A experiência no mercado de trabalho canadense é bastante benéfica aos que desejam alcançar a Residência Permanente no país. Porém existem algumas regras para que este período ajude efetivamente no processo em vigor, o Express Entry.

Canadian Experience Class (CEC)

Anteriormente o Canadian Experience Class (CEC) era um dos Programas de Imigração “Direta” do Canadá, ou seja, o aplicante que se enquadrasse nas regras, aplicava à Residência Permanente diretamente por meio do CEC.

Mas isso mudou desde que em 2015 quando o Express Entry entrou em vigor, sendo ele o sistema atual de gerenciamento das aplicações à Residência Permanente do Canadá, para certos programas de imigração econômica incluindo o Federal Skilled Worker Program,Federal Skilled Trades Program e o Canadian Experience Class.

Trabalho Full-Time

Para que o tempo de trabalho tenha “real” validade para os pontos extras no Express Entry, o mesmo deverá ser Full-Time.

Full-Time (Tempo Integral) significa  ter uma carga horária semanal, mínima, de 30 horas ou 2 (dois) anos de experiência part-time, o qual será contabilizado como 1 (Um) ano Full-time.

Leia mais sobre AQUI.

Qualquer rotina de trabalho que não atenda aos requisitos acima, não será considerada como “experiência de trabalho canadense”.

Experiência de Trabalho durante a vigência do Work Permit, Open Work Permit e/ou Post-Graduation Work Permit

Toda a experiência de trabalho a ser adquirida dentro do Canadá, para que a mesma possa te possibilitar em alcançar mais, em média, 50 pontos (OBS. Com a junção do Canadian Experience e Fatores de Transferability), na aplicação via Express Entry, terá de ser no período sob vigência de um Work Permit, Open Work Permit ou Post-Graduation Work Permit.

Experiência Profissional adquirida por Estudantes enquanto estão no Canadá sob uma Permissão de Estudo, NÃO  será contabilizada, mesmo que a permissão de estudo o possibilite trabalhar as 20h semanais durante as aulas ou até mesmo as 40h durante o período de ferias.

Da mesma forma, experiência adquiridas como “self-employed” (autônomo) no Canadá, não são consideradas como Experiência Canadense.

NOC 0, A ou B

Primeiramente: O que é NOC?

NOC, sigla para o National Occupational Classification, é um sistema utilizado pelo Governo do Canadá para classificar as ocupações. As ocupações são agrupadas de acordo com o tipo de trabalho e funções exercidas por um ocupante daquele cargo.

O NOC é um dos mais importantes critérios de avaliação da experiência profissional dos candidato a imigração através dos programa econômicos. Por exemplo, se uma pessoa quer aplicar como um trabalhador qualificado  por meio do programa Canadian Experience Class deverá verificar o NOC das funções exercidas para ter a certeza que o mesmo é considerado “qualificado” (NOC nível 0, A ou B).

É importante a função exercida dentro do Canadá se enquadre em um dos NOCs 0, A ou B:

NOC 0 – Funções de Gestão.

Exemplos: gerentes de restaurante, gerentes de minas, capitães (pesca) etc.

NOC A – Ocupações de Nível Profissional

As pessoas que exercem estas funções, geralmente, precisam de um diploma de uma universidade para se qualificarem.

Exemplos: médicos, dentistas, arquitetos etc.

NOC B – Trabalhos técnicos/especializados.

As pessoas que exercem estas funções, geralmente, precisam de um diploma universitário ou um conhecimento técnico relacionado.

Exemplos: cozinheiros, eletricistas, encanadores etc

Tempo mínimo necessário

O tempo mínimo de experiência dentro do Canadá, atendendo aos requisitos até aqui explicados é de 12 meses (1 ano) como empregado por tempo integram (mínimo 30h semanais) ou equivalente como part-time.

O profissional deve ter sido sempre devidamente registrado no quadro de funcionários da empresa, não sendo válido serviços Freelancers ou Subcontactor, devendo sempre manter a relação Empregado x Empregador.

Quer auxílio na aplicação do Visto?

Entre em contato conosco!

contact@immi-canada.com

Comentários Facebook