Você conhece o perfil do intercambista brasileiro?

Students

De acordo com uma pesquisa realizada recentemente pela Revista Exame, o mercado de intercâmbio brasileiro já movimenta cerca de US$ 2 bilhões, enviando, aproximadamente, 300 mil estudantes por ano para diversas partes do mundo.

Os cursos de idiomas continuam como o principal motivo para uma pessoa sair do seu país de origem, seguidos dos programas de High School (ensino médio) e também os cursos de férias. A faixa etária dos estudantes é a seguinte: até 17 anos, eles correspondem a 70% dos intercambistas, já de 18 a 30, essa representatividade cai para 20 %.

A influência da classe C também chamou a atenção dos entrevistadores que, atualmente, corresponde à metade do movimento financeiro da área. Especialistas acreditam que esse número se deve às facilidades e diversidades dos programas que são oferecidos pelas agências e escolas de intercâmbio.

Dentre os programas, está o curso para aprendizado da língua inglesa, que tem como principais destinos países como Canadá, Estados Unidos e Reino Unido, nessa ordem. Já para o aprendizado da língua espanhola, os países que recebem mais brasileiros são Espanha, Argentina e Chile. Novos destinos já entram na lista dos mais procurados, como Malta, África do Sul e China.

Studygroup relaxing in beanbags while doing school work.

Imagem Internet: Google

O Canadá é referência em receber brasileiros para cursos de idiomas (inglês e francês), ensino médio, cursos de férias e também programas de trabalho. Fatores como o custo acessível dos programas, segurança, qualidade de vida e de ensino, oportunidade de trabalho e também a beleza natural, fazem do Canadá um dos países que mais recebeu brasileiros nos últimos 10 anos.

As agências de intercâmbio buscam cada vez mais novidades para oferecer diferentes pacotes de estudos, que atendam aos diferentes perfis de seus estudantes. Promoções, viagens e cursos com ênfase em Business, Marketing e Hospitality já são um diferencial para estudantes que querem estudar no Canadá.

Se você quer imigrar para o Canadá e não sabe como, conte com a nossa consultoria!

Comentários Facebook