Série “Immi apresenta”… Yukon

A série “Immi apresenta” desembarca desta vez no território de Yukon, o menor do Canadá em extensão, que tem pouco mais de 482 km². Esta região faz divisa com a província de British Colúmbia, Territórios do Noroeste e até mesmo com o Alasca, que já pertence aos Estados Unidos. A população ultrapassa os 37.600 habitantes segundo dados recentes (2016), muitos deles tem origem aborígene e mais da metade dos moradores estão na capital, que é a bela cidade de Whitehorse.

Por sua localização bem perto das geleiras, é possível afirmar que a neve pode surgir a qualquer momento durante o ano em algumas áreas. Mas na região em que está Dawson City, por exemplo, o verão é moderado, com sol durante o dia e frio quando chega a noite; e por lá no inverno a média pode chegar a -20 °C. Por outro lado, há registros de que os termômetros da cidade de Kobtyen marcaram -64,3°C! Mas calma, uma outra boa notícia que vai agradar quem gosta de temperatura mais elevada, é que na capital é possível sim desfrutar de um verão agradável de 22 °C.

A economia está baseada na agricultura, na pesca e a beleza deste território é bastante procurada pelo setor de filmagem e som, além de que o turismo atrai cerca de 230 mil pessoas por ano. As paisagens naturais, as atividades esportivas ao ar livre, caça, a corrida de trenós de Yukon Quest International, a preservação da história dos povos primitivos, o artesanato, a arquitetura da denominada “Gold Rush” e os museus de mineração, o Parque Nacional Kluane (eleito patrimônio mundial da UNESCO)… tudo representa alguns dos símbolos desta parte canadense que tem o francês e o inglês como os seus idiomais oficiais.

A capital: Whitehorse

O coração do território é a sua capital Whitehorse, que recebeu esse nome por causa de uma característica do Rio Yukon, que corta a cidade: a espuma branca de sua correnteza formavam imagens parecidas com crinas de cavalos. Um marco importante foi a construção da passagem White e da estrada de ferro Yukon que começaram no ano de 1898, e após a construção ser finalizada em 1900, facilitou trajetos como entre as cidades de Carcross e Whitehorse, pois passou a ser feito de trem.

O aeroporto local é o Erik Nielsen Whitehorse International Airport (YXY), que se conecta com Vancouver, Edmonton e Calgary, além de alguns outros destinos fora do Canadá, como a Alemanha. Esta é uma cidade que recebe muitos visitantes e entre as opções de atividades está visitar a igreja Old Log, que é o edifício mais antigo do local, e a torre Skyscraper Log Cabin, uma construção de três andares que foi feita de tronco de árvores em 1947. Já aqueles que querem fazer compras não podem deixar de conhecer uma rua repleta de comércio e galerias, a Main Street.

O site especializado em assuntos ligados a viagens “Trip Advisor” inclusive destacou algumas das atrações imperdíveis de Whitehorse. Há um grande movimento de visitantes, por exemplo, na região em que ocorre o fenômeno natural aurora boreal, que proporciona um espetáculo de luz e cores no céu. Se você quiser saber mais sobre como conhecer alguns desses lugares especiais do local basta conferir clicando aqui.

E quando o tema é Educação, localizamos o Yukon College que é uma opção para quem pensa em estudar nesta localidade. A instituição possui diferentes programas de um, dois e quatro anos de duração.

 

Curiosidades

– No ano de 1870 foi encontrado ouro na parte norte de Yukon, o que trouxe muitas pessoas para a região e ao mesmo tempo alguns problemas para os moradores locais que na época viram a população crescendo de um dia para o outro, sem a estrutura necessária. Principalmente neste período houve a disputa pelo território por parte do Canadá e os Estados Unidos. O impasse foi decidido quase 30 anos depois passando a ser solo canadense definitivamente.

 

– Em 1979, um grupo de pessoas de Yukon resolveram fazer um evento em meio ao rigoroso inverno para atrair artistas e movimentar a cidade, e assim nasceu o tradicional Festival de Música de Frostbite, que reúne até os dias de hoje músicos de diferentes regiões.

 

– O famoso Monte Logan está localizado a quase seis mil metros acima do nível do mar, é a segunda montanha mais alta de toda a América do Norte e fica dentro do parque nacional e também reserva de Kluane (Yukon).

Como imigrar?

Após saber um pouco mais sobre esta bela parte do Canadá, quem gostou e estiver interessado em pesquisar sobre as possibilidades que existem para imigrar para este destino, pode conferir o site oficial do território clicando aqui. E lembre-se que pode contar com a Immi Canadá para esclarecer as suas dúvidas e ajudar na busca de seus objetivos!

 

 

 

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.