Diante das notícias divulgadas nos últimos dias pelo governo canadense, decidimos por publicar o nosso posicionamento a respeito da entrada de residentes temporários no país, que possuam permissões de estudo e trabálho válidas no Canadá.

Na segunda-feira, o primeiro ministro do Canadá, Justin Trudeau, em entrevista coletiva, informou que o Canadá só permitiria a entrada no país de cidadãos canadenses, residentes permanentes, familiares imediatos destes, cidadãos americanos, diplomatas e membros das tripulações de aeronaves. A medida entraria em vigor a partir do dia 18 de março.

Na quarta-feira, 18 de março, o primeiro ministro, em outra entrevista coletiva, informou sobre as restrições para cruzamento da fronteira entre Canadá e Estados Unidos. E a partir desta data só seria permitido o trânsito entre os dois países para trabalhadores em atividades essenciais no cenário de combate à disseminação do Covid-19 como; caminhoneiros que fazem frete de alimentos, insumos médicos e outros itens que garantem o abastecimento dos dois países, médicos, enfermeiros e outros profissionais que tenham sua atividade definida como atividade essencial. Estrangeiros com propósito de turismo e lazer não seriam autorizados a entrar em nenhum dos dois países.

Na sequencia desta entrevista, com foco em falar sobre as restrições de cruzamento de fronteira entre os dois países, ocorreu uma outra coletiva de imprensa, desta vez com os ministros do governo canadense. Nesta entrevista, o ministro de segurança nacional, Bill Blair, mencionou que estudantes e trabalhadores estrangeiros com permissão de trabalho seriam autorizados a entrar no Canadá.

Neste contexto, é importante ressaltar que a entrevista coletiva dos ministros tinha como pauta o anúncio anterior das restrições de acesso na fronteira americana e sobre o pacote de ajuda financeira divulgado pelo primeiro ministro minutos antes. Em nenhum momento, o ministro Blair mencionou que pessoas com permissão de estudo ou trabalha, chegando de avião ao Canadá, poderiam entrar no país, assim como sua fala também não anulou de forma alguma a informação de restrição de entrada de estrangeiros no Canadá, anunciada pelo primeiro ministro, Justin Trudeau, na segunda-feira.

Desta forma, sentimos a obrigação de apurar melhor a informação antes de divulgarmos precipitadamente ao público que nos segue, que poderiam entrar no Canadá com seu status de estudante ou trabalhador válidos.

Ligamos para a imigração canadense e o oficial de imigração que nos atendeu foi enfático ao afirmar que nada teria mudado sobre a restrição de entrada de estrangeiros no Canadá, divulgada no dia 16 de março. Informou também que pessoas com permissões temporárias continuavam impedidas de entrar pelos aeroportos do país conforme tinha sido informado pelo governo anteriormente.

Analisando com cuidado o vídeo da entrevista onde o ministro Bill Blair fez referência a entrada de estrangeiros, comparando com o posicionamento de um oficial de imigração que manteve o entendimento anterior, concluímos que a fala do ministro Blair foi divulgada por veículos de imprensa de forma descontextualizada e levou muitas pessoas ao entendimento equivocado sobre as restrições de entrada no Canadá.

Sabemos que esse impedimento momentâneo da entrada de estrangeiros no país, frustra os planos de muita gente. Além disso, falamos por nós como consultoria especializada em vistos e imigração para o Canadá: essa decisão afeta diretamente o nosso negócio. Porém, temos a consciência e a obrigação de reconhecer que só chegamos até aqui após aproximadamente 8 anos de fundação da Immi Canada, por colocarmos a honestidade e os interesses dos nossos clientes sempre à frente de qualquer interesse econômico e de auto-promoção.

E em relação a esta notícia não poderíamos agir de outra forma que não fosse compartilhar a verdade sobre nosso conhecimento e entendimento dos fatos. Consideramos, inclusive, depoimento de várias pessoas que estavam em contato conosco tentando embarcar ara o Canadá ontem, dia 18 de março, e foram impedidas no Brasil e nos Estados Unidos.

Desta forma, reafirmamos que a entrada no Canadá por via aérea continua proibida para estrangeiros, mesmo os que possuem permissão de estudo e trabalho válida. Somente cidadãos canadenses, residentes permanentes, diplomatas e membros de tripulação estão autorizados.

Para quem chega via terrestre vindo dos Estados Unidos, temos alguns relatos de residentes temporários do Canadá que conseguiram entrar no país. Porém, se a sua viagem não tem motivação de realização de uma atividade essencial no canadá, não podemos afirmar que você conseguirá entrar no país desta forma.

Nossa mensagem final é de que este é um momento que devemos agir com cautela e seguir as orientações do governo para evitarmos maiores prejuízos e até comprometermos planos construídos com muito esforço por cada um que está vivendo ou vai viver este sonho no Canadá.

Nos comprometemos em manter nossos seguidores informados com conteúdo relevante a este cenário que muda diariamente. Para acompanhar, siga nossos perfis nas redes sociais;
– Facebook: https://www.facebook.com/immigratenow/
– Instagram: @immicanada

Atenciosamente,

Immi-Canada

Comentários Facebook