Posso imigrar depois dos 50 anos?

E eis que o sonho de morar em outro país bateu à sua porta. Isso pode ocorrer em qualquer momento da vida, em distintas faixas etárias, classes sociais ou profissões. A boa notícia é que o Canadá é um dos lugares em que isso pode se tornar realidade sim, independente se a decisão foi tomada aos 20, 30, 40, 50 anos ou mais. Para tanto é preciso se preparar (leia “Preparação para imigrar: passo a passo”) e se atentar para todas as regras e as possibilidades existentes para atingir o objetivo com sucesso.

Por exemplo, no atual modelo de gerenciamento das aplicações para Residente Permanente no âmbito federal, o Express Entry, o perfil do aplicante vale pontos. Desta maneira, cada pessoa que aplicar passa a ter mais ou menos chances de imigrar a partir da soma de números ligados as várias competências, incluindo acúmulo de experiência professional dentro e/ou fora do Canadá.

Ainda neste formato, o fato de ser casado ou solteiro, impacta nos pontos adquiridos com relação a quantos anos o candidato tem no momento da aplicação. Neste item, quem tem 18 anos e for casado recebe 90 pontos e os solteiros 99 pontos; aos 30 anos, soma-se 95 e 105, respectivamente; aos 40 anos tem-se 45 pontos e 50 pontos. Somente a partir de 45 anos completos não se pontua mais neste quesito, porém existem os outros aspectos que contribuem para o processo de imigrar, como o nível de escolaridade e a proficiência no idioma inglês ou francês.

Vale lembrar que não é somente esta a forma de morar legalmente no Canadá, principalmente pelo fato de que as diferentes províncias têm autonomia para realizar processos próprios, nos chamados “Provincial Nominee Programs”. Nestes casos, as regras são distintas, portanto tem que se pesquisar bem o destino pretendido e os caminhos disponíveis, considerando a real intenção de residir e trabalhar de acordo com a localidade canadense escolhida.

Voltando para a sala de aula

Quando você pensa em um estudante internacional no Canadá esqueça a cena de um jovenzinho com mochila nas costas que pela primeira vez se vê longe dos pais. Claro, que eles vem para o exterior, claro, mas também tem um movimento grande desses pais vindo estudar, sabia? É comum encontrar nas escolas de inglês famílias buscando melhorar o idioma juntas, ou aposentados que querem aprender outra língua ou outra área de atuação, bem como pessoas cujos filhos moram no país e resolveram mudar de vida desembarcando em novas terras por intermédio do “Super Visa”. Há infinitas histórias!

Assim, seja para fazer um curso de idiomas, um College ou até mesmo uma universidade, mais uma vez a idade não é barreira. O traço forte da multicultural idade e o respeito com as diferenças, fazem com que todos convivam e aprendam entre si, desta maneira, basta estar aberto para a troca de conhecimento e aproveitar as oportunidades de interagir com pessoas de diferentes partes do mundo.

Os desafios

Podemos afirmar que em linhas gerais, os desafios enfrentados por quem quer imigrar são os mesmos independente da maturidade. Aquele frio na barriga, as dúvidas sobre o local de moradia e todo o processo de adaptação a realidade de um novo país acontecem da mesma forma, e para isso é preciso estar preparado, pesquisar bastante, e mais uma vez considerar as características pessoais.

Tem jovens que não gostam da experiência de morar em locais compartilhados e pessoas mais velhas que adoram a agitação de um homestay que esteja repleto de estudantes. Enfim, nesta hora que os gostos pessoais (e a verba disponível) vão orientando como será a vida longe da terra natal.

Aliás, há aspectos que precisam ter uma atenção especial, como as reservas financeiras, como será o acesso ao sistema de saúde e as despesas envolvidas antes, durante e depois da chegada ao novo endereço. Mais podemos novamente afirmar que esses são desafios comuns a qualquer pessoa que queira ir para o exterior, não é mesmo?

 

Job Search Qualification Resume Recruitment Hiring Application Concept

O mercado de trabalho

A regra no Canadá é que ao elaborar um currículo não se coloque determinadas informações, como por exemplo, a idade. Desta maneira, vale dar ênfase nas competências e experiências vividas. Isso faz com que um bom profissional possa ser admitido independente de quantos anos ele tem, e sim considerando como poderá contribuir com a empresa.

Lembre-se que assim como no Brasil, quanto mais exigência tem um cargo, mais ele requer que se esteja qualificado, portanto consegue a vaga quem estiver mais preparado. O mercado é dinâmico, então há sempre novas contratações e transição de carreira mesmo entre pessoas com muitos anos de experiência, sem nenhuma restrição.

Ser voluntário no Canadá também é algo bastante valorizado, e algumas instituições inclusive realizam rigorosos processos seletivos para determinadas posições. Além da possibilidade de fazer o bem, esta é uma excelente porta de entrada para obter conhecimento do mercado canadense independentemente da idade, sendo um caminho que recebe de braços abertos desde adolescentes até pessoas que já aposentaram.

Quer saber mais? Nós estamos aqui para te ajudar!

Assim, respondendo a pergunta “Posso imigrar depois dos 50 anos?” que foi feita lá no título desta matéria, a resposta é SIM. E se precisar de ajuda pode contar com a equipe da Immi Canadá!

 

 

 

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.

Monica

Muito prazer! Eis aqui uma jornalista que ama viajar, conhecer novas pessoas e compartilhar experiências: vivendo e aprendendo, sempre. A primeira conexão São Paulo - Toronto ocorreu em maio de 2014.