Nossa road trip começou no dia 1º de novembro de 2019, uma sexta-feira à tarde, minha esposa, minhas duas cachorras e eu, iniciamos nossa jornada de 3 noites, percorrendo mais de 2.260 km de distância, saindo da província de Manitoba em direção a British Columbia, que seria nosso novo lar.

Nesse percurso, passamos por 10 cidades, até finalmente chegarmos em Vancouver, no dia 4 de novembro, em uma segunda-feira chuvosa na cidade.

Manitoba:

The Forks – Winnipeg/MB

O nosso plano de partir em novembro, foi pensado para não ter que vivenciar mais um inverno rigoroso na cidade de Winnipeg (Manitoba), onde nós já vivíamos há mais de 2 anos. Quando saímos do Brasil direto para Winnipeg, optamos pela cidade por alguns motivos: o curso (college) que minha esposa iria estudar, o baixo custo de vida, e também porque já era uma cidade conhecida por ela, que tinha concluído o ensino médio por lá, 10 anos antes de retornar, agora casada e com um cachorro.

Na época, viemos do Brasil com nossa cachorrinha Frida, uma mini-schnauzer que nunca tinha visto neve na vida. Para fazer companhia a ela, pouco tempo depois de chegarmos ao Canadá, entramos no processo de adoção de uma outra cachorrinha, a nossa vira-latinha chamada Lola. Assim, pudemos dizer que nossa família estava completa com a chegada da nova integrante.

Quando optamos por mudar de Winnipeg, o clima de frio extremo para nós, foi um fator decisivo. Avaliamos as alternativas para a mudança e logo decidimos que deveríamos ir de carro, pois de avião seria muita burocracia para levar as duas cachorras, e também porque Lola, apesar de ser considerada de porte pequeno, excedia um pouco as limitações das companhia aéreas e para viajar e teria que ir na área de carga da aeronave. Sendo assim, a road trip de Winnipeg a Vancouver começou a ser planejada em detalhes.

Se quiser saber como viajar de avião com o seu animalzinho, leia nossa matéria aqui.

A busca de uma alternativa de viagem mais segura e confortável para nossas filhas de 4 patas, também se mostrou uma oportunidade para conhecer mais o Canadá, atravessando-o por dentro e passando por províncias e cidades que nós não conhecíamos ainda.

De Winnipeg até Vancouver, são quase 24 horas de viagem se considerarmos um trajeto ininterrupto. Porém, para aproveitar um pouco, nós resolvemos dividir essa aventura em 4 dias. O primeiro passo foi alugar um carro grande, no qual coubesse nossas malas e as cachorras com conforto e segurança para todos.

Mini Van

Alugamos uma Toyota, também conhecida como mini van. O carro possuía 7 assentos, no qual 3 deles foram reservados exclusivamente para Frida e Lola. O resto das nossas coisas (malas e sacolas) foram acomodadas pelos outros bancos restantes, pelo porta malas e em qualquer outro espaço vago no carro.

Saskatchewan:

Saskatchewan Legislative Building

Deixamos Winnipeg por volta de 2 da tarde, nesse dia não chovia e não estava nevando. Essa também era uma preocupação, pegar neve na estrada. Confiamos na meteorologia e demos início a nossa jornada em direção a província de Saskatchewan, no entanto, paramos no meio do caminho em um posto de gasolina ainda em Manitoba, para que as cachorras pudessem descer e se movimentar (deixo aqui a dica para quem viaja com seus pets, sobre a importância de planejar paradas estratégicas no trajeto, e assim diminuir o possível stress da viagem para os animais).

Frida (a frente) e Lola tranquilas durante a viagem

A segunda parada foi chegando na cidade de Regina em Saskatchewan após aproximadamente 5 horas e meia de vigem. A estrada até lá é excelente, muito bem conservada, porém é uma reta infinita e o visual não conta com muitas atrações. São quase 6 horas passando somente por fazendas e pastos. Manitoba é uma província conhecida pela extensa área dedicada à atividade rural, e nessa viagem pudemos perceber o quanto sua paisagem é marcada por fazendas.

Parada na estrada a caminho de Regina/SK

Chegando em Regina, fomos conhecer a cidade dando uma volta de carro, sem um roteiro definido. Pesquisamos quando chegamos, quais eram os principais pontos turísticos e fomos em direção a eles. Quando terminamos o passeio por Regina já tinha anoitecido então resolvemos parar para dormir em um hotel na região e retomar nossa viagem no dia seguinte. Como não tínhamos feito reserva em nenhum hotel, fomos procurar um quarto para dormir entre as opções de hotel ao longo da estrada. Essas opções de hospedagem, em estabelecimentos com os quartos próximos à rodovia e menos opções de entretenimento, são conhecidos como moteis por aqui. Uma alternativa que costuma ser mais barata e prática para quem precisa somente de um local para dormir por uma ou duas noites.

Fachada do Motel 6

Encontramos o Motel 6, que aceitava animais, e cobrava uma tarifa de $20 a mais pela hospedagem com as cachorras. No total pagamos $80 para dormir nesse hotel, com direito a café da manhã no dia seguinte. O quarto era bem simples, mas confortável, o que rendeu uma boa noite de sono a todos.

Quarto do hotel em Regina

Amanhecemos com a temperatura de -6 graus e seguimos em direção a Calgary. No caminho, paramos na cidade de Maple Creek ainda em Saskatchewan, para abastecer e para as cachorrinhas andarem um pouco. Foram mais 7 horas de viagem de Regina até chegar em Calgary, e o visual da estrada se manteve muito semelhante durante todo o percurso. Continuávamos dirigindo em linha reta por entre a paisagem de pastos e plantações.

Se você se identifica com esse estilo de vida e deseja trabalhar em áreas rurais no Canadá, não deixe de conferir o programa de imigração rural. Acesse nossa matéria e confira quais são os critérios de elegibilidade para o programa Rural and Northern Immigration Pilot

Alberta:

Downtown – Calgary

Quando chegamos em Calgary, na província de Alberta, por volta das 7 da noite, nos deparamos com uma cidade super moderninha e que em nada nos lembrava Winnipeg. Calgary tinha um ar de cidade grande, bem diferente do clima intimista e pacato de toda a província de Manitoba. Seguimos em direção a casa de uma amiga que nos hospedou por uma noite. Nessa noite, aproveitamos para colocar os assuntos em dia e passear pelo bairro da nossa anfitriã, para que nossas cachorras pudessem dar uma volta e também socializar com a outra cachorrinha que morava na casa. Essa parte do plano não deu muito certo, pois volta e meia elas se estranhavam. Mas esta é a vantagem de uma road trip, nossa parada não duraria mais que uma noite e nossa anfitriã de quatro patas não ficaria incomodada por muito tempo.

Na manhã seguinte, após o café da manhã, voltamos para a estrada. Mas antes, resolvemos dar uma volta de carro pela cidade e parar em alguns pontos turísticos para conhecer e tirar algumas fotos para guardar de lembrança.

Peace Bridge (Calgary)
Wonderland Sculpture (Calgary)

E quando voltamos para a estrada, parecia que tínhamos começado uma nova viagem em um outro país. O cenário mudou completamente. Agora sim, nos deparamos com a paisagem semelhante as que víamos nas fotos de nossas pesquisas sobre road trips no Canadá. A começar pela presença da neve ao longo da estrada. Não estava nevando forte, mas já suficiente para nos fazer aumentar a atenção e a precaução na estrada. De Calgary, nós partimos em direção a Banff, cidade turística ainda na província de Alberta, conhecida pela suas paisagens de lagos e montanhas, dignas de cartão postal.

Estrada Calgary – Banff

Foi uma das experiências mais lindas que nós já tivemos. A sensação de dirigir e ir passando pelas montanhas rochosas enormes, cobertas de neve, foi indescritível.  Até chegar em Banff levamos aproximadamente 1 hora e meia.

Acostamento da estrada Calgary – Banff

Para saber mais informações sobre a viagem de Calgary para Banff, clique aqui.

Banff – AB:

Frida e Lola na placa de entrada de Banff

Descemos do carro e já fomos tirar uma foto na placa de entrada da cidade. Chovia e nevava no momento, mas nada disso influenciou para que ficássemos menos impressionados com a beleza do lugar. Como ainda era dia, fomos dar uma volta para conhecermos a linda cidadezinha de Banff e de lá, partimos para conhecer o Lake Louise, outro cartão postal muito famoso do Canadá.

Lake Louise/AB já congelado

Para ler outro relato de uma road trip de Winnipeg até Calgary, clique aqui.

Para nosso azar, o clima não cooperou, a chuva e neve continuaram a cair, e quando chegamos ao lago, já estava anoitecendo, e o lago já estava com uma camada espessa de neve por cima.

As cachorras começaram a dar sinal de cansaço e fome, então decidimos voltar para a estrada e procurar um hotel para dormimos, e assim finalizar a viagem no dia seguinte. No entanto, a neve começou a cair mais forte, e já era a noite, e cada vez mais foi ficando difícil e preocupante dirigir naquelas circunstâncias, no qual a única iluminação eram aquelas do chão da rodovia.

Hotel de estrada – Super 8 (Golden/BC)

Seguimos viagem o máximo que deu, até chegarmos à cidade de Golden, já na província de British Columbia – BC, quando resolvemos parar por lá mesmo, para comer e dormir. Como tivemos uma experiência agradável e segura nos hotéis de beira de estrada até então, fomos em em busca de mais um deles. E acabamos passando a noite no Super 8, que aceitava cachorros e não cobrava taxa extra por isso, além de incluir o café da manhã em sua diária. Dessa vez, o hotel tinha toda aquela estética apresentada nos filmes americanos. O quarto era pequeno, mas bem confortável e com aquecedor. Todos nós dormimos muito bem.

Quarto do hotel Super 8

Na manhã seguinte, após o café da manhã, voltamos para a estrada para então finalizarmos a nossa road trip. Já era segunda-feira, 4 de novembro, e já estávamos bem cansados, porém muito animados que finalmente estávamos próximos de Vancouver.

British Columbia – BC:

A chuva e a neve tinham dado uma trégua e então pegamos estrada em direção a cidade de Malakwa, onde paramos para almoçar, deixar as cachorras darem uma volta e relaxar um pouco antes de voltar para concluir a nossa viagem. A estrada continuava em excelentes condições de preservação e muito bem sinalizada. Foi a parte mais bonita de toda a viagem. Viajar pelas montanhas, passando pelas diversas cidadezinhas, acompanhar o trem passando ao lado e ver diversos lagos espalhados pelo caminho, sem dúvida foi uma experiência incrível.

Trem viajando por BC

Depois que abastecemos, seguimos em direção a Maple Rigde em BC. Foram mais 4 horas e meia de viagem, super tranquila com rodovias bem sinalizadas. E quando foi chegando o entardecer, um pôr do sol deslumbrante surgiu no horizonte nos dando as boas-vindas a nossa nova cidade.

Pôr do sol ao chegar em Vancouver

Levamos 3 noites e 4 dias para chegar ao nosso destino. Quando saímos de Winnipeg, nosso plano inicial seria de alugar um imóvel de temporada em Vancouver por 15 dias, até termos tempo de conhecer a cidade e achar um apartamento para alugarmos em definitivo. E por isso que fomos parar na cidade de Maple Ridge. Uma cidadezinha em BC, que fica a mais ou menos 50 minutos do centro de Vancouver.

Nós não sabíamos que era tão afastado assim do centro, porém não tínhamos outra alternativa. Chegamos ao nosso destino, descarregamos o carro, demos uma volta com Frida e Lola, para que elas pudessem andar um pouco e desestressar da longa viagem. E logo pegamos o carro e voltamos para a estrada em direção ao centro de Vancouver, pois tínhamos que ir até o aeroporto para devolver o carro alugado.

Essa road trip foi umas das experiências mais incríveis que nós já vivemos em 3 anos de Canadá. E com certeza nós iremos repetir mais vezes, em outras estações do ano. Foi uma alternativa excelente para poder trazer os cachorros sem que houvesse o trauma de uma aeronave, e também se tornou uma opção financeiramente mais em conta para nossa mudança. Afinal, se fossemos de avião teríamos que arcar com: passagens, passagens cachorros e pagar excesso de bagagem pelos itens que trouxemos.

Despesas

Nossas despesas nessa viagem foram de aproximadamente $200 para gasolina, $140 de hotel, $60 de alimentação na estrada e alugamos a mini van por $680. Quando calculamos a logística aérea, somente a passagem de avião para uma pessoa estava custando em média $400.

Recomendo muito para quem mora no Canadá, tem cachorro e se preocupa com esse trauma que uma viagem de avião pode gerar no animal, a road trip como uma alternativa a ser considerada no seu planejamento de viagem, o carro acaba sendo mais confortável do que as caixinhas de viagens para animais. Existem diversas opções de paradas nas estradas, com estrutura para você alimentar, passear e desestressar o seu bichinho e você ainda tem a oportunidade de ver essa beleza exuberante das paisagens do Canadá.

Se você ainda não mora no Canadá, mas curtiu o relato dessa viagem, e está planejando a sua, procura a gente que nós podemos te auxiliar na aplicação do seu visto de visitante ou autorização de viagem para o país. Nosso email é contact@immi-canada.com

Comentários Facebook