Grupo 1
Grupo 1

Se posicionar no mercado de trabalho canadense é uma das principais preocupações de quem deseja viver permanentemente no Canadá.

É importante ressaltar que para conseguir se inserir no mercado de trabalho, primeiro é necessário que a pessoa possua uma permissão de trabalho concedida pela imigração canadense.

Também é importante seguir à risca as determinações desta permissão. Se for uma permissão aberta de trabalho, significa que a pessoa não está vinculado a um empregador especifico, neste caso pode trocar de posição a qualquer momento. 

Como conseguir uma permissão de trabalho?

Esta é uma versão de amostra do study/work permit do Canadá

Existem algumas maneiras de conseguir uma permissão de trabalho no Canadá. Podemos listar algumas das opções possíveis para conseguir o tão sonhado e desejado Work Permit:

Outra categoria é o Open Work Permit, e assim como o nome diz, é uma permissão de trabalho aberta, ou seja, a permissão não está vinculada com nenhuma empresa em específico. Mas tudo dependerá se você é ou não elegível a este tipo de Permissão de Trabalho.

Para saber mais sobre o assunto, leia o artigo completo aqui em nosso blog.

Já tenho a permissão e agora?

Com a devida permissão oficial do Canadá para trabalhar, agora o candidato deve se preparar para as etapas que consistem na contratação de um novo funcionário. É importante se atentar que o mercado de trabalho e a forma como as empresas recrutam os candidatos são um pouco diferentes dos métodos utilizados no Brasil.

Para te deixar mais preparado para esse momento, nós conversamos novamente com a nossa parceira Gabriela Bevilacqua, profissional de RH e criadora da Maple Road, empresa que ajuda os brasileiros a se posicionarem no mercado canadense.

Em nossa primeira conversa aqui no blog, nós conversamos sobre como os candidatos podem se destacar no mercado de trabalho. Agora nós vamos estender esse nosso bate-papo apresentando formas práticas para preparar o currículo, assim como a Cover Letter. Sendo essa uma carta na qual o candidato se apresenta e apresenta suas intenções para a empresa.

Em nossa entrevista, Gabriela revela qual é a melhor formatação de currículo, como funciona o trabalho dos recrutadores e os programas utilizados para filtrar os candidatos, e dicas imperdíveis para uma cover letter de impacto.

Confira a entrevista na íntegra abaixo:

1. Qual a diferença do currículo no Canadá para o Brasil?

- O curriculo canadense tem no máximo 2 paginas, nãao contém  informações pessoais (idade, nascimento, nacionalidade, religiao, sexo). E deve ser otimizado para a vaga.Deve ter um headline (cabeçalho) com todas as qualificações importantes e adequadas para a vaga que está aplicando de forma bem resumida e voltado com o objetivo de preencher a vaga que está aplicando. 

2. Quais são as melhores técnicas para fazer um currículo canadense, levando em consideração que as empresas utilizam um sistema no RH para filtrar os currículos, utilizando palavras-chave?

- O ATS (applicant tracking system) faz uma pré triagem dos currículos dos candidatos. A empresa configura o sistema para caçar as palavras-chaves que ela quer ver no currículo e na cover letter. Quanto mais palavras-chaves colocar, maior as chances de ter os documentos analisados. É um sistema simples onde a maioria das empresas de médio e grande porte utilizam. Por isso é importante otimizar o currículo e a cover letter para cada vaga que for aplicar. É recomendado utilizar essas palavras-chaves de 10 a 15% do total do resume (currículo).

3. Como poderíamos descrever o objetivo de uma Cover Letter, já que essa carta não existe no Brasil?

- A cover letter é uma carta de apresentação. Ela vem primeiro, antes do resume. Ela mostra para o empregador o porquê você tem as qualificações e competências necessárias para aquela vaga. É importante personalizar a cover letter antes de aplicar para cada vaga.

4. Como produzir uma cover letter corretamente?

Primeiramente fazer uma pesquisa sobre a empresa. Colocar porque o candidato se alinha aos valores da empresa, como os valores se conectam com os seus valores, e como a vaga se alinha com você. Colocar um parágrafo com uma conquista profissional mais relevante para aquela posição, e agradecer e se colocar à disposição do empregador para uma futura conversa. É uma carta personalizada onde você vai dizer o que você tem a oferecer a empresa baseado no seu background.

5. Porque é importante ter pessoas como boas referências para as vagas de emprego?

- É importante criar e manter conexões profissionais em toda e qualquer experiência obtida, porque os empregadores vão pedir algumas referências profissionais. Então o candidato pode passar o nome e telefone de um colega de trabalho ou de um supervisor. É importante criar e manter um relacionamento onde você passar, pois no Canadá é de praxe pedir carta de referência, às vezes duas, às vezes três, depende da empresa. Quem está no Brasil e não tem referência, a sugestão é pedir uma carta de referência do seu empregador no Brasil e fazer uma tradução juramentada. Ao final da entrevista você já pode deixar sua carta com o empregador ou esperar quando ele pedir. Se você for proativo e deixar a carta no final da entrevista, pode contar muitos pontos.

6. Quais dicas você daria para quem é chamado para sua primeira entrevista no Canadá? Como se preparar?

- Preparação é a chave do sucesso, precisa se preparar e entender porque a pessoa foi chamada para vaga. Toda vez que o empregador abre uma vaga ele tá querendo solucionar um problema interno, então porque você foi chamado? qual o seu ponto forte? Tem que se preparar para isso, para solucionar um problema e entender que tipo de profissional eles estão buscando.
No Canadá é muito comum que eles façam perguntas de cunho situacional, para você descrever uma situação ocorrida no passado, dizer uma ideia que você teve, um projeto que você desenvolveu, se teve conflito com seu gerente. Dizer um momento da vida que você tomou uma iniciativa. Todas essas situações que você tenha que descrever no passado, lembrar do passado, você precisa usar a metodologia chamada STAR (SITUATION TASK ACTION AND RESULT). Nela você irá descrever a ação tomada por você e qual foi o resultado do projeto, da ideia, ou qualquer situação relacionada ao passado.

Como a Maple Road pode te ajudar?

- A Maple Road treina os candidatos para a entrevista de emprego. Você receberá um material prático, com exercícios e você será treinado por eles, para obter as melhores respostas. É um treinamento ao vivo.

Eles produzem seu currículo, cover letter e todo perfil no linkedin de forma estratégica para que você alcance seus objetivos de trabalho. Também é ensinado como otimizar seu resumo e carta de apresentação para cada vaga de forma simplificada. Também auxiliam em como navegar pelo linkedin e como fazer networking através da plataforma.

Você pode ter uma consulta gratuita agendando pelo link: https://maple-road.ca/products/pre-consultation

Se você deseja obter uma permissão de trabalho no Canadá, entre em contato com a nossa equipe. O atendimento inicial com nossa equipe é gratuito. O nosso e-mail é: contact@immi-canada.com

No ano de 2021, a imigração canadense emitiu quase 450 mil novas permissões de estudo, quebrando todos os recordes mesmo em tempo de pandemia, onde o processamento enfrenta uma longa demanda. Já em 2020, o número de processos finalizados contabilizou 255 mil novos estudantes internacionais.

A imigração canadense revelou também os países que mais conseguiram aprovação na permissão dos estudantes internacionais. Como de costume, a Índia continua na liderança. Neste ano, afetado também pela pandemia, o Brasil não apareceu nas dez primeiras posições. Em 2021 o país teve 11.120  permissões de estudo emitidos. Os números para os brasileiros ficaram estáveis ​​de 2020 a 2021.

Confira o Top 10 países que mais obtiveram visto de estudo em 2021:

1) India: 217,410

2) China: 105,265

3) França: 26,630

4) Irã: 16,900

5) Vietnã: 16,285

6) Coréia do Sul: 15,805

7) Filipinas: 15,545

8) Estados Unidos: 14,325

9) Nigéria: 13,745

10) México: 11,550

Ontario, a província mais popular para os estudantes internacionais

A província de Ontário é considerada o centro da educação internacional no Canadá. Toronto e Ottawa são destinos número1 no país há mais de 20 anos. O número de estudantes internacionais em Ontário estava em constante ascensão antes da pandemia e agora o governo pretende recuperar os bons números.

- Em 2021 Ontário recebeu seu maior número de estudantes internacionais em um ano.

- Metade de todos os estudantes internacionais aprovados para estudar no Canadá entre janeiro e julho de 2021 escolheram Ontário como destino.

- Ontário recebeu 123% mais estudantes internacionais em 2021 do que em todo o ano de 2020 - isso é três vezes o aumento no resto do Canadá.

As melhores universidades do Canadá em 2022

Uma pesquisa realizada pela QS World University, apresentou o ranking com as 1.300 melhores universidades de todo o mundo. Cada instituição foi avaliada de acordo com seis métricas principais: Reputação Acadêmica, Reputação do Empregador, Proporção Corpo Docente/Estudante, Citações por corpo docente, Proporção Internacional do Corpo Docente e Proporção de Estudantes Internacionais.

Confira abaixo as 7 universidades do Canadá que estão presentes nessa grande lista:

Ranking Global - Universidade - Cidade

#26 University of Toronto - Toronto

#27 McGill University - Montreal

#46 University of British Columbia - Vancouver

#111 University of Montreal - Montreal

#126 University of Alberta - Edmonton

#140 McMaster University - Hamilton

#149 University of Waterloo - Waterloo

Aumento de estudantes internacionais na última década

Nos últimos anos, o Canadá liderou o ranking comparativo com outros grandes países ocidentais, quando analisado o crescimento de estudantes internacionais. Por exemplo, de 2008 a 2019, o número de permissões emitidas para estudantes internacionais de nível superior aumentou 2.8 vezes de 45.900 para 173.000 no Canadá, em comparação com um crescimento de 7% de 340.700 para 364.000 nos Estados Unidos, 50% de 249.000 para 374.000 no Reino Unido e 52% de 114.400 para 173.400 na Austrália.

A grande maioria dos estudantes internacionais que garantiram o PGWP vieram de dois países de origem: Índia e China. Juntos, esses dois países representaram 66% de todos os PGWPs emitidos em 2018. O Brasil aparece na lista de países destacados, assim como França e Coréia do Sul.

As cidades mais procuradas para estudar no Canadá

Ainda de acordo com a pesquisa publicada, as províncias de Ontario, Quebec e British Columbia foram as mais procuradas por esses aplicantes.

Toronto / Ontario

Estudantes internacionais representam cerca de 17% do corpo estudantil nas universidades de Toronto. Toronto é a capital cultural do Canadá, com locais históricos, festivais gastronômicos e muita arte. 

- 17% da população estudantil em Toronto é composta por estudantes internacionais;

- Sendo uma das cidades mais multiculturais do mundo, são faladas cerca de 140 línguas.;

- É uma cidade segura e oferece oportunidades de emprego;

- Sendo a cidade mais populosa do Canadá, possui um alto custo de vida devido às condições de moradia.

Ottawa / Ontario

De acordo com as pesquisas da QS, Ottawa é uma das melhores cidades do mundo para estudantes, com uma população estudantil vibrante e diversificada. Atividades de inverno como esqui e patinação são populares na cidade. Se você está procurando trabalho no Canadá, Ottawa é um dos melhores lugares para procurar uma nova oportunidade no mercado de trabalho.

- Ottawa é uma das cidades mais amistosa para os estudantes;

- Esta pequena cidade na província de Ontário tem estrangeiros como mais da metade de sua população;

- É um mix de culturas e etnias de todo o mundo;

- A cidade tem uma baixa taxa de criminalidade e uma alta taxa de renda per capita;

- Oferece um estilo de vida vibrante com uma variedade de festivais celebrados todos os anos;

- As oportunidades de emprego para os imigrantes são imensas;

- Este lugar também é rico em belezas naturais com tantos lagos e florestas de água doce;

- Ottawa pontua alto em facilidade de transporte;

Quebec City / Quebec

A cidade de Quebec, capital da província francófona, é conhecida por sua arquitetura e sensação europeia. É uma cidade vibrante que abriga inúmeros festivais. O Carnaval de Inverno é o maior festival da cidade e apresenta uma variedade de atividades para serem realizadas na temporada de inverno. Para estudantes internacionais, também é a cidade mais em conta - economicamente - do Canadá.

- É uma cidade de língua francesa, que recebe a maioria dos visitantes de todo o mundo;

- Poucas pessoas falam inglês por lá, mas quando se trata de universidades, o meio de comunicação é principalmente o inglês;

- É a segunda maior área metropolitana depois de Montreal e é um lugar extremamente seguro;

- As pessoas são amigáveis, bastante liberais e casos de violência pública são raros;

- Tem a menor taxa de desemprego entre todas as cidades do Canadá;

- Quando se trata do custo de vida, Quebec é bastante acessível e oferece boa educação pelo menor preço possível;

- As universidades estão bem equipadas e contam com laboratórios de última geração, quadras esportivas e salas polivalentes.

Vancouver / British Columbia

Localizada na costa oeste do país, Vancouver é considerada uma das cidades mais habitáveis ​​do mundo. A paisagem urbana é incrível, enquanto também há acesso próximo a praias e montanhas, sendo um local perfeito para quem gosta de cidade e amantes da natureza.

Também fica a apenas 45 minutos da fronteira dos EUA e da movimentada cidade de Seattle.

A província num todo possui excelentes oportunidades de trabalho com grandes empresas multinacionais que possuem sede na cidade.

No entanto, o custo de vida elevado, principalmente no setor imobiliário, pode ser um obstáculo para os estudantes internacionais.

PGWP e o caminho a residência permanente

Um dos caminhos mais procurados para imigração canadense, é através da obtenção de uma permissão de estudo, onde o aplicante pode chegar ao país para cursar uma graduação de ensino superior, pós-graduação, doutorado ou mestrado.

E a escolha do Canadá não é por acaso, pois o país é um dos únicos do mundo que oferece a possibilidade de obtenção de uma residência permanente, sendo esse o motivo do país ter recebido o título de país mais popular entre os estudantes estrangeiro.

Um estudo feito anteriormente, revelou que entre os estudantes internacionais que chegaram no Canadá na década de 2000, cerca de 3 em cada 10 se tornaram imigrantes em um período de 10 anos a partir de sua chegada. E o número só cresceu desde então.

Através da obtenção do PGWP e posteriormente a transição para residência permanente para muitos, os estudantes internacionais forneceram uma fonte crescente de trabalho para o mercado de trabalho canadense que se estendeu muito além de seus períodos de estudo.

O PGWP é uma excelente oportunidade para você se qualificar para um futuro processo de residência permanente no Canadá. E nós da Immi Canada prestamos serviço para aplicação completa, e do cônjuge se houver. Envie um e-mail para contact@immi-canada.

Conheça a profissão Doula no Canadá

Um dos momentos mais importantes na vida de um casal, e para todos da família, é a chegada de um novo membro, um bebê. Essa também é uma fase delicada que traz muitos questionamentos e até mesmo medo. E tudo pode se agravar quando essa família está longe da sua rede de apoio, e ainda vivendo em outro país.

A profissão de doula é reconhecida e recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). É uma profissão que traz humanização na hora do parto. Além de oferecer suporte, apoio, informações e preparo para a gestante, companheiro e familiares, acaba se tornando uma relação de empatia e companheirismo que começa no início da gravidez e se estende até as primeiras semanas do recém-nascido.

Para aqueles brasileiros que desejam viver e constituir uma família no Canadá, saiba que a profissão de doula existe no país e vem cada vez mais ganhando adeptos dos serviços oferecidos. Na província de British Columbia, são em torno de seis doulas brasileiras atendendo casais de brasileiros. 

Nós conversamos com uma dessas doulas que prestam serviço em Vancouver. A doula brasileira Clara Marreiros vem se destacando na cidade com seus serviços, e está se preparando para lançar - em breve - uma mentoria para que doulas que estejam no Brasil e desejam trabalhar no Canadá, cheguem no país preparados para o mercado de trabalho.

Realizamos uma entrevista com Clara, que nos contou sua trajetória do Brasil até o Canadá. Ela nos contou como chegou ao país, como se encantou pelo Canadá, porque decidiu permanecer e como começou na profissão. Ela também vai detalhar como é o serviço das doulas no Canadá, como é o sistema hospitalar para as grávidas no Canadá, e vai também nos contar o parto mais emocionante que ela acompanhou em Vancouver.

Confira abaixo essa entrevista exclusiva para a Immi Canada:

Conta um pouco da sua jornada do Brasil até o Canadá. Como foi o seu processo de imigração?

Eu sou do Rio de Janeiro. Vim para Vancouver em 2017 por 4 meses para estudar inglês. No final do curso, decidi que não queria voltar para o Brasil e sim permanecer no Canadá. Com isso, optei por estudar em um college privado, onde por 2 anos fiz o curso de ‘hospitality management’. No entanto, o status de residente permanente só veio em 2019 através do Spousal Sponsorship.

Como foi o recomeço no mercado de trabalho do Canadá?

Quando obtive a permissão de trabalho, comecei a trabalhar na área que havia me formado em Vancouver. Mas para me inserir no meio da área de doulas, comecei a me divulgar com serviço de babá. Em 2019 decidi fazer um curso de doula e assim comecei a criar meu networking com as doulas locais. Nesse primeiro momento, conciliei o serviço de babá com o início da carreira de doula, que é uma profissão autônoma no Canadá. Até eu conseguir me manter somente como doula, mantive o trabalho de babá.

Você ouviu muitos relatos sobre como funciona a maternidade de modo geral no Canadá? Essa diferença de alguma forma te assustou?

Ouvia dizer que o atendimento obstétrico canadense era de qualidade e eficiente. Com exames, opções gratuitas pelo plano de saúde, podendo escolher entre parteira, obstetra, parto hospitalar ou domiciliar. Essa parte é mais avançada que no Brasil. Fiquei bem feliz com a realidade do Canadá. 

Pode explicar como é o seu trabalho na prática no Canadá?

O serviço de doula é contratado de forma privada, não tem cobertura do plano de saúde. Cada doula tem seu pacote de serviços. Eu ofereço  2 consultas no pré-natal, onde vou até a cliente, conversar com o casal, para traçar o planejamento do parto (local). Explico as opções que o país oferta (parteira, obstetra, parto em casa ou no hospital). É um serviço com bastante informação. 

O diferencial do acompanhamento das doulas, é porque os obstetras fazem consultas muito rápidas e objetivas. Então nós doulas servimos como suporte durante toda gestação, trazendo todas as informações para a hora do parto, com dicas, e até curso pré-natal focado no preparado mental, com técnicas de terapia comportamental cognitiva e até hipnose. 

Tudo para que a gestante entenda que o parto é mais um evento emocional do que o físico, pois o emocional pode afetar na hora do parto. Os dois encontros são presenciais e eu me mantenho disponível durante toda gestação para tirar dúvidas e oferecer suporte por vídeo ou chamada.

Eu estou presente em tempo integral para o parto, a partir de 38 semanas, me coloco de plantão esperando a hora do parto. A gestante vai saber identificar quando está entrando em trabalho de parto, pois nós doulas ensinamos durante as consultas pré-natais. Depois acontece duas consultas pós parto para ensinar como cuidar de um bebê recém-nascido, como eles se comportam, a amamentação e a saúde mental da gestante no puerpério que fica bastante debilitada pela variação dos hormônios. Essa é uma forma de acompanhar a saúde mental da nova mãe, para evitar a depressão pós parto.

O meu atendimento acaba quando o bebê completar 6 semanas de vida do bebê.

Antes da cliente me contratar, há uma entrevista para verificar a compatibilidade da gestante /família comigo, para que esse entrosamento entre nós esteja afiada.

É uma profissão regulamentada no Canadá? Para trabalhar precisa validar o diploma?

Não é regulamentada, qualquer um pode realizar o curso e trabalhar. Há uma associação de doulas em BC (bcdoulas.org) onde tem informações sobre a área na província. Há como conseguir partos voluntários dentro dessa associação. 

Eu oriento a fazer o curso no Canadá, mesmo que já seja a profissão da pessoa no Brasil. Isso é uma dica que serve para entender os métodos canadense de exercer a profissão, assim como aprender as terminologias utilizadas pelos médicos e hospitais do Canadá. 

Como a cultura canadense hospitalar enxerga seu trabalho como doula?

Somos bem recepcionados, os profissionais do hospital entendem e respeitam a profissão. Pois as doulas exercem também um papel de suporte emocional, além do físico. Eles entendem a importância da doula. 

Nós podemos também trabalhar em parceria com as parteiras (midwives) quando há os partos em casa.

Em ambos os casos, nós somos bem-vindas. Quando vamos para o parto, ficamos tempo integral com a gestante. Diferente dos profissionais de saúde que costumam estar somente na hora de realizar o parto mesmo.

Existem muitas doulas no Canadá? Qual a nacionalidade da maioria?

Em BC são em torno de 6 doulas brasileiras. No Canadá a maioria é canadense mesmo, mas há doulas da Espanha, Argentina, México e etc..

Como foi sua primeira experiência de parto no Canadá?

A primeira foi com um casal brasileiro, onde a gestante necessitou de uma cesárea pois o bebê estava em posição inversa chamada de pélvica ( bumbum direcionado para saída e não a cabeça). Foi durante a pandemia, onde eu não pude entrar no centro cirúrgico, então o trabalho foi voltado para trazer muita informação para a gestante sobre a situação do seu parto, durante o pré natal, e sobre a forma que aconteceria a cesariana. Estive presente no pós parto para auxiliar nos cuidados com o bebê, com a amamentação e etc…

Qual foi o parto mais emocionante no Canadá?

Todos são extremamente lindos e amorosos por ser uma nova vida. É um momento muito intenso e muito emocionante. 

Teve um parto que eu participei que foi muito mágico por conta da família. Foi domiciliar, a gestante estava preparada, era sua primeira gestação, estava esperando serena e preparada. Os pais(futuros avós)  estavam presentes, e o pai da gestante estava com medo de não aguentar ver a filha no processo de parir. A mãe da gestante estava segurando a filha pelas mãos, afagando a cabeça, todo um clima de carinho e segurança. No meio do parto até o fim, o pai entrou no quarto (ele estava nervoso e tinha se isolado na casa). Quando viu a cena da filha dando a luz, todos começaram a chorar de emoção com aquele momento. Então essa experiência dos pais participando no parto da filha foi marcante. No final o pai ainda agradeceu por eu ter desmistificado o que ele achava que era um parto (dor e sofrimento).

Qual dica você deixa para as gestantes brasileiras morando no Canadá e que escolhem pelo acompanhamento de uma doula?

Aconselho que os brasileiros procurem uma doula brasileira para que a conexão seja mais direta. Para que a gestante possa ficar tranquila, em paz, confortável com a própria língua e familiarizada com a cultura. No momento do parto, é importante que a gestante esteja tranquila, e é interessante que ela evite ter que pensar e se expressar em inglês no momento do parto, eu acredito que seja o mais indicado.

Fala um pouco mais do seu trabalho, seus projetos e deixa seus contatos para quem tiver interesse em saber mais sobre a profissão no Canadá.

Quem quiser me contratar como doula, pode me seguir no Instagram @clara.marreiros. No link na bio tem um formulário onde a gestante pode selecionar as datas. Como resido em Vancouver, a paciente precisa estar morando em Vancouver também.

Também dou um curso de hypnobirthing, um curso ao vivo de 5 aulas que foca na anatomia e fisiologia do parto, com muitas informações para o acompanhante pode dar suporte para a gestante na hora do parto. A próxima turma inicia-se no dia 3 de maio. Todas as informações estão disponíveis no site oficial (claramarreiros.com)

Com a escassez de doulas brasileiras em Vancouver, estarei criando uma mentoria para quem deseja se tornar uma profissional da área no Canadá. Um curso para quem está no Brasil e deseja vir para o Canadá atuando como doula. Quem chegar no Canadá, também terá suporte em Vancouver presencial, com orientações de como se manter e crescer na área.

E se você precisa de assessoria para vistos e permissões para o Canadá, entre em contato com a Immi Canada. O nosso atendimento inicial é totalmente gratuito. Nosso email é: contact@immi-canada.com

Imigrar para o Canadá como profissional autônomo

No primeiro trimestre de 2022, a Imigração Canadense (IRCC) recebeu mais de 108 mil novos residentes permanentes no Canadá vindos de todas as partes do mundo. Esse número faz parte da meta revelada no começo do ano pelo ministro da imigração, Sean Fraser, que almeja receber 147 mil novos imigrantes no primeiro quarto deste ano.

Hoje nós vamos conhecer a história de 3 desses novos residentes permanentes no Canadá, que fazem parte dessa estatística revelada pelo governo. A família mineira do Ricardo, Thais e do pequeno Theo, donos do perfil @uaicanada, recém-chegados no Canadá e que irão compartilhar um pouco das primeiras impressões sobre o país.

Apesar de só terem desembarcado no mês de Abril de 2022, eles já estavam prontos para encarar essa jornada desde Agosto de 2020, quando as aplicações foram aprovadas. No entanto, todos os empecilhos, contratempos e impossibilidades causadas pela pandemia fez com que a família tivesse que adiar a viagem.

O casal mineiro é uma dupla de educadores físicos apaixonados pela dança. E foi através da dança que o casal iniciou o longo plano Canadá em Outubro de 2018. Thais era professora de Educação Física escolar e Ricardo formado e pós-graduado em Educação Física escolar, no entanto dedica a carreira como professor de dança de salão internacional.

“Aplicamos como Self Employed através da dança.”. 

E com a pandemia em alta, aeroportos fechados, e medidas restritivas adotadas no mundo, o casal teve bastante tempo desde a aprovação do processo imigratório até o dia da viagem. 

“A pandemia atrapalhou muito. Recebemos o guia de ‘Welcome to Canada’ em Janeiro junto com os exames médicos. Em março começou a pandemia. Ficamos presos no Brasil os 2 anos seguintes!”.

Esse lockdown acabou sendo uma fase de treinamento para a vida canadense que estava por vir. Nessa fase de transição, o casal até compartilhou moradia com a sogra como conta Ricardo: 

“Tivemos bastante tempo para planejar, devido ao processo ser mais longo. Vendemos o apartamento, Thaís pediu demissão do trabalho. Porém a pandemia atrapalhou tudo e tivemos que morar com as nossas mães durante longos 2 anos. O que ajudou MUITO na nossa aproximação, compreensão, resiliência como casal e como família. Aprendemos a aceitar muitas adversidades e lidar melhor com as frustrações ao longo do processo de espera. No final da penúltima semana vendemos o carro.”.

Família e amigos reunidos no aeroporto

A ideia de imigrar para o Canadá, veio após uma visita exploratória feita por Ricardo com o objetivo de estudar inglês no país em 2017. O casal já tinha explorado alguns países, mas foi Vancouver que a família escolheu como lar. E eles descrevem essas primeiras impressões ao chegar:

“Já tínhamos experiência de viagem internacional, então o Canadá não foi muito diferente do que esperávamos. Mas ainda assim, Thaís estudou e se preparou para essa mudança.  Com relação ao frio, já havíamos vivenciado temperaturas baixas, porém viver em temperaturas baixas é diferente. Preparar a cabeça para viver longos períodos é uma coisa que estamos fazendo.”.

Ricardo, Thaís e Theo

E eles não vieram sozinho, o pequeno Theo de 6 anos de idade, também embarcou nas aventuras na neve. Para facilitar a adaptação do filho e organizar sua rotina, o casal começou a preparação para tudo que a criança fosse precisar durante o período de lockdown na casa da sogra.

“ Pesquisamos bastante e assistimos muitos vídeos de perfis com filhos no Canadá. Isso ajudou muito. Com relação à escola, nós pesquisamos ainda no Brasil qual seria a escola do Theo. Entramos em contato, enviamos todos os papéis pedidos por eles e o Theo foi confirmado como aluno ainda no Brasil. Olhamos o site da escola, vimos a grade de horário e os vídeos da escola no Twitter. Nos apaixonamos por tudo, e ainda no Brasil. Inclusive fizemos todo o percurso do nosso apartamento até a escola pelo street view mais de 1 vez.”.

Outro fator que o casal organizou ainda no Brasil foi a questão do trabalho. Ambos desembarcaram no Canadá com oportunidade de trabalho garantida. Eles não iniciaram sua trajetória na área de formação, eles se preparam durante esse tempo de espera para as novas funções. Ricardo pode contar com ajuda da cunhada, que já residia em Vancouver, como ele conta:

“Em 2021, Thaís começou a fazer cursos na área de TI, e no final de 2021 começou a trabalhar em uma empresa Canadense como Web Developer. Ela arrumou emprego ainda no Brasil. Isso ajudou TUDO! Conseguimos alugar apartamento e escola do Theo. Eu já tinha uma proposta, através do noivo da irmã da Thais. Ele trabalha aqui como Soldador e quando estávamos no Brasil ele conversou com o chefe dele e conseguiu uma vaga na empresa pra mim. Eu fiz um curso de solda no Brasil para me qualificar melhor para a vaga. Fiz também cursos de operador de máquinas, pensando em diversificar as possibilidades de emprego por aqui.”.

No momento eles estão em fase de adaptação às novas culturas, clima, rotina e estilo de vida. A família planeja explorar bastante todas as opções de passeios e cultura que a província de British Columbia oferece e com tempo ir conhecendo todas as partes do Canadá.

Toda essa rotina da família é contada e documentada através de fotos e vídeos pelo canal no youtube ‘Uai Canadá', onde também há conteúdo no instagram com o objetivo de se aproximarem daqueles amigos e familiares que ficaram no Brasil sanando um pouco da saudade:

“No YouTube a ideia é contar de forma mais detalhada alguns episódios específicos. Além de ajudar e incentivar outras pessoas a acreditarem nos seus sonhos. Sonhamos 5 anos com o Canadá e o sonho finalmente virou realidade. Mostrar a importância do planejamento e perseverança. Contar como foi nosso processo e como serão nossos passeios. Fizemos vídeos de Belo Horizonte também, para as pessoas conhecerem nossas origens. O YouTube funciona como um registro fixo de pontos importantes da nossa vida. Desde o Brasil até nossa vida no Canadá.”.

Portanto, para acompanhar essa família mineira no Canadá, basta procurar nas redes sociais pelo @uaicanada e se divertir e torcer por Ricardo, Thais e Theo nessa nova vida como residentes permanentes no país.

E caso você deseje mais informações sobre como imigrar para o Canadá sendo profissional autônomo (self employed), entre em contato com nossa equipe e agende uma consulta com nossa consultora de imigração licenciada pelo RCIC. Como eles mesmo pontuaram, é de extrema importância ter um planejamento consistente.

Nosso contato é: contact@immi-canada.com ou pelas redes sociais @immicanada

E se liga, no dia 26 de Abril de 2022, iremos realizar uma LIVE com a participação da família Uai Canadá. O bate-papo vai rolar a partir das 4pm (Vancouver), 7pm (Toronto) e 8pm (Brasília) no instagram da Immi Canada (@immicanada)

Trabalhar no Canadá: Entrevista com a Gabriela da Maple Road Consulting

Um dos fatores de extrema importância ao começar a estruturar o “Plano Canadá”, é pensar em como será a portabilidade da experiência de trabalho adquirida no seu país de origem no Canadá.

Muitas pessoas utilizam o termo ‘subemprego’, de forma pejorativa, para se referir aos tipos de mão de obras que estão dispostos a exercer enquanto novos residentes no Canadá.Isso pode acontecer, por não haver uma pesquisa completa para se preparar para chegar no país conquistando uma oportunidade de emprego dentro da sua área de atuação. Nada impede também de começar do zero e criar uma nova carreira. Para todos os casos, buscar informações e contatos é fundamental.

Entender as diferenças culturais também é importante para se posicionar estrategicamente e conquistar boas oportunidades. No entanto, como fazer isso antes de estar presencialmente no país? 

Foi por ter vivido na pele essa dificuldade, e ter se sentindo despreparada para encarar o mercado de trabalho canadense, que a Gabriela Bevilacqua, profissional de RH, decidiu facilitar a vida de pessoas recém-chegadas ao Canadá, para que elas possam se preparar de modo efetivo. E foi assim que surgiu a empresa ‘Maple Road Consulting’ com objetivo de ajudar as pessoas a conquistarem uma carreira.

Confira abaixo uma excelente entrevista com a recrutadora, que vai contar como conquistou seu primeiro emprego no país, como foi a decisão de abrir uma empresa para ajudar brasileiros a conquistar uma carreira, quais são as dicas para se destacar no mercado de trabalho e como anda o mercado de trabalho no Canadá para os brasileiros.

Conheça a Gabriela Bevilacqua, profissional de RH e criadora da Maple Road Consulting

Trabalho em RH desde os meus 20 anos! Tive a oportunidade de crescer profissionalmente nesta carreira e meu último trabalho no Brasil foi como Consultora de RH. Sempre estive envolvida com a área de recrutamento, gerenciamento de equipes e carreiras dentro das organizações.  Ao chegar no Canadá, iniciei o processo para me certificar como profissional de RH e dentro de 1 ano, recebi a designação profissional chamada de CPHR, após passar por provas e comprovação de experiência. E isso me abriu muitas portas pois me envolvi diretamente com a Associação de Profissionais de RH do Canadá e participei do programa de mentoria deles, tendo a oportunidade de ser mentorada por uma profissional de RH muito experiente. Entrei no mercado de trabalho daqui como RH Generalista/ Recrutador em uma empresa multinacional de logística e assim, após adquirir experiência e conhecimento em como funciona os dois lados da mesa (Recrutador e Candidato) iniciei o processo de abrir a Maple Road Consulting.

O surgimento da Maple Road Consulting, uma empresa para auxiliar brasileiros a conquistar um trabalho no Canadá

A ideia de criar a Maple Road surgiu da dificuldade que passei como imigrante recém-chegada, pois antes de tirar a certificação e fazer alguns cursos, eu não conseguia entender o porque não estava sendo chamada para empregos dentro da minha área de atuação.

Após trabalhar como recrutadora, e entender como o processo seletivo canadense funciona, passei a pensar e acreditar firmemente que meus conhecimentos adquiridos poderiam ajudar muitos imigrantes brasileiros como eu, a conseguir o primeiro emprego de forma mais rápida e efetiva.

Em 2020 conheci o Chris, que na época desempenhava a mesma função que eu em uma empresa candense e convidei-o para se juntar a mim, e assim, abrimos a Maple Road.  Eu sabia que a experiência dele em recrutamento, comunicação ímpar e habilidade em criar conexões com pessoas, seriam fundamentais para ajudar imigrantes a entrarem no mercado de trabalho e/ ou avançarem em suas carreiras.

E passamos desde então a prover serviços de escrita de documentos profissionais e treinamento para entrevistas de emprego com a grande vantagem de eu ser brasileira e ele canadesene, pois ao compartilhar nossa expertise, trazemos muitos resultados positivos para aqueles que nos procuram.

Após pandemia, como está o mercado de trabalho no Canadá nesse momento?

O mercado de trabalho candense está extremamente aquecido e a tendência é se manter assim pelos próximos anos, segundo relatório da WorkBC. A questão é que há muitos candidatos se questionando sobre esses índices, pois ainda encontram dificuldade em ser chamados pelas empresas. A verdade é que candidatos a emprego, principalmente imigrantes, precisam entender as nuances culturais do mercado de trabalho canadense e se adaptar a elas.

Técnicas para conquistar um trabalho no Canadá

Antes de começar a procurar por vagas, é importante que esteja com seus documentos prontos (Resume e Carta de Apresentação) escritos de forma efetiva e dentro do modelo canadense.  O perfil de Linkedin também deve estar ativo e escrito em inglês. Após essa primeira fase, em que você está com todos os seus documentos de aplicação em mãos e sabe como adaptá-los para cada vaga, comece a usar o Linkedin para criar e aumentar conexões com outros profissionais que estão exercendo funções que se assemelham ao que você busca. Ao se conectar com eles, você pode perguntar sobre a indústria/ empresa em que trabalham ou sobre sua carreira e assim, ganhar mais informações sobre o mercado de trabalho dentro de sua área de atuação. Esta estratégia ajuda a aumentar suas chances de ser visto por outros profissionais, que podem no futuro te recomendar para uma vaga. O uso do LinkedIn como ferramenta de networking é extremamente importante pois além de poder aplicar para vagas, os recrutadores também entram em contato com os candidatos pela plataforma.  Além do LinkedIn, tem o Indeed que hoje é um dos maiores portais de vagas do Canadá.

Como um ‘novato’ conquista o primeiro emprego no país?

Comece primeiramente mapeando todas as tarefas que você desempenha muito bem e então trace os tipos de cargos e indústrias/setores que deseja trabalhar, pois quando se tem uma estratégia e um foco um pouco mais definido, fica mais fácil de comunicar para as pessoas ao redor o que se está buscando exatamente. Use seus primeiros contatos no país para estabelecer sua rede de networking, que pode variar desde o gerente de banco até vizinhos e amigos. Lembre- se de falar sobre sua principal expertise e objetivos profissionais (evite falar: “estou buscando qualquer coisa”) pois soa muito vago para quem ouve e provavelmente, a  pessoa que escutar, não vai conseguir te ajudar.

Vale também destacar que buscar trabalhos voluntários podem ser muito eficazes pois contam como experiência de trabalho candense, geram referências profissionais no país e facilitam a integração com a comunidade e cultura local.

As carências no mercado de trabalho do Canadá

Profissionais da área de saúde, tecnológica e do setor de serviços em geral, sempre são profissionais em alta demanda. Quanto às características de perfil, a adaptabilidade se destaca bastante, pois é um mercado de trabalho muito multicultural e ter disponibilidade em ouvir e se comunicar sem preconceitos com outras nacionalidades e diferentes opiniões, é sem dúvida um característica que as empresas buscam bastante. Mencionaria também a habilidade em aprender rápido e se comunicar com clareza.

Como construir um currículo de trabalho

No curriculo Canadense não tem foto, endereço completo (com CEP, nome de rua), não faz menção a nacionalidade, data de nascimento, sexo e/ou idade. O currículo também é bem compacto (máximo de 2 folhas) e deve ser completamente otimizado para a vaga na qual esteja aplicando e anexado juntamente com a Carta de Apresentação (Cover Letter).

Domínio na língua inglesa abre ou fecha portas?

Não existe inglês perfeito, portanto não deixe de aplicar para vagas por insegurança com o idioma. Lembre-se sempre que o Canadá é um país composto por imigrantes. Porém, cabe aqui ressaltar, que é preciso que estude o idioma, pois ao comparecer a uma entrevista de emprego é importante conseguir se comunicar com clareza sobre suas principais experiências profissionais, resultados alcançados, objetivos entre outros assuntos. Sem dúvida, quanto mais domínio você tiver no idioma, melhores oportunidades você terá.

A importância do networking na construção de uma carreira profissional no Canadá

É muito importante estabelecer networking! Assim que chegar ao Canadá e ao longo de toda sua carreira profissional. O “fazer” networking não termina quando você começa a trabalhar, pelo contrário, criar e manter relações profissionais com outras pessoas é a receita para o seu sucesso profissional. 

O networking é uma relação de troca. O maior erro cometido ao estabelecer conexões é quando uma das partes só fala sobre si. Por isso, sempre pergunte, demonstre interesse e procure ver no que você pode ajudar a pessoa que está se conectando com você, seja através de um evento presencial ou mensagens pelo LinkedIn. Procure manter o contato. Lembre-se que vivemos em uma sociedade relacional e no Canadá não é diferente!

Dicas para quem está a procura do primeiro emprego no Canadá

Amplie ao máximo que puder sua rede de contatos, saiba que tipos de vagas buscar, pois quanto mais você orientar sua busca, melhores e mais efetivos serão seus resultados. Escreva seus documentos profissionais - Currículo, Carta de Apresentação e perfil de LinkedIn de acordo com o mercado de trabalho canadense, sabendo sempre como adaptar estes documentos para as vagas e não deixe de aprimorar o inglês!

Mas eu diria mesmo é para ter determinação e não desistir de aplicar para as vagas, mesmo quando receber feedbacks negativos, continue aplicando e fazendo uma autoanálise sobre como pode melhorar. Não desista nunca de seus objetivos profissionais, pois o Canadá é um país de muitas oportunidades e a jornada do imigrante pode ser difícil no começo, mas ela é recompensadora! Acredite em você!

Maple Road

Para conhecer mais sobre a Maple Road Consulting, acesse o site: https://maple-road.ca/ e nas redes sociais pelo @mapleroadconsulting

E se você deseja obter uma permissão de trabalho para poder construir uma carreira no Canadá, entre em contato com a nossa equipe. O atendimento inicial é totalmente gratuito. Nosso email é: contact@immi-canada.com

Veja como levar seu PET para o Canadá

O Canadá é um dos países mais procurados do mundo no quesito imigração, por diversos motivos. Atualmente, são mais de 80 processos de imigração que podem atender a todos os perfis e idades.

Com sua população majoritariamente composta de imigrantes de todos os cantos do mundo, o país recebe por ano uma enorme quantidade de novos residentes, sendo temporários ou permanentes, que escolhem viver no país com toda a família. E para muitos, os animais de estimação também fazem parte da família e também são incluídos no processo de imigração.

É possível sim incluir seu pet no seu plano Canadá, e para isso é preciso seguir algumas etapas específicas que envolvem regras das companhias aéreas, documentação necessária emitida pelo Ministério da Agricultura, o cartão de vacinação, além das medidas específicas nas bolsas de transporte. 

E quando essa mudança de vida inclui dois cachorrinhos e um bebê? Esse é o caso da Jessica Baeza, de 29 anos, original de Mauá, em São Paulo, que chegou na província de Ontario em novembro de 2021 com mala, cunha e muitas bolsas para seus 3 filhotes. 

Estabelecendo o Plano Canadá

O plano de viver no Canadá surgiu após ela ter realizado um intercâmbio, sozinha, em 2013 na cidade de Vancouver. No entanto, somente em 2019 - após o nascimento da primeira filha - que ela e o esposo decidiram se mudar em definitivo, pegando todos os familiares e amigos de surpresa, afinal a filha tinha acabado de nascer, e ambos tinham uma vida estável no Brasil.

Com um plano estabelecido, Jessica pontua que a única questão que os fariam desistir do Canadá seria se os cachorros não pudessem acompanhar a viagem. E ai começou a aventura para se mudar de país. O plano estabelecido entre Jessica e Natã (seu esposo) estabelecia que ele iria realizar uma pós-graduação e ela teria uma permissão aberta de trabalho (open work permit). Ainda no Brasil, o casal resolveu fazer a viagem separados, isso porque a filha do casal ainda estava atendendo ao ano letivo na creche. Com isso, Natã viajou primeiro para o Canadá, no mês de agosto, e Jéssica iria na sequência, no mês de novembro.

O plano foi estabelecido também para dar tempo de conseguir reservar o voo que pudesse embarcar os dois cachorros. Segundo as regras de viagem para pets na companhia aéra (Air Canada), determina que só podem ser transportados 4 animais em um voo. Quando o animal de estimação - dentro da bolsa de viagem - pesa até 10 kg, é permitido que ele viaje na cabine, posicionado embaixo do assento do passageiro. Segundo as regras, só é permitido um animal por passageiro. Mas como a filha já tinha completado 2 anos de idade, já é obrigatório que a criança tenha seu próprio assento. Dessa forma, foi possível garantir a viagem dos dois cachorros.

Foi preciso comprar uma bolsa de transporte que fosse de acordo com as regras emitidas pela cia aérea. A taxa por animal é de 100 dólares canadenses. Também foi preciso cumprir uma série de regras estabelecidas no Brasil e no Canadá.

Regras para transportar um animal de estimação na aeronave

Para transportar um animal de estimação em uma viagem internacional, será preciso emitir um documento chamado o CVI (Certificado Veterinário Internacional). Esse documento é fornecido pelo Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

Para conseguir o documento, é necessário agendar uma consulta no órgão que fica nos aeroportos internacionais, levando: 

- Atestado veterinário do pet (validade de dez dias);

- Carteira de vacinação;

- Requerimento para Fiscalização de Animais de Companhia;

É importante que a entrevista com o órgão seja realizada em uma data próxima a viagem, pois o documento tem validade de dez dias. 

O atestado de saúde deve conter dados completos do proprietário (com endereço no Brasil), dados completos do animal, dados de vacinação, datado no dia do exame clínico, assinado em azul e carimbado pelo Médico Veterinário atendendo os requisitos para o Canadá, emitido dentro dos 10 dias antes do embarque. Uma vez enviado a solicitação de

emissão de CVI para a ferramenta, pode demorar até 72 horas, se a documentação estiver correta e ainda deve-se obter a chancela física em uma Unidade VIGIAGRO, portanto, se previna e calcule que a solicitação de emissão seja o quanto antes possível.

O médico veterinário deve se assegurar que o animal está com a vacina antirrábica em dia, mas os dados da imunização deverão ser anexados à parte.

O comprovante de vacinação deve conter os dados completos do proprietário e do animal, dados da vacina (data de aplicação e data do reforço necessário, nome da vacina, fabricante, validade vacina e lote). Portanto, se for usada carteirinha de vacina, deve ser anexada a frente e o verso. A vacina de raiva tem validade de acordo com fabricante e país de origem. 

Certificado Online

A ferramenta de e-CVI (Certificado Veterinário Internacional eletrônico) possibilita ao usuário a solicitação do mesmo e anexação de documentos comprobatórios necessários à certificação. Trata-se de um canal oficial de comunicação com o Serviço Público Federal.

As exigências para o Canadá podem ser verificadas no link específico para Canadá:

https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/vigilancia-agropecuaria/animais-estimacao/sair-dobrasil/canada-site-mapa-word-fev-20.pdf

O site para cidadão solicitar a emissão do e-CVI: https://www.gov.br/pt-br/servicos/viajar-para-outro-pais-com-seu-cao-ou-gato

Bolsa de Transporte

Cada companhia aérea terá sua própria especificação para as medidas aceitas nas bolsas de transporte, tanto para quem vai levar o animal na cabine, como para aqueles que  embarcarem um cachorro de porte médio ou grande, na área de bagagens da aeronave. 

Importante ressaltar que somente animais acima de 12 semanas de idade, e completamente desmamados, são permitidos embarcarem. 

Também é recomendado olhar qual aeronave (Boeing) que realizará a viagem, pois as especificações para as bolsas de transporte podem ser diferentes. Veja abaixo as especificações da Air Canada:

Comportamento dos animais durante o voo

Como Jessica iria realizar a viagem com uma criança e dois cachorros sozinha, ela optou por escolher um voo noturno que fosse direto, sem escala. A veterinária dos pets recomendou usar alguns fitoterápicos calmantes para que a viagem fosse tranquila. Porém, ela optou por dar umas gotinhas do remédio ‘dramin’, o que garantiu que ambos dormissem relaxados durante as dez horas de voo.

Gastos para viajar com os pet no avião

Resumo da experiência

Jessica conta que se preparou bastante para a viagem com os três. Ela avisou a companhia no Brasil que iria precisar de auxílio com o transporte dos três, pois ela não estava viajando com um carrinho de bebê no qual sua filha pudesse se locomover no aeroporto. 

A companhia aérea, ainda no Brasil, cedeu uma cadeira de rodas, na qual Jéssica foi sentada com a filha e os cachorrinhos no colo, sendo auxiliada pelos funcionários. Já no aeroporto do Canadá, em Toronto, ainda em época de pandemia e com restrições, houve uma falta de suporte da companhia aérea. O que a salvou foi o apoio de outros brasileiros que estavam no mesmo voo e puderam auxiliá-la durante todos os processos de desembarque no país (imigração, vigilância sanitária e bagagens)..

Mas ela é bem enfática ao dizer que “nunca mais” viajaria sozinha com os cachorros e a filha, mas não se arrepende de nada. A única dica que ela deixa, para alguém que possa estar na mesma situação, é levar o carrinho da bebê como auxílio. Pois assim seria possível posicionar a criança, e um dos animais no compartimento inferior do carrinho, facilitando sua locomoção dentro dos aeroportos, para que as questões burocráticas fossem mais tranquilas, tendo em vista que faltou um suporte no Canadá, devido ao período de pandemia e todas as restrições que estavam em vigor.

Se você deseja imigrar ou visitar o Canadá, entre em contato com nossa equipe.Nosso email é: contact@immi-canada.com

Uma pesquisa realizada em janeiro de 2022 e conduzida pela empresa Confused, especializada em traçar comparativos entre produtos e experiências, publicou uma lista com as 30 melhores cidades para se viver aos vinte e poucos anos.

Para traçar esse paralelo entre o que mais agrada a Geração Z e os Millennials, o site levou em consideração alguns fatores sociais e econômicos para fazer o comparativo entre diversas cidades ao redor do mundo.

Para fins de esclarecimento a respeito do público alvo. Há algumas contraversões a respeito dessas classificações etárias, mas por definição os Millennials são os nascidos entre 1980 a 1994, e a Geração Z entre 1995 a 2015.

Fatores Considerados na Pesquisa

A pesquisa utilizou alguns fatores em consideração para pontuar as cidades

- Salário Mensal com os impostos aplicados;

- Custo do aluguel de um apartamento de um quarto;

- Custo de Transporte de uma passagem;

- Custo das Bebidas;

- Programação Noturna;

- Programas para Curtir a Cidade;

- Respeito a comunidade LGBTQ+;

- Pontos Instagramáveis na Cidade;

Metodologia

São 50 cidades escolhidas para o estudo comparativo. Foram analisados 13 pontos de dados coletados em cada cidade, essas métricas foram classificadas dando uma pontuação alta para aquelas cidades com resultados favoráveis ​​para pessoas na faixa etária dos 20 e poucos anos.

As pontuações foram então somadas para dar um índice total que permitiu que as cidades fossem classificadas em ordem de qualificar as melhores cidades para pessoas na faixa dos 20 anos. Pequim não foi incluída nas postagens do Instagram, pois o aplicativo é proibido na China, embora isso não afete a pontuação final dada a Pequim.

Gráfico com o Resultado

Valores indicativos:

Verde: Ótimo
Amarelo: Bom
Laranja: Ok!

Rosa: Regular

Vancouver e Toronto entre as 20 melhores

O Canadá foi representado no ranking com duas das cidades mais populares do mundo: Vancouver em quarto lugar e Toronto na vigésima posição.

A cidade de Vancouver, na costa oeste do Canadá, proporciona aos moradores visuais deslumbrantes sobre o mar e as montanhas. É uma das cidades mais povoadas do país e também uma das mais diversificadas, permitindo que você experimente comida, cultura e entretenimento incríveis.

A cidade se destaca como um ambiente amistoso a comunidade LGBTQ+, obtendo pontuação alta no quesito. Uma de suas ruas - Davie Street - é mundialmente conhecida por agregar em harmonia a diversidade.

Tudo isso tem um custo. O preço médio de um aluguel em Vancouver é em torno de 2 mil dólares, ocupando 46% do seu salário mensal de 4.500 dólares. Com o dinheiro que sobrar, você pode comprar uma cerveja por 7 dólares e andar de transporte por 3 dólares.

A pontuação de Vancouver foi de 70,4 em 100.

Toronto aparece na vigésima posição, se destacando também no quesito respeito e igualdade aos direitos LGBTQ+, porém obteve melhor pontuação, comparado a Vancouver, no quesito ‘Programas para Curtir a Cidade / Vida Noturna.

Ainda comparando as cidades canadenses, a média salarial é um pouco mais baixa, sendo de 4.700 dólares, e o custo de aluguel, transporte e para a cervejinha, também são um pouco mais caros que Vancouver.

A pontuação geral de Toronto foi de 53,3 de 100 pontos possíveis.  

Montreal também aparece na lista das 30 melhores cidades, ficando na posição #27 com o total de 48.4, também obtendo a maior pontuação no quesito respeito e acolhimento a comunidade LGBTQ+.

Canadá um país em pró a diversidade

O primeiro-ministro Justin Trudeau utilizou suas redes sociais no dia 7 de janeiro de 2022, para anunciar que está banido oficial qualquer tipo de ‘Terapia de Conversão’ (Conversion Therapy) no Canadá.

As legislações governamentais já estão em vigor tornando ilegal atos de promover, anunciar, beneficiar ou sujeitar qualquer indivíduo a estas práticas prejudiciais e com teor de ódio. Ele termina a publicação ressaltando que os direitos LGBTQ2 são direitos humanos.

A “terapia de conversão” é qualquer tipo de tratamento, prática ou técnicas utilizadas para reprimir, negar ou não reconhecer orientação sexual que não heterossexual, identidade de gênero ou expressão de gênero não cisgênero, ou qualquer comportamento associado a um gênero diferente do sexo atribuído ao indivíduo no nascimento.

Essa prática é considerada crime e está banida dentro do Canadá.

Crescimento Econômico através de novos imigrantes

O Canadá é um país com uma população nativa com idade avançada. Esse é um dos principais fatores que impulsionam o sistema de imigração do país. Essa mesma população “mais velha” também está se aposentando, deixando um espaço aberto no mercado de trabalho que necessita de nova mão de obra.

Cada vez mais o país vem se tornando atrativo aos jovens. Um dos caminhos para reter esses novos possíveis imigrantes, sendo eles da Geração Z ou Millennials, é a oportunidade de obter uma residência permanente através de um intercâmbio estudantil. Sendo esse um dos principais pilares de crescimento econômico no país. 

Em matéria recente no blog, nós comentamos sobre o impacto dos estudantes internacionais, que obtêm o PGWP (permissão de trabalho após a conclusão do curso), no mercado de trabalho canadense.

No entanto, não é impossível imigrar para o país após os 40 anos. Existem maneiras de fazer com que o candidato tenha uma pontuação e seja chamado pelo sistema do Express Entry, assim como alguns programas provinciais disponíveis para facilitar esse caminho. Aqui no blog nós já conversamos com um cliente que obteve essa conquista. 

Independente da sua idade, a nossa equipe está apta para te auxiliar tirando todas as suas dúvidas sobre qualquer processo de imigração do Canadá. O nosso atendimento inicial é totalmente gratuito. Entre em contato pelo email: contact@rodolfo-immi

As projeções para o mercado de trabalho no Canadá pós-pandemia.

A pandemia mundial do coronavírus trouxe diversos impactos no Canadá, e um dos setores mais afetados foi o da economia. O país basicamente sustenta sua base econômica através do seu sistema de imigração, que permite novos imigrantes a desembarcarem no país, muitos com permissão de trabalho, para que o país possa não só renovar sua população que anualmente se aposenta, mas também para se manter.

Por isso, atualmente existem mais de 80 programas de imigração, espalhados entre as 10 províncias e 3 territórios do Canadá. O país se destaca dos demais, quando analisado o quesito intercâmbio estudantil, por permitir que seja uma porta de entrada ao aplicante para adquirir uma residência permanente após a conclusão do curso. Outra vantagem é que durante os intervalos estabelecidos (férias), o aluno que possui uma permissão de estudo - não se aplica aos estudantes de pathway - pode trabalhar durante tempo integral, durante o ano letivo, é permitido o trabalho em meio período. Essa regra se aplica a instituições de ensino designadas pelo governo.

Todas essas vantagens têm em vista o crescimento econômico do país. Geralmente, quando a uma aplicação de uma permissão de estudo, o aluno chega ao país com o cônjuge, tendo esse o direito de obter uma permissão de trabalho, se cumprir com os pré-requisitos exigidos pela imigração.

Sem imigrantes, país teve queda direta na economia

A pandemia trouxe um baque grande ao país. Os quase dois anos que o país teve que manter suas fronteiras fechadas, impossibilitou a chegada de novos imigrantes, impactando diretamente na economia e no mercado de trabalho. As regras estabelecidas durante o lockdown, ao mesmo tempo que não permita o cidadão se expor ao perigo do vírus, demandou que o governo investisse em programas de ajuda financeira tanto para a população quanto para o mercado de trabalho (empresários, empresas de pequeno,médio e grande porte) e para empresários autônomos. Todos obtiveram, em circunstâncias diferentes, um aporte financeiro do Canadá.

Essa segurança financeira proporcionada pelo governo, junto com todas as mudanças que a pandemia trouxe para a vida de todos, fizeram com que houvesse uma grande mudança no mercado de trabalho. Muitos passaram a considerar novas possibilidades de carreira e abandonaram seus antigos cargos e funções.

Pesquisa de mercado na pandemia

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho pós-pandemia no Canadá aponta para uma nova realidade no país. Dados foram levantados por um relatório que sugere que os empregadores estão procurando candidatos com habilidades que não eram tão relevantes antes de 2020, incluindo experiência em atendimento ao cliente virtual e adesão de seguros.

O relatório 2022 divulgado pela empresa de recursos humanos Randstad Canada aponta que o fator COVID-19 não é o único fator que afeta as prioridades do empregador ao contratar novos trabalhadores.

Fatores como: pressões econômicas, a demanda e exigência das preferências dos clientes, mercados competitivos e requisitos regulamentares também forçaram as empresas a se tornarem mais eficientes e reavaliarem seus modelos de negócios.

Mudanças no mercado de trabalho

Ainda segundo a pesquisa, a escassez de trabalhadores com habilidades específicas estava crescendo antes mesmo de 2020, sendo que com o COVID-19 apenas intensificou o fardo. Ao longo de 2021 muitos empregadores em diversos setores lutaram para preencher vagas abertas, fazendo com que os candidatos qualificados tenham uma boa chance de conseguir os empregos que mais desejam.

A pesquisa realizada pela Randstad Canada aponta que as novas mudanças e adaptações afetarão o mercado de trabalho no futuro próximo incluindo a mudança para o trabalho remoto e híbrido e a necessidade de requalificar ou aprimorar as qualificações de trabalho existentes, à medida que as necessidades dos consumidores e dos negócios evoluam.

Há uma percepção onde tanto os líderes empresariais quanto os trabalhadores querem que as opções híbridas e remotas permaneçam disponíveis, mesmo que os mercados encontrem estabilidade e um novo normal seja estabelecido. Mas o novo normal não será uma cópia modelada do mundo anterior ao COVID-19. Muitos empregos não existem da mesma forma que existiam antes. Isso está levando a uma necessidade de treinamento cruzado ou requalificação da equipe existente.

Top 15 profissões em demanda no Canadá

Mercado de Trabalho

A projeção para  2022 é que os empregos com maior demanda sejam em uma variedade de setores, e o motivo da alta demanda será variada. No ano de 2020 a demanda variou entre cargos de saúde à cargos de logística. A pandemia e outros fatores de mercado desempenham um papel decisivo nas ofertas de empregos disponíveis este ano. 

Veja a lista dos empregos que poderão ser  tendências para o ano:

1. Key Account Manager

2. Developer

3. Marketing Manager

4. Registered Nurse

5. Driver

6. Customer Service Representative

7. Welder

8. Engineer

9. Accountant

10. Cloud architect

11. HR manager

12. Electrician

13. IT project manager

14. Mechanical Engineer

15. Accounting Clerks

Funções com crescimento rápido em 2022

A pesquisa da empresa Randstad também apontou habilidades como orçamento, contabilidade e controle de qualidade se tornando “de suma importância” para os empregadores que tentam administrar um negócio de sucesso durante e no pós-pandemia.

Segundo o relatório, os profissionais mais procurados para 2022 serão os representantes de atendimento ao cliente (customer service), vendedores e especialistas em agendamento, além de cargos orçamentários e na área contábil.

A lista completa da Randstad Canada das funções de crescimento mais rápido para 2022 inclui:

1. Customer service representatives

2. Scheduling specialists

3. Sales representatives

4. Cleaning specialists

5. Repair and maintenance workers

6. Budgeting specialists

7. Project management

8. Quality control specialists

9. Administrative assistants

10. Accountants

10 Profissões com melhores salários em 2022

Mercado de Trabalho

Os salários estão aumentando em vários setores devido a fatores como escassez de habilidades, rápido crescimento após o aumento de vagas e as paralisações causadas pelo COVID-19.

A ambição dos candidatos ao aplicar para uma vaga de emprego confiantes e sem medo de negociar melhores salários são indicativos analisados nesta pesquisa. 

Descubra alguns dos empregos mais bem pagos em 2022 abaixo:

1. Software Developer / Software Engineer

2. Financial Controller

3. Plant Manager

4. Application Programming Manager

5. Marketing Director

6. Business Development Manager

7.Cloud Architect

8. IT Operations Manager

9. Electrical Engineer

10. Construction Project Manager

Buscando uma vaga no mercado de trabalho no Canadá

Uma característica no Canadá, é que os recrutadores buscam expertises e não se concentram em avaliar somente o título da sua experiência profissional ou a sua profissão declarada no currículo.

O recrutador no Canadá quer saber se você é capaz de cumprir com os pré-requisitos determinantes para ocupar a vaga. Há uma valorização considerável da sua experiência prática em comparação aos títulos académicos que possui.

Para buscar uma vaga, é mais eficiente que o candidato procure por termologias ou habilidades específicas à função que vai exercer e não somente pelo título do cargo.

Passos importantes para se colocar no mercado

Mercado de Trabalho

- Currículo/Resume

- Carta de apresentação / Cover Letter

- Referência

- Entrevista de emprego

Currículo: Aqui chamado de Resume; Os modelos de currículo canadense, seguem uma forma mais simples e objetiva,  na maioria das vezes contém apenas uma página. Também é muito importante que você inclua a data de início e término da experiência profissional, desta forma o empregador pode avaliar o seu tempo de experiência em cada função exercida.

Com relação às informações pessoais, não é necessário colocar a data de nascimento ou idade, gênero, estado civil e informar se tem filhos ou não. Conforme relatamos acima, os recrutadores buscam por conhecimentos, habilidades e experiências  estas informações não revelam esses atributos do candidato. 

Carta de Apresentação: Mais conhecida como Cover Letter; Essa carta é única e direcionada aquela vaga e empresa que o candidato está pleiteando. Nessa carta você pode se apresentar, e dizer porque você é o candidato correto para preencher a vaga de trabalho.

Referência: É um passo muito importante e requisitado para a maioria dos candidatos. Você precisa indicar alguém que possa atestar as qualificações indicadas no seu currículo. A depender da vaga, essa referência pode ser um antigo empregador, ou até mesmo alguém próximo de seu círculo de contato/networking.

Entrevista: Se você conseguiu chegar até a fase final, na entrevista de emprego pessoalmente ou por videoconferência, é porque a empresa já te considera apto a ocupar aquela vaga. Os canadenses levam muito a sério o horário marcado para os compromissos, portanto evite ao máximo o atraso. A pontualidade do candidato também é avaliada pelo recrutador.

O governo canadense possui um banco de dados oficial com diversas vagas publicadas diariamente, e sendo atualizadas com bastante frequência. Sendo esse site o mais recomendado para uma busca inicial. Esse site é chamado de Job Bank Canada.

Sites para busca de oportunidades

No entanto, existem outras dezenas de sites para busca de vagas de emprego, selecionamos alguns abaixo, a dica é pesquisar não só pelo título da profissão, assim como pela nome da empresa, e algumas palavras-chave do cargo que deseja exercer:

https://www.jobbank.gc.ca/home

www.linkedin.com

www.indeed.com

Lista de sites para quem deseja obter um trabalho remoto:

http://weworkremotely.com/

http://flexjobs.com/

http://workingnomads.co/

http://jobspresso.co/

Em janeiro de 2022 foi publicado o novo Relatório de Cidadania Mundial. O relatório, divulgado pelo site CS Global Partners, fornece aos cidadãos globais soluções para os melhores países para se viver com base na classificação de qualidade de vida e nos mais altos padrões de vida. 

Ao contrário de outros relatórios que baseiam a cidadania apenas em viagens sem visto, o World Citizenship Report ilustra quais são as melhores cidadanias do mundo com base em vários fatores detalhados considerados em alta pelos cidadãos globais.

No ano de 2022, o Canadá aparece no ranking geral na oitava posição. O relatório é construído levando em consideração os seguintes fatores: Proteção e Segurança, Oportunidade de Economia, Qualidade de Vida, Mobilidade Global e Liberdade Financeira.

Metodologia aplicada a pesquisa

A metodologia exclusiva usada para o relatório baseia-se na pesquisa externa abrangente para avaliar 187 jurisdições nos cinco principais motivadores da cidadania classificados como os mais destacados pelos cidadãos globais.

A melhor cidadania para Proteção e Segurança: O motivador de segurança e proteção mede o grau em que a cidadania pode oferecer maior segurança e proteção ao cidadão, considerando sua potencialidade para permitir a fuga de uma situação de conflito. Os dados coletados para este motivador destacam alguns dos países mais seguros do mundo.

Dos 100 pontos possíveis, o Canadá se destacou com 92, sendo uma das notas mais altas adquiridas, ficando atrás apenas de Nova Zelândia, Islândia, Suíça e Noruega.

A melhor cidadania para negócios: A oportunidade econômica e o motivador de negócios mede a capacidade geral de uma nação de expandir suas riquezas, o conforto material e outros benefícios essenciais de uma economia forte e disponível a todos os seus cidadãos. Este motivador apresenta algumas cidadanias melhores para negócios ao redor do mundo.

Nessa categoria, o Canadá aparece na 6ª posição empatado com a Tailândia com 80 pontos. Países como Singapura, Estados Unidos e Hong Kong se destacaram nessa categoria.

A melhor cidade avaliando qualidade de vida: O motivador da qualidade de vida mede e classifica o avanço do nível de desenvolvimento de uma nação distinta em termos de sua capacidade de fornecer aos seus cidadãos uma alta qualidade levando em consideração o bem-estar pessoal, opções culturais e sociais.

Empatados com os Estados Unidos, o Canadá pontuou 87 ficando na quarta posição. Houve um empate técnico na primeira posição entre 5 países da Europa, entre eles: Suíça, Noruega e Dinamarca.

A melhor cidadania para liberdade financeira: O motivador de liberdade financeira mede a capacidade de uma jurisdição de fornecer um ambiente favorável e estável para o registro e desempenho de empresas, bem como a detenção de bens pessoais e empresariais.

Essa foi a categoria em que o Canadá obteve sua menor pontuação, com apenas 76 pontos, empatado com os Emirados Árabes.

A melhor cidadania para viajar: O motivador global de mobilidade e viagens mede o número de jurisdições diferentes que os cidadãos podem acessar sem visto com uma determinada cidadania. Ter passagem para um número maior de destinos pode melhorar muito a capacidade de um indivíduo acessar oportunidades e experiências exclusivas em novas regiões e mercados.

O Canadá aparece nessa categoria com 86 pontos, ficando no top 10 da lista.

Passaporte Canadense na lista dos melhores do mundo

A pesquisa 2022 feita pela ‘Henley Passport Index’ revela a classificação original e oficial de todos os passaportes do mundo de acordo com o número de destinos que seus titulares podem acessar sem visto prévio.

Em 2022 o passaporte canadense alcançou a sétima posição, subindo uma posição em comparação ao ano de 2021. A pesquisa analisou 199 passaportes que podem viajar por 227 países do mundo. Nesse último ano, o país teve um acréscimo de 60 novos países com entrada garantida sem a necessidade de uma autorização oficial.

O passaporte canadense tem entrada garantida em 185 países ao redor do mundo. Nos outros 42 países da pesquisa, o país necessita de um visto para entrada. Os países Japão e Singapura estão empatados na primeira posição com a permissão de entrada em 192 países.

Ranking final dos melhores países do mundo para viver

Confira abaixo o gráfico que revela a posição final e oficial dos 20 países que melhor pontuaram na pesquisa, classificando o Canadá na 8ª posição:

Canadá na lista das 100 melhores cidades do mundo em 2021

Já a pesquisa realizada pela Organização Best Cities em 2021 revelou que diversas cidades do Canadá estão na lista das melhores cidades para se viver no mundo. O ranking avalia cada cidade qualificada em seis categorias: Lugar, Produto, Programação, Pessoas, Prosperidade e Promoção. O desempenho das 100 principais cidades é avaliado para o resultado final.

No resultado final, Toronto é a cidade canadense melhor classificada, ficando em 18º lugar. A seguir vem Vancouver em 46º lugar, Montreal em 48º e Calgary em 49º. Ainda na lista, mas em posições mais baixas estão a capital Ottawa, em 84º lugar, e a cidade de Edmonton, em 86º.

Se você sonha em viver no Canadá, entre em contato com nossa equipe. O nosso atendimento inicial é totalmente gratuito. Aproveite para tirar todas as suas dúvidas e começar a se planejar melhor. O nosso email é: contact@immi-canada.com

O ano de 2021 foi um ano relativamente positivo para a imigração canadense. Na última semana deste ano, o órgão de imigração canadense revelou que o país bateu a meta prevista para este ano, recebendo mais de 401 mil novos residentes permanentes no país.

Este ano, os processos imigratórios permaneceram com seus prazos de análise mais lentos, devido a continuação da pandemia mundial do coronavírus. No entanto, os ministros da imigração lançaram diversas novas políticas públicas, assim como outros meios de acelerar alguns processamentos, tanto para quem estava dentro do país, assim como para os que estão fora do Canadá.

Nesse artigo, vamos relembrar os principais destaques durante todo o ano de 2021. Selecionamos as principais medidas que foram de extrema importância para que a meta de novos imigrantes no país fosse alcançada e também os anúncios feitos para a convocação de novos candidatos à residência permanente para o futuro. Lembrando que para 2022, a meta do país é convidar mais 411 mil novos residentes permanentes.

Retrospectiva 2021

  1. DRAW CEC: 

O ano começou com um sorteio completamente inesperado e inédito dentro do Express Entry, na categoria Canadian Experience Experience, que convoca aqueles que possuem pelo menos 1 ano de experiência de trabalho dentro do país. O sorteio aconteceu em fevereiro e a nota de corte foi apenas 75 pontos, com isso foram enviados mais de 27 mil convites. Um recorde na história. O ano de 2021 continuou com alguns sorteios nessa categoria, onde as notas variaram entre 357 e 462 pontos.

  1. TR to PR Pathway: 

Essa talvez tenha sido a grande chance de muitos residentes temporários para agilizar o seu caminho até a residência permanente. O TR to PR (Residente Temporário para Residente Permanente) foi uma public policy temporária lançada no mês de maio para facilitar o processo de estudantes internacionais graduados e trabalhadores essenciais e não essenciais com experiência no Canadá. O novo programa de imigração ficou disponível até novembro de 2021, disponibilizando 90 mil vagas para os candidatos com proficiência em inglês, e vagas ilimitadas para quem tivesse proficiência em francês. Posteriormente, o programa adicionou a aplicação do Work Permit para o aplicante principal e para o cônjuge (caso existisse) no processo.

  1. WP Employer Specific:

Essa public policy permitiu que estrangeiros que estivessem dentro do Canadá, sendo com visto de visitante ou permissão de estudante, aplicassem para uma permissão de trabalho caso a pessoa tivesse uma job offer válida (oferta de emprego).

4. Student Direct Stream: 


Esse é um programa internacional que relaciona países para análise dos documentos do processo de permissões de estudo no Canadá. Neste ano, o programa adicionou o Brasil à lista dos 7 países da América Latina para aceleração na análise dos processos. Esse é um programa exclusivo para quem está fora do Canadá.

  1. Restauração de Status e Extensão PGWP


Mais uma uma public policy, lançada em janeiro de 2021 onde permitiu a aplicação para um novo Open Work Permit (permissão de trabalho aberto) para quem tinha um PGWP (post-graduation work permit program) com permissão vencida ou a vencer. Essa medida também foi aceita para quem tivesse aplicado para um restauração de status e estava aguardando resposta.

  1. Programa para quem estava sem Status Legal em Toronto:

    Outra public policy lançada pelo governo, permitindo a aplicação para a residência permanente para funcionários da área de construção civil que estavam no Canadá há mais de 5 anos, e tinham no mínimo 3 anos de experiência no país e estivessem empregados no momento da aplicação.O objeto foi legalizar o status desses trabalhadores, ao mesmo tempo que a mão de obra auxilia na reconstrução da economia do país.
  2. Estudantes Internacionais:

Em decorrência das incertezas causadas pela continuação da pandemia ao decorrer do ano de 2021, a imigração canadense tomou a decisão de autorizar os estudantes internacionais a cumprirem a grade horária escolar do seu país de origem - se desejassem - ou seja, de forma remota. A grande novidade foi que essa nova medida foi tomada para quem escolhesse não cumprir a grade horária no Canadá, não tivesse a sua chance de obter um PGWP, ou seja, essa medida não afetou a elegibilidade ao PGWP.

8. Exame Médico:


O exame médico é um dos processos obrigatórios para quem está no processo de obtenção de uma permissão no Canadá, tanto para processos dentro quanto fora do país. No entanto, essa etapa ganhou uma public policy onde a imigração passou a aceitar exames médicos realizados anteriormente pelos candidatos nos últimos 5 anos. Quem cumpria com esse requisito, se tornou isento de realizar um novo exame. Medida adotada para acelerar os processos. Essa medida foi estendida no dia 24 de dezembro de 2021 e vai até 31 de dezembro de 2022 e só é válida para aplicações de residência permanente.


9. Parents & Grandparents Sponsorship:


Esse é um programa no qual os residentes permanentes que cumprirem com a elegibilidade, podem aplicar para um residência permanente para os seus pais ou avós. Em 2021, o programa enviou um total de 30 mil novos convites para candidatos que realizaram o cadastro no ano de 2020. Com isso, se tornou o maior número de convites enviados até o momento. No ano de 2021 o programa não abriu vagas para novos cadastros.

  1. Programa da Província do Atlântico:

    Devido ao grande sucesso do Atlantic Immigration Pilot (Programa Piloto das Províncias do Atlântico) em atrair novos imigrantes, restabelecendo a economia local e povoando as cidades, foi anunciado que a partir de 2022 o programa se tornará permanente se tornando efetivo a partir do dia 1º de janeiro de 2022. A medida foi tomada, após análises de dados favoráveis que surgiram com o programa piloto. E um dos fatores destacados, foi que 90% das pessoas que migraram para umas das províncias, continuam vivendo e contribuindo para o crescimento após 1 ano, aumentando significamente a taxa de retenção dos imigrantes. A permanência e sucesso do programa se dá a 3 fatores: Foco nos empregadores, apoio para que as pessoas se estabeleçam e uma abordagem colaborativa entre todas as províncias do Atlântico. Para 2022, foram analisadas quais melhorias poderiam ser feitas a partir do programa piloto, e as mudanças incluem esclarecimento das funções entre os parceiros, aumentar o apoio do empregador por meio de treinamento e fortalecer os requisitos do programa para garantir que os recém-chegados possam se estabelecer com tranquilidade e sucesso na região. As aplicações para residência permanente, dentro desse novo programa estarão válidas a partir de 6 de março de 2022.
  1. Mandate Letter:

    E como de costume, todo final de ano, o gabinete do primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, publica uma carta aberta para o ministro de imigração vigente. Este ano, a carta ressalta alguns fatores importantes que devem ser cumpridos no ano de 2022:

- Continuar facilitando o trânsito de pessoas vulneráveis vindas do Afeganistão, mulheres, pessoas LGBTQ2, jornalistas e membros de minorias religiosas;

- Reduzir o tempo de processamento, incluindo os atrasos causados pelo impacto do Covid-19;

- Trabalhar na reunificação familiar, introduzindo aplicações eletrônicas, e implementando programas de emissão de status de residente temporário para cônjuges e filhos no exterior enquanto aguardam o processamento de seu pedido de residência permanente;

- Fazer o processo de pedido de cidadania gratuito para residentes permanentes que cumpram os requisitos necessários para a sua obtenção;

- Trabalhar em conjunto com o Minister of Employment, Workforce Development and Disability Inclusion estabelecendo um sistema de contratação de trabalhadores estrangeiros temporários, como parte do Global Talent Stream of the Temporary Foreign Worker Program, simplificar as renovações das autorizações (vistos), manter o prazo de duas semanas como tempo de processamento e estabelecer uma linha direta com o empregador.

- Analisar maneiras, dentro dos programas pilotos já existentes, de regularizar o status de trabalhadores que estejam contribuindo para as comunidades canadenses e estejam sem documentos válidos.

- Continuar trabalhando com Québec para apoiar o conhecimento da língua francesa nos processos de imigração dentro e fora de Quebec.

- Expandir caminhos para a residência permanente para estudantes internacionais e trabalhadores com visto temporário pelo sistema do Express Entry.

- Receber 2.000 refugiados qualificados para preencher a escassez de mão de obra em setores de alta demanda, como saúde.

- Garantir que a imigração apoie melhor as comunidades de pequeno e médio porte que requerem imigrantes adicionais para aumentar o crescimento econômico. Isso incluirá a expansão do Programa Piloto de Imigração Rural e do Norte, e fazer do Programa Piloto de Imigração do Atlântico um programa permanente.

Outro ponto positivo do país, foi a aceleração dos vacinados no país em 2021, onde 77% da população já se encontra totalmente vacinada (até dezembro deste ano,data desta reportagem), fazendo com que as medidas restritivas fossem sendo aliviadas, e o país retomando seu ritmo de crescimento econômico.Com isso, foi-se permitindo que visitantes pudessem entrar no país, empresas pudessem voltar a contratar e recontratar funcionários, as instituições de ensino buscarem novos interessados em obter uma graduação no país, e tudo isso influenciando os processos imigratórios do país. 

Ainda em 2021, um estudo global realizado anualmente (NBI) onde avalia a reputação de 50 países ao redor do mundo, revelou que o Canadá conquistou o 2º lugar no ranking no ano de 2021. Para essa pesquisa, são levados em consideração alguns fatores como: Exportação, Governança, Cultura, Pessoas, Turismo e também Investimento e Imigração.

Em 2022, a Immi Canada continua reafirmando o compromisso de auxiliar a todos que queiram de alguma forma fazer parte de todas essas estatísticas positivas do país. Se seu sonho é viver, estudar ou trabalhar no Canadá, conte com a gente. A nossa primeira consulta com nossa equipe é totalmente gratuita. Você também pode agendar uma consulta com nossa consultora de imigração licenciada pelo governo (RCIC) e traçar o melhor planejamento para o seu plano Canadá.
Entre em contato pelo email contact@immi-canada.com

Grupo 1
CONTATO
contact@immi-canada.com
VANCOUVER: +1 (604) 684-0530
TORONTO: +1 (647) 351-5800
Redes sociais
Caminho 139
cartmagnifier