Grupo 1
Grupo 1

A província de Ontario divulgou esta semana os resultados das nomeações enviadas em 2021 pelo Programa Provincial de Ontario (OINP).

Segundo os resultados apurados no sistema OINP de 2021, a demanda pelo OINP continua forte, apesar do impacto da pandemia de COVID-19.

Em 2021, foram emitidas 8.350 nomeações. Adicionalmente, 250 nomeações foram enviadas para aqueles que eram classificados com o NOC C para trabalhadores menos qualificados. O OINP cumpriu a sua quota total de nomeações em 2021.

A província também enviou 400 vagas adicionais que foram preenchidas antes do final do ano. Com isso, o OINP conseguiu nomear 9.000 indivíduos em 2021.

As indicações de 2021 foram emitidas sob os seguintes streams, veja a tabela abaixo:

As 20 principais ocupações indicadas pela OINP em 2021. Confira o NOC abaixo:

NOC 2173 Software engineers and designers

NOC 124 Advertising,marketing and public relations managers

NOC 1111 Financial auditors and accountants

NOC 2174 Computer programmers and interactive media developers

NOC 6311 Food service supervisors

NOC 7511 Transport truck drivers

NOC 2172 Database analysts and data administrators

NOC 1122 Professionaloccupations in business management consulting

NOC 601 Corporate sales managers

NOC 213 Computer and information systems managers

NOC 1121 Human resources professionals

NOC 122 Banking, credit and other investment managers

NOC 2175 Web designers and developers

NOC 1112 Financial and investment analysts

NOC 1241 Administrative Assistants

NOC 2147 Computer engineers(except software engineers and designers)

NOC 1215 Supervisors, supply chain, tracking and scheduling co-ordination occupations

NOC 6322 Cooks

NOC Other administrative services managers

NOC 4163 Business development officers, marketing researchers, consultants

Em 2021, o OINP teve um alto número de nomeações em ocupações relacionadas à tecnologia. Aproximadamente 25% de todas as indicações foram para indivíduos que citaram experiência de trabalho ou uma oferta de emprego em uma ocupação de alta tecnologia (TI), incluindo:

- Engenheiros e designers de software;

- Programadores de computador;

- Desenvolvedores de mídia interativa;

- Analistas de sistemas de TI;
- Consultores de tecnologia.

O OINP continua atendendo às necessidades do mercado de trabalho para as profissões qualificadas. Em 2021, cerca de 15% dos nomeados pela província tinham experiência de trabalho em um comércio especializado, com mais de 800 nomeações feitas pelo programa Employer Job Offer: Foreign Worker and Employer Job Offer: In-Demand Skills streams. As profissões mais qualificadas dos indicados foram: caminhoneiros de transporte, cozinheiros, maquinistas e inspetores de usina, carpinteiros e pedreiros.

O OINP também nomeou profissionais de saúde para lidar com a escassez de mão de obra nos cuidados de saúde. O programa nomeou mais de 100 profissionais de saúde em 2021, incluindo aproximadamente 50 profissionais de apoio pessoal.

Em 2019, o OINP se comprometeu a realizar um piloto de dois anos (2020–2021) para apoiar os empregadores em três comunidades piloto, fora da área da Grande Toronto, para alavancar o OINP para direcionar mão de obra qualificada que não está disponível localmente. Desde o seu lançamento durante a pandemia em 2020, o piloto obteve grande sucesso com mais de 226 indicações. No início de 2022, a OINP processará as inscrições restantes e deverá atingir a meta de 300 indicações para o piloto de dois anos.

O programa também superou sua meta de 5% para a imigração francófona, emitindo 5,3% ou 480 indicações para indivíduos com alto nível de proficiência na língua francesa. A maioria dos candidatos francófonos recebeu indicações no programa French-Speaking Skilled Worker stream e no Human Capital Priorities stream.

Brasil, na 5ª posição de país que mais recebeu nomeações em 2021

Os indicados da OINP em 2021 vieram de mais de 130 países diferentes, com o maior número de indicações feitas para candidatos da Índia e da China.

O Brasil ficou na 5ª posição de país que mais recebeu nomeações em 2021 com 210 nomeações pela província.

Confira a tabela abaixo com os 10 países:

Em 2021, o OINP nomeou indivíduos com ofertas de emprego de mais de 2.200 empregadores em todos os setores de Ontário. Pelo menos 39% dos indicados já tinham uma oferta de emprego em Ontário antes da indicação.

Embora o objetivo do programa seja atender às necessidades dos empregadores e estar disponível durante todo o ano, o OINP continua experimentando uma demanda substancial por seus fluxos em 2021, superando em muito sua alocação anual de indicações.

Se você deseja imigrar para o Canadá através da província de Ontario e do programa OINP, entre em contato com a nossa equipe para verificar sua elegibilidade. E caso venha a receber uma ITA (Invitation to Apply) nós também podemos te auxiliar.

Nosso atendimento inicial é totalmente gratuito. contact@immi-canada.com

Quando a escolha é o estudo fora, invariavelmente o Canadá entra na lista dos prováveis países. O país já foi eleito diversas vezes um dos melhores destinos do mundo para estudantes internacionais, é o local com uma das melhores qualidades de vida do mundo e é famoso pela sua segurança, saúde, educação e também pelos seus programas de imigração e por ser multicultural.

Em uma pesquisa realizada no final de 2021 em 55 países ao redor do mundo, aponta o Canadá como o país mais popular na escolha dos estudantes internacionais. Dois a cada cinco estudantes têm o país como primeira opção para obter um título de graduação em ensino superior. Na classificação, países como Estados Unidos, Reino Unido e Austrália aparecem em posições inferiores.

Um dos fatores determinantes para a escolha do Canadá pelos estudantes internacionais, é a possibilidade de obter o título de residente permanente no país. Os dados apontam que 60% das pessoas que estudam no país planejam obter a residência permanente e posteriormente o título de cidadão canadense.

A possibilidade de conseguir a residência permanente no país, após a conclusão do curso, é o diferencial que destaca o Canadá dos demais países do mundo que oferecem intercâmbio estudantil. 

SDS - Visto de Estudo mais rápido

O SDS - Student Direct Stream é um visto de estudo no qual a imigração tenta processar em um prazo de 20 dias corridos. No entanto,  algumas aplicações levam um pouquinho mais de tempo.

Para que seja processado mais rápido, dentro desse stream, o aplicante deve colher a biometria o mais cedo possível e atender a todos os requerimentos de elegibilidade.

Para os brasileiros interessados nesse visto de estudo, será necessário também um visto de visitante ou um eTA para entrada no país.

Países elegíveis a permissão de estudo acelerada

O SDS é um visto de estudo que só está disponível em determinados países, no qual o aplicante deve residir legalmente em um dos países listados abaixo, confira:

- Antígua e Barbuda

- Brasil

- China

- Colômbia

- Costa Rica

- Índia

- Marrocos

- Paquistão

- Peru

- Filipinas

- Senegal

- Saint Vincent and the Grenadines

- Trinidad e Tobago

- Vietnã

Se você mora em qualquer lugar que não seja um dos países listados acima (mesmo que seja cidadão de um dos países acima), você deve se inscrever por meio do processo regular de solicitação de permissão de estudo e não pelo SDS.

Elegibilidade para o SDS

- Ter uma carta de aceitação de uma instituição designada pelo Governo do Canadá;

- Viver fora do Canadá quando aplicar;

- Provar que foi pago o primeiro ano completo do curso;

- Exame médico realizado antes da aplicação do SDS;

- Atestado de nada consta policial antes da aplicação;

- Equivalência acadêmica traduzida;

- Realizar um teste de proficiência em inglês ou francês. Para a prova de inglês, o CLB exigido no mínimo é 6 ou mais cada um das categorias (fala, escrita, leitura e escuta) ou mínimo de 7 em todas as categorias em francês;

- Comprovação financeira (GIC) no valor de CAN$10,000

Comprovação financeira -  GIC (Guaranteed Investment Certificate)

O GIC é um investimento canadense que tem uma taxa de retorno garantida por um período fixo de tempo. Muitos bancos no Canadá oferecem GICs. 

O banco que trabalha com o GIC deve:

1. Confirmar que você comprou um GIC fornecendo uma das seguintes comprovações:

- uma carta de atestado;

- um certificado GIC;

- uma confirmação de Direções de Investimento ou;

- uma confirmação do Saldo do Investimento;

2. Manter o GIC em uma conta de investimento ou de estudante que você não pode acessar até chegar ao Canadá;

3. Fazer a confirmação da sua identidade antes de liberar quaisquer fundos para você;

4. Liberar os fundos para você fornecendo:

- um montante fixo inicial assim que você se identificar na chegada ao Canadá;

- o restante dos recursos em parcelas mensais ou bimestrais de 10 a 12 meses;

Se o seu banco ou GIC não atender a esses critérios, você não poderá se inscrever por meio do Student Direct Stream.

Instituições financeiras GIC

Confira a lista com as instituições financeiras (bancos) que são elegíveis ao GIC:

- Bank of Beijing

- Bank of China

- Bank of Montreal (BMO)

- Bank of Xian Co. Ltd.

- Canadian Imperial Bank of Commerce (CIBC)

- China Everbright Bank

- DesjardinsFootnote1

- Habib Canadian Bank

- HSBC Bank of Canada

- ICICI Bank

- Industrial and Commercial Bank of China

- RBC Royal Bank

- SBI Canada Bank

- Scotiabank

- Simplii Financial

- TD Canada Trust

*Bank of Montreal (BMO), Scotiabank e o TD Canada Trust são as instituições mais utilizadas pelos clientes da Immi Canada que aplicaram pelo SDS.

Exame médico

Todos os brasileiros que aplicarem para a permissão de estudo deverão apresentar um exame médico junto com a aplicação.

É importante lembrar que somente consultórios e médicos autorizados pela imigração canadense poderão realizar o exame médico. Para essa aplicação, é recomendado realizar o exame com antecedência,  no qual chamamos de ‘up front’.

Para acessar a lista oficial de médicos cadastrados com parceria com a imigração canadense, clique aqui: https://secure.cic.gc.ca/pp-md/pp-list.aspx

Vai estudar no Canadá?

Se você está pensando em estudar no Canadá, dê uma olhadinha nesses artigos que publicamos recentemente aqui em nosso blog:

E caso você se enquadre em todas as regras para o SDS, o visto de estudo mais rápido, entre em contato agora mesmo com a nossa equipe.

Nossa assessoria com mais de 10 anos de experiência pode te auxiliar em todo o processo.

Nosso atendimento inicial é gratuito, entre em contato agora mesmo: contact@immi-canada.com

Um dos principais atrativos das pessoas em imigrar para o Canadá, é saber que no país será possível recomeçar ou se estruturar em uma carreira profissional. Além do óbvio como a paisagem do país, a economia, o poder de compra, a segurança, mobilidade, e etc.

A grande verdade é que sim, o Canadá precisa de imigrantes sim, mas aqueles com habilidade e experiência para que possa fortalecer a economia e gerar mais oportunidades, além também de repor a mão de obra no mercado de trabalho, tendo em vista a idade avançada e aposentadoria dos servidores.

Ao chegar ao país, diversas diferenças podem até assustar o novo imigrante. Um dos fatores de extrema importância ao começar a estruturar o “Plano Canadá”, é pensar em como será a portabilidade da experiência de trabalho adquirida no seu país de origem no Canadá.

Depois a preocupação é em como se posicionar no mercado de trabalho canadense é uma das principais preocupações de quem deseja viver permanentemente no Canadá.

*Leia - Como trabalhar no Canadá e se destacar no mercado de trabalho
*Leia - Como preparar o seu currículo para o mercado de trabalho no Canadá

Conheçam Kátia e Victor

Essa realidade não foi diferente para os nossos clientes Victor Esteves e Kátia Igarashi, que após 4 anos de processo, recentemente se tornaram residentes permanentes.

Dentre as várias nuances do casal, nos chamou muito a atenção a profissão que a Kátia conquistou nessa fase no Canadá. Formada em designer gráfico, Kátia hoje é um talento despontando em um estúdio de tatuagem em Toronto.

Na entrevista abaixo, vamos conhecer mais sobre a história do casal saindo do Brasil e chegando ao Canadá. Qual o processo imigratório que eles aplicaram. Suas primeiras experiências e percepções sobre o país. E vamos conhecer como Kátia realizou essa mudança em sua carreira profissional, cada vez mais em ascensão.

A entrevista foi realizada com a Kátia, tatuadora brasileira no estúdio Bini Tattoo. Por lá, ela é mais conhecida como Kay.

- Como foi que vocês escolheram o Canadá para se tornar lar?

Em 2012 eu e meu marido, Victor Esteves, fomos fazer uma viagem para alguns países na Europa. Portugal estava entre eles e começamos a pensar em uma possibilidade de viver em outro país, porém estávamos ambos construindo nossas carreiras e fomos deixando esse sonho de lado. Em 2017 o Victor trouxe esse assunto de novo para casa e o Canadá foi o país que escolheu para conhecer, mais especificamente Toronto, e veio passar 1 mês aqui explorando a cidade. Quando voltou ao Brasil conversamos bastante e com a sua empolgação não precisou de muito pra me convencer e começarmos a planejar todos os detalhes para essa grande mudança em nossas vidas. A única condição era trazer nossas duas gatinhas, e o resto a gente iria fazer acontecer. Bom, aqui estamos e obviamente elas estão aqui com a gente. 

- O que te chamava atenção no país antes de se mudar?

Eu não sabia muita coisa sobre o Canadá. Mas a partir do momento em que decidimos, mergulhamos em muita pesquisa, assistindo vídeos, ouvindo podcasts, lendo notícias sobre o país e foi aí que a certeza veio de fato, pois como planejávamos em um futuro próximo aumentar nossa família, toda a parte mais humanizada do parto, a educação do país e claro, a segurança foram determinantes para seguirmos com o plano com ainda mais vontade e foco. 

- Quem era você ainda no Brasil? Qual profissão?

Eu procurava me encontrar. Sou formada em design gráfico e estava atuando na área de design de interiores no Brasil, tinha até um escritório, com projetos para diversos clientes, mas isso ainda não me completava.

Como pessoa, sempre fui mais introvertida e deixava as pessoas falarem por mim, me escondia por trás de vozes de amigos. Eu não era eu, não tinha motivação mas sabia que a arte era parte de mim e de alguma forma deveria se manifestar na minha vida. 

- Qual foi o processo de imigração de vocês? E como foi a linha do tempo até virarem PR

O inglês é fundamental e isso era um ponto de muito aperfeiçoamento para que pudéssemos ter a vida que planejamos. Então, após a nossa primeira conversa com a Celina, definimos que, por conta do início do College em Setembro e do tempo que o Victor precisaria estudar inglês para estar habilitado para o seu curso, nós iríamos inicialmente como turistas e ambos estudariam o idioma. Em seguida, aplicamos para o visto de estudo para o Victor e o de trabalho para mim. Então, na data que planejamos ele aplicou para o College e eu fui trabalhar. No fim do College ele estava fazendo Co-Op e e aplicou para o PGWP para poder seguir trabalhando onde estava. Em seguida fizemos mais uma conversa com a Immi sobre qual seria o caminho para aplicarmos para nossa residência permanente e o OINP era o mais simples para nós e optamos por ele, pois a empresa em que estávamos (sim, trabalhamos na mesma empresa) era elegível e aceitou assinar o processo. Desde o dia que chegamos até a confirmação do PR foram 4 anos e 2 meses de muita troca de emails e telefonemas com a Immi, que nunca nos deixou sem resposta. 

- O que tem achado do Canadá até o momento?

Sempre falamos sobre isso em casa. Somos muito gratos por termos nos dado o direito de recomeçar a vida em um país tão justo e bonito. Embora eu naturalmente seja uma pessoa otimista, sei que nada, nem ninguém é perfeito, mas ainda assim tive muito mais momentos felizes do que ruins na nossa vida aqui. A educação e a paciência das pessoas com quem ainda tem dificuldades no idioma é acolhedora e faz com que você tenha coragem para enfrentar o que vier pela frente. Além disso, a segurança de poder andar na rua sem medo nenhum de ser assaltado enquanto fala no celular ou abrir seu laptop no ônibus para resolver algo do trabalho; a segurança de ser mulher e poder se vestir como quiser sem ter medo de ser abusada. São tantas vantagens que poderia ficar um bom tempo falando. Não tem como ter escolhido melhor. 

- Como a tatuagem surgiu na sua vida?

No Brasil, tinha uma grande amiga tatuadora. Ela é muito talentosa e me deu as primeiras aulas sobre o assunto. Ganhei a minha primeira máquina e tatuei alguns amigos corajosos que se aventuraram comigo. Embora eu gostasse muito, naquela época não conseguia vislumbrar a tatuagem como sendo um futuro para mim. Como falei, o Canadá é a possibilidade de um recomeço e embora trabalhando em outro lugar, comecei a pensar o que me faria feliz. A tatuagem veio rápido na cabeça e no coração, então fui buscar uma oportunidade como aprendiz em um estúdio. Fui aceita em um bem legal e já criei uma conta no Instagram para postar tudo que fizesse de tatuagem (https://instagram.com/imokay.art). Em apenas uma semana fui convidada para ser uma das tatuadoras do estúdio! Fiquei surpresa, mas aceitei e fui aperfeiçoando e me conhecendo mais e mais a cada dia como tatuadora. 

Leia também: Toronto é a melhor cidade para mulheres construírem carreira profissional

- Pesquisava sobre a profissão tatuador no Canadá?

Na verdade não. Isso é algo que recomendo a todos. Se você tem algo que goste de fazer, pesquise desde o começo como é essa área no Canadá. A tatuagem aqui é muito bem aceita e valorizada. No meu caso, todo o processo de se preparar para vir, tudo que foi deixado para trás e todo o caminho percorrido para chegar no tão sonhado status de residente permanente me fez enxergar o quão forte e determinada posso ser. Então quando fui em busca do me trazia alegria, em busca da minha realização profissional, já tinha coragem o suficiente e a determinação necessária para que isso pudesse acontecer. Sim, vir para o Canadá me ajudou a descobrir meu real talento. 

- Como é trabalhar num estúdio de tatuagem no Canadá?

Embora não possa comparar como seria trabalhar em um estúdio no Brasil, a minha experiência não poderia ser melhor aqui! 

Como esse estúdio tinha acabado de abrir essa filial, tudo era novo para mim e para todos. Eu me senti muito acolhida pelos colegas, afinal começamos relativamente juntos na unidade e estamos crescendo juntos como artistas.

Estou podendo desenvolver minhas habilidades e técnicas como tatuadora, além do meu inglês ter dado um grande salto desde que comecei. O contato com os clientes, falando sobre assuntos e temas tão íntimos, fazem você começar a desenvolver ainda mais vocabulário. Por sinal, meus clientes foram todos maravilhosos até hoje, e isso faz toda a diferença. 

- Qual a diferença cultural na aceitação da tatuagem no Canadá?

No Brasil a tatuagem ainda é marginalizada em alguns lugares e empresas, sinto que aqui é muito mais aceita. Como comecei a tatuar profissionalmente aqui, não posso comparar clientes em relação a tatuagem, mas posso falar de pessoas. Tenho criado tantas conexões e dividido tantas histórias de uma forma tão natural e saudável com os meus clientes que embora acredite que tudo isso também seja possível no Brasil, aqui eu sinto como as pessoas podem ser elas mesmas, sem nenhum medo. Isso faz tudo ser leve e verdadeiro. Agora uma coisa que aqui faz parte da cultura e eu acho maravilhoso é o “tip” ou “gorjeta” para quem presta um serviço. Nos bares e restaurantes aqui eu sempre fui generosa com os profissionais que prestam um bom serviço para mim, e tenho recebido o mesmo reconhecimento dos meus clientes. Isso faz uma grande diferença no fim do mês e estimula o profissional a sempre atender seus clientes da melhor forma. 

- Qual o plano futuro de vocês no Canadá?

O grande objetivo de alcançar a residência permanente foi concluído. Isso abre diversas possibilidades para cada um de nós. Agora já começamos a falar sobre a nossa futura cidadania, que em dois anos já poderemos aplicar. Começamos a planejar a chegada para nosso bebê, e assim como fizemos enquanto ainda estávamos no Brasil, estamos planejando com carinho a FASE 2 do Plano Canadá. Na verdade, agora chamamos de plano de vida, pois estamos em um lugar que amamos e podemos chamar de casa! O Victor está sempre se conectando com pessoas novas e pensando em diferentes caminhos para seguir e eu me sinto realizada como tatuadora. Sei que o aprendizado é para sempre, então me mantenho aberta e pronta para me desenvolver com cada experiência nova que esse país pode me proporcionar.

Veja aqui: O impacto dos estudantes internacionais no mercado de trabalho no Canadá

Você está pensando em trabalhar no Canadá? Nós podemos te auxiliar a conquistar a sua permissão de trabalho.

Entre em contato conosco pelo e-mail: contact@immi-canada.com

O atendimento inicial com a nossa equipe é totalmente gratuito.

E se quiser agendar uma consulta express de 20 minutos por CAD$99. Você pode fazer online, basta acessar o site: https://www.immi-canada.com/consulta-online/

Foi anunciado hoje pelo ministro de imigração, Sean Fraser, uma nova medida para os estrangeiros com visto de trabalho vencido ou a vencer.

Para aquelas que possuem um PGWP expirado ou a expirar, dentro da data de 20 de setembro de 2021 a 31 de dezembro de 2022, terão a oportunidade de continuar trabalhando no Canadá por um período adicional de 18 meses.

Quem se qualificar nessa medida, poderá estender a sua permissão ou aplicar para uma nova. 

Aqueles que estão atualmente no Canadá também poderão trabalhar no período intermediário enquanto sua permissão estiver sendo estendida ou uma nova estiver sendo emitida, mesmo quem esteja restaurando.

Mas é importante prestar atenção, pois essa nova medida afetará os aplicantes de acordo com seu perfil:

1. PGWP que irá vencer entre 2 de outubro de 2022 a 31 de dezembro de 2022: Se o endereço estiver atualizado e o passaporte válido até abril de 2024, não será necessário tomar nenhuma atitude. O IRCC irá entrar em contato por e-mail para confirmar o endereço, você não precisará responder a esta mensagem. Basta aguardar o recebimento da nova permissão, previsto para o meio de outubro.

2. Se precisar atualizar os dados: Caso seja necessário atualizar o endereço e o passaporte não estiver válido até abril de 2024, quando receber o e-mail do IRCC, siga as instruções para realizar as atualizações.

Caso o vencimento do seu passaporte não permita que o visto tenha a extensão de 18 meses, você só receberá um e-mail a partir de Setembro com as instruções de atualização dos dados. O candidato terá duas semanas para enviar as informações atualizadas. Com tudo atualizado, a nova permissão será enviada no meio do mês de novembro.

3. PGWP expira de 2 de outubro de 2022 a 31 de dezembro de 2022, mas não poderei atualizar meu endereço ou a validade do passaporte: Você precisará se inscrever on-line para estender sua permissão de trabalho. Você pode receber uma permissão de trabalho estendida até a data de expiração do seu passaporte ou pode esperar para solicitar até renovar seu passaporte.

4. PGWP expira entre 2 de outubro de 2022 a 31 de dezembro de 2022, mas o IRCC não entrou em contato comigo: Se você não receber um e-mail do IRCC até meados de setembro, você não é elegível para ter sua permissão de trabalho estendida por meio deste processo especial por outro motivo, como informações adicionadas ao seu perfil precisarão ser revisadas. Você ainda pode solicitar on-line a extensão da sua permissão de trabalho.

5. PGWP vencido ou que irá vencer entre 20 de setembro de 2021 a 1º de outubro de 2022: Será necessário realizar a aplicação online, a partir de hoje! Se a pessoa estiver no Canadá com um status temporário também expirado, será necessário restaurar o status ao mesmo tempo que dá entrada na nova permissão. Nessa condição, será possível restaurar o status mesmo que já tenha passado 90 dias.

Não serão aceitas aplicações feitas na porta de entrada do país.

A partir do dia 8 de Agosto de 2022, o IRCC irá começar a enviar e-mail para notificar aqueles que possuem um PGWP com a data de vencimento entre 20 de setembro de 2021 a 31 de dezembro de 2022. Essas pessoas estão autorizadas a trabalhar provisoriamente enquanto aguardam o recebimento da nova permissão. Basta apresentar o e-mail recebido junto com a permissão vencida para comprovar que estão autorizados a trabalhar legalmente no Canadá.

Essa nova política pública vai ser dividida em dois rounds:

Round 1 começa no dia 2 de Agosto de 2022

Durante a semana de 2 de agosto, na maioria dos casos, a imigração irá enviar um e-mail avisando que você está elegível para uma nova permissão de trabalho que permite trabalhar no Canadá, se:

- O PGWP expirar na data ou após 2 de Outubro de 2022 e;

- O passaporte estar válido por pelo menos 18 meses após o vencimento do PGWP.

- O que você deve saber!

1. Checar o seu e-mail, incluindo a caixa de spam, procurando pelos endereços de e-mail: @cic.gc.ca OU @notifications.canada.ca

2. Revisar as 3 condições na carta e garantir que eles não se aplicam ao seu caso:

a) Se você agora viver fora do Canadá;

b) Se o endereço de correspondência estiver incorreto;

c) Se você não aceitar a oferta de um nova permissão de trabalho.

3. Se nenhuma dessas condições se aplicar ao seu perfil, você não precisará fazer nada.

- Quanto tempo levará para receber essa permissão de trabalho?

As emissões para os endereços residenciais irão acontecer em meados do mês de Outubro.

- O que você deve fazer?

1. Se o seu endereço tiver mudado

Se o seu endereço de correspondência não for o mesmo que aparecer no topo da carta recebida, você deve comunicá-los pelo e-mail indicado na carta.

Nesse caso, a pessoa não receberá uma permissão de trabalho no Round 1. No entanto, se estiver no Canadá e ainda quiser uma permissão de trabalho, é possível atualizar o endereço e receber no Round 2.

2. Se o nome tiver mudado?

Se o seu nome atual não for igual ao nome no PGWP, será necessário aplicar para uma nova permissão de trabalho.

3. Se você já tiver aplicado para estender sua permissão de trabalho dentro dessa política pública?

Não responda ao e-mail. Você receberá uma nova permissão de trabalho em meados de Outubro. 

A aplicação para a permissão de trabalho dentro dessa política pública será cancelada e o dinheiro da aplicação ressarcido.

4. Se você não receber um e-mail até 8 de Agosto de 2022?

Se a pessoa estiver no Canadá e ainda quiser uma permissão de trabalho, será possível no Round 2.

5. Se o PGWP expirar antes da sua nova permissão chegar?

Ao não responder ao e-mail enviado pela imigração, você terá confirmado que você tem interesse em uma nova permissão de trabalho. Isso significa que você estará sob a categoria 'maintained status' e pode continuar trabalhando. O recomendado é apresentar o e-mail recebido junto com o link da página do site da imigração com essa instrução.

6. Se não morar mais no Canadá?

Se a pessoa saiu do Canadá, deve entrar em contato por e-mail no endereço indicado na carta. Se a pessoa não responder a este e-mail, será considerado como 'misrepresentation' e pode se tornar inadmissível. Isso pode significar que a pessoa pode ficar impedida de retornar ao Canadá por 5 anos. Você poderá aplicar para uma permissão de trabalho, e se aprovado, poderá retornar ao Canadá.

7. Se não quiser uma permissão de trabalho?

Deve enviar um e-mail até o dia 19 de Agosto de 2022 no endereço indicado na carta.

Round 2 começa no dia 14 de Setembro de 2022.

Se não receber o e-mail durante o round 1 ou se for necessário atualizar o endereço de correspondência, você ainda está elegível a uma nova permissão de trabalho.

Em meados de setembro será possível atualizar as informações do passaporte e endereço de correspondência na sua conta no IRCC. Nesse casos, as permissões começarão a ser emitidas para os aplicantes que:

. endereço de correspondência atualizado;

. passaporte que irá expirar após 30 de Abril de 2024.

A estimativa é receber a nova permissão de trabalho em meados de novembro.

- Como se preparar para o Round 2?

a) Renovar o passaporte se a data de expiração for antes de 30 de Abril de 2024;

b) Se você ainda não tiver uma, criar uma conta no IRCC;

c) Se você não visualizar a sua aplicação antiga do PGWP na sua conta, será necessário linkar sua aplicação a sua conta;

d) Confira seu e-mail incluindo pasta de spam, com mensagens enviadas pelos endereços eletrônicos @cic.gc.ca ou @notifications.canada.ca

(A imigração enviará um e-mail informando quando poderá ser feito a atualização nas informações do passaporte e endereço)

Se você não obtiver uma permissão durante o Round 2, você poderá submeter uma aplicação para conseguir uma nova permissão de trabalho.

Para mais informações, visitar o site: https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/services/work-canada/permit/post-graduation-work-permit-holders/mail-work-permit.html

*Essa é uma aplicação dentro da política pública é realizada sem cobrança de nenhuma taxa.

Se você possui um visto de residente temporário válido, mas está atualmente fora do Canadá, é possível voltar ao Canadá e ser autorizado a trabalhar. No entanto, o aviso por e-mail de autorização provisória de trabalho não pode, por si só, ser usado para retornar ao Canadá.

Para continuar lendo as especificações dessa nova medida da imigração na íntegra, acesse o site: https://mla.bs/d201356d

Chegou no Canadá com visto de turismo, se apaixonou e quer continuar estudando ou ingressar em um programa de estudo? 

Saiba que sim, é possível desde que o seu status ainda esteja legal e com a permissão emitida ainda válida. 

Nesse artigo, vamos te contar o passo-a-passo de como realizar essa aplicação.

Primeiro, vamos esclarecer os tipos de vistos.

Tipos de Vistos de visitante

Para entrar no Canadá, é necessário ter um visto de visitante ou uma autorização eletrônica de viagem (eTA). Esses também serão os documentos elegíveis para a solicitação da permissão de estudo.

Com o eTA, é permitido permanecer no país como visitante por 24 semanas, ou seja, seis meses. Para conseguir essa autorização eletrônica, o aplicante já deve ter tido um visto canadense ou ter um visto americano válido nos últimos dez anos.

Ao chegar no Canadá e passar pela imigração, o oficial pode colocar uma etiqueta no seu passaporte. Podendo ser uma etiqueta SX-1 ou V1.

SX-1: No momento que aplicou pro visto de visitante, o aplicante deve anexar junto uma carta de aceitação de uma escola. Não significa que o status seja de estudante. É visitante com direito a estudo. Esse é um código utilizado para identificar um visitante que tem intenção de estudos, em programas inferiores a 6 meses.

V1: É um visto também com duração de seis meses. Esse visto permite múltiplas entradas no país, para aqueles que precisam visitar, seja qual for o motivo.

Para saber tudo sobre como obter uma permissão de estudos no Canadá, leia aqui!

1º passo - Ter um status legal e válido

Um detalhe importante nesse processo, é não deixar a validade da permissão expirar para solicitar uma extensão ou mudar de status, o recomendado é que o interessado em permanecer no país dê entrada no processo antes de alcançar esse prazo, de preferência, no mínimo com 15 dias de antecedência.

É muito comum  visitar o Canadá, país com dois idiomas como oficiais, inglês e francês, e querer fazer uma imersão em uma das línguas.

Para o estudo de línguas, é permitido chegar ao país com o visto de visitante ou eTA (Electronic Travel Authorization), caso o programa escolhido não ultrapasse 24 semanas.

De visitante para estudante

Se o objetivo não é estudar inglês, mas sim um curso pós-secundário que pode ser um curso vocacional, graduação, pós, mestrado ou doutorado, terá que solicitar uma permissão de estudos e é possível fazer isso estando no Canadá, se você se enquadrar nos pré-requisitos para fazer o procedimento no país. 

As comprovações são praticamente as mesmas que a imigração pede para quem está no seu país de origem no momento da aplicação. Desta forma, se você está no Canadá como visitante e deseja se tornar estudante para fazer um programa que supere 24 semanas de duração, é possível realizar o processamento da sua mudança dentro do Canadá.

Para quem está no Canadá como visitante e resolveu fazer um curso pós-secundário em um college ou university, e foi aceito nesta instituição através da apresentação de um teste de proficiência na língua (que pode ser um exame oficial ou um prestado na própria escola), e demonstrando a nota exigida pela instituição escolhida. 

Aos que estão legalmente no país, cumprindo um pré-requisito do seu programa principal de estudos ainda dentro do prazo de permissão concedido na sua entrada no Canadá, no caso um pathway, o processo de solicitação de permissão será analisado dentro do país, desde que o candidato se classifique para este tipo de aplicação e tenha as comprovações necessárias.

Pathway

O pathway nada mais é do que um curso de inglês feito no Canadá com o objetivo de preparar o estudante para o college. Este caminho também pode ser um pré-requisito para ser aceito na instituição pós-secundária. 

Mas é importante ficar atento: primeiro o estudante deve receber uma LOA condicional do college, que ainda não dá direito à solicitação da permissão contemplando o período do programa principal, quando o mesmo poderá trabalhar meio período. 

Para receber a LOA definitiva e dar entrada na permissão, ele precisa atender ao nível de proficiência de inglês no pathway determinado pelo seu curso, para então solicitar a confirmação da sua aceitação para o college.

Exigência para o visto de estudo

Para o visto de estudo, aplicado através de qualquer programa com duração superior a seis meses, o estudante precisa ser aceito por uma Designated Learning Institution (DLI). Para tanto, as instituições e cursos possuem regras específicas, mas é possível que seja exigido uma cópia do passaporte, histórico e diplomas anteriores e teste de proficiência do idioma.

Com a aprovação, o aplicante recebe a Letter of Acceptance (LOA) e pode anexar os demais documentos a ela: comprovação de recursos financeiros, cópia do passaporte, carta de intenção, e documentos que comprovem possíveis vínculos com o Brasil e o formulário de aplicação. 

Perguntas frequentes sobre o tema

No dia 21 de Julho de 2022, a consultora de imigração da Immi Canada, Celina Hui junto com a gerente técnica da empresa, Deborah Calazans, realizaram uma Live no instagram da Immi Canada para responder perguntas enviadas sobre o tema. Acompanhe algumas delas abaixo:

- Posso trocar de status de visitante para estudante dentro do Canadá?

Sim, consegue sim! Desde que a permissão de visitante ainda esteja válida.

- Casal indo como turista, o cônjuge trocando o visto dentro do Canadá todos têm direito?

Sim, quando for realizar a aplicação do principal, já pode solicitar para todos, contando que estejam todos presentes no mesmo local, ou seja, no Canadá.

- Enquanto aguardo a aprovação, posso trabalhar?

Não! Enquanto estiver como visitante aguardando a aprovação do study permit, não pode trabalhar para um empregador canadense. Agora se trabalhar remotamente para outra empresa (não canadense), pode sim.

- Estando no Canadá, preciso comprovar somente um termo do college?

Não, tem que comprovar o primeiro ano. A comprovação financeira não muda com a aplicação sendo feita dentro ou fora do Canadá.

- Posso começar o processo dentro do Canadá e aguardar a resposta fora?

Não, se o processo foi aplicado dentro do país, é necessário estar aqui. Se for sair, melhor aplicar de fora.

Para conferir esse bate-papo na íntegra, acesse nosso canal no Youtube.

A Immi Canada pode te auxiliar com todo o processo de troca de status inside. Entre em contato agora mesmo com a nossa equipe. O atendimento inicial é totalmente gratuito.

Nosso e-mail é: contact@immi-canada.com

Um dos caminhos mais procurados para imigração canadense, é através da obtenção de uma permissão de estudo, onde o aplicante pode chegar ao país para cursar uma graduação de ensino superior, pós-graduação, doutorado ou mestrado.

E a escolha do Canadá não é por acaso, pois o país é um dos únicos do mundo que oferece a possibilidade de obtenção de uma residência permanente, sendo esse o motivo do país ter recebido o título de de país mais popular entre os estudantes estrangeiros.

Quando o estudante internacional atinge todos os critérios de elegibilidade e desembarca no país para cursar a graduação escolhida, de acordo com o perfil e planejamento, ele automaticamente já está no caminho para se tornar elegível a uma possível residência permanente, se for de sua vontade.

Porém, antes disso, ao obter uma permissão de estudo, também pode ser concedida uma permissão de trabalho, no qual o aluno tem autorização para trabalhar part-time, ou seja, 20 horas semanais durante o período de estudo e com a exceção de trabalho full-time durante os scheduled breaks (férias). 

Visto de Estudante

Para qualquer curso de até 180 dias, não é necessário a solicitação de visto de estudos. O interessado pode ir com eTA ou visto de turismo (veja no site oficial do governo clicando aqui mais detalhes a respeito) e durante este período o estudante e nem seu acompanhante podem trabalhar. Já para quem quer fazer qualquer curso de mais de seis meses, o visto e a permissão de estudos são necessários. Para solicitar, primeiramente o aluno deve ter uma carta de aceitação da instituição de ensino escolhida.

As instituições possuem exigências diferentes, portanto esta é uma questão que deve ser vista com a university ou college (clique aqui para ver a diferença entre os tipos de escolas). Com a Letter of Acceptance (LOA) em mãos, está na hora de aplicar para o visto. O processo pode ser feito no site do governo e possui algumas particularidades e documentos que devem ser apresentados. Todo este processo pode ser conferido nos links postados acima.

Para se matricular em um college ou university, o aluno internacional deve escolher entre uma das instituições de ensino entre as Designated Learning Institutions.

Veja também: Canadá recebe título de melhor lugar para estudantes internacionais 

Você também pode gostar de ler: Impacto dos estudantes internacionais no mercado de trabalho no Canadá

PGWP (post-graduation work permit)

O Post-graduation Work Permit nada mais é do que uma permissão de trabalho que o aluno tem direito de pedir ao final de um curso pós- secundário, full-time, com duração mínima de oito meses em uma instituição elegível ao processo. Este direito é uma oportunidade de ficar mais um período em terras canadenses, desde que sejam cumpridas todas as regras vigentes, sendo algumas relativas à instituição de ensino e outras ao aluno. O cônjuge do estudante também pode ter direito a este benefício, porém, para isso, existem algumas restrições que vamos explicar ao longo do artigo.

Um estudante internacional, depois de formado em uma instituição de ensino pós-secundária e que estão na lista de Designated Learning Institutions (DLI) do governo federal (clique aqui para saber quais são elas), tem direito de aplicar ao PGWP, desde que aluno e instituição cumpram as normas estabelecidas na legislação vigente. Lembrando que, caso o estudante opte por cursar um degree em uma universidade privada, ele também terá direito a permissão de trabalho após a conclusão. 

O PGWP é um visto de trabalho aberto, dando a permissão ao portador de trabalhar por um período de oito meses a três anos, variando conforme o tempo do curso. Porém, ele deve ser full-time, com duração mínima de oito meses, em uma instituição de ensino pública (ou um programa de degree caso o curso seja realizado nas particulares). Portanto, após a conclusão dos estudos, esta é uma excelente oportunidade para buscar colocação na área, pois é permitido trabalhar em período integral, visto que durante os estudos o concedido é de, no máximo, 20 horas semanais, ou seja, part-time no período das aulas e full-time (a partir de 30 horas semanais) apenas durante os breaks oficiais previstos no programa de estudo.

Isto vai depender do período de duração do seu curso. Segundo o site do Immigration, Refugees and Citizenship Canada (IRCC), que estabelece este tipo de norma. Para estudantes de línguas, independentemente do período, não é permitido o trabalho part-time durante o curso e o aluno não é elegível ao PGWP após o término, não importando o tempo de duração do programa. Também não é apto a aplicar quem fez um curso de menos de oito meses de duração, mesmo que seja uma pós-graduação em uma DLI.

Os que fizerem um programa de oito meses ou um ano receberão um PGWP equivalente ao período de estudos. O IRCC dá o exemplo de que, se seu curso foi de oito meses, o visto de trabalho após o término deve ser emitido com a validade de oito meses. Já para aqueles que escolhem um programa de dois anos ou mais, o PGWP será de até três anos de duração. O departamento de imigração do território ainda ressalta que o tempo máximo para o visto de trabalho aberto é de três anos, mesmo que o aluno tenha cursado mais anos de estudo no país. 

Mas aqui cabe um detalhe: leve em consideração que este período não é 100% fechado. A partir da análise dos seus documentos, o oficial de imigração pode dar mais ou menos tempo, desde que não excedam os três anos máximos, baseado em análises pessoais e justificativas encontradas no processo.

Aqui vai uma informação importante: a aplicação para o PGWP precisa, necessariamente, ser realizada em até 180 dias após o recebimento do documento oficial de conclusão do curso (que pode ser o diploma, o transcript ou a graduation letter emitida pela instituição). Cada pessoa pode solicitar o PGWP somente uma vez na vida. Por isso é importante pensar bem após o término do curso. 

PR - Residente Permanente

Após a conclusão do curso e da obtenção do PGWP, chegou o momento de dar o próximo passo, a busca pela residência permanente no Canadá.

Nesse momento, é analisado o perfil do candidato para verificar por qual programa melhor se enquadra. Ao finalizar o curso, com o PGWP o aplicante adquire experiência de trabalho e dessa forma vai se qualificando para os programas de imigração.

Uma opção pode ser o Canadian Experience Class. Esse programa é administrado pela plataforma do Express Entry, sendo o sistema mais rápido para conseguir a residência permanente no Canadá. A elegibilidade para esse programa começa com 1 ano de experiência de trabalho qualificada no Canadá - nos últimos 3 anos -, proficiência de língua, idade, e nível de educação.

Para saber tudo sobre o CEC, leia aqui! 

O aplicante também pode se tornar elegível para outra categoria do Express Entry, o Federal Skilled Worker Program. Nesse programa, a experiência de trabalho adquirida fora do Canadá é levada em consideração, além de outros critérios da imigração

Outra porta de entrada pode ser pelos programas provinciais. O estudante internacional pode se tornar elegível ao PR pelo programa provincial na província que ele se formou.

Também é possível ser selecionado aleatoriamente. Ao cadastrar o perfil no pool do Express Entry, o candidato pode selecionar as províncias das quais ele tem interesse de se estabelecer, e por elas receber um convite para aplicação. 

Análise de Perfil do Express Entry

Caso o aplicante decida dar entrada em seu processo de residência permanente, é importante que seu perfil seja cadastrado de forma correta na plataforma do Express Entry.

Pensando neste cenário onde você escolha em aplicar por conta própria o seu processo, nós desenvolvemos um novo serviço onde você poderá fazer tudo do seu jeito, mas contando com a revisão da Immi Canada.

O serviço de ‘Revisão de Perfil do Express Entry’ é uma revisão geral no perfil que você cadastrou na plataforma do Express Entry.

Ao contratar o serviço, você terá uma consultoria online de até 40 minutos com nossos especialistas para a verificação do seu perfil e de todos os documentos cadastrados que são obrigatórios para a aplicação.

Também está incluso a tão importante análise de NOC correto do aplicante principal.  O aplicante deverá enviar previamente a comprovação da experiência de trabalho, através da carta do empregador, e nossa assessoria irá analisar e indicar o NOC compatível com a experiência apresentada no perfil do Express Entry.

Entre em contato agora mesmo com a nossa equipe. Estamos prontos para te atender, e revisar sua aplicação; contact@immi-canada.com

Cidadania canadense

Para tornar-se um cidadão canadense é preciso cumprir com algumas exigências do Immigration, Refugees and Citizenship Canada (IRCC), que são:

- Ter o PR - o primeiro passo para conseguir ser cidadão canadense é ser um residente permanente no país, ou seja, ter o cartão de Permanent Resident. Além disso, é importante ressaltar: você não pode ter nenhuma pendência como residente permanente. Ou seja, você não pode: estar sob revisão por motivos de imigração ou fraude; ter ordem para deportação; ter condições não cumpridas relacionadas ao seu status de PR (como, por exemplo, não ter participado da triagem médica, etc.);

- Estar presente no Canadá por três anos em um período de cinco - após conseguir o cartão de Permanent Resident (PR), é necessário que o residente comprove uma permanência de três anos (1095 dias), em cada cinco, no Canadá. Além disso, o período gasto no Canadá antes de obter o status de residente permanente também pode entrar nessa conta. Dessa forma, se o candidato à cidadania passou meses ou anos com visto de estudo, permissão de trabalho ou como refugiado, esse tempo pode somar ao tempo final. No entanto, existe um limite de 365 dias na categoria e as horas não são contabilizadas em tempo integral. Ou seja: a cada dois dias reais com status legal de residente temporário no país, será contado um dia para a elegibilidade da cidadania. A grosso modo, se você ficou dois anos como residente temporário, será contado um ano para a cidadania. Se você ficou um ano, serão contados seis meses.

Aqui, é importante ressaltar: o IRCC indica que os candidatos à cidadania façam a aplicação com mais de 1095 dias de presença física no país, pois, caso haja qualquer problema em relação ao cálculo, o candidato tem dias extras para compensar;

Outros critérios são levados em consideração como: imposto de renda, proficiência em inglês ou francês e conhecimentos gerais sobre o país.

Saiba que casar com um cidadão canadense não dá direito automático à cidadania. O departamento de imigração canadense alerta que pessoas casadas com cidadãos canadenses deverão seguir todos os passos determinados pelo órgão, sem qualquer tipo de tratamento especial. 

Quero ser residente no Canadá

Portanto, se você deseja se tornar um estudante internacional e posteriormente conquistar a residência permanente, nós podemos te auxiliar durante todo o processo.

Entre em contato com  nossa equipe. Aqui na Immi Canada, o atendimento inicial com nossa equipe é totalmente gratuito.

Nosso e-mail: contact@immi-canada.com

Ou pelas nossas redes sociais: @immicanada 

Os imigrantes têm papel fundamental no fortalecimento da economia e na geração de emprego no Canadá.

Segundo dados oficiais do site de estatística do país, em 2021, 21,5% da população do país é formada por imigrantes do mundo inteiro.

E o objetivo do país é receber em média 400 mil novos residentes no país por ano.

Atualmente, o sistema de imigração do Canadá consiste em mais de 80 programas imigratórios, dentre eles o Express Entry que é a principal ferramenta utilizada pelo Governo do Canadá para selecionar e convidar candidatos qualificados.

Também existem os programas de imigração feitos em cada uma das províncias do país.

Nesse post vamos falar, de maneira resumida, como funciona o sistema de imigração para o Canadá.

Tipos de Visto

Para desembarcar no Canadá, por meio terrestre ou aéreo, é necessário um visto de visitante. Caso a pessoa tenha um visto americano válido ou já tenha tido um visto canadense nos últimos dez anos, é possível solicitar uma autorização eletrônica de viagem, conhecida como Atip.

Para saber mais sobre os documentos oficiais para entrar no Canadá, acesse aqui!

Caso a pessoa deseje realizar um curso no qual a duração seja maior do que 6 meses, será necessário aplicar para uma permissão de estudo, o conhecido visto de estudante

Veja aqui como obter uma permissão de estudo no Canadá

Se o objetivo for trabalhar, também será necessário aplicar para uma permissão de trabalho. Podendo ser uma permissão fechada, caso o trabalho esteja vinculado a uma oferta de emprego, ou a permissão aberta, que permite a realização de qualquer cargo no país.

Para cada tipo de visto e permissão, terá uma regra de elegibilidade específica. O perfil do aplicante também é analisado. A decisão final é feita pelo agente de imigração que estiver encarregado de analisar o processo.

Saiba Mais: Visto de trabalho para quem está como visitante no Canadá

1º Passo! Inicie sua pesquisa

O primeiro passo para imigrar para o Canadá é a pesquisa! É fundamental entender como funciona o sistema de imigração do Canadá.

Não só os programas imigratórios, assim como pesquisar sobre o país, a cultura, o estilo de vida, as províncias, o mercado de trabalho e etc...

Para se manter completamente atualizado sobre o Canadá, em particular a imigração, você pode seguir o perfil da Immi Canada no Instagram. Temos atualizações diárias por lá!

www.instagram.com/immicanada

Para saber como imigrar pelas províncias do Atlântico, clique aqui!

2º passo - A consulta

Após estar um pouco mais informado sobre o país e a imigração, chegou a hora de você buscar assessoria de profissionais regulamentados pelo Governo do Canadá e membros do RCIC (Regulated Canadian Immigration Consultants.

O Consultor de Imigração é especialista no assunto, está sempre passando por cursos de reciclagem, importantes para mantê-lo sempre informado sobre as mudanças nas leis e programas. Ele poderá ser o seu representante perante à imigração, entrando em contato, solicitando notificações, informações, além de auxiliar em todo o processo, seja ele de Visto ou Imigratório.

Aqui na Immi Canada nossa consultora Celina Hui é regulamentada  pelo RCIC sob o registro R507191.

Durante a consulta, você terá seu perfil analisado para saber em qual programa imigratório do Canadá melhor se encaixa. Atualmente, o Canadá possui mais de 80 programas de imigração. Por isso, essa análise inicial é importante para começar a traçar um planejamento de sucesso.

O tempo da consulta é de 20 minutos. Durante esse tempo, você terá seu perfil analisado e juntos irão traçar uma estratégia para a sua aplicação de acordo com o seu perfil. Ao contratar o serviço de consulta, nossa equipe entrará em contato previamente enviando um questionário completo que deve ser preenchido pelo cliente, dessa forma, ao iniciar a consulta com nossa consultora, ela já terá estudado as principais informações sobre o seu perfil, podendo focar diretamente em estruturar um planejamento em conjunto com o cliente.

Portanto, a consulta é um passo fundamental para aqueles que desejam conquistar um visto ou permissão para o Canadá. Para agendar uma consulta com nossa consultora, entre em contato com nossa equipe pelo e-mail: contact@immi-canada.com

Ou acesse o nosso site e faça o agendamento online: ww.immi-canada.com/consulta-online

Idade para imigrar

Alguns programas imigratórios do Canadá levam em consideração a idade do aplicante. Por exemplo, o Express Entry tem em seu Comprehensive Ranking System (CRS) critérios para pontuação no quesito: entre 20 e 29 anos o aplicante tem a pontuação máxima atribuída ao fator age (idade), que é de 100 pontos. Já com 30 anos, a pontuação cai gradativamente até zerar, na idade de 45 anos.

Confira abaixo a tabela oficial:

Veja como Funciona as 3 categorias do Express Entry

Mas o que fazer caso o candidato interessado em imigrar e tenha mais de 40 anos?

Há formas do candidato melhorar o seu perfil e fortalecer alguns requisitos que possam balancear os pontos perdidos pela idade. A proficiência nas línguas nativas do país pode ser um desses fatores. Caso o candidato, por exemplo, consiga comprovar NCLC 7 (b2-7) em francês pode agregar mais de 40 pontos ao candidato. Conseguir uma pontuação CLB 7 em inglês também ajuda o candidato. Em alguns casos, como no Canadian Experience Class (CEC), a depender do NOC aplicado pelo candidato, o CLB exigido pode ser CLB 5 ou 7.

O fator de experiência de trabalho (high skills) dentro do Canadá, com duração de pelo menos 1 ano em NOCs 0 - A ou B, também pode ser um diferencial importante para aqueles que vão aplicar e já estão acima dos 40 anos de idade. Os candidatos com formação acadêmica canadense conseguem somar entre 15 a 30 pontos a esses candidatos.

Outra forma de imigração seria através dos programas provinciais específicos de cada província, sendo que a exigência de muitos deles é menos rígida e alguns sem restrições de idade para aplicação. O nível de proficiência de inglês exigido costuma ser menor também. 

Teste de proficiência

Existem dois testes de língua inglesa cujas as notas são aceitas pela imigração como comprovação do conhecimento, são o IELTS e o Celpip (ambos precisam ser o General Training). 

Vale lembrar que as pessoas que possuem o conhecimento em Francês devem fazer os exames do TEF ou o TCF para obter os devidos pontos.

O IELTS avalia as habilidades de ouvir (listening de 30 minutos), ler e interpretar (reading de 60 minutos), escrever (writing de 60 minutos) e falar (o speaking dura em média de 11 a 14 minutos) em Inglês, numa prova cujo tempo total é de 2 horas e 45 minutos.

O CELPIP também atribui notas para as mesmas competências do IELTS (escutar, leitura, escrita e fala). Neste caso, os candidatos realizam todos os componentes do exame através de um computador, no tempo máximo de três horas. Desta maneira, a interação é feita via máquina, com um fone de ouvido e tudo sendo gravado.

Para saber mais, veja aqui!

Comprovação de renda

Se você vai estudar, será necessário comprovar que você possui renda suficiente para pagar o curso e se manter no país durante a sua estadia.

Para cursos com duração superior a 1 (um) ano, será necessário comprovar, pelo menos, o valor referente ao primeiro ano do curso + despesas.

Não, não é necessário que você tenha toda a quantia em conta. O valor necessário a ser comprovado pode ser feito por meio de uma combinação de contas e documentos, como: Extratos Bancários de uma Conta-Corrente, Saldos de um Investimento e/ou Poupança, Imposto de Renda, Contracheques/Holerites e afins.

*Importante ressaltar que é solicitado os 3 últimos extratos e Contracheques/Holerites.

Caso você não tenha comprovado por meios próprios a quantia necessária, você poderá inserir uma pessoa que será totalmente ou parcialmente responsável financeiramente pelas suas despesas. Pode ser pai, mãe, tio, tia e, muitas vezes, até mesmo um amigo.

Essa pessoa terá de enviar toda a documentação financeira solicitada, além da cópia de um documento de identificação e uma carta atestando que ela será a sua custeadora.

Exame Médico

Uma das fases dos processos de visto e imigratório é a realização dos exames médicos solicitados pela imigração canadense. Qualquer estadia que supere as 24 semanas, obrigatoriamente os solicitantes terão de realizar os exames São raros os casos que não se solicitam os exames médicos.

Os exames médicos são realizados com os médicos que estão devidamente cadastrados com a imigração canadense, já que eles terão de ter acesso ao Sistema do CIC para inserir os resultados, esses que serão analisados por um oficial da imigração.

Normalmente é solicitado, além de um check-up geral (Medição da pressão, escuta dos pulmões e coração), são feitos exame de urina, sangue e RX do tórax.

O valor médio é de R$600 por aplicante.

Quer imigrar para o Canadá? Entre em contato conosco por e-mail:contact@immi-canada.com

O atendimento inicial com nossa equipe é totalmente gratuito.

Como foi o primeiro sorteio do ano do Express Entry

No dia 6 de Julho de 2022 aconteceu o primeiro sorteio do ano da plataforma do Express Entry.

O Express Entry é a principal ferramenta utilizada pelo Governo do Canadá para selecionar e receber novos residentes permanentes no país.

Por ano, são estabelecidos um número de convites que deverão ser emitidos para os aplicantes cadastrados dentro da plataforma. Esse número é dividido entre todas as categorias de imigração que fazem parte do Express Entry.

Para o ano de 2022, a imigração canadense almeja enviar 431.645 convites para os candidatos cadastrados na plataforma do Express Entry e em outros programas imigratórios do Canadá.

Confira abaixo o Plano de Imigração para 2022 divulgado oficialmente pelo Governo do Canadá:

Categoria Economica: Federal High Skilled, Federal Economic Public Policies, Federal Business, Economic Pilots (Caregivers; Agri-Food Pilot; Rural and Northern Immigration Pilot; Economic Mobility Pathways Project), Atlantic Immigration Program, Provincial Nominee Program e Quebec Skilled Workers and Business

- Nessa categoria estão previstas 241.850 emissões de convites para aplicação em 2022.

Categoria Família: Spouses, Partners and Children e Parents and Grandparents.

- Nessa categoria estão previstas 105 mil emissões de convites para aplicação em 2022.

Categoria Refugiados e pessoas protegidas: Protected Persons in Canada and Dependents Abroad, Resettled Refugees - Government-Assisted, Resettled Refugees - Privately Sponsored e Resettled Refugees - Blended Visa Office-Referred.

- Nessa categoria estão previstas 76.545 emissões de convites para aplicação em 2022.

Categoria Humanitário e outros: Total Humanitarian & Compassionate and Other.

- Nessa categoria estão previstas 8.250 emissões de convites para aplicação em 2022.

A Volta dos sorteios

Na última quarta-feira, 6 de Julho de 2022, aconteceu o retorno do sorteio do Express Entry após uma longa pausa causada pela pandemia.

Nesse primeiro sorteio do ano, foram emitidos 1.500 convites para aplicação para aqueles candidatos cadastrados que possuíam 557 pontos ou mais.

Esse sorteio englobou as três categorias do Express Entry; Canadian Experience Class, Federal Skilled Worker e Federal Skilled Trades.

O sorteio teve uma pontuação bastante alta, e poucos números de convites emitidos. O que já era esperado para esse retorno.

A categoria Federal Skilled Worker Program (FSWP) não tinha um sorteio desde dezembro de 2020. Já o último draw dentro do CEC (Canadian Experience Class) aconteceu em setembro de 2021.

A promessa do ministro da imigração, Sean Fraser, é que essas aplicações serão processadas em no máximo 6 meses. No momento, a imigração canadense trabalha para diminuir o chamado ‘backlog’, ou seja, o número de processos parados esperando análise.

Até o último relatório emitido pela imigração, ainda constavam mais de 1 milhão de aplicações esperando análise. Com essa grande quantidade, o governo montou uma força tarefa para conseguir diminuir esse número em um tempo recorde.

Espera-se que os próximos sorteios do Express Entry aconteçam como antigamente, com uma janela de espaço de 15 dias entre eles.

Não dá para prever com certeza, mas a tendência da imigração quando há uma pausa nos sorteios, é de começar com uma nota de corte alta e com o passar dos sorteios essa nota irá diminuindo gradativamente. Mas não temos uma confirmação sobre essa periodicidade. Tanto o órgão de imigração (RCIC) quanto o próprio Sean Fraser, anunciaram a volta dos sorteios dando a entender que os sorteios acontecerão sem uma nova pausa prevista.

Pontuação no EE

A nota de corte do primeiro sorteio do ano do Express Entry foi considerada bastante alta, 557 pontos.

Em nossa LIVE realizada em nossas redes sociais (@immicanada) no dia 7 de Julho, a nossa consultora de imigração licenciada, Celina Hui, fez uma simulação de como seria o perfil desses candidatos que obtiveram essa nota no pool do Express Entry.

Chegamos a uma simulação de 551 pontos da seguinte forma:

Perfil do candidato: solteiro, até 29 anos de idade, com mestrado no Canadá, atingiu o CLB 10, tem no mínimo 1 ano de experiência no Canadá e mais 3 anos de experiência de trabalho fora do Canadá;

Nessa simulação, não foi considerado se o candidato obtinha LMIA ou irmãos no país, onde poderia acrescentar mais pontos a esse candidato.

Se você deseja rever esse nosso bate-papo, acesse aqui: https://www.instagram.com/p/CfukRuMhz5y/

Confira abaixo um rápido histórico das pontuações definidas na história dos sorteios do Express Entry:

- A pontuação mais alta no Express Entry foi em 30 de Maio de 2018 - 902 pontos (provincial apenas);

- A pontuação mais baixa foi em 13 de Fevereiro de 2021 - 75 pontos para o Canadian Experience Class;

- Já na categoria Federal Skilled Trades, em 24 de Setembro de 2018 a pontuação mais baixa foi de  284 pontos;

- O último sorteio do Canadian Experience Class aconteceu no dia 14 de Setembro de 2021 onde a pontuação foi de 462 pontos;

- Já o último sorteio do Express Entry - até o momento - para os programas provinciais, aconteceu no dia 22 de Junho de 2022 onde a nota de corte foi 752 pontos. 

Recebi o convite, e agora?

Caso você venha a receber um convite para aplicação nos próximos sorteios, conhecido como ITA (Invitation to Apply), ou tenha recebido nesse primeiro sorteio, nós podemos te auxiliar.

Nós criamos o serviço de Revisão do Perfil do Express Entry.

O serviço é uma revisão geral no perfil que você cadastrou na plataforma do EE. Ao contratar o serviço, você terá uma consultoria online de até 40 minutos com nossos especialistas para a verificação do seu perfil e de todos os documentos cadastrados que são obrigatórios para a aplicação.

Também está incluso a tão importante análise de NOC correto do aplicante principal.

Entre em contato conosco pelo e-mail: contact@immi-canada.com

Quais são os documentos necessários para entrada no Canadá? Após o período de lockdown causado pela pandemia, essa dúvida cresceu. Nesse novo artigo iremos esclarecer quais são os documentos e qual a finalidade de cada um deles.

Para quem está no Brasil e deseja viajar para o Canadá com a função de turismo, será necessário garantir uma autorização eletrônica (eTA) ou dar entrada no pedido de visto de visitante.

Confira abaixo as diferenças e elegibilidade dos documentos:

Electronic Travel Authorization (eTA)

Oa eTA é uma autorização eletrônica de viagem. Os brasileiros elegíveis são aqueles que possuem um visto americano válido ou um visto canadense aprovado nos últimos 10 anos.

Com o eTA, o viajante só pode entrar no país por via aérea e ele é válido por cinco anos ou até o vencimento do passaporte, o que ocorrer primeiro.

Um detalhe importante é que, você pode sim viajar para os Estados Unidos tendo somente o eTA canadense e retornar ao Canadá por via terrestre, desde que os EUA seja seu destino final (que você não vá para outros países depois) e que você possua uma permissão válida para viver temporariamente no Canadá. Para os que vão a passeio, somente com eTA ou visto de turista, é possível ir aos Estados Unidos de carro, contanto que o viajante não retorne ao Canadá via terrestre (se quiser voltar por terra, precisa de uma permissão, seja ela de turista, estudo ou trabalho), retornando via aérea ou indo de lá para outro país.

Para obtê-lo basta acessar o site da imigração, preencher um formulário com a autorização e solicitação de dados, pagar uma pequena taxa pelo cartão de crédito no valor de CAD $7 e aguardar o e-mail chegar no endereço eletrônico cadastrado, o que acontece em média 48h após a aplicação.

Visto americano x Visto canadense

Antes de esclarecermos a questão dos diferentes tipos de vistos, é importante ressaltar que o visto americano e canadense são diferentes. Você não consegue entrar nos Estados Unidos tendo somente o visto canadense. Porém, você pode ter acesso ao Canadá tendo somente o visto norte-americano, mas terá, ainda assim, que solicitar o eTA. 

Além disso, apenas cidadãos canadenses, ou seja, portadores do passaporte do país, não necessitam de visto para viajar aos EUA. Qualquer imigrante, ainda que possua o PR Card, terá de solicitar o visto caso queira ir aos EUA.

Uma outra diferença marcante entre os tipos de vistos é que o americano de turista tem validade de 10 anos, independentemente da data de expiração do passaporte. É permitido entrar com o documento de viagem vencido e o visto válido, juntamente com o novo passaporte dentro do prazo de validade, desde que o viajante apresente os dois documentos.

Visto de visitante

Caso você não se enquadre nas exigências para solicitar o eTA, terá que pedir o visto de visitante, também conhecido como visto de turismo. Ele é o Visitor-1 (V-1) e concede múltiplas entradas ao portador, permitindo a estadia no país por até seis meses consecutivos, porém não dá direito a trabalho e estudo (exceto para cursos de até 24 semanas). 

A validade do visto é variável de acordo com a data do passaporte, podendo chegar a até 10 anos (o oficial de imigração também pode restringir este período, tanto o de validade quanto o de permanência, de acordo com regras e impressões de cada pacote de aplicação). 

Caso o aplicante queira permanecer por um período superior a seis meses, pode solicitar uma extensão do visto de turista ou até pedir uma permissão para outros fins.

Leia aqui: Cheguei no Canadá, e agora? Primeiras impressões no país

Visto e permissão de estudo

O visto é uma etiqueta colada no passaporte, na qual permite a entrada do estudante no país. Para permanecer no Canadá, durante o período do curso, é necessário ter a permissão, que é dada pelo oficial de imigração ainda no aeroporto. É este documento, que também é anexado ao passaporte, que determina o tempo permitido, em qual província o aluno pode estudar, se é permitido o trabalho durante o curso, dentre outros detalhes.

Basicamente existem dois tipos de visto: o S-1 e o SW-1. A definição de qual deles pedir começa com a escolha do curso por parte do aplicante. O primeiro, chamado de S-1, é concedido quando não há o requisito de estágio obrigatório para concluir o curso. Já o SW-1 é dado quando existe essa exigência, sendo os cursos chamados de Co-Op.

De maneira geral, para que um estrangeiro estude no Canadá e possa aplicar para o visto de estudante, ele precisa primeiro escolher uma instituição de ensino entre as Designated Learning Institutions. Após passar pelas etapas de seleção da escola, college ou university, o futuro estudante recebe uma Letter of Acceptance (LOA) da instituição, que é um requisito obrigatório para aplicar para o visto.

Para ler tudo sobre permissão de estudo para o Canadá, clique aqui

Diferença entre vistos e permissões para o Canadá

Existem diversas maneiras de entrar legalmente no Canadá e isso acaba gerando dúvidas. Primeiramente o seu objetivo deve estar bem definido para então iniciar o processo de pedido: eTA, vistos de turista, de estudos, para trabalho, permissões ou residência permanente.

De maneira geral, podemos dizer que existem dois tipos de visto: o temporary visa e o permanent visa. Este último concede o direito de imigrar, dando o cartão de Permanent Resident (PR Card) ao contemplado.

Falando dos vistos e permissões, é importante ressaltar que eles são diferentes. 

O visto é somente uma etiqueta no passaporte que permite ao titular do documento viajar para o Canadá e entrar no país, se o mesmo pode entrar e sair do território durante a vigência, data de expedição e vencimento e a finalidade da estadia.

A permissão é o que o nome diz. Ela é dada no momento de entrada no Canadá, pelo oficial de imigração após a primeira passagem nos guichês do aeroporto, em uma segunda checagem, que ocorre geralmente para quem vai ficar mais de seis meses por motivo de estudo ou trabalho. Não quer dizer que quem entra com um eTA ou visto de turista no Canadá possa permanecer somente seis meses. Caso o viajante mude de ideia e queira estudar, ele precisa solicitar uma permissão quando já está no país, apresentando todas as comprovações e documentos necessários. O aplicante só precisa de um novo visto caso tenha a permissão de estudo, visitante ou trabalho e queira viajar para outro país, que não os EUA, durante a sua estadia.

Documentos necessários para a Residente Permanente no Canadá

Ao se tornar residente permanente no Canadá, a pessoa terá posse de um cartão que sinaliza o novo status de imigrante no país. O chamado 'PR Card' é um documento de identidade com foto e dados pessoais. Até esse novo residente se tornar cidadão e obter um passaporte canadense, será necessário apresentar o PR Card, que é o novo documento oficial desse imigrante.

Em casos de viagem, será necessário apresentar na imigração o PR Card e o passaporte que também sinaliza o status de imigrante. Porém, caso a pessoa ainda não tenha em mãos essa carteira de identificação oficial, será necessário dar entrada no PRTD, que é um documento de viagem.

PR Card - Cartão de identificação do Residente Permanente

O título de Residente Permanente é garantido quando todo o processo é finalizado e é enviado o ECOPR (Electronic Confirmation of Permanent Residence in Canada). Sendo esse um documento anexado via e-mail confirmando sua residência permanente no Canadá. O COPR é enviado por correspondência.

Após o envio desse documento, a carteirinha de identificação do novo imigrante é enviado para a residência no endereço cadastrado. A partir desse momento, o PR Card passa a ser o documento oficial para identificação dentro do país.

PRTD - Permanent Resident Travel Document

O ‘Permanent Resident Travel Document’ (PRTD) é um documento de viagem obrigatório para aqueles que se tornam residentes permanentes no Canadá, e estão em viagem fora do país sem o PR Card em mãos.

Podendo ser por motivos do PR Card estar com data expirada, ou perda, furto, ou por não ter recebido ainda o documento de identificação de residência. Para retomar ao Canadá será necessário apresentar esse documento (PRTD), seja pela entrada por voo, trem, ônibus ou barco.

A aplicação para o PRTD só pode ser realizada por quem estiver fora do país. Enquanto a renovação do PR Card só pode ser feita dentro do Canadá. Caso você planeje uma viagem e seu PR Card esteja com a data de expiração próxima a data de embarque, a imigração recomenda que a renovação seja feita antes da viagem. O PR Card só pode ser enviado para um endereço dentro do país.

Para a aplicação do PRTD será necessário:

-Provar suas real identidade

-Confirmar seu status de Residente Permanente

-Record of Landing (documento com data da última entrada no país)

Ao realizar a aplicação para esse documento temporário, será preciso enviar o passaporte para que o PRTD seja anexado ao documento. Também é necessário enviar uma fotocópia (não o original) de todos os documentos originais de identidade e imigratórios.

Ainda ficou com dúvidas sobre o assunto? Ou precisa de auxílio para o seu visto ou permissão? Entre em contato com a nossa equipe pelo e-mail: contact@immi-canada.com

Em janeiro de 2015, o Citizenship and Immigration Canada (CIC) lançará um novo sistema eletrônico de imigração chamado Express Entry para gerenciar pedidos de residência permanente em determinados programas econômicos. O Canadá necessita de imigrantes de alto nível para atender às necessidades do mercado de trabalho atual e futuro, que irão garantir o crescimento econômico e próspero em longo prazo no país.

shutterstock_166420496

Express Entry permitirá recrutar ativamente, avaliar e selecionar os imigrantes qualificados nos seguintes programas federais de imigração econômica:

Províncias e territórios também serão capazes de recrutar candidatos a partir do sistema Express Entry para uma parte do Provincial Nominee Programs, para assim atender às necessidades do mercado de trabalho local. De acordo com este novo sistema, os empregadores também terão um papel fundamental na seleção dos imigrantes econômicos. Os empregadores terão acesso aos candidatos através de novos e melhorados Bank Jobs do Canadá e por meio de províncias e territórios, onde aplicáveis.

O Express Entry envolverá duas etapas:

Passo 1) Os candidatos em potencial deverão criar um perfil online para o Express Entry

Potenciais candidatos vão criar um perfil online para o Express Entry, onde eles irão fornecer informações sobre suas habilidades, experiência profissional, capacidade de linguagem, educação e outros detalhes. Aqueles que atendem aos critérios de um dos programas federais de imigração econômica sujeito ao Express Entry, serão colocados em uma “piscina” de candidatos.

Os candidatos serão classificados contra os outros que também estão na “piscina”. Somente os candidatos mais bem classificados (aqueles considerados como tendo as melhores chances de sucesso econômico), e aqueles com ofertas de qualificação de emprego arranjado ou nomeações provinciais/territoriais, serão convidados a aplicar para a residência permanente.

Se um candidato não tiver uma oferta de trabalho válida de um empregador canadense ou uma nomeação provincial/territorial, ele ou ela deverão se registrar com o Banco de Oportunidades do Governo do Canadá (Job Bank), que irá ligar-lhe com empregadores canadenses elegíveis.

Se for o caso, os empregadores serão obrigados a obter Labour Market Impact Assessment (LMIA, antigo LMO) do Employment and Social Development Canada. Não haverá taxa para avaliações de impacto do mercado de trabalho para aplicações de residência permanente sob o sistema Express Entry.

Completando um perfil online no Express Entry não garante que o candidato irá receber um convite para aplicar para a residência permanente.

Passo 2) Citizenship and Immigration Canada  (CIC) irá convidar alguns candidatos a aplicar para a residência permanente e processar suas aplicações eletrônicas dentro de seis meses.

Os candidatos receberão um convite a solicitar residência permanente, quando classificados entre os “tops na piscina”, com base em suas habilidades e experiência. Os candidatos que têm uma oferta de trabalho válido de um empregador canadense (sujeito ao processo de LMIA, que estará em vigor na época) ou que tenham sido indicados por uma província ou território será dado altas pontuações no sistema de ranking.

Os candidatos terão 60 dias para apresentar um pedido eletrônico para a residência permanente através de um dos seguintes programas:

O CIC irá processar a maioria das aplicações completas (ou seja, aplicações, incluindo todos os documentos comprovativos necessários) no prazo de seis meses ou menos.

Os candidatos que estão na “piscina” do Express Entry, que não receberem um convite a solicitar residência permanente após 12 meses, poderão reenviar o seu perfil e voltar a entrar na lista de candidatos, se eles ainda satisfizerem os critérios. Esta disposição vai evitar atrasos e garantir processamentos mais rápidos.

O Express Entry resultará em um serviço mais rápido e mais eficiente para os potenciais imigrantes qualificados. Permitirá, também, que o Governo do Canadá seja mais flexível e sensível às mudanças nas condições econômicas e prioridades do país.

Grupo 1
CONTATO
contact@immi-canada.com
VANCOUVER: +1 (604) 684-0530
TORONTO: +1 (647) 351-5800
Redes sociais
Caminho 139
cartmagnifier