Grupo 1
Grupo 1

Uma pesquisa realizada em janeiro de 2022 e conduzida pela empresa Confused, especializada em traçar comparativos entre produtos e experiências, publicou uma lista com as 30 melhores cidades para se viver aos vinte e poucos anos.

Para traçar esse paralelo entre o que mais agrada a Geração Z e os Millennials, o site levou em consideração alguns fatores sociais e econômicos para fazer o comparativo entre diversas cidades ao redor do mundo.

Para fins de esclarecimento a respeito do público alvo. Há algumas contraversões a respeito dessas classificações etárias, mas por definição os Millennials são os nascidos entre 1980 a 1994, e a Geração Z entre 1995 a 2015.

Fatores Considerados na Pesquisa

A pesquisa utilizou alguns fatores em consideração para pontuar as cidades

- Salário Mensal com os impostos aplicados;

- Custo do aluguel de um apartamento de um quarto;

- Custo de Transporte de uma passagem;

- Custo das Bebidas;

- Programação Noturna;

- Programas para Curtir a Cidade;

- Respeito a comunidade LGBTQ+;

- Pontos Instagramáveis na Cidade;

Metodologia

São 50 cidades escolhidas para o estudo comparativo. Foram analisados 13 pontos de dados coletados em cada cidade, essas métricas foram classificadas dando uma pontuação alta para aquelas cidades com resultados favoráveis ​​para pessoas na faixa etária dos 20 e poucos anos.

As pontuações foram então somadas para dar um índice total que permitiu que as cidades fossem classificadas em ordem de qualificar as melhores cidades para pessoas na faixa dos 20 anos. Pequim não foi incluída nas postagens do Instagram, pois o aplicativo é proibido na China, embora isso não afete a pontuação final dada a Pequim.

Gráfico com o Resultado

Valores indicativos:

Verde: Ótimo
Amarelo: Bom
Laranja: Ok!

Rosa: Regular

Vancouver e Toronto entre as 20 melhores

O Canadá foi representado no ranking com duas das cidades mais populares do mundo: Vancouver em quarto lugar e Toronto na vigésima posição.

A cidade de Vancouver, na costa oeste do Canadá, proporciona aos moradores visuais deslumbrantes sobre o mar e as montanhas. É uma das cidades mais povoadas do país e também uma das mais diversificadas, permitindo que você experimente comida, cultura e entretenimento incríveis.

A cidade se destaca como um ambiente amistoso a comunidade LGBTQ+, obtendo pontuação alta no quesito. Uma de suas ruas - Davie Street - é mundialmente conhecida por agregar em harmonia a diversidade.

Tudo isso tem um custo. O preço médio de um aluguel em Vancouver é em torno de 2 mil dólares, ocupando 46% do seu salário mensal de 4.500 dólares. Com o dinheiro que sobrar, você pode comprar uma cerveja por 7 dólares e andar de transporte por 3 dólares.

A pontuação de Vancouver foi de 70,4 em 100.

Toronto aparece na vigésima posição, se destacando também no quesito respeito e igualdade aos direitos LGBTQ+, porém obteve melhor pontuação, comparado a Vancouver, no quesito ‘Programas para Curtir a Cidade / Vida Noturna.

Ainda comparando as cidades canadenses, a média salarial é um pouco mais baixa, sendo de 4.700 dólares, e o custo de aluguel, transporte e para a cervejinha, também são um pouco mais caros que Vancouver.

A pontuação geral de Toronto foi de 53,3 de 100 pontos possíveis.  

Montreal também aparece na lista das 30 melhores cidades, ficando na posição #27 com o total de 48.4, também obtendo a maior pontuação no quesito respeito e acolhimento a comunidade LGBTQ+.

Canadá um país em pró a diversidade

O primeiro-ministro Justin Trudeau utilizou suas redes sociais no dia 7 de janeiro de 2022, para anunciar que está banido oficial qualquer tipo de ‘Terapia de Conversão’ (Conversion Therapy) no Canadá.

As legislações governamentais já estão em vigor tornando ilegal atos de promover, anunciar, beneficiar ou sujeitar qualquer indivíduo a estas práticas prejudiciais e com teor de ódio. Ele termina a publicação ressaltando que os direitos LGBTQ2 são direitos humanos.

A “terapia de conversão” é qualquer tipo de tratamento, prática ou técnicas utilizadas para reprimir, negar ou não reconhecer orientação sexual que não heterossexual, identidade de gênero ou expressão de gênero não cisgênero, ou qualquer comportamento associado a um gênero diferente do sexo atribuído ao indivíduo no nascimento.

Essa prática é considerada crime e está banida dentro do Canadá.

Crescimento Econômico através de novos imigrantes

O Canadá é um país com uma população nativa com idade avançada. Esse é um dos principais fatores que impulsionam o sistema de imigração do país. Essa mesma população “mais velha” também está se aposentando, deixando um espaço aberto no mercado de trabalho que necessita de nova mão de obra.

Cada vez mais o país vem se tornando atrativo aos jovens. Um dos caminhos para reter esses novos possíveis imigrantes, sendo eles da Geração Z ou Millennials, é a oportunidade de obter uma residência permanente através de um intercâmbio estudantil. Sendo esse um dos principais pilares de crescimento econômico no país. 

Em matéria recente no blog, nós comentamos sobre o impacto dos estudantes internacionais, que obtêm o PGWP (permissão de trabalho após a conclusão do curso), no mercado de trabalho canadense.

No entanto, não é impossível imigrar para o país após os 40 anos. Existem maneiras de fazer com que o candidato tenha uma pontuação e seja chamado pelo sistema do Express Entry, assim como alguns programas provinciais disponíveis para facilitar esse caminho. Aqui no blog nós já conversamos com um cliente que obteve essa conquista. 

Independente da sua idade, a nossa equipe está apta para te auxiliar tirando todas as suas dúvidas sobre qualquer processo de imigração do Canadá. O nosso atendimento inicial é totalmente gratuito. Entre em contato pelo email: contact@rodolfo-immi

Grupo 1
CONTATO
contact@immi-canada.com
VANCOUVER: +1 (604) 684-0530
TORONTO: +1 (647) 351-5800
Redes sociais
Caminho 139
cartmagnifier