Grupo 1
Grupo 1

Um dos principais atrativos das pessoas em imigrar para o Canadá, é saber que no país será possível recomeçar ou se estruturar em uma carreira profissional. Além do óbvio como a paisagem do país, a economia, o poder de compra, a segurança, mobilidade, e etc.

A grande verdade é que sim, o Canadá precisa de imigrantes sim, mas aqueles com habilidade e experiência para que possa fortalecer a economia e gerar mais oportunidades, além também de repor a mão de obra no mercado de trabalho, tendo em vista a idade avançada e aposentadoria dos servidores.

Ao chegar ao país, diversas diferenças podem até assustar o novo imigrante. Um dos fatores de extrema importância ao começar a estruturar o “Plano Canadá”, é pensar em como será a portabilidade da experiência de trabalho adquirida no seu país de origem no Canadá.

Depois a preocupação é em como se posicionar no mercado de trabalho canadense é uma das principais preocupações de quem deseja viver permanentemente no Canadá.

*Leia - Como trabalhar no Canadá e se destacar no mercado de trabalho
*Leia - Como preparar o seu currículo para o mercado de trabalho no Canadá

Conheçam Kátia e Victor

Essa realidade não foi diferente para os nossos clientes Victor Esteves e Kátia Igarashi, que após 4 anos de processo, recentemente se tornaram residentes permanentes.

Dentre as várias nuances do casal, nos chamou muito a atenção a profissão que a Kátia conquistou nessa fase no Canadá. Formada em designer gráfico, Kátia hoje é um talento despontando em um estúdio de tatuagem em Toronto.

Na entrevista abaixo, vamos conhecer mais sobre a história do casal saindo do Brasil e chegando ao Canadá. Qual o processo imigratório que eles aplicaram. Suas primeiras experiências e percepções sobre o país. E vamos conhecer como Kátia realizou essa mudança em sua carreira profissional, cada vez mais em ascensão.

A entrevista foi realizada com a Kátia, tatuadora brasileira no estúdio Bini Tattoo. Por lá, ela é mais conhecida como Kay.

- Como foi que vocês escolheram o Canadá para se tornar lar?

Em 2012 eu e meu marido, Victor Esteves, fomos fazer uma viagem para alguns países na Europa. Portugal estava entre eles e começamos a pensar em uma possibilidade de viver em outro país, porém estávamos ambos construindo nossas carreiras e fomos deixando esse sonho de lado. Em 2017 o Victor trouxe esse assunto de novo para casa e o Canadá foi o país que escolheu para conhecer, mais especificamente Toronto, e veio passar 1 mês aqui explorando a cidade. Quando voltou ao Brasil conversamos bastante e com a sua empolgação não precisou de muito pra me convencer e começarmos a planejar todos os detalhes para essa grande mudança em nossas vidas. A única condição era trazer nossas duas gatinhas, e o resto a gente iria fazer acontecer. Bom, aqui estamos e obviamente elas estão aqui com a gente. 

- O que te chamava atenção no país antes de se mudar?

Eu não sabia muita coisa sobre o Canadá. Mas a partir do momento em que decidimos, mergulhamos em muita pesquisa, assistindo vídeos, ouvindo podcasts, lendo notícias sobre o país e foi aí que a certeza veio de fato, pois como planejávamos em um futuro próximo aumentar nossa família, toda a parte mais humanizada do parto, a educação do país e claro, a segurança foram determinantes para seguirmos com o plano com ainda mais vontade e foco. 

- Quem era você ainda no Brasil? Qual profissão?

Eu procurava me encontrar. Sou formada em design gráfico e estava atuando na área de design de interiores no Brasil, tinha até um escritório, com projetos para diversos clientes, mas isso ainda não me completava.

Como pessoa, sempre fui mais introvertida e deixava as pessoas falarem por mim, me escondia por trás de vozes de amigos. Eu não era eu, não tinha motivação mas sabia que a arte era parte de mim e de alguma forma deveria se manifestar na minha vida. 

- Qual foi o processo de imigração de vocês? E como foi a linha do tempo até virarem PR

O inglês é fundamental e isso era um ponto de muito aperfeiçoamento para que pudéssemos ter a vida que planejamos. Então, após a nossa primeira conversa com a Celina, definimos que, por conta do início do College em Setembro e do tempo que o Victor precisaria estudar inglês para estar habilitado para o seu curso, nós iríamos inicialmente como turistas e ambos estudariam o idioma. Em seguida, aplicamos para o visto de estudo para o Victor e o de trabalho para mim. Então, na data que planejamos ele aplicou para o College e eu fui trabalhar. No fim do College ele estava fazendo Co-Op e e aplicou para o PGWP para poder seguir trabalhando onde estava. Em seguida fizemos mais uma conversa com a Immi sobre qual seria o caminho para aplicarmos para nossa residência permanente e o OINP era o mais simples para nós e optamos por ele, pois a empresa em que estávamos (sim, trabalhamos na mesma empresa) era elegível e aceitou assinar o processo. Desde o dia que chegamos até a confirmação do PR foram 4 anos e 2 meses de muita troca de emails e telefonemas com a Immi, que nunca nos deixou sem resposta. 

- O que tem achado do Canadá até o momento?

Sempre falamos sobre isso em casa. Somos muito gratos por termos nos dado o direito de recomeçar a vida em um país tão justo e bonito. Embora eu naturalmente seja uma pessoa otimista, sei que nada, nem ninguém é perfeito, mas ainda assim tive muito mais momentos felizes do que ruins na nossa vida aqui. A educação e a paciência das pessoas com quem ainda tem dificuldades no idioma é acolhedora e faz com que você tenha coragem para enfrentar o que vier pela frente. Além disso, a segurança de poder andar na rua sem medo nenhum de ser assaltado enquanto fala no celular ou abrir seu laptop no ônibus para resolver algo do trabalho; a segurança de ser mulher e poder se vestir como quiser sem ter medo de ser abusada. São tantas vantagens que poderia ficar um bom tempo falando. Não tem como ter escolhido melhor. 

- Como a tatuagem surgiu na sua vida?

No Brasil, tinha uma grande amiga tatuadora. Ela é muito talentosa e me deu as primeiras aulas sobre o assunto. Ganhei a minha primeira máquina e tatuei alguns amigos corajosos que se aventuraram comigo. Embora eu gostasse muito, naquela época não conseguia vislumbrar a tatuagem como sendo um futuro para mim. Como falei, o Canadá é a possibilidade de um recomeço e embora trabalhando em outro lugar, comecei a pensar o que me faria feliz. A tatuagem veio rápido na cabeça e no coração, então fui buscar uma oportunidade como aprendiz em um estúdio. Fui aceita em um bem legal e já criei uma conta no Instagram para postar tudo que fizesse de tatuagem (https://instagram.com/imokay.art). Em apenas uma semana fui convidada para ser uma das tatuadoras do estúdio! Fiquei surpresa, mas aceitei e fui aperfeiçoando e me conhecendo mais e mais a cada dia como tatuadora. 

Leia também: Toronto é a melhor cidade para mulheres construírem carreira profissional

- Pesquisava sobre a profissão tatuador no Canadá?

Na verdade não. Isso é algo que recomendo a todos. Se você tem algo que goste de fazer, pesquise desde o começo como é essa área no Canadá. A tatuagem aqui é muito bem aceita e valorizada. No meu caso, todo o processo de se preparar para vir, tudo que foi deixado para trás e todo o caminho percorrido para chegar no tão sonhado status de residente permanente me fez enxergar o quão forte e determinada posso ser. Então quando fui em busca do me trazia alegria, em busca da minha realização profissional, já tinha coragem o suficiente e a determinação necessária para que isso pudesse acontecer. Sim, vir para o Canadá me ajudou a descobrir meu real talento. 

- Como é trabalhar num estúdio de tatuagem no Canadá?

Embora não possa comparar como seria trabalhar em um estúdio no Brasil, a minha experiência não poderia ser melhor aqui! 

Como esse estúdio tinha acabado de abrir essa filial, tudo era novo para mim e para todos. Eu me senti muito acolhida pelos colegas, afinal começamos relativamente juntos na unidade e estamos crescendo juntos como artistas.

Estou podendo desenvolver minhas habilidades e técnicas como tatuadora, além do meu inglês ter dado um grande salto desde que comecei. O contato com os clientes, falando sobre assuntos e temas tão íntimos, fazem você começar a desenvolver ainda mais vocabulário. Por sinal, meus clientes foram todos maravilhosos até hoje, e isso faz toda a diferença. 

- Qual a diferença cultural na aceitação da tatuagem no Canadá?

No Brasil a tatuagem ainda é marginalizada em alguns lugares e empresas, sinto que aqui é muito mais aceita. Como comecei a tatuar profissionalmente aqui, não posso comparar clientes em relação a tatuagem, mas posso falar de pessoas. Tenho criado tantas conexões e dividido tantas histórias de uma forma tão natural e saudável com os meus clientes que embora acredite que tudo isso também seja possível no Brasil, aqui eu sinto como as pessoas podem ser elas mesmas, sem nenhum medo. Isso faz tudo ser leve e verdadeiro. Agora uma coisa que aqui faz parte da cultura e eu acho maravilhoso é o “tip” ou “gorjeta” para quem presta um serviço. Nos bares e restaurantes aqui eu sempre fui generosa com os profissionais que prestam um bom serviço para mim, e tenho recebido o mesmo reconhecimento dos meus clientes. Isso faz uma grande diferença no fim do mês e estimula o profissional a sempre atender seus clientes da melhor forma. 

- Qual o plano futuro de vocês no Canadá?

O grande objetivo de alcançar a residência permanente foi concluído. Isso abre diversas possibilidades para cada um de nós. Agora já começamos a falar sobre a nossa futura cidadania, que em dois anos já poderemos aplicar. Começamos a planejar a chegada para nosso bebê, e assim como fizemos enquanto ainda estávamos no Brasil, estamos planejando com carinho a FASE 2 do Plano Canadá. Na verdade, agora chamamos de plano de vida, pois estamos em um lugar que amamos e podemos chamar de casa! O Victor está sempre se conectando com pessoas novas e pensando em diferentes caminhos para seguir e eu me sinto realizada como tatuadora. Sei que o aprendizado é para sempre, então me mantenho aberta e pronta para me desenvolver com cada experiência nova que esse país pode me proporcionar.

Veja aqui: O impacto dos estudantes internacionais no mercado de trabalho no Canadá

Você está pensando em trabalhar no Canadá? Nós podemos te auxiliar a conquistar a sua permissão de trabalho.

Entre em contato conosco pelo e-mail: contact@immi-canada.com

O atendimento inicial com a nossa equipe é totalmente gratuito.

E se quiser agendar uma consulta express de 20 minutos por CAD$99. Você pode fazer online, basta acessar o site: https://www.immi-canada.com/consulta-online/

Foi anunciado hoje pelo ministro de imigração, Sean Fraser, uma nova medida para os estrangeiros com visto de trabalho vencido ou a vencer.

Para aquelas que possuem um PGWP expirado ou a expirar, dentro da data de 20 de setembro de 2021 a 31 de dezembro de 2022, terão a oportunidade de continuar trabalhando no Canadá por um período adicional de 18 meses.

Quem se qualificar nessa medida, poderá estender a sua permissão ou aplicar para uma nova. 

Aqueles que estão atualmente no Canadá também poderão trabalhar no período intermediário enquanto sua permissão estiver sendo estendida ou uma nova estiver sendo emitida, mesmo quem esteja restaurando.

Mas é importante prestar atenção, pois essa nova medida afetará os aplicantes de acordo com seu perfil:

1. PGWP que irá vencer entre 2 de outubro de 2022 a 31 de dezembro de 2022: Se o endereço estiver atualizado e o passaporte válido até abril de 2024, não será necessário tomar nenhuma atitude. O IRCC irá entrar em contato por e-mail para confirmar o endereço, você não precisará responder a esta mensagem. Basta aguardar o recebimento da nova permissão, previsto para o meio de outubro.

2. Se precisar atualizar os dados: Caso seja necessário atualizar o endereço e o passaporte não estiver válido até abril de 2024, quando receber o e-mail do IRCC, siga as instruções para realizar as atualizações.

Caso o vencimento do seu passaporte não permita que o visto tenha a extensão de 18 meses, você só receberá um e-mail a partir de Setembro com as instruções de atualização dos dados. O candidato terá duas semanas para enviar as informações atualizadas. Com tudo atualizado, a nova permissão será enviada no meio do mês de novembro.

3. PGWP expira de 2 de outubro de 2022 a 31 de dezembro de 2022, mas não poderei atualizar meu endereço ou a validade do passaporte: Você precisará se inscrever on-line para estender sua permissão de trabalho. Você pode receber uma permissão de trabalho estendida até a data de expiração do seu passaporte ou pode esperar para solicitar até renovar seu passaporte.

4. PGWP expira entre 2 de outubro de 2022 a 31 de dezembro de 2022, mas o IRCC não entrou em contato comigo: Se você não receber um e-mail do IRCC até meados de setembro, você não é elegível para ter sua permissão de trabalho estendida por meio deste processo especial por outro motivo, como informações adicionadas ao seu perfil precisarão ser revisadas. Você ainda pode solicitar on-line a extensão da sua permissão de trabalho.

5. PGWP vencido ou que irá vencer entre 20 de setembro de 2021 a 1º de outubro de 2022: Será necessário realizar a aplicação online, a partir de hoje! Se a pessoa estiver no Canadá com um status temporário também expirado, será necessário restaurar o status ao mesmo tempo que dá entrada na nova permissão. Nessa condição, será possível restaurar o status mesmo que já tenha passado 90 dias.

Não serão aceitas aplicações feitas na porta de entrada do país.

A partir do dia 8 de Agosto de 2022, o IRCC irá começar a enviar e-mail para notificar aqueles que possuem um PGWP com a data de vencimento entre 20 de setembro de 2021 a 31 de dezembro de 2022. Essas pessoas estão autorizadas a trabalhar provisoriamente enquanto aguardam o recebimento da nova permissão. Basta apresentar o e-mail recebido junto com a permissão vencida para comprovar que estão autorizados a trabalhar legalmente no Canadá.

Essa nova política pública vai ser dividida em dois rounds:

Round 1 começa no dia 2 de Agosto de 2022

Durante a semana de 2 de agosto, na maioria dos casos, a imigração irá enviar um e-mail avisando que você está elegível para uma nova permissão de trabalho que permite trabalhar no Canadá, se:

- O PGWP expirar na data ou após 2 de Outubro de 2022 e;

- O passaporte estar válido por pelo menos 18 meses após o vencimento do PGWP.

- O que você deve saber!

1. Checar o seu e-mail, incluindo a caixa de spam, procurando pelos endereços de e-mail: @cic.gc.ca OU @notifications.canada.ca

2. Revisar as 3 condições na carta e garantir que eles não se aplicam ao seu caso:

a) Se você agora viver fora do Canadá;

b) Se o endereço de correspondência estiver incorreto;

c) Se você não aceitar a oferta de um nova permissão de trabalho.

3. Se nenhuma dessas condições se aplicar ao seu perfil, você não precisará fazer nada.

- Quanto tempo levará para receber essa permissão de trabalho?

As emissões para os endereços residenciais irão acontecer em meados do mês de Outubro.

- O que você deve fazer?

1. Se o seu endereço tiver mudado

Se o seu endereço de correspondência não for o mesmo que aparecer no topo da carta recebida, você deve comunicá-los pelo e-mail indicado na carta.

Nesse caso, a pessoa não receberá uma permissão de trabalho no Round 1. No entanto, se estiver no Canadá e ainda quiser uma permissão de trabalho, é possível atualizar o endereço e receber no Round 2.

2. Se o nome tiver mudado?

Se o seu nome atual não for igual ao nome no PGWP, será necessário aplicar para uma nova permissão de trabalho.

3. Se você já tiver aplicado para estender sua permissão de trabalho dentro dessa política pública?

Não responda ao e-mail. Você receberá uma nova permissão de trabalho em meados de Outubro. 

A aplicação para a permissão de trabalho dentro dessa política pública será cancelada e o dinheiro da aplicação ressarcido.

4. Se você não receber um e-mail até 8 de Agosto de 2022?

Se a pessoa estiver no Canadá e ainda quiser uma permissão de trabalho, será possível no Round 2.

5. Se o PGWP expirar antes da sua nova permissão chegar?

Ao não responder ao e-mail enviado pela imigração, você terá confirmado que você tem interesse em uma nova permissão de trabalho. Isso significa que você estará sob a categoria 'maintained status' e pode continuar trabalhando. O recomendado é apresentar o e-mail recebido junto com o link da página do site da imigração com essa instrução.

6. Se não morar mais no Canadá?

Se a pessoa saiu do Canadá, deve entrar em contato por e-mail no endereço indicado na carta. Se a pessoa não responder a este e-mail, será considerado como 'misrepresentation' e pode se tornar inadmissível. Isso pode significar que a pessoa pode ficar impedida de retornar ao Canadá por 5 anos. Você poderá aplicar para uma permissão de trabalho, e se aprovado, poderá retornar ao Canadá.

7. Se não quiser uma permissão de trabalho?

Deve enviar um e-mail até o dia 19 de Agosto de 2022 no endereço indicado na carta.

Round 2 começa no dia 14 de Setembro de 2022.

Se não receber o e-mail durante o round 1 ou se for necessário atualizar o endereço de correspondência, você ainda está elegível a uma nova permissão de trabalho.

Em meados de setembro será possível atualizar as informações do passaporte e endereço de correspondência na sua conta no IRCC. Nesse casos, as permissões começarão a ser emitidas para os aplicantes que:

. endereço de correspondência atualizado;

. passaporte que irá expirar após 30 de Abril de 2024.

A estimativa é receber a nova permissão de trabalho em meados de novembro.

- Como se preparar para o Round 2?

a) Renovar o passaporte se a data de expiração for antes de 30 de Abril de 2024;

b) Se você ainda não tiver uma, criar uma conta no IRCC;

c) Se você não visualizar a sua aplicação antiga do PGWP na sua conta, será necessário linkar sua aplicação a sua conta;

d) Confira seu e-mail incluindo pasta de spam, com mensagens enviadas pelos endereços eletrônicos @cic.gc.ca ou @notifications.canada.ca

(A imigração enviará um e-mail informando quando poderá ser feito a atualização nas informações do passaporte e endereço)

Se você não obtiver uma permissão durante o Round 2, você poderá submeter uma aplicação para conseguir uma nova permissão de trabalho.

Para mais informações, visitar o site: https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/services/work-canada/permit/post-graduation-work-permit-holders/mail-work-permit.html

*Essa é uma aplicação dentro da política pública é realizada sem cobrança de nenhuma taxa.

Se você possui um visto de residente temporário válido, mas está atualmente fora do Canadá, é possível voltar ao Canadá e ser autorizado a trabalhar. No entanto, o aviso por e-mail de autorização provisória de trabalho não pode, por si só, ser usado para retornar ao Canadá.

Para continuar lendo as especificações dessa nova medida da imigração na íntegra, acesse o site: https://mla.bs/d201356d

Chegou no Canadá com visto de turismo, se apaixonou e quer continuar estudando ou ingressar em um programa de estudo? 

Saiba que sim, é possível desde que o seu status ainda esteja legal e com a permissão emitida ainda válida. 

Nesse artigo, vamos te contar o passo-a-passo de como realizar essa aplicação.

Primeiro, vamos esclarecer os tipos de vistos.

Tipos de Vistos de visitante

Para entrar no Canadá, é necessário ter um visto de visitante ou uma autorização eletrônica de viagem (eTA). Esses também serão os documentos elegíveis para a solicitação da permissão de estudo.

Com o eTA, é permitido permanecer no país como visitante por 24 semanas, ou seja, seis meses. Para conseguir essa autorização eletrônica, o aplicante já deve ter tido um visto canadense ou ter um visto americano válido nos últimos dez anos.

Ao chegar no Canadá e passar pela imigração, o oficial pode colocar uma etiqueta no seu passaporte. Podendo ser uma etiqueta SX-1 ou V1.

SX-1: No momento que aplicou pro visto de visitante, o aplicante deve anexar junto uma carta de aceitação de uma escola. Não significa que o status seja de estudante. É visitante com direito a estudo. Esse é um código utilizado para identificar um visitante que tem intenção de estudos, em programas inferiores a 6 meses.

V1: É um visto também com duração de seis meses. Esse visto permite múltiplas entradas no país, para aqueles que precisam visitar, seja qual for o motivo.

Para saber tudo sobre como obter uma permissão de estudos no Canadá, leia aqui!

1º passo - Ter um status legal e válido

Um detalhe importante nesse processo, é não deixar a validade da permissão expirar para solicitar uma extensão ou mudar de status, o recomendado é que o interessado em permanecer no país dê entrada no processo antes de alcançar esse prazo, de preferência, no mínimo com 15 dias de antecedência.

É muito comum  visitar o Canadá, país com dois idiomas como oficiais, inglês e francês, e querer fazer uma imersão em uma das línguas.

Para o estudo de línguas, é permitido chegar ao país com o visto de visitante ou eTA (Electronic Travel Authorization), caso o programa escolhido não ultrapasse 24 semanas.

De visitante para estudante

Se o objetivo não é estudar inglês, mas sim um curso pós-secundário que pode ser um curso vocacional, graduação, pós, mestrado ou doutorado, terá que solicitar uma permissão de estudos e é possível fazer isso estando no Canadá, se você se enquadrar nos pré-requisitos para fazer o procedimento no país. 

As comprovações são praticamente as mesmas que a imigração pede para quem está no seu país de origem no momento da aplicação. Desta forma, se você está no Canadá como visitante e deseja se tornar estudante para fazer um programa que supere 24 semanas de duração, é possível realizar o processamento da sua mudança dentro do Canadá.

Para quem está no Canadá como visitante e resolveu fazer um curso pós-secundário em um college ou university, e foi aceito nesta instituição através da apresentação de um teste de proficiência na língua (que pode ser um exame oficial ou um prestado na própria escola), e demonstrando a nota exigida pela instituição escolhida. 

Aos que estão legalmente no país, cumprindo um pré-requisito do seu programa principal de estudos ainda dentro do prazo de permissão concedido na sua entrada no Canadá, no caso um pathway, o processo de solicitação de permissão será analisado dentro do país, desde que o candidato se classifique para este tipo de aplicação e tenha as comprovações necessárias.

Pathway

O pathway nada mais é do que um curso de inglês feito no Canadá com o objetivo de preparar o estudante para o college. Este caminho também pode ser um pré-requisito para ser aceito na instituição pós-secundária. 

Mas é importante ficar atento: primeiro o estudante deve receber uma LOA condicional do college, que ainda não dá direito à solicitação da permissão contemplando o período do programa principal, quando o mesmo poderá trabalhar meio período. 

Para receber a LOA definitiva e dar entrada na permissão, ele precisa atender ao nível de proficiência de inglês no pathway determinado pelo seu curso, para então solicitar a confirmação da sua aceitação para o college.

Exigência para o visto de estudo

Para o visto de estudo, aplicado através de qualquer programa com duração superior a seis meses, o estudante precisa ser aceito por uma Designated Learning Institution (DLI). Para tanto, as instituições e cursos possuem regras específicas, mas é possível que seja exigido uma cópia do passaporte, histórico e diplomas anteriores e teste de proficiência do idioma.

Com a aprovação, o aplicante recebe a Letter of Acceptance (LOA) e pode anexar os demais documentos a ela: comprovação de recursos financeiros, cópia do passaporte, carta de intenção, e documentos que comprovem possíveis vínculos com o Brasil e o formulário de aplicação. 

Perguntas frequentes sobre o tema

No dia 21 de Julho de 2022, a consultora de imigração da Immi Canada, Celina Hui junto com a gerente técnica da empresa, Deborah Calazans, realizaram uma Live no instagram da Immi Canada para responder perguntas enviadas sobre o tema. Acompanhe algumas delas abaixo:

- Posso trocar de status de visitante para estudante dentro do Canadá?

Sim, consegue sim! Desde que a permissão de visitante ainda esteja válida.

- Casal indo como turista, o cônjuge trocando o visto dentro do Canadá todos têm direito?

Sim, quando for realizar a aplicação do principal, já pode solicitar para todos, contando que estejam todos presentes no mesmo local, ou seja, no Canadá.

- Enquanto aguardo a aprovação, posso trabalhar?

Não! Enquanto estiver como visitante aguardando a aprovação do study permit, não pode trabalhar para um empregador canadense. Agora se trabalhar remotamente para outra empresa (não canadense), pode sim.

- Estando no Canadá, preciso comprovar somente um termo do college?

Não, tem que comprovar o primeiro ano. A comprovação financeira não muda com a aplicação sendo feita dentro ou fora do Canadá.

- Posso começar o processo dentro do Canadá e aguardar a resposta fora?

Não, se o processo foi aplicado dentro do país, é necessário estar aqui. Se for sair, melhor aplicar de fora.

Para conferir esse bate-papo na íntegra, acesse nosso canal no Youtube.

A Immi Canada pode te auxiliar com todo o processo de troca de status inside. Entre em contato agora mesmo com a nossa equipe. O atendimento inicial é totalmente gratuito.

Nosso e-mail é: contact@immi-canada.com

Se posicionar no mercado de trabalho canadense é uma das principais preocupações de quem deseja viver permanentemente no Canadá.

É importante ressaltar que para conseguir se inserir no mercado de trabalho, primeiro é necessário que a pessoa possua uma permissão de trabalho concedida pela imigração canadense.

Também é importante seguir à risca as determinações desta permissão. Se for uma permissão aberta de trabalho, significa que a pessoa não está vinculado a um empregador especifico, neste caso pode trocar de posição a qualquer momento. 

Como conseguir uma permissão de trabalho?

Esta é uma versão de amostra do study/work permit do Canadá

Existem algumas maneiras de conseguir uma permissão de trabalho no Canadá. Podemos listar algumas das opções possíveis para conseguir o tão sonhado e desejado Work Permit:

Outra categoria é o Open Work Permit, e assim como o nome diz, é uma permissão de trabalho aberta, ou seja, a permissão não está vinculada com nenhuma empresa em específico. Mas tudo dependerá se você é ou não elegível a este tipo de Permissão de Trabalho.

Para saber mais sobre o assunto, leia o artigo completo aqui em nosso blog.

Já tenho a permissão e agora?

Com a devida permissão oficial do Canadá para trabalhar, agora o candidato deve se preparar para as etapas que consistem na contratação de um novo funcionário. É importante se atentar que o mercado de trabalho e a forma como as empresas recrutam os candidatos são um pouco diferentes dos métodos utilizados no Brasil.

Para te deixar mais preparado para esse momento, nós conversamos novamente com a nossa parceira Gabriela Bevilacqua, profissional de RH e criadora da Maple Road, empresa que ajuda os brasileiros a se posicionarem no mercado canadense.

Em nossa primeira conversa aqui no blog, nós conversamos sobre como os candidatos podem se destacar no mercado de trabalho. Agora nós vamos estender esse nosso bate-papo apresentando formas práticas para preparar o currículo, assim como a Cover Letter. Sendo essa uma carta na qual o candidato se apresenta e apresenta suas intenções para a empresa.

Em nossa entrevista, Gabriela revela qual é a melhor formatação de currículo, como funciona o trabalho dos recrutadores e os programas utilizados para filtrar os candidatos, e dicas imperdíveis para uma cover letter de impacto.

Confira a entrevista na íntegra abaixo:

1. Qual a diferença do currículo no Canadá para o Brasil?

- O curriculo canadense tem no máximo 2 paginas, nãao contém  informações pessoais (idade, nascimento, nacionalidade, religiao, sexo). E deve ser otimizado para a vaga.Deve ter um headline (cabeçalho) com todas as qualificações importantes e adequadas para a vaga que está aplicando de forma bem resumida e voltado com o objetivo de preencher a vaga que está aplicando. 

2. Quais são as melhores técnicas para fazer um currículo canadense, levando em consideração que as empresas utilizam um sistema no RH para filtrar os currículos, utilizando palavras-chave?

- O ATS (applicant tracking system) faz uma pré triagem dos currículos dos candidatos. A empresa configura o sistema para caçar as palavras-chaves que ela quer ver no currículo e na cover letter. Quanto mais palavras-chaves colocar, maior as chances de ter os documentos analisados. É um sistema simples onde a maioria das empresas de médio e grande porte utilizam. Por isso é importante otimizar o currículo e a cover letter para cada vaga que for aplicar. É recomendado utilizar essas palavras-chaves de 10 a 15% do total do resume (currículo).

3. Como poderíamos descrever o objetivo de uma Cover Letter, já que essa carta não existe no Brasil?

- A cover letter é uma carta de apresentação. Ela vem primeiro, antes do resume. Ela mostra para o empregador o porquê você tem as qualificações e competências necessárias para aquela vaga. É importante personalizar a cover letter antes de aplicar para cada vaga.

4. Como produzir uma cover letter corretamente?

Primeiramente fazer uma pesquisa sobre a empresa. Colocar porque o candidato se alinha aos valores da empresa, como os valores se conectam com os seus valores, e como a vaga se alinha com você. Colocar um parágrafo com uma conquista profissional mais relevante para aquela posição, e agradecer e se colocar à disposição do empregador para uma futura conversa. É uma carta personalizada onde você vai dizer o que você tem a oferecer a empresa baseado no seu background.

5. Porque é importante ter pessoas como boas referências para as vagas de emprego?

- É importante criar e manter conexões profissionais em toda e qualquer experiência obtida, porque os empregadores vão pedir algumas referências profissionais. Então o candidato pode passar o nome e telefone de um colega de trabalho ou de um supervisor. É importante criar e manter um relacionamento onde você passar, pois no Canadá é de praxe pedir carta de referência, às vezes duas, às vezes três, depende da empresa. Quem está no Brasil e não tem referência, a sugestão é pedir uma carta de referência do seu empregador no Brasil e fazer uma tradução juramentada. Ao final da entrevista você já pode deixar sua carta com o empregador ou esperar quando ele pedir. Se você for proativo e deixar a carta no final da entrevista, pode contar muitos pontos.

6. Quais dicas você daria para quem é chamado para sua primeira entrevista no Canadá? Como se preparar?

- Preparação é a chave do sucesso, precisa se preparar e entender porque a pessoa foi chamada para vaga. Toda vez que o empregador abre uma vaga ele tá querendo solucionar um problema interno, então porque você foi chamado? qual o seu ponto forte? Tem que se preparar para isso, para solucionar um problema e entender que tipo de profissional eles estão buscando.
No Canadá é muito comum que eles façam perguntas de cunho situacional, para você descrever uma situação ocorrida no passado, dizer uma ideia que você teve, um projeto que você desenvolveu, se teve conflito com seu gerente. Dizer um momento da vida que você tomou uma iniciativa. Todas essas situações que você tenha que descrever no passado, lembrar do passado, você precisa usar a metodologia chamada STAR (SITUATION TASK ACTION AND RESULT). Nela você irá descrever a ação tomada por você e qual foi o resultado do projeto, da ideia, ou qualquer situação relacionada ao passado.

Como a Maple Road pode te ajudar?

- A Maple Road treina os candidatos para a entrevista de emprego. Você receberá um material prático, com exercícios e você será treinado por eles, para obter as melhores respostas. É um treinamento ao vivo.

Eles produzem seu currículo, cover letter e todo perfil no linkedin de forma estratégica para que você alcance seus objetivos de trabalho. Também é ensinado como otimizar seu resumo e carta de apresentação para cada vaga de forma simplificada. Também auxiliam em como navegar pelo linkedin e como fazer networking através da plataforma.

Você pode ter uma consulta gratuita agendando pelo link: https://maple-road.ca/products/pre-consultation

Se você deseja obter uma permissão de trabalho no Canadá, entre em contato com a nossa equipe. O atendimento inicial com nossa equipe é gratuito. O nosso e-mail é: contact@immi-canada.com

Imigrando para o Canadá através do Express Entry

O Express Entry é uma das principais plataformas utilizadas pela imigração canadense para selecionar, convidar e receber novos imigrantes no país.

O Express Entry (EE) é um sistema de imigração econômica, que abriga três categorias: Canadian Experience Class, o Federal Skilled Worker Class e o Federal Skilled Trades Class. 

Neste sistema, os candidatos são elegíveis para aplicar em uma das categorias mencionadas através de  um sistema de pontos.

Os candidatos são selecionados de acordo com essa pontuação em rodadas de sorteios,  onde os candidatos que atingem a pontuação mais alta - levando em consideração a pontuação de corte de cada sorteio - são convidados a submeter sua aplicação para o processo de residência permanente. 

É importante ressaltarmos, também, que a data em que o candidato criou o perfil é um critério eliminatório, pois se dois candidatos atingem a mesma pontuação, aquele que criou o perfil mais tarde será eliminado.

Como funciona o Canadian Experience Class (CEC)

O programa “Canadian Experience Class”, é um programa econômico no qual trabalhadores estrangeiros que obtiverem pelo menos um ano de experiência profissional no Canadá podem se qualificar para a residência. 

Os estudantes internacionais que se graduam em uma instituição designada pelo Canadá e solicitam o PGWP (Post Graduation Work Permit), também se qualificam para o CEC através da experiência durante o tempo de permissão de trabalho pós-graduação.

Requerimentos mínimos para o CEC

- Proficiência na língua inglesa ou francesa (CELPIP, IELTS, TEF e TCF)

- Pelo menos 1 ano de experiência de trabalho no Canadá nos últimos 3 anos antes da sua aplicação. E a comprovação do trabalho pode ser;

. Full-time em 1 trabalho com pelo menos 30 horas semanais por 1 ano ou as horas obtidas através de um trabalho Part-time.

. Full-time em mais de 1 trabalho: Completar 30 horas por semana em mais de 1 trabalho

- Ter conseguido a experiência de trabalho de forma legal com a permissão de trabalho válida.

- Experiência de trabalho pode ser em 1 ou mais NOCs 0, A ou B.

- Apresentar carta comprobatória das funções exercidas na empresa.

Educação

Não é mandatório para esse programa imigratório a comprovação de educação, no entanto, se o candidato tiver diploma ou qualquer nível de escolaridade superior, pode somar pontos em seu perfil no EE.

- Se o candidato for um estudante internacional no Canadá e se formar em uma instituição designada, ou tiver diploma do ensino médio canadense;

- Se o candidato tiver formação prévia, ele pode acrescentar ao seu perfil o ECA (Education Credential Assessment) que funciona como uma equivalência para imigração.

Língua

Todos os candidatos devem realizar um teste de proficiência para poder estar apto a abrir o perfil no Express Entry. A nota será calculada de acordo com o NOC que o aplicante tiver obtido em sua experiência de trabalho.

Se a experiência de trabalho for dentro dos NOCs 0 ou A, a nota mínima deve ser um CLB 7.

Se a experiência obtida tiver sido em um NOC B, o CLB 5 é o exigido.

Os testes validam a habilidade do candidato para se comunicar em 4 categorias: leitura, escuta, escrita, e fala. Eles possuem validade de 2 anos para fins de imigração.

Imigração anuncia retorno do CEC para julho

O ministro da imigração canadense, Sean Fraser, revelou no dia  22 de Abril de 2022, que a imigração canadense irá retomar sorteios para FSW, CEC e FST a partir do mês de julho de 2022.

A última vez que a imigração realizou um sorteio do Canadian Experience Class foi no mês de setembro de 2021. 

Na coletiva realizada em abril, Sean Fraser revelou o plano da imigração que entrará em vigor a partir do verão canadense, no mês de julho com a retomada dos sorteios na categoria Federal High-skilled streams,incluindo o Canadian Experience Class (CEC), Federal Skilled Worker Class and Federal Skilled Trades Class, onde o tempo de processamento será de 6 meses.

Esteja Preparado para o seu PR

Com essa notícia confirmada pela imigração, anunciando a volta dos sorteios para o Express Entry, está mais do que na hora de você estar completamente preparado para esse sorteio.

Por isso que a Immi Canada preparou o PR PREPARATION PACKAGE, um novo serviço para você que está ansioso para submeter seu processo de imigração.

Conheça o PR PACKAGE PREPARATION!

Nós preparamos um serviço no qual iremos organizar a base da sua documentação para o seu processo de residência permanente, independente de qual será. O objetivo é te ajudar a se preparar corretamente para a sua aplicação. 

Ao contratar esse serviço especial, você terá assessoria para:

- Organizar corretamente as informações dos históricos de viagem e endereços;

- Organizar corretamente os dados de preenchimento de formulários com informações de familiares;

- Montagem dos pacotes de documentos que deverão ser submetidos na aplicação.

Com todos os documentos organizados, você ainda terá uma consulta particular comigo, consultora licenciada, para esclarecimento de dúvidas e orientação sobre a documentação.

Ao contratar o serviço, você estará garantindo o auxílio de uma consultoria que conta com mais de 15 anos de experiência dos seus consultores em processos de vistos e imigração para o Canadá.

Envie um email para nossa equipe e obtenha mais informações sobre essa incrível oportunidade. O nosso e-mail é: contact@immi-canada.com

As projeções para o mercado de trabalho no Canadá pós-pandemia.

A pandemia mundial do coronavírus trouxe diversos impactos no Canadá, e um dos setores mais afetados foi o da economia. O país basicamente sustenta sua base econômica através do seu sistema de imigração, que permite novos imigrantes a desembarcarem no país, muitos com permissão de trabalho, para que o país possa não só renovar sua população que anualmente se aposenta, mas também para se manter.

Por isso, atualmente existem mais de 80 programas de imigração, espalhados entre as 10 províncias e 3 territórios do Canadá. O país se destaca dos demais, quando analisado o quesito intercâmbio estudantil, por permitir que seja uma porta de entrada ao aplicante para adquirir uma residência permanente após a conclusão do curso. Outra vantagem é que durante os intervalos estabelecidos (férias), o aluno que possui uma permissão de estudo - não se aplica aos estudantes de pathway - pode trabalhar durante tempo integral, durante o ano letivo, é permitido o trabalho em meio período. Essa regra se aplica a instituições de ensino designadas pelo governo.

Todas essas vantagens têm em vista o crescimento econômico do país. Geralmente, quando a uma aplicação de uma permissão de estudo, o aluno chega ao país com o cônjuge, tendo esse o direito de obter uma permissão de trabalho, se cumprir com os pré-requisitos exigidos pela imigração.

Sem imigrantes, país teve queda direta na economia

A pandemia trouxe um baque grande ao país. Os quase dois anos que o país teve que manter suas fronteiras fechadas, impossibilitou a chegada de novos imigrantes, impactando diretamente na economia e no mercado de trabalho. As regras estabelecidas durante o lockdown, ao mesmo tempo que não permita o cidadão se expor ao perigo do vírus, demandou que o governo investisse em programas de ajuda financeira tanto para a população quanto para o mercado de trabalho (empresários, empresas de pequeno,médio e grande porte) e para empresários autônomos. Todos obtiveram, em circunstâncias diferentes, um aporte financeiro do Canadá.

Essa segurança financeira proporcionada pelo governo, junto com todas as mudanças que a pandemia trouxe para a vida de todos, fizeram com que houvesse uma grande mudança no mercado de trabalho. Muitos passaram a considerar novas possibilidades de carreira e abandonaram seus antigos cargos e funções.

Pesquisa de mercado na pandemia

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho pós-pandemia no Canadá aponta para uma nova realidade no país. Dados foram levantados por um relatório que sugere que os empregadores estão procurando candidatos com habilidades que não eram tão relevantes antes de 2020, incluindo experiência em atendimento ao cliente virtual e adesão de seguros.

O relatório 2022 divulgado pela empresa de recursos humanos Randstad Canada aponta que o fator COVID-19 não é o único fator que afeta as prioridades do empregador ao contratar novos trabalhadores.

Fatores como: pressões econômicas, a demanda e exigência das preferências dos clientes, mercados competitivos e requisitos regulamentares também forçaram as empresas a se tornarem mais eficientes e reavaliarem seus modelos de negócios.

Mudanças no mercado de trabalho

Ainda segundo a pesquisa, a escassez de trabalhadores com habilidades específicas estava crescendo antes mesmo de 2020, sendo que com o COVID-19 apenas intensificou o fardo. Ao longo de 2021 muitos empregadores em diversos setores lutaram para preencher vagas abertas, fazendo com que os candidatos qualificados tenham uma boa chance de conseguir os empregos que mais desejam.

A pesquisa realizada pela Randstad Canada aponta que as novas mudanças e adaptações afetarão o mercado de trabalho no futuro próximo incluindo a mudança para o trabalho remoto e híbrido e a necessidade de requalificar ou aprimorar as qualificações de trabalho existentes, à medida que as necessidades dos consumidores e dos negócios evoluam.

Há uma percepção onde tanto os líderes empresariais quanto os trabalhadores querem que as opções híbridas e remotas permaneçam disponíveis, mesmo que os mercados encontrem estabilidade e um novo normal seja estabelecido. Mas o novo normal não será uma cópia modelada do mundo anterior ao COVID-19. Muitos empregos não existem da mesma forma que existiam antes. Isso está levando a uma necessidade de treinamento cruzado ou requalificação da equipe existente.

Top 15 profissões em demanda no Canadá

Mercado de Trabalho

A projeção para  2022 é que os empregos com maior demanda sejam em uma variedade de setores, e o motivo da alta demanda será variada. No ano de 2020 a demanda variou entre cargos de saúde à cargos de logística. A pandemia e outros fatores de mercado desempenham um papel decisivo nas ofertas de empregos disponíveis este ano. 

Veja a lista dos empregos que poderão ser  tendências para o ano:

1. Key Account Manager

2. Developer

3. Marketing Manager

4. Registered Nurse

5. Driver

6. Customer Service Representative

7. Welder

8. Engineer

9. Accountant

10. Cloud architect

11. HR manager

12. Electrician

13. IT project manager

14. Mechanical Engineer

15. Accounting Clerks

Funções com crescimento rápido em 2022

A pesquisa da empresa Randstad também apontou habilidades como orçamento, contabilidade e controle de qualidade se tornando “de suma importância” para os empregadores que tentam administrar um negócio de sucesso durante e no pós-pandemia.

Segundo o relatório, os profissionais mais procurados para 2022 serão os representantes de atendimento ao cliente (customer service), vendedores e especialistas em agendamento, além de cargos orçamentários e na área contábil.

A lista completa da Randstad Canada das funções de crescimento mais rápido para 2022 inclui:

1. Customer service representatives

2. Scheduling specialists

3. Sales representatives

4. Cleaning specialists

5. Repair and maintenance workers

6. Budgeting specialists

7. Project management

8. Quality control specialists

9. Administrative assistants

10. Accountants

10 Profissões com melhores salários em 2022

Mercado de Trabalho

Os salários estão aumentando em vários setores devido a fatores como escassez de habilidades, rápido crescimento após o aumento de vagas e as paralisações causadas pelo COVID-19.

A ambição dos candidatos ao aplicar para uma vaga de emprego confiantes e sem medo de negociar melhores salários são indicativos analisados nesta pesquisa. 

Descubra alguns dos empregos mais bem pagos em 2022 abaixo:

1. Software Developer / Software Engineer

2. Financial Controller

3. Plant Manager

4. Application Programming Manager

5. Marketing Director

6. Business Development Manager

7.Cloud Architect

8. IT Operations Manager

9. Electrical Engineer

10. Construction Project Manager

Buscando uma vaga no mercado de trabalho no Canadá

Uma característica no Canadá, é que os recrutadores buscam expertises e não se concentram em avaliar somente o título da sua experiência profissional ou a sua profissão declarada no currículo.

O recrutador no Canadá quer saber se você é capaz de cumprir com os pré-requisitos determinantes para ocupar a vaga. Há uma valorização considerável da sua experiência prática em comparação aos títulos académicos que possui.

Para buscar uma vaga, é mais eficiente que o candidato procure por termologias ou habilidades específicas à função que vai exercer e não somente pelo título do cargo.

Passos importantes para se colocar no mercado

Mercado de Trabalho

- Currículo/Resume

- Carta de apresentação / Cover Letter

- Referência

- Entrevista de emprego

Currículo: Aqui chamado de Resume; Os modelos de currículo canadense, seguem uma forma mais simples e objetiva,  na maioria das vezes contém apenas uma página. Também é muito importante que você inclua a data de início e término da experiência profissional, desta forma o empregador pode avaliar o seu tempo de experiência em cada função exercida.

Com relação às informações pessoais, não é necessário colocar a data de nascimento ou idade, gênero, estado civil e informar se tem filhos ou não. Conforme relatamos acima, os recrutadores buscam por conhecimentos, habilidades e experiências  estas informações não revelam esses atributos do candidato. 

Carta de Apresentação: Mais conhecida como Cover Letter; Essa carta é única e direcionada aquela vaga e empresa que o candidato está pleiteando. Nessa carta você pode se apresentar, e dizer porque você é o candidato correto para preencher a vaga de trabalho.

Referência: É um passo muito importante e requisitado para a maioria dos candidatos. Você precisa indicar alguém que possa atestar as qualificações indicadas no seu currículo. A depender da vaga, essa referência pode ser um antigo empregador, ou até mesmo alguém próximo de seu círculo de contato/networking.

Entrevista: Se você conseguiu chegar até a fase final, na entrevista de emprego pessoalmente ou por videoconferência, é porque a empresa já te considera apto a ocupar aquela vaga. Os canadenses levam muito a sério o horário marcado para os compromissos, portanto evite ao máximo o atraso. A pontualidade do candidato também é avaliada pelo recrutador.

O governo canadense possui um banco de dados oficial com diversas vagas publicadas diariamente, e sendo atualizadas com bastante frequência. Sendo esse site o mais recomendado para uma busca inicial. Esse site é chamado de Job Bank Canada.

Sites para busca de oportunidades

No entanto, existem outras dezenas de sites para busca de vagas de emprego, selecionamos alguns abaixo, a dica é pesquisar não só pelo título da profissão, assim como pela nome da empresa, e algumas palavras-chave do cargo que deseja exercer:

https://www.jobbank.gc.ca/home

www.linkedin.com

www.indeed.com

Lista de sites para quem deseja obter um trabalho remoto:

http://weworkremotely.com/

http://flexjobs.com/

http://workingnomads.co/

http://jobspresso.co/

O Immigration, Refugees and Citizienship Canada (IRCC) divulgou recentemente a quantidade de pessoas que foram ao Canadá para estudar em 2018 e, mais uma vez, o território bateu um recorde. No dia 31 de dezembro de 2018 haviam 572.415 estudantes internacionais no país. O número representa um crescimento de 16% em relação a 2017.

Nos 12 meses de 2017, a quantidade de moradores cuja o objetivo era o estudo no território aumentou 20%, se comparado ao ano de 2016. A presidente da Canadian Bureau for International Education (CBIE), Larissa Bezo, declarou que “os novos dados do IRCC demonstram claramente a atração contínua das terras canadenses como destino de estudo e aperfeiçoamento. A pesquisa revelou que os alunos escolhem o Canadá pela qualidade do sistema educacional e nossa reputação como um país seguro e tolerante”. A profissional ainda ressaltou que estas qualidades são extremamente importantes no momento, visto a realidade de outros países, tanto nos âmbitos sociais, econômicos, como políticos.

O estudo também mostrou que 96% dos alunos que passam pelos estudos nas terras do True North recomendariam o país aos familiares e amigos. Outro dado interessante do relatório é que houve uma mudança no principal país de origem dos alunos. Em uma constante curva de crescimento a Índia superou a China como local que mais envia estudantes ao território canadense. Em 2018 foram 172.625 indianos estudando em universidades e colleges, representando um aumento de 40% em relação a 2017. A China ficou em segundo lugar, com 142.985 mil alunos chineses que escolheram o Canadá, aumentando apenas 2%. Esses dois países dominam o ranking, visto que o terceiro lugar cresceu 5% comparado ao ano anterior, a Coreia do Sul, porém a número de pessoas é de 24.195.

Os números são de estudantes que possuíam visto e permissão para o curso, ou seja, programas com duração de mais de seis meses. A quantidade absoluta de estudantes internacionais cursando um pós-secundário, em 2018, saltou 17% quando comparado a 2017: cerca de 435,5 mil alunos no ano passado, contra 370,9 do período anterior.

estudantes internacionais

Falando em números de crescimento, um dos mais impressionantes é que desde o ano 2000 até 2018 o salto de estudantes internacionais foi de 467%. O governo canadense ainda declarou que quer ir além e investir ainda mais em divulgação em outros países e também melhorando, cada vez mais, a qualidade da educação.

O relatório não mostra somente as pessoas que foram estudar no país, mas também o quanto os estudantes injetaram na economia: em 2016, foram 15,5 bilhões, gerando mais de 170 mil empregos, o que representou um impacto maior que a exportação de peças de carros, aeronaves e madeira.

O Brasil ficou em sétimo lugar, atrás da Índia, China, Coreia do Sul, França, Vietnã e Estados Unidos, somando quase 12 mil alunos em 2018.

*Para saber mais sobre como estudar no país com a melhor qualidade de vida do mundo acesse o artigo completo que fizemos com dúvidas frequentes neste link e também clicando aqui.

Imigrar pelos estudos

Fazer uma pós-graduação no Canadá não faz somente com que você eleve seu nível educacional e tenha no currículo um diferencial de aperfeiçoamento em um dos melhores países do mundo, mas também abre portas para uma futura imigração, contando pontos a mais para o principal programa de imigração econômica federal, o Express Entry. Além disso, estudar em uma das províncias faz com que o mercado de trabalho o veja com outros olhos na busca de emprego e permite diversas oportunidades de imigração por processos provinciais e outras formas de obter a sonhada Permanent Resident (PR).

As instituições de ensino canadenses são reconhecidas mundialmente e apresentam cursos ótimos tanto na parte teórica, para quem pretende seguir uma carreira voltada à pesquisa ou ao mundo acadêmico, quanto na prática, mais direcionada ao mercado de trabalho.

estudantes internacionais

Para um estudante internacional ser aceito em um college ou university canadense, ele precisa cumprir alguns pré-requisitos que são exigidos pelas instituições. Elencamos abaixo os mais comuns, que são pedidos por praticamente todos os cursos da lista de Designated Learning Insitutions (DLI) (aceitas pelo governo canadense na hora de imigrar). Dependendo da pós-graduação, as exigências podem variar. Portanto é indicado o contato, primeiramente, com a universidade ou college em questão.


Vistos e imigração

Após a escolha da instituição e qual pós-graduação no Canadá, é momento de aplicar para os vistos. O aplicante principal, que opta por um curso em período integral, por mais de seis meses, em uma das DLI, deve solicitar o visto de estudo que dá direito a permissão de trabalho de até 20h semanais, part-time, durante o ano letivo e 40h por semana (trabalho full-time) no período de férias.

Para ter este visto, além de ser aceito no college ou universidade, o estudante precisa demonstrar ao governo canadense que terá fundos suficientes para arcar com o estudo e sustento durante o período em que estiver no país (clique aqui para mais informações), apresentar histórico criminal de onde vive, completar a etapa dos exames médicos e, por fim, convencer o oficial de imigração que não deseja permanecer ilegalmente no país após o término do programa estudantil.

estudantes internacionais

Caso a aplicação seja para família, o cônjuge do aplicante principal que vai estudar tem o direito de receber o Open Work Permit (OWP), que é a permissão de trabalho aberta em tempo integral e full-time, que geralmente tem validade pelo mesmo tempo do visto de estudos. É importante ressaltar que este OWP não é automático, é necessário realizar a aplicação.

Como já falamos por aqui, imigrar não é um processo simples e barato. Leva tempo, persistência, planejamento e requer uma reserva financeira (veja mais a respeito disso clicando aqui e também neste link). Porém, fazer uma pós-graduação no Canadá é um ganho que, além de enriquecer o currículo, pode ajudar muito no processo de obtenção de residência permanente. A nossa parceira na área de estudos, 3RA Intercâmbio, pode ajudar com toda a parte de educação e solicitação de vistos. Após isso, realizamos o processo de imigração. Entre em contato conosco pelos e-mails info@3ra.ca ou contact@immi-canada.com.

Fontes: https://cbie.ca/another-record-year-for-canadian-international-education/;

https://open.canada.ca/data/en/dataset/90115b00-f9b8-49e8-afa3-b4cff8facaee.

Fabíola Cottet

Quando pensamos em Brasil, sabemos que o valor do salário mínimo é nacional e, em 2021, ele está em R$ 1.100,00 por mês. Também é praticamente acordado por toda a população e verídico que o recebimento de um salário dificilmente vai cobrir todas as despesas de uma pessoa, quem dirá um casal ou família com filhos. Embora este valor seja estabelecido pelo governo federal, alguns estados brasileiros seguem uma tabela própria que pode variar de acordo com a profissão. O salário mínimo no Canadá é completamente o oposto.

As leis são um pouco diferentes para o salário mínimo no Canadá. Pra começar, o valor do salário mínimo não é calculado por mês e sim por hora. É importante deixar claro que não somente o pagamento mínimo é calculado por hora, mas todos os salários dos trabalhadores canadenses e a média de ganhos geralmente é anual. Além disso, a quantia ganha é diferenciada em cada província e a localidade que estabelece quanto vai custar cada hora.

Salário Mínimo no Canadá

salario minimo no Canada

Abaixo preparamos uma lista das províncias e cada salario mínimo, acrescentando também quanto ele irá aumentar e quando. Ressaltando que, segundo a lei federal, todos os trabalhadores regulamentados no Canadá não podem receber pagamentos menores que o mínimo (o que pode variar em algumas províncias, de acordo com a profissão).

Desde outubro deste ano, o pagamento mínimo na província está fixado em $15 CAD por hora.

O valor mínimo por hora, está em $15,20 CAD.

Na província o mínimo que  trabalhador recebe por hora é $11,95 CAD. A região realizou o reajuste em outubro deste ano.

O salário mínimo em vigor é de $12,75 por hora, ou seja, aumentou $0,25 CAD em outubro deste ano.

A hora hoje está fixada em $11,75 CAD.

Com um pagamento mais alto, a província tem um mínimo por hora de $16,00 CAD e o aumento é feito anualmente em abril de cada ano.

O menor valor por hora que um trabalhador pode receber na província é de $15,20, atualmente. Este salario entrou em vigor em 1 de outubro de 2021 e a localidade não possui uma lei em vigor que estabelece um aumento anual.

Em todo 1o de abril de cada ano o salário mínimo em Nova Scotia passa por um reajuste de acordo com o Índice de Preços do Consumidor. Atualmente ele é de $12,95 por hora.

O pagamento por hora de Ontário está fixado em $14,35, com a confirmação desde outubro deste ano. Porém, devido ao alto custo de vida na província.

Para a região, o pagamento mínimo é de $13,00 CAD por 60 minutos.

O salario mínimo da região é de $13,50 a hora.

O mínimo em vigor é de $11,81 por 60 minutos, com o reajusto realizado desde de outubro deste ano. O valor é reajustado anualmente.

A província tem seu salario mínimo ajustado em todos os meses de abril de cada ano, de acordo com o Índice de Preços do Consumidor. Hoje ele está em $15,20 por hora.

O Canadá possui a maioria das suas leis fixadas e regulamentadas pelas províncias, com o governo federal apenas traçando alguns parâmetros básicos e diretrizes. Com o salário mínimo e custo de vida não é diferente. É importante lembrar que cada localidade possui preços de itens básicos bem diferentes, que podem impactar bastante no orçamento de cada um.

Além dos dados e valores citados acima, eles podem variar de acordo com a profissão. Em algumas províncias, por exemplo, o mínimo de quem trabalha ganhando gorjetas (como garçons, assistentes de garçons, bartender, taxista, cabeleireiro e pessoas que servem bebidas alcóolicas no geral) pode ser menor que o mínimo estabelecido.

Salário mínimo no Canadá e média salarial por província

Levando em consideração que a maioria dos canadenses ganham mais que o salário mínimo estipulado por hora, trazemos abaixo a média anual ganha em cada província, por família. De acordo com o Retail Council of Canada e com o Statistics Canada, os dados mais atualizados são de 2019 e foram levados em consideração na pesquisa famílias de casais com ou sem filhos e também de pais e/ou mães solteiros.

Tendo em vista os valores de salários e custos de vida, o aplicante já pode decidir, com base em seu orçamento e estilo de vida, qual é a melhor província para morar no Canadá e trazer a família. Lembrando sempre que é importante estar atualizado com as informações e ter o auxílio de um profissional de imigração no processo, que pode traçar um perfil baseado em cada candidato e suas expectativas. A Immi Canada fornece este e outro serviços, para saber mais acesse https://www.immi-canada.com ou mande um e-mail para contact@immi-canada.com.

Fontes:
https://www.retailcouncil.org/quickfacts/minimum-wage
https://work.alberta.ca/employment-standards/minimum-wage.html
http://www2.gov.bc.ca/gov/content/employment-business/employment-standards-advice/employment-standards/factsheets/minimum-wage
http://www.gov.mb.ca/labour/standards/doc,minimum-wage,factsheet.html
http://www.aesl.gov.nl.ca/minimumwage/minimum_wage_consultation.pdf
http://www2.gnb.ca/content/dam/gnb/Departments/petl-epft/PDF/es/FactSheets/MinimumWageOvertime.pdf
http://nu-lsco.ca/faq-s
https://www.ece.gov.nt.ca/en/services/employment-standards/frequently-asked-questions
https://www.labour.gov.on.ca/english/es/pubs/guide/minwage.php
https://www.princeedwardisland.ca/en/news/minimum-wage-rises-1125-hour
http://www.cnt.gouv.qc.ca/en/wages-pay-and-work/wages
https://www.saskatchewan.ca/business/employment-standards/wages-and-pay/minimum-wage-and-minimum-call-out-pay
http://www.community.gov.yk.ca/es.html

O número de brasileiros buscando um emprego fora do Brasil não para de crescer. Trabalhar no Canadá se tornou o objetivo de muita gente, afinal o país é reconhecido pela qualidade de vida, segurança e oportunidades. A grande dúvida dos brasileiros é como conseguir um trabalho no Canadá, confira as informações que separamos para você.

Como trabalhar no Canadá

Antes de começar a busca por um trabalho no Canadá, é preciso entender quais são os requisitos necessários para conseguir uma oferta de emprego por lá. O Canadá busca estrangeiros para atender a crescente demanda por profissionais qualificados, mas não é por isso que o seu emprego está garantido, você precisa se qualificar e estar preparado para enfrentar o processo imigratório. 

Para trabalhar no Canadá é preciso um Work Permit que significa uma permissão de trabalho. Existem várias formas de conseguir um Work Permit, pode ser através de um acordo de pesquisa no Canadá, conquistando um diploma em uma instituição credenciada ( que permitirá o aluno a aplicar para o PGWP - Post Graduation Work Permit após formado) ou através de uma oferta de trabalho de uma empresa canadense (LMIA).

Lembrando que no site oficial do governo canadense você encontra diversas informações sobre os programas de imigração e detalhes sobre cada um deles. Trabalhar no Canadá significa desfrutar de uma qualidade de vida excelente, acesso a educação de alto nível, infraestrutura exemplar e segurança impressionante. 

Estudando e trabalhando

Para estudar e trabalhar no Canadá o aluno precisa estar matriculado em cursos de nível pós-secundários em instituições de ensino conhecidas como "Colleges" ou em universidades canadenses. Para obter também a permissão de trabalho o estudante deve estar matriculado em um programa full time, com duração mínima de 8 meses. Nesses casos, o aluno poderá trabalhar por até 20 horas semanais durante o período de aulas.

Muitos brasileiros estão vendo os estudos no país como uma oportunidade de melhorar o inglês, investir na sua carreira e obter experiência profissional no Canadá através do PGWP - Post Graduation Work Permit . Esta experiência profissional, também poderá favorecer um futuro processo de residência permanente, se for do interesse do estudante.

Oferta de emprego

Receber uma oferta de trabalho de uma empresa canadense é outra forma de conseguir um visto de trabalho no país. Para contratar alguém de fora do Canadá a empresa deve provar ao governo que não encontrou nenhum canadense ou residente permanente apto para a vaga,  somente após a aprovação do governo a empresa poderá dar continuidade a contratação do estrangeiro.

Somente com esta oferta de trabalho em mãos, ou seja, o LMIA - Labor Market Impact Assessment, previamente aprovado pelo governo, o empregado poderá solicitar o seu visto ou permissão de trabalho.

  O governo do Canadá possui um site próprio onde é feito a divulgação de ofertas de trabalho, média salarial, dados do mercado de trabalho no Canadá entre outras informações, o Job Bank é um dos sites mais úteis para aquelas pessoas que buscam encontrar um emprego no país. Além disso, os empregadores canadenses divulgam vagas de emprego em outros sites como o Indeed, Glassdoor, e em grupos do Facebook e Linkedin. 

Residência permanente 

O programa de imigração mais conhecido para conseguir residência permanente no Canadá é o Express Entry, um programa criado pelo governo canadense em 2015. O  Express Entry permite que pessoas do mundo todo criem um perfil fornecendo informações pessoais como experiências profissionais, formação, idade e proficiência em um dos idiomas oficiais do Canadá (inglês e/ou francês). Essas informações cadastradas em uma plataforma online, irão ajudar o governo canadense a decidir se um candidato é elegível ou não ao programa. 

Resumindo, o Canadá escolhe candidatos qualificados para receber um ITA (Invitation to Apply) e entrarem no processo para se tornarem residentes permanentes no país. É importante lembrar que um teste de proficiência em inglês ou francês também é fundamental para o Express Entry, a fluência nos idiomas soma pontos no perfil do candidato.Se você tem o sonho de trabalhar no Canadá entre em contato com a nossa equipe para começar a traçar o seu plano Canadá. Acompanhe também nossos conteúdos no Facebook e Instagram.

Que o Canadá é um país multicultural, aberto à diversidade e à igualdade de gênero nós já sabemos. Mas você sabia que a igualdade de gênero tem avançado, também, nos programas de imigração do país? De acordo com o último relatório fornecido pelo Express Entry (EE) - o principal programa de imigração federal - cada vez mais as mulheres estão sendo as principais candidatas no EE.

Além disso, os números mostram que as pontuações das mulheres no Comprehensive Ranking System (CRS) - o score que ajuda a classificar os perfis dos candidatos no pool do EE - estão no mesmo nível ou, até mesmo, superando a pontuação dos homens. E, embora ainda haja mais perfis de candidatos do sexo masculino ao Express Entry, uma porcentagem crescente de mulheres está obtendo pontuações superiores a 350 e o número de mulheres com pontuações superiores a 400 aumentou 56% desde 2017. 

igualdade-generos

Outra conquista feminina é que, em 2018, 70% das mulheres no pool do EE receberam mais de 400 pontos no CRS, contra 67% dos candidatos do sexo masculino. Da mesma forma, o número de mulheres que tiveram scores superiores a 950 pontos também foi maior: 65 mulheres contra 55 homens. 

O número de Invitations to Apply (ITAs) emitidos para mulheres também é outro indicador muito importante do aumento da representação feminina em programas de imigração econômica. As mulheres receberam 37.322 convites, ou seja, 42% das 89.800 ITAs emitidas em 2018. 

Segundo o Immigration, Refugees and Citizenship Canada (IRCC), os vários avanços das mulheres no Express Entry refletem os dados recentes do órgão, que mostram que a porcentagem de mulheres admitidas no Canadá vem aumentando anualmente, desde 2015. 

igualdade-generos

A imigração para o Canadá é, muitas vezes, a realização do sonho de viver num país seguro, com saúde e educação de qualidades. Mas, para as mulheres imigrantes, viver em terras canadenses , sem dúvida, pode significar ainda mais. O Banco Mundial divulgou, no início deste ano, um estudo  no qual avaliou as leis e garantias oferecidas às mulheres em todos os países do mundo. O Canadá ocupou a oitava posição no ranking, com 97,5 pontos de um total de 100. O Brasil, no mesmo estudo, ficou na 68ª posição. 

Acesse o texto completo que fizemos sobre o Woman, Business and the Law 2019, divulgado pelo Banco  Mundial: https://www.immi-canada.com/canada-oitavo-melhor-para-mulheres/

Você quer viver no Canadá mas não sabe por onde começar? Entre em contato conosco! Acesse https://www.immi-canada.com ou mande um email para contact@immi-canada.com

Fonte: https://www.cicnews.com/2019/08/skilled-immigrants-canada-is-making-progress-toward-gender-equality-0812639.html#gs.wvgeuf.

Grupo 1
CONTATO
contact@immi-canada.com
VANCOUVER: +1 (604) 684-0530
TORONTO: +1 (647) 351-5800
Redes sociais
Caminho 139
cartmagnifier