser elegível para um, mais de um, ou nenhum desses programas.

Um olhar superficial nos critérios para um determinado programa pode levar a um candidato acreditar que ele ou ela é elegível, mas pode ser o caso de que ele ou ela não seja, de fato, elegível para esse programa. Uma revisão detalhada dos critérios de aplicação contra a legitimidade do requerente é necessária para avaliar se a pessoa está apta ou não para um programa de imigração.

Alguns candidatos têm seus pedidos indeferidos, porque eles não são elegíveis para o programa para o qual aplicaram, mesmo que eles possam ter sido considerado elegível para outro programa de imigração canadense. Esta situação pode ser evitada se o requerente determina corretamente a sua elegibilidade para a imigração canadense antes de fazer o pedido. Não fazê-lo é muitas vezes um desperdício de tempo, energia e dinheiro para o aplicante.

O próprio site oficial do Governo do Canadá – www.cic.gc.ca – oferece uma ferramenta a qual ajuda ao futuro aplicante ver se ele é elegível ou não. O ideal é que todos leiam todas as regras, para que não tenha um final infeliz.

Quer imigrar para o Canadá? Agende hoje mesmo um horário com um de nossos consultores!

Envie-nos um email: [email protected]

 

Fonte: http://www.cicnews.com/2014/10/reasons-people-refused-canadian-permanent-resident-visa-103946.html

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.

Deborah Calazans

Deborah Calazans, Graduada e Pós-graduada em Jornalismo, é membro da equipe da Immi Canada desde 2013 e atualmente atua como a Gerente Geral dos escritórios da Empresa no Brasil, sendo responsável por todo acompanhamento nos processos dos Vistos de Residência Temporária.