Grupo 1
Grupo 1

O Canadá é um país conhecido mundialmente por ser um país frio. Mas a verdade é que o clima do país é diverso e tem variações a depender da localização. Vão ter províncias como Saskatchewan e Manitoba que possuem temperaturas mais baixas, assim como alguns dos Territórios do Norte, nas proximidades do Polo Norte.

Mas também possui províncias e regiões onde as temperaturas são mais elevadas. Em British Columbia, por exemplo, em 2021 registrou recordes de temperaturas elevadas, com uma intensa onda de calor.

A verdade é que o país tem as quatros estações do ano bem definidas. E esse é um fator que encanta no país. E por isso que o inverno é tão conhecido mundo afora, pois quando as temperaturas baixam, elas podem se equiparar às temperaturas medidas nos polos do planeta.

Ao longo dessa matéria, vamos mostrar as cidades mais frias do Canadá, assim como as mais quentes. E também vamos dar dicas do que fazer pelo país ao longo das principais estações do ano: verão e inverno.

As 4 estações do ano no Canadá

No Canadá, existem quatro estações: primavera, verão, outono e inverno. O clima é diferente em diferentes partes do Canadá, mas essa divisão é a que você pode esperar em grande parte das províncias canadenses.

Primavera - Entre março a maio

É quando a neve começa a derreter e o clima começa a ficar mais quente. Muitas vezes chove nessa época do ano. Os dias são mais quentes e mais longos, mas as noites ainda são frescas. Plantas e gramas começam a crescer na primavera. As árvores começam a ter folhas novamente em abril ou maio. 

Como se preparar para a estação: Você ainda precisará de um casaco quente e possivelmente um chapéu, luvas e botas na primavera. Um guarda-chuva também é útil.

Verão - Entre os meses de junho a agosto/setembro

As temperaturas diurnas são geralmente superiores a 20 graus Celsius e podem atingir 30 graus Celsius ou mais, durante o pico da estação em julho. Também pode ser muito úmido em algumas regiões em BC, Ontario e nas regiões de pradarias. Altos níveis de umidade podem fazer com que pareça muito mais quente, essa temperatura geralmente é chamada de 'o humidex'. 

Como se preparar para a estação: Você deve usar repelente de insetos se estiver fora de casa. Roupas leves são mais recomendadas. Também é inteligente usar um chapéu e usar protetor solar para evitar queimaduras solares. Beber bastante água é sempre uma boa ideia no verão.

Outono - Entre os meses de setembro a novembro

No outono, os dias parecem mais curtos, pois há menos horas de incidência do sol. Também é quando as primeiras geadas aparecem. As folhas mudam de verde para vermelho, laranja, amarelo e marrom antes de cair das árvores. O clima durante o outono é geralmente chuvoso e você pode esperar a primeira neve em novembro. As temperaturas podem mudar rapidamente de um dia para o outro, mas a média fica em torno de 20 graus em setembro e 5 graus em novembro.

Como se preparar para essa estação: Você pode precisar de um casaco, luvas, chapéu e botas logo pela manhã, mas apenas uma jaqueta leve no final do dia. É bastante comum as botas conhecidas como galocha. Também é uma boa ideia sempre levar um guarda-chuva a tiracolo.

Inverno - Início no mês de dezembro a fevereiro (podendo chegar um pouco no começo de março)

O inverno pode parecer longo, mas também é uma época do ano que pode ser muito divertida, desde que você se vista bem para sair ao ar livre. As temperaturas são tipicamente em torno de 0 até -30 graus Celsius durante o inverno,  em algumas províncias, embora muitas vezes possa parecer muito mais frio com o vento.
Como se preparar para a estação: Certifique-se de usar um chapéu (gorro) quente que cubra as orelhas, luvas, cachecol e botas quentes e um casaco quente e grosso com botões ou zíperes fechados na frente. Botas com sola de borracha são uma boa ideia porque evitam que você escorregue no gelo e na neve. Em províncias mais geladas, como Quebec, Ontario, Manitoba e Saskatchewan, o recomendado é usar também mais camadas de roupas, nas pernas - por exemplo - o uso da ceroula. 

Temperaturas elevadas no Canadá

Em 29 de junho de 2021, depois de quebrar os recordes canadenses nos dois dias anteriores, Lytton, cidadezinha na província de British Columbia, registrou a temperatura de 49,6°C. 

Esta é a temperatura mais quente já observada no Canadá, superando o recorde anterior de 45°C estabelecido em julho de 1937 em Saskatchewan.

Confira abaixo as 15 temperaturas mais quentes já registradas no Canadá. Poderemos observar que o ano de 2021 foi o mais quente da história. Isso devido a um fator meteorológico conhecido como ‘Doma de Calor’ que encobriu a região de BC.

Lytton, British Columbia - 49.6º - registrado em 29 de Junho de 2021

Ashcroft, British Columbia - 48.1º - registrado em 29 de Junho de 2021

Kamloops, British Columbia 47.3º - registrado em 29 de Junho de 2021

Lillooet, British Columbia - 46.8º - registrado em 29 de Junho de 2021

Kelowna, British Columbia - 45.7º - registrado em 29 de Junho de 2021

Osoyoos, British Columbia - 45º - registrado em 29 de Junho de 2021

Midale and Yellow Grass, Saskatchewan - 45º - registrado em 5 de Julho de 1937

Clearwater, British Columbia - 44.9º - registrado em 30 de Junho de 2021

Summerland, British Columbia - 44.7º - registrado em 30 de Junho de 2021

Merritt, British Columbia - 44.5º - registrado em 29 de Junho de 2021

St Albans, Manitoba - 44.4º - registrado em 11 de Julho de 1936

Emerson, Manitoba  - 44.4º -  registrado em 12 de Julho de 1936

Vernon, British Columbia - 44º - registrado em 29 de Junho de 2021

Penticton, British Columbia - 44.2º - registrado em 30 de Junho de 2021

Princeton, British Columbia - 44º - registrado em 29 de Junho de 2021

Temperaturas média durante o verão

De acordo com a pesquisa realizada e publicada pela Current Results, o número médio de dias por ano, onde as temperaturas atingem mais de 30 graus Celsius ou superior nas províncias canadenses são:

Kelowna, British Columbia - em torno de 26 dias;

Windsor, Ontario  - em torno de 23 dias;

Hamilton, Ontario  - em torno de 18 dias;

Regina, Saskatchewan  - em torno de 16 dias;

St. Catharines, Ontario  - em torno de 14 dias;

Winnipeg, Manitoba  - em torno de 13 dias;

Saskatoon, Saskatchewan  - em torno de 13 dias;

Brantford, Ontario  - em torno de 13 dias;

Ottawa, Ontario  - em torno de 12 dias;

Toronto, Ontario  - em torno de 12 dias.

Recorde de temperatura negativa no Canadá

A cidade de Snag, no território de Yukon, estabeleceu o recorde de temperatura mais baixa no Canadá em fevereiro de 1947 quando os termômetros registraram -62,8° C. 

Confira abaixo as temperaturas mais baixas já registradas na história do Canadá:

1. Snag, YT  -63º - registrado em 3 de Fevereiro em 1947 

2. Fort Vermilion, AB  -60.6º -  registrado em 11 de Janeiro de 1911

3. Old Crow, YT  -59.4º - registrado em 5 de Janeiro de 1975 

4. Smith River, BC  -58.9º - registrado em 31 de Janeiro de 1947

5. Iroquois Falls, ON  -58.3º - registrado em 23 de Janeiro de 1935

6. Shephard Bay, NU  -57.8º - registrado em 13 de Fevereiro de 1973  

7. Fort Smith, NT  -57.2º - registrado em 26 de Dezembro de 1917

8. Prince Albert, SK  -56.7º - registrado em 1º de Fevereiro de 1983  

9. Dawson City, YT  -55.8º - registrado em 11 de Fevereiro de 1979  

10. Iroquois Falls, ON  -55.6º  - registrado em 9 de Fevereiro de 1934  

Atividades para realizar durante o inverno

Listamos algumas das atividades mais comuns praticadas durante a temporada de inverno, tanto pelos residentes, quanto pelos turistas.

Patinação no gelo: 

A patinação no gelo é algo que todos em todo o país gostam de curtir durante o inverno. Geralmente, os grandes lagos das províncias se transformam em excelentes pistas de patinação. Uma das mais conhecidas é a ‘Rideau Canal’ localizada na cidade de Ottawa, onde o canal de 202 metros de extensão congela e algumas sessões são utilizadas para patinação, sendo considerada uma das maiores pista de patinação do mundo.

Zipline no inverno:

Também conhecida como tirolesa, essa prática é muito procurada, não só no inverno como no verão. É uma atividade familiar e divertida para toda a família. Na província de Newfoundland and Labrador fica localizado o ‘Marble Mountains’ sendo um zipline que funciona no período do dia e também à noite.

Ice fishing :

A pesca em lago congelado também pode ser uma opção diferenciada para explorar no inverno canadense. 

Alguns dos melhores locais de pesca no gelo no Canadá incluem o Lago Simcoe em Ontário, o Lago Diefenbaker em Saskatchewan, o Lago Frio em Alberta e o Lago Kathleen no território de Yukon.

Hockey:

O hóquei é um dos principais esportes praticados no Canadá. Na província de New Brunswick acontece todos os anos, um Campeonato Mundial de Hóquei é realizado em Plaster Rock. Neste evento, mais de 100 equipes de todo o mundo jogam hóquei na lagoa congelada por quatro dias em mais de 20 pistas de gelo.

Snowshoeing:

O Snowshoeing é também conhecido como ‘raquete de neve’ e é um calçado que facilita a caminhada por uma superfície congelada e com neve. Semelhante a uma caminhada, a atividade envolve caminhar uma longa distância em uma trilha ou floresta coberta de neve. O calçado evita escorregões e torna um pouco mais fácil pisar no gelo e na neve. Um dos melhores lugares no Canadá para experimentar essa modalidade é na província de Manitoba, no parque ​​Fort Whyte em Winnipeg.

Skiing & Snowboarding:

Talvez o esporte mais popular dentre os amantes de adrenalina. E as montanhas de Whistler na província de British Columbia são famosas por recepcionar todos os entusiastas. O ‘Whistler Blackcomb Mountains’ é um local com mais de 8 mil acres cobertos de neve.

Observação de Aurora Boreal (Northern Lights)

O Canadá é muito procurado por aqueles que sonham em um dia poder ver pessoalmente uma aurora boreal também conhecida no país pelo nome de Northern Lights. Esse é um fenômeno óptico da natureza no qual o céu reflete raios em cores esverdeadas iluminando o céu noturno.

Listamos abaixo os melhores meses para tentar captar esse fenômeno de perto: 

Setembro e Outubro: Estatisticamente, há uma alta atividade solar durante esses meses e é mais fácil ver as auroras no Canadá, mesmo que os dias não sejam tão longos quanto no inverno.

Novembro, Dezembro,Janeiro e Fevereiro: Os dias são muito curtos e as noites muito escuras, por isso é fácil ver as auroras no norte do país, quando o céu está claro.

Março e Abril: Apesar de mais difícil, o equinócio da primavera também pode ser um bom momento para desfrutar de uma grande exibição da aurora boreal no Canadá.

O site Capture the Atlas, formado por fotógrafos profissionais e caçadores de auroras, publicou uma lista com os 7 melhores lugares para observar uma aurora no Canadá:

Whitehorse – Yukon: Um dos lugares mais populares para fazer um Tour Aurora no Canadá.

Yellowknife – Territórios do Norte: O melhor lugar para ver a aurora boreal no Canadá no inverno.

Churchill – Manitoba: Além da aurora boreal, é um dos melhores lugares para ver os ursos polares em novembro.

Banff e Jasper – Alberta: Estes são os melhores locais para ver a Aurora no Canadá durante o verão.

Tuktoyaktuk – Territórios do Norte: Não é tão popular, mas a chance de ver a aurora boreal aqui é alta.

Iqaluit – Nunavut: Um dos lugares mais remotos para ver a aurora boreal no Canadá.

Kuujjuaq – Quebec: Embora difícil, este é o melhor lugar para ver a aurora boreal em Quebec.

Curta  intensamente o inverno no Canadá

Mesmo com o clima mais frio, quando comparado com o do Brasil que tem o clima tropical, o Canadá apaixona seus novos moradores por todas essas diversidades que as estações do ano proporcionam, principalmente as atividades que podem ser realizadas durante o inverno.

Se você sonha em estudar, trabalhar, viver ou imigrar para o Canadá, a Immi Canada pode te ajudar. Somos uma empresa especializada em processos e visto para o Canadá com mais de 10 anos de experiência e com 98% de aprovação nos processos submetidos.

Entre em contato conosco, nossa assessoria especializada pode te auxiliar do início ao fim do seu processo. Nosso atendimento inicial é gratuito. contact@immi-canada.com

No começo deste ano, a imigração canadense anunciou seu plano de imigração para os próximos três anos. Os números revelam a quantidade de novos residentes permanentes que o país almeja receber nos anos de 2022, 2023 e 2024. 

Para os próximos três anos, o governo deseja receber 1.329.520 novos imigrantes a partir de um dos mais de 80 programas imigratórios do Canadá.

Diversos fatores contribuem para que o país seja tão procurado para aqueles que buscam um novo lar no mundo.

Recentemente falamos aqui no blog sobre a escolha do Canadá pelos estudantes internacionais mundo afora, não só pela qualidade de ensino e oportunidades no mercado de trabalho, mas também porque o país permite que os estudantes obtenham o status de residente permanente, através dos programas imigratórios ligados à educação secundária no país.

Não iremos traçar paralelos comparativos entre Canadá e Brasil. O intuito é apresentar algumas características do país que o faz ser requisitado por muitos, inclusive os brasileiros. 

Criminalidade

O Canadá é considerado um dos destinos mais seguros do mundo. As taxas de criminalidade são baixas, a polícia é confiável, fácil de contatar e rápida de responder. 

Com 5.375 incidentes por 100.000 habitantes, a taxa de crimes relatados pela polícia – que mede o volume de crimes – aumentou 1% em 2021, após uma queda de 9% em 2020. Em 2021, nacionalmente, foram contabilizados 788 homicídios.

Emissão de Zero Carbono

O Canadá está comprometido em descarbonizar o setor de transporte do país e se tornar um líder global em ZEVs (zero-emission vehicles). Como tal, o governo do Canadá pretende que 100% das novas vendas de serviços leves sejam de emissão zero até 2035.

Direitos LGBTQIA+

Em 2000, o Parlamento aprovou o projeto de lei que dá aos casais do mesmo sexo os mesmos benefícios sociais e fiscais que os heterossexuais em união estável.

A publicação da Lei do Casamento Civil em 2005 foi um marco nos direitos de igualdade de orientação sexual, permitindo que casais do mesmo sexo se casassem em qualquer lugar do Canadá.

O Canadá também baniu qualquer tipo de ‘Terapia de Conversão’ (Conversion Therapy) no Canadá, desde Janeiro de 2022 tornando ilegal atos de promover, anunciar, beneficiar ou sujeitar qualquer indivíduo a estas práticas prejudiciais e com teor de ódio. 

A “terapia de conversão” é qualquer tipo de tratamento, prática ou técnicas utilizadas para reprimir, negar ou não reconhecer orientação sexual que não heterossexual, identidade de gênero ou expressão de gênero não cisgênero, ou qualquer comportamento associado a um gênero diferente do sexo atribuído ao indivíduo no nascimento. Essa prática é considerada crime e está banida dentro do Canadá.

Os Grandes Lagos

O Canadá tem mais área de lagos do que qualquer outro país do mundo, com 563 lagos com mais de 100 quilômetros quadrados. Os Grandes Lagos, abrangendo a fronteira Canadá-EUA, contêm 18% da água doce dos lagos do mundo.

Além de fornecer água potável, os Grandes Lagos, que se estendem pela fronteira do Canadá com os Estados Unidos, permitem que as mercadorias sejam enviadas, sendo também uma fonte de hidroeletricidade; e são locais de desenvolvimento industrial, comercial, agrícola e urbano.

Os lagos de água cristalina do país também são utilizados para atividades aquáticas como canoagem, stand up paddle, natação e etc…

Índice de Desemprego

Em 2021, 7,5% das pessoas que podem trabalhar legalmente no Canadá estavam desempregadas. Este é um decréscimo em relação ao ano anterior, quando a taxa de desemprego foi de 9,5%.

Educação

A escola primária e secundária (ensino fundamental e médio) são gratuitos para residentes do Canadá. Algumas escolas cobram taxas para estudantes internacionais.

Em 2022 a Universidade de Toronto foi considerada a melhor instituição de ensino superior do Canadá é a 16ª do mundo.

Saúde Pública

Todos os cidadãos e residentes permanentes, recebem serviços médicos e hospitalares necessários gratuitamente. Para pagar por serviços excluídos, incluindo medicamentos prescritos para pacientes ambulatoriais e atendimento odontológico, as províncias e territórios oferecem algumas opções de cobertura para grupos-alvo. Cerca de dois terços dos canadenses têm seguro de saúde privado.

Residentes temporários podem ter direito ao plano de saúde público, dependendo da província e critérios de elegibilidade.

Transportes Públicos

Todas as cidades e a maioria das principais cidades do Canadá possuem um sistema de transporte público com uma ou mais formas de deslocamento, como: ônibus, trem, metrô subterrâneo ou skytrain, trens leves e bondes. Em algumas cidades também é possível se locomover através das ciclofaixas.

País Bilíngue

As duas línguas oficiais do Canadá, inglês e francês, juntamente com as línguas indígenas, são um poderoso símbolo da sociedade diversificada e inclusiva do país.

No Canadá, tem mais de 1 milhão de francófonos vivendo fora de Quebec e mais de 1,1 milhão de anglófonos vivendo em Quebec.

Vegetarianos e Veganos

Segundo o último dado levantado pelo país, são mais de 2.3 milhões de pessoas que se declaram como vegetarianos, e 850 mil pessoas se declaram como veganos no Canadá. A província de British Columbia foi a província canadense com as maiores taxas de vegetarianismo e veganismo.

Gostou da lista que separamos com alguns dos benefícios de escolher o Canadá como lar? Segue a gente nas redes sociais e comenta nos posts que você quer uma parte 2 desse texto.

Se você deseja viver no Canadá, nós podemos te auxiliar com os processos e vistos para o país. Temos mais de 16 anos de experiência no mercado de imigração para o Canadá. Entre em contato conosco, o nosso atendimento inicial é totalmente gratuito. O nosso e-mail é: contact@immi-canada.com

A imigração canadense está com o pool aberto para o Work Holiday Visa. Esse é um programa de imigração que oferece ao aplicante uma permissão de trabalho temporária para 35 países. 

O Brasil não está listado entre os países que possuem acordo bilateral com o Canadá, no entanto, se o candidato brasileiro tiver uma segunda nacionalidade, pode se tornar elegível para as vagas que são limitadas. No momento, em Agosto de 2022, há uma boa chance para os que possuem nacionalidade portuguesa e italiana.

O Working Holiday Visa é parte do Programa International Experience Canada (IEC),

juntamente com o Young Professionals e o International Co-op (Internship). O programa é uma alternativa para quem deseja trabalhar dentro do país, com a permissão válida de 12 ou 24 meses, dependendo do país da aplicação.

É uma permissão que é concedida apenas para os 35 países que possuam um acordo bilateral de mobilidade juvenil com o Canadá. Um dos critérios de elegibilidade é ter entre 18 a 30 anos, sendo que alguns países a idade limite pode chegar a 35 anos.

O Brasil não está listado entre os países, no entanto a aplicação ainda é possível através de Organizações Reconhecidas (RO) listadas pelo Canadá. As RO’s são organizações de serviço que oferecem trabalho e apoio em viagens aos jovens, podendo ser sem fins lucrativos, com fins lucrativos ou educacionais. Caso possua outra nacionalidade além da brasileira, consultar a lista de países listados no acordo.

Outros fatores de elegibilidade são: 

- Ter segunda nacionalidade;

- Ter um passaporte com validade que contemple todo o prazo de estadia no Canadá (O Canadá não emite vistos ou permissões com validade superior a do passaporte);

- Ter entre 18 a 30 anos (podendo chegar a 35 anos);

- Comprovar um mínimo de CAD$2.500, com foco em cobrir as despesas iniciais no país;

- Apresentar um Seguro-Saúde, com validade de acordo com a estadia no Canadá (será necessária a apresentação desse seguro na entrada do país);

- Ser admissível no Canadá;

- Possuir passagens de volta ao seu país de origem, ou comprovar que possui condições financeiras para tal;

- Não ter acompanhantes (dependentes nesse processo).

Essa permissão não dá direito a aplicação do cônjuge, sendo uma permissão individual, no entanto, a pessoa contemplada com o holiday visa, poderá aplicar para um Open Work Permit para o seu acompanhante, após o primeiro dia de trabalho dentro do Canadá, se o cargo exercido for dentro de um Noc 0, A ou B, com a permissão de trabalho superior a 6 meses.

Para essa aplicação é necessário abrir um perfil no International Experience Canada Portal (IEC). As diferenças deste programa, comparado ao Express Entry, é que os candidatos elegíveis são selecionados aleatoriamente a cada sorteio realizado pela imigração. Após receber a carta para aplicação, o governo dá um prazo de 20 dias para comprovação de todos os documentos exigidos na criação do perfil. Nesse programa não há somatória de pontos para se tornar elegível.

Confira abaixo alguns dos países que o aplicante pode ter uma segunda nacionalidade e o número de vagas disponíveis no momento. Dados conferidos e atualizados dia 19/08/2022: 

Alemanha: 965 vagas disponíveis

Austrália: vagas ilimitadas

Áustria: 35 vagas disponíveis

Bélgica: 386 vagas disponíveis
Croácia: 183 vagas disponíveis

Dinamarca: 126 vagas disponíveis

Espanha: 112 vagas disponíveis
Estonia: 44 vagas disponíveis

França: 55 vagas disponíveis

Hong Kong: 15 vagas disponíveis

Inglaterra: 542 vagas disponíveis

Irlanda: 4.983 vagas disponíveis

Itália: 72 vagas disponíveis

Japão: 2.014 vagas disponíveis

Nova Zelândia: 1.009 vagas disponíveis
Polônia: 99 vagas disponíveis

Portugal: 992 vagas disponíveis
República Tcheca: 164 vagas disponíveis
Suécia: 343 vagas disponíveis

Se você possui uma segunda nacionalidade em um desses países listados, e deseja obter o Work Holiday Visa, entre em contato com a nossa equipe por Inbox ou por email: contact@immi-canada.com

O ano de 2021, ainda afetado pela pandemia, foi um ano mais positivo para a imigração canadense comparado ao ano de 2020, onde houve o fechamento das fronteiras e a chegada de novos residentes foi impossibilitada.

Com dados revelados pela própria imigração (IRCC) os brasileiros se destacaram na lista dos países que mais receberam permissões para o Canadá. Tanto aqueles que conseguiram uma permissão temporária de trabalho, como o visto de trabalho, como aqueles brasileiros que se tornaram residentes permanentes do país.

No total, em 2021, a imigração canadense recebeu mais de 401 mil novos residentes permanentes. Em Fevereiro foi revelado o Plano de Imigração para os próximos três anos. 

Os números revelam a quantidade de novos residentes permanentes que o país almeja receber nos anos de 2022, 2023 e 2024. Para os próximos três anos, o governo deseja receber 1.329.520 novos imigrantes dentro dos programas de imigração nas categorias: econômica, família, refugiados e humanitários.

Os números anuais divulgados são:

- 2022: 431.645

- 2023: 447.055

- 2024: 451 mil

Relatório com os 10 países que mais exportaram cidadãos em 2021

Confira abaixo a lista com os dez países que mais  exportaram seus cidadãos para se tornarem residentes permanentes no Canadá:

1º - India: 96,660

2º - China: 24,995

3º - Philippines: 13,310

4º - Nigéria: 12,500

5º - France: 10,510

6º - United States: 9,525

7º - Brazil: 9,270

8º - Iran: 8,930

9º - Pakistan: 6,625

10º - South Korea: 6,590

Como podemos perceber, foram 9.270 aplicantes como nacionalidade brasileira, que se tornaram residentes permanentes no Canadá. Isso representa 2.9% do total. Em 2020, mesmo com a pandemia, o Brasil configurava a nona posição, sendo que apenas 3.695 brasileiros se tornaram residentes. Os dados atuais apontam que em 2022, já somam 4.110 novos residentes brasileiros.

Brasileiros com permissão de trabalho no Canadá

Os Programas de Mobilidade Internacional incluem todos os pedidos de permissão de trabalho no Canadá que não exigem uma LMIA (Labour Market Impact Assessment) sendo esse um documento que os empregadores canadenses devem apresentar antes de poder contratar alguns trabalhadores estrangeiros que comprovem que o trabalhador terá um impacto neutro ou positivo na economia . 

Nessa categoria, o Brasil aparece na oitava posição nas listas dos dez mais na categoria Permissão de Trabalho em 2021.

Imigrar através do estudo

Um dos caminhos mais procurados para imigração canadense, é através da obtenção de uma permissão de estudo, onde o aplicante pode chegar ao país para cursar uma graduação de ensino superior, pós-graduação, doutorado ou mestrado.

E a escolha do Canadá não é por acaso, pois o país é um dos únicos do mundo que oferece a possibilidade de obtenção de uma residência permanente, sendo esse o motivo do país ter recebido o título de de país mais popular entre os estudantes estrangeiros.

Quando o estudante internacional atinge todos os critérios de elegibilidade e desembarca no país para cursar a graduação escolhida, de acordo com o perfil e planejamento, ele automaticamente já está no caminho para se tornar elegível a uma possível residência permanente, se for de sua vontade.

Quero imigrar para o Canadá, e agora?

Os imigrantes têm papel fundamental no fortalecimento da economia e na geração de emprego no Canadá.

Segundo dados oficiais do site de estatística do país, em 2021, 21,5% da população do país é formada por imigrantes do mundo inteiro.

Se deseja saber mais sobre o passo-a-passo para imigrar para o Canadá, clique aqui!

Para conversar com a nossa equipe, entre em contato pelo e-mail: contact@immi-canada.com

Um dos principais atrativos das pessoas em imigrar para o Canadá, é saber que no país será possível recomeçar ou se estruturar em uma carreira profissional. Além do óbvio como a paisagem do país, a economia, o poder de compra, a segurança, mobilidade, e etc.

A grande verdade é que sim, o Canadá precisa de imigrantes sim, mas aqueles com habilidade e experiência para que possa fortalecer a economia e gerar mais oportunidades, além também de repor a mão de obra no mercado de trabalho, tendo em vista a idade avançada e aposentadoria dos servidores.

Ao chegar ao país, diversas diferenças podem até assustar o novo imigrante. Um dos fatores de extrema importância ao começar a estruturar o “Plano Canadá”, é pensar em como será a portabilidade da experiência de trabalho adquirida no seu país de origem no Canadá.

Depois a preocupação é em como se posicionar no mercado de trabalho canadense é uma das principais preocupações de quem deseja viver permanentemente no Canadá.

*Leia - Como trabalhar no Canadá e se destacar no mercado de trabalho
*Leia - Como preparar o seu currículo para o mercado de trabalho no Canadá

Conheçam Kátia e Victor

Essa realidade não foi diferente para os nossos clientes Victor Esteves e Kátia Igarashi, que após 4 anos de processo, recentemente se tornaram residentes permanentes.

Dentre as várias nuances do casal, nos chamou muito a atenção a profissão que a Kátia conquistou nessa fase no Canadá. Formada em designer gráfico, Kátia hoje é um talento despontando em um estúdio de tatuagem em Toronto.

Na entrevista abaixo, vamos conhecer mais sobre a história do casal saindo do Brasil e chegando ao Canadá. Qual o processo imigratório que eles aplicaram. Suas primeiras experiências e percepções sobre o país. E vamos conhecer como Kátia realizou essa mudança em sua carreira profissional, cada vez mais em ascensão.

A entrevista foi realizada com a Kátia, tatuadora brasileira no estúdio Bini Tattoo. Por lá, ela é mais conhecida como Kay.

- Como foi que vocês escolheram o Canadá para se tornar lar?

Em 2012 eu e meu marido, Victor Esteves, fomos fazer uma viagem para alguns países na Europa. Portugal estava entre eles e começamos a pensar em uma possibilidade de viver em outro país, porém estávamos ambos construindo nossas carreiras e fomos deixando esse sonho de lado. Em 2017 o Victor trouxe esse assunto de novo para casa e o Canadá foi o país que escolheu para conhecer, mais especificamente Toronto, e veio passar 1 mês aqui explorando a cidade. Quando voltou ao Brasil conversamos bastante e com a sua empolgação não precisou de muito pra me convencer e começarmos a planejar todos os detalhes para essa grande mudança em nossas vidas. A única condição era trazer nossas duas gatinhas, e o resto a gente iria fazer acontecer. Bom, aqui estamos e obviamente elas estão aqui com a gente. 

- O que te chamava atenção no país antes de se mudar?

Eu não sabia muita coisa sobre o Canadá. Mas a partir do momento em que decidimos, mergulhamos em muita pesquisa, assistindo vídeos, ouvindo podcasts, lendo notícias sobre o país e foi aí que a certeza veio de fato, pois como planejávamos em um futuro próximo aumentar nossa família, toda a parte mais humanizada do parto, a educação do país e claro, a segurança foram determinantes para seguirmos com o plano com ainda mais vontade e foco. 

- Quem era você ainda no Brasil? Qual profissão?

Eu procurava me encontrar. Sou formada em design gráfico e estava atuando na área de design de interiores no Brasil, tinha até um escritório, com projetos para diversos clientes, mas isso ainda não me completava.

Como pessoa, sempre fui mais introvertida e deixava as pessoas falarem por mim, me escondia por trás de vozes de amigos. Eu não era eu, não tinha motivação mas sabia que a arte era parte de mim e de alguma forma deveria se manifestar na minha vida. 

- Qual foi o processo de imigração de vocês? E como foi a linha do tempo até virarem PR

O inglês é fundamental e isso era um ponto de muito aperfeiçoamento para que pudéssemos ter a vida que planejamos. Então, após a nossa primeira conversa com a Celina, definimos que, por conta do início do College em Setembro e do tempo que o Victor precisaria estudar inglês para estar habilitado para o seu curso, nós iríamos inicialmente como turistas e ambos estudariam o idioma. Em seguida, aplicamos para o visto de estudo para o Victor e o de trabalho para mim. Então, na data que planejamos ele aplicou para o College e eu fui trabalhar. No fim do College ele estava fazendo Co-Op e e aplicou para o PGWP para poder seguir trabalhando onde estava. Em seguida fizemos mais uma conversa com a Immi sobre qual seria o caminho para aplicarmos para nossa residência permanente e o OINP era o mais simples para nós e optamos por ele, pois a empresa em que estávamos (sim, trabalhamos na mesma empresa) era elegível e aceitou assinar o processo. Desde o dia que chegamos até a confirmação do PR foram 4 anos e 2 meses de muita troca de emails e telefonemas com a Immi, que nunca nos deixou sem resposta. 

- O que tem achado do Canadá até o momento?

Sempre falamos sobre isso em casa. Somos muito gratos por termos nos dado o direito de recomeçar a vida em um país tão justo e bonito. Embora eu naturalmente seja uma pessoa otimista, sei que nada, nem ninguém é perfeito, mas ainda assim tive muito mais momentos felizes do que ruins na nossa vida aqui. A educação e a paciência das pessoas com quem ainda tem dificuldades no idioma é acolhedora e faz com que você tenha coragem para enfrentar o que vier pela frente. Além disso, a segurança de poder andar na rua sem medo nenhum de ser assaltado enquanto fala no celular ou abrir seu laptop no ônibus para resolver algo do trabalho; a segurança de ser mulher e poder se vestir como quiser sem ter medo de ser abusada. São tantas vantagens que poderia ficar um bom tempo falando. Não tem como ter escolhido melhor. 

- Como a tatuagem surgiu na sua vida?

No Brasil, tinha uma grande amiga tatuadora. Ela é muito talentosa e me deu as primeiras aulas sobre o assunto. Ganhei a minha primeira máquina e tatuei alguns amigos corajosos que se aventuraram comigo. Embora eu gostasse muito, naquela época não conseguia vislumbrar a tatuagem como sendo um futuro para mim. Como falei, o Canadá é a possibilidade de um recomeço e embora trabalhando em outro lugar, comecei a pensar o que me faria feliz. A tatuagem veio rápido na cabeça e no coração, então fui buscar uma oportunidade como aprendiz em um estúdio. Fui aceita em um bem legal e já criei uma conta no Instagram para postar tudo que fizesse de tatuagem (https://instagram.com/imokay.art). Em apenas uma semana fui convidada para ser uma das tatuadoras do estúdio! Fiquei surpresa, mas aceitei e fui aperfeiçoando e me conhecendo mais e mais a cada dia como tatuadora. 

Leia também: Toronto é a melhor cidade para mulheres construírem carreira profissional

- Pesquisava sobre a profissão tatuador no Canadá?

Na verdade não. Isso é algo que recomendo a todos. Se você tem algo que goste de fazer, pesquise desde o começo como é essa área no Canadá. A tatuagem aqui é muito bem aceita e valorizada. No meu caso, todo o processo de se preparar para vir, tudo que foi deixado para trás e todo o caminho percorrido para chegar no tão sonhado status de residente permanente me fez enxergar o quão forte e determinada posso ser. Então quando fui em busca do me trazia alegria, em busca da minha realização profissional, já tinha coragem o suficiente e a determinação necessária para que isso pudesse acontecer. Sim, vir para o Canadá me ajudou a descobrir meu real talento. 

- Como é trabalhar num estúdio de tatuagem no Canadá?

Embora não possa comparar como seria trabalhar em um estúdio no Brasil, a minha experiência não poderia ser melhor aqui! 

Como esse estúdio tinha acabado de abrir essa filial, tudo era novo para mim e para todos. Eu me senti muito acolhida pelos colegas, afinal começamos relativamente juntos na unidade e estamos crescendo juntos como artistas.

Estou podendo desenvolver minhas habilidades e técnicas como tatuadora, além do meu inglês ter dado um grande salto desde que comecei. O contato com os clientes, falando sobre assuntos e temas tão íntimos, fazem você começar a desenvolver ainda mais vocabulário. Por sinal, meus clientes foram todos maravilhosos até hoje, e isso faz toda a diferença. 

- Qual a diferença cultural na aceitação da tatuagem no Canadá?

No Brasil a tatuagem ainda é marginalizada em alguns lugares e empresas, sinto que aqui é muito mais aceita. Como comecei a tatuar profissionalmente aqui, não posso comparar clientes em relação a tatuagem, mas posso falar de pessoas. Tenho criado tantas conexões e dividido tantas histórias de uma forma tão natural e saudável com os meus clientes que embora acredite que tudo isso também seja possível no Brasil, aqui eu sinto como as pessoas podem ser elas mesmas, sem nenhum medo. Isso faz tudo ser leve e verdadeiro. Agora uma coisa que aqui faz parte da cultura e eu acho maravilhoso é o “tip” ou “gorjeta” para quem presta um serviço. Nos bares e restaurantes aqui eu sempre fui generosa com os profissionais que prestam um bom serviço para mim, e tenho recebido o mesmo reconhecimento dos meus clientes. Isso faz uma grande diferença no fim do mês e estimula o profissional a sempre atender seus clientes da melhor forma. 

- Qual o plano futuro de vocês no Canadá?

O grande objetivo de alcançar a residência permanente foi concluído. Isso abre diversas possibilidades para cada um de nós. Agora já começamos a falar sobre a nossa futura cidadania, que em dois anos já poderemos aplicar. Começamos a planejar a chegada para nosso bebê, e assim como fizemos enquanto ainda estávamos no Brasil, estamos planejando com carinho a FASE 2 do Plano Canadá. Na verdade, agora chamamos de plano de vida, pois estamos em um lugar que amamos e podemos chamar de casa! O Victor está sempre se conectando com pessoas novas e pensando em diferentes caminhos para seguir e eu me sinto realizada como tatuadora. Sei que o aprendizado é para sempre, então me mantenho aberta e pronta para me desenvolver com cada experiência nova que esse país pode me proporcionar.

Veja aqui: O impacto dos estudantes internacionais no mercado de trabalho no Canadá

Você está pensando em trabalhar no Canadá? Nós podemos te auxiliar a conquistar a sua permissão de trabalho.

Entre em contato conosco pelo e-mail: contact@immi-canada.com

O atendimento inicial com a nossa equipe é totalmente gratuito.

E se quiser agendar uma consulta express de 20 minutos por CAD$99. Você pode fazer online, basta acessar o site: https://www.immi-canada.com/consulta-online/

Um dos caminhos mais procurados para imigração canadense, é através da obtenção de uma permissão de estudo, onde o aplicante pode chegar ao país para cursar uma graduação de ensino superior, pós-graduação, doutorado ou mestrado.

E a escolha do Canadá não é por acaso, pois o país é um dos únicos do mundo que oferece a possibilidade de obtenção de uma residência permanente, sendo esse o motivo do país ter recebido o título de de país mais popular entre os estudantes estrangeiros.

Quando o estudante internacional atinge todos os critérios de elegibilidade e desembarca no país para cursar a graduação escolhida, de acordo com o perfil e planejamento, ele automaticamente já está no caminho para se tornar elegível a uma possível residência permanente, se for de sua vontade.

Porém, antes disso, ao obter uma permissão de estudo, também pode ser concedida uma permissão de trabalho, no qual o aluno tem autorização para trabalhar part-time, ou seja, 20 horas semanais durante o período de estudo e com a exceção de trabalho full-time durante os scheduled breaks (férias). 

Visto de Estudante

Para qualquer curso de até 180 dias, não é necessário a solicitação de visto de estudos. O interessado pode ir com eTA ou visto de turismo (veja no site oficial do governo clicando aqui mais detalhes a respeito) e durante este período o estudante e nem seu acompanhante podem trabalhar. Já para quem quer fazer qualquer curso de mais de seis meses, o visto e a permissão de estudos são necessários. Para solicitar, primeiramente o aluno deve ter uma carta de aceitação da instituição de ensino escolhida.

As instituições possuem exigências diferentes, portanto esta é uma questão que deve ser vista com a university ou college (clique aqui para ver a diferença entre os tipos de escolas). Com a Letter of Acceptance (LOA) em mãos, está na hora de aplicar para o visto. O processo pode ser feito no site do governo e possui algumas particularidades e documentos que devem ser apresentados. Todo este processo pode ser conferido nos links postados acima.

Para se matricular em um college ou university, o aluno internacional deve escolher entre uma das instituições de ensino entre as Designated Learning Institutions.

Veja também: Canadá recebe título de melhor lugar para estudantes internacionais 

Você também pode gostar de ler: Impacto dos estudantes internacionais no mercado de trabalho no Canadá

PGWP (post-graduation work permit)

O Post-graduation Work Permit nada mais é do que uma permissão de trabalho que o aluno tem direito de pedir ao final de um curso pós- secundário, full-time, com duração mínima de oito meses em uma instituição elegível ao processo. Este direito é uma oportunidade de ficar mais um período em terras canadenses, desde que sejam cumpridas todas as regras vigentes, sendo algumas relativas à instituição de ensino e outras ao aluno. O cônjuge do estudante também pode ter direito a este benefício, porém, para isso, existem algumas restrições que vamos explicar ao longo do artigo.

Um estudante internacional, depois de formado em uma instituição de ensino pós-secundária e que estão na lista de Designated Learning Institutions (DLI) do governo federal (clique aqui para saber quais são elas), tem direito de aplicar ao PGWP, desde que aluno e instituição cumpram as normas estabelecidas na legislação vigente. Lembrando que, caso o estudante opte por cursar um degree em uma universidade privada, ele também terá direito a permissão de trabalho após a conclusão. 

O PGWP é um visto de trabalho aberto, dando a permissão ao portador de trabalhar por um período de oito meses a três anos, variando conforme o tempo do curso. Porém, ele deve ser full-time, com duração mínima de oito meses, em uma instituição de ensino pública (ou um programa de degree caso o curso seja realizado nas particulares). Portanto, após a conclusão dos estudos, esta é uma excelente oportunidade para buscar colocação na área, pois é permitido trabalhar em período integral, visto que durante os estudos o concedido é de, no máximo, 20 horas semanais, ou seja, part-time no período das aulas e full-time (a partir de 30 horas semanais) apenas durante os breaks oficiais previstos no programa de estudo.

Isto vai depender do período de duração do seu curso. Segundo o site do Immigration, Refugees and Citizenship Canada (IRCC), que estabelece este tipo de norma. Para estudantes de línguas, independentemente do período, não é permitido o trabalho part-time durante o curso e o aluno não é elegível ao PGWP após o término, não importando o tempo de duração do programa. Também não é apto a aplicar quem fez um curso de menos de oito meses de duração, mesmo que seja uma pós-graduação em uma DLI.

Os que fizerem um programa de oito meses ou um ano receberão um PGWP equivalente ao período de estudos. O IRCC dá o exemplo de que, se seu curso foi de oito meses, o visto de trabalho após o término deve ser emitido com a validade de oito meses. Já para aqueles que escolhem um programa de dois anos ou mais, o PGWP será de até três anos de duração. O departamento de imigração do território ainda ressalta que o tempo máximo para o visto de trabalho aberto é de três anos, mesmo que o aluno tenha cursado mais anos de estudo no país. 

Mas aqui cabe um detalhe: leve em consideração que este período não é 100% fechado. A partir da análise dos seus documentos, o oficial de imigração pode dar mais ou menos tempo, desde que não excedam os três anos máximos, baseado em análises pessoais e justificativas encontradas no processo.

Aqui vai uma informação importante: a aplicação para o PGWP precisa, necessariamente, ser realizada em até 180 dias após o recebimento do documento oficial de conclusão do curso (que pode ser o diploma, o transcript ou a graduation letter emitida pela instituição). Cada pessoa pode solicitar o PGWP somente uma vez na vida. Por isso é importante pensar bem após o término do curso. 

PR - Residente Permanente

Após a conclusão do curso e da obtenção do PGWP, chegou o momento de dar o próximo passo, a busca pela residência permanente no Canadá.

Nesse momento, é analisado o perfil do candidato para verificar por qual programa melhor se enquadra. Ao finalizar o curso, com o PGWP o aplicante adquire experiência de trabalho e dessa forma vai se qualificando para os programas de imigração.

Uma opção pode ser o Canadian Experience Class. Esse programa é administrado pela plataforma do Express Entry, sendo o sistema mais rápido para conseguir a residência permanente no Canadá. A elegibilidade para esse programa começa com 1 ano de experiência de trabalho qualificada no Canadá - nos últimos 3 anos -, proficiência de língua, idade, e nível de educação.

Para saber tudo sobre o CEC, leia aqui! 

O aplicante também pode se tornar elegível para outra categoria do Express Entry, o Federal Skilled Worker Program. Nesse programa, a experiência de trabalho adquirida fora do Canadá é levada em consideração, além de outros critérios da imigração

Outra porta de entrada pode ser pelos programas provinciais. O estudante internacional pode se tornar elegível ao PR pelo programa provincial na província que ele se formou.

Também é possível ser selecionado aleatoriamente. Ao cadastrar o perfil no pool do Express Entry, o candidato pode selecionar as províncias das quais ele tem interesse de se estabelecer, e por elas receber um convite para aplicação. 

Análise de Perfil do Express Entry

Caso o aplicante decida dar entrada em seu processo de residência permanente, é importante que seu perfil seja cadastrado de forma correta na plataforma do Express Entry.

Pensando neste cenário onde você escolha em aplicar por conta própria o seu processo, nós desenvolvemos um novo serviço onde você poderá fazer tudo do seu jeito, mas contando com a revisão da Immi Canada.

O serviço de ‘Revisão de Perfil do Express Entry’ é uma revisão geral no perfil que você cadastrou na plataforma do Express Entry.

Ao contratar o serviço, você terá uma consultoria online de até 40 minutos com nossos especialistas para a verificação do seu perfil e de todos os documentos cadastrados que são obrigatórios para a aplicação.

Também está incluso a tão importante análise de NOC correto do aplicante principal.  O aplicante deverá enviar previamente a comprovação da experiência de trabalho, através da carta do empregador, e nossa assessoria irá analisar e indicar o NOC compatível com a experiência apresentada no perfil do Express Entry.

Entre em contato agora mesmo com a nossa equipe. Estamos prontos para te atender, e revisar sua aplicação; contact@immi-canada.com

Cidadania canadense

Para tornar-se um cidadão canadense é preciso cumprir com algumas exigências do Immigration, Refugees and Citizenship Canada (IRCC), que são:

- Ter o PR - o primeiro passo para conseguir ser cidadão canadense é ser um residente permanente no país, ou seja, ter o cartão de Permanent Resident. Além disso, é importante ressaltar: você não pode ter nenhuma pendência como residente permanente. Ou seja, você não pode: estar sob revisão por motivos de imigração ou fraude; ter ordem para deportação; ter condições não cumpridas relacionadas ao seu status de PR (como, por exemplo, não ter participado da triagem médica, etc.);

- Estar presente no Canadá por três anos em um período de cinco - após conseguir o cartão de Permanent Resident (PR), é necessário que o residente comprove uma permanência de três anos (1095 dias), em cada cinco, no Canadá. Além disso, o período gasto no Canadá antes de obter o status de residente permanente também pode entrar nessa conta. Dessa forma, se o candidato à cidadania passou meses ou anos com visto de estudo, permissão de trabalho ou como refugiado, esse tempo pode somar ao tempo final. No entanto, existe um limite de 365 dias na categoria e as horas não são contabilizadas em tempo integral. Ou seja: a cada dois dias reais com status legal de residente temporário no país, será contado um dia para a elegibilidade da cidadania. A grosso modo, se você ficou dois anos como residente temporário, será contado um ano para a cidadania. Se você ficou um ano, serão contados seis meses.

Aqui, é importante ressaltar: o IRCC indica que os candidatos à cidadania façam a aplicação com mais de 1095 dias de presença física no país, pois, caso haja qualquer problema em relação ao cálculo, o candidato tem dias extras para compensar;

Outros critérios são levados em consideração como: imposto de renda, proficiência em inglês ou francês e conhecimentos gerais sobre o país.

Saiba que casar com um cidadão canadense não dá direito automático à cidadania. O departamento de imigração canadense alerta que pessoas casadas com cidadãos canadenses deverão seguir todos os passos determinados pelo órgão, sem qualquer tipo de tratamento especial. 

Quero ser residente no Canadá

Portanto, se você deseja se tornar um estudante internacional e posteriormente conquistar a residência permanente, nós podemos te auxiliar durante todo o processo.

Entre em contato com  nossa equipe. Aqui na Immi Canada, o atendimento inicial com nossa equipe é totalmente gratuito.

Nosso e-mail: contact@immi-canada.com

Ou pelas nossas redes sociais: @immicanada 

Feliz aniversário!

Hoje, 1º de Julho, é uma data muito especial para nós. Não só porque hoje é celebrado o Canada Day, em todo o Canadá, mas também porque a Immi Canada comemora 10 anos de história.

Não por acaso iniciamos a nossa jornada no dia que o Canadá também celebra a sua condição como nação. O feriado de 1º de Julho celebra o dia em que o Ato Constitucional de 1867 foi assinado, estabelecendo a formação do Canadá há 155 anos.

A Immi Canada foi pioneira no serviço de assessoria para vistos e permissões para o Canadá, focado no público brasileiro. A nossa consultora licenciada pelo RCIC, Celina Hui, já soma mais 16 anos de experiência em processos junto à imigração canadense, e durante todo esses anos de trabalho, já realizou mais de 12 mil consultas para planejamento imigratório, apoiando mais de 10 mil famílias no seu sonho de mudar para o país.

"A Immi Canada é fruto de muito trabalho, mas acima de tudo, atribuo o sucesso da empresa aos valores de honestidade e transparência que sempre guiaram as nossas relações com o mercado. O fato de colocarmos os interesses dos clientes sempre à frente dos nossos interesses econômicos, nos permitiu conquistar um local de respeito junto ao nosso público", afirma Celina Hui.

Vistos e Processos para o Canadá

A Immi Canada trabalha com processos de vistos de estudante, trabalho e turismo. Nossa assessoria também é especializada nos processos de permissão para trabalho, e também os processos de residência permanente e cidadania.

A nossa consultora de imigração licenciada, Celina Hui, é a única com autorização da província de Saskatchewan que atende em português. 

Os processos de imigração para Quebec tendem a seguir regras de elegibilidade específicas, da qual exigem que os consultores de imigração possuam uma licença específica para atuar na cidade.

A Immi Canada não possui essa licença de Quebec, no entanto nós podemos auxiliar com a parte federal dos processos imigratórios, assim como podemos te assessorar com os processos temporários, como um visto de visitante ou estudante para esta província.

Para os processos de residência permanente, prestamos assessoria completa para o aplicante principal e o cônjuge se houver. E com a volta dos sorteios do Express Entry a partir deste mês de Julho de 2022, nós criamos um serviço para facilitar a organização dos aplicantes.

O serviço de ‘Revisão de Perfil do Express Entry’ é uma revisão geral no perfil que você cadastrou na plataforma do Express Entry.

Ao contratar o serviço, você terá uma consultoria online de até 40 minutos com nossos especialistas para a verificação do seu perfil e de todos os documentos cadastrados que são obrigatórios para a aplicação.

Também está incluso a tão importante análise de NOC correto do aplicante principal.  O aplicante deverá enviar previamente a comprovação da experiência de trabalho, através da carta do empregador, e nossa assessoria irá analisar e indicar o NOC compatível com a experiência apresentada no perfil do Express Entry.

Diferença entre visto e permissão para o Canadá

Muitas pessoas confundem os termos visto e permissão, sendo que ambos são usados e têm finalidades distintas nas regras de viagem e imigração no país. Abaixo vamos explicar a definição de cada um, assim como a autorização eletrônica de viagem, que é diferente do visto e das permissões;

- O que é Visto?

O Visto é a etiqueta emitida junto à aprovação dos pedidos realizados fora do Canadá como, por exemplo, os aplicados no Brasil e colocada no passaporte do aplicante. O objetivo do visto (Etiqueta) é permitir o embarque da pessoa ao Canadá. Ou seja, o visto permite o embarque ao país.

Os vistos são classificados de acordo com a sua finalidade, e são diferenciados por siglas, confira as principais siglas dos vistos:

V-1 = Turista (Permanência até 6 meses no país);

SX-1 = Apesar de no Visto (etiqueta) constar “Student”, esse é um Visto de

Turista, porém com apresentação de uma Carta de Aceitação de um curso

de curta duração (Até 24 semanas);

S-1 = Estudo (Para quaisquer cursos acima de 24 semanas);

SW-1 = Estudo (Nível superior) com estágio obrigatório (Chamado Co-op);

W-1 = Trabalho (Seja acompanhando o Cônjuge Estudante ou por meio de

uma Oferta de Trabalho previamente aprovada

- O que é Permissão?

A Permissão é o documento (em papel) emitido na entrada do Canadá, por um oficial da Fronteira. Ou, no caso de processo de extensão da estadia, ele é o documento emitido pelo escritório de Imigração dentro do Canadá e encaminhado por correio. O objetivo da Permissão (documento avulso emitido) é permitir a permanência da Pessoa no Canadá, durante todo o seu prazo de validade. As permissões são, em geral, emitidas apenas para os aplicantes que irão permanecer acima de 6 meses no Canadá. Porém, o oficial de imigração tem total soberania em emiti-lo quando julgar necessário.

- Como funciona o eTA?

Os requisitos para pedir o eTA são: Ter um Visto Americano, de qualquer tipo, válido ou já ter tido um Visto Canadense nos últimos 10 anos.

O Electronic Travel Authorization, é, assim como nome diz, a autorização eletrônica de viagem, a ser solicitado para quem tem

a intenção de vir ao Canadá como turista por até 6 meses (se pretender permanecer mais tempo, é necessária a extensão). O eTA tem a mesma função do visto de turista, para os que desejam viajar ao Canadá por via aérea (com essa autorização só é permitida a entrada no país por avião).

Com o eTA também é possível realizar cursos de curta duração (até 6 meses). O custo da aplicação é de 7 dólares canadense.

A importância de um consultor de imigração licenciado

O sistema de imigração canadense possui mais de 80 programas imigratórios, dentre eles também os programas provinciais

Cada programa tem sua própria elegibilidade e um perfil direcionado para um público específico, podendo ser por exemplo; para estudantes internacionais, trabalhadores, empresários, profissionais da área da saúde, e também oportunidades para quem tem mais de 40 anos e etc…

A melhor forma de verificar sua elegibilidade para um dos diversos programas imigratórios do Canadá, é através de uma  consulta inicial com um consultor de imigração licenciado, no qual irá analisar detalhadamente seu perfil, esclarecer todas as dúvidas e traçar estratégias para o seu planejamento.

O objetivo da consulta é te preparar para o processo e em conjunto traçar o melhor momento para iniciar a sua aplicação.

Portanto, se você precisa de uma assessoria para estabelecer corretamente o seu plano, agende uma consulta de 20 minutos conosco. De forma objetiva e prática iremos traçar o seu caminho para o Canadá.

A consulta pode ser marcada pelo endereço:

Após nossa consulta, você terá 12 meses para receber o valor pago em forma de desconto no seu processo de Residência Permanente. Nos processos temporários, são 10% de desconto.

Promoção 10 anos de Immi Canada

Para celebrarmos esses DEZ ANOS em grande estilo, temos uma grande promoção com excelentes descontos.

Vamos te dar 15% de desconto em diversos processos imigratórios para o Canadá.

Confira a nossa promoção incrível, com os valores promocionais, arrastando para o lado:

1 - Express Entry 

De CAD$ 5.000 por 4.250

*Assessoria completa para todos os aplicantes da família.

2 - BC Provincial Nominee Program (BC PNP) - paper based 

De CAD$  6.334 por 5.383

*Assessoria completa para todos os aplicantes da família.

3 - Ontario Immigrant Nominee Program (OINP)- paper based

De CAD$  6.445 por 5.478

*Assessoria completa para todos os aplicantes da família.

4 - LMIA (Labour Market Impact Assessment)

De CAD$  5.223 por 4.439

5 - PR Package 

De CAD$  9005 por 765

6 - Revisão de perfil Express Entry 

De CAD$  500 por 425

7 - Revisão spousal sponsorship -

De CAD$  1.667 por 1.416

8 - Revisão pós ITA 

De CAD$  1.667 por 1.416

Para garantir o seu desconto entre em contato agora mesmo com a nossa equipe: contact@immi-canada.com

Venha comemorar o aniversário da Immi Canada com esses super descontos exclusivos!

*Promoção válida até 31 de Julho de 2022.

ATENÇÃO: Os descontos são para processos que envolvem submissão e representação legal da nossa consultora.⠀

Agradecimento

E neste momento de celebração, queremos agradecer a cada um que nos permitiu fazer parte da sua história no Canadá. É um privilégio compartilhar os sonhos de milhares de pessoas. Aprendemos muito com cada oportunidade que tivemos, nosso sentimento de gratidão transborda e desejamos que ele contagie cada um que nos acompanha, seja através da contratação dos nossos serviços ou através dos conteúdos que publicamos nas nossas redes.

"Também sou muito grata a todos que estiveram comigo nessa caminhada e a cada cliente que confiou em mim e na Immi Canada, nos permitindo fazer parte da sua história. É simplesmente indescritível o sentimento de ver alguém realizando o seu sonho e conquistando o seu objetivo. Esse é o combustível diário para seguirmos na certeza de que vale a pena enfrentar todos os desafios que enfrentamos até aqui.", agradece a CEO da Immi Canada, Celina Hui.

Seguimos com o compromisso de aproximar você do seu plano Canadá. 

Nosso e-mail para contato é: contact@immi-canada.com

Se posicionar no mercado de trabalho canadense é uma das principais preocupações de quem deseja viver permanentemente no Canadá.

É importante ressaltar que para conseguir se inserir no mercado de trabalho, primeiro é necessário que a pessoa possua uma permissão de trabalho concedida pela imigração canadense.

Também é importante seguir à risca as determinações desta permissão. Se for uma permissão aberta de trabalho, significa que a pessoa não está vinculado a um empregador especifico, neste caso pode trocar de posição a qualquer momento. 

Como conseguir uma permissão de trabalho?

Esta é uma versão de amostra do study/work permit do Canadá

Existem algumas maneiras de conseguir uma permissão de trabalho no Canadá. Podemos listar algumas das opções possíveis para conseguir o tão sonhado e desejado Work Permit:

Outra categoria é o Open Work Permit, e assim como o nome diz, é uma permissão de trabalho aberta, ou seja, a permissão não está vinculada com nenhuma empresa em específico. Mas tudo dependerá se você é ou não elegível a este tipo de Permissão de Trabalho.

Para saber mais sobre o assunto, leia o artigo completo aqui em nosso blog.

Já tenho a permissão e agora?

Com a devida permissão oficial do Canadá para trabalhar, agora o candidato deve se preparar para as etapas que consistem na contratação de um novo funcionário. É importante se atentar que o mercado de trabalho e a forma como as empresas recrutam os candidatos são um pouco diferentes dos métodos utilizados no Brasil.

Para te deixar mais preparado para esse momento, nós conversamos novamente com a nossa parceira Gabriela Bevilacqua, profissional de RH e criadora da Maple Road, empresa que ajuda os brasileiros a se posicionarem no mercado canadense.

Em nossa primeira conversa aqui no blog, nós conversamos sobre como os candidatos podem se destacar no mercado de trabalho. Agora nós vamos estender esse nosso bate-papo apresentando formas práticas para preparar o currículo, assim como a Cover Letter. Sendo essa uma carta na qual o candidato se apresenta e apresenta suas intenções para a empresa.

Em nossa entrevista, Gabriela revela qual é a melhor formatação de currículo, como funciona o trabalho dos recrutadores e os programas utilizados para filtrar os candidatos, e dicas imperdíveis para uma cover letter de impacto.

Confira a entrevista na íntegra abaixo:

1. Qual a diferença do currículo no Canadá para o Brasil?

- O curriculo canadense tem no máximo 2 paginas, nãao contém  informações pessoais (idade, nascimento, nacionalidade, religiao, sexo). E deve ser otimizado para a vaga.Deve ter um headline (cabeçalho) com todas as qualificações importantes e adequadas para a vaga que está aplicando de forma bem resumida e voltado com o objetivo de preencher a vaga que está aplicando. 

2. Quais são as melhores técnicas para fazer um currículo canadense, levando em consideração que as empresas utilizam um sistema no RH para filtrar os currículos, utilizando palavras-chave?

- O ATS (applicant tracking system) faz uma pré triagem dos currículos dos candidatos. A empresa configura o sistema para caçar as palavras-chaves que ela quer ver no currículo e na cover letter. Quanto mais palavras-chaves colocar, maior as chances de ter os documentos analisados. É um sistema simples onde a maioria das empresas de médio e grande porte utilizam. Por isso é importante otimizar o currículo e a cover letter para cada vaga que for aplicar. É recomendado utilizar essas palavras-chaves de 10 a 15% do total do resume (currículo).

3. Como poderíamos descrever o objetivo de uma Cover Letter, já que essa carta não existe no Brasil?

- A cover letter é uma carta de apresentação. Ela vem primeiro, antes do resume. Ela mostra para o empregador o porquê você tem as qualificações e competências necessárias para aquela vaga. É importante personalizar a cover letter antes de aplicar para cada vaga.

4. Como produzir uma cover letter corretamente?

Primeiramente fazer uma pesquisa sobre a empresa. Colocar porque o candidato se alinha aos valores da empresa, como os valores se conectam com os seus valores, e como a vaga se alinha com você. Colocar um parágrafo com uma conquista profissional mais relevante para aquela posição, e agradecer e se colocar à disposição do empregador para uma futura conversa. É uma carta personalizada onde você vai dizer o que você tem a oferecer a empresa baseado no seu background.

5. Porque é importante ter pessoas como boas referências para as vagas de emprego?

- É importante criar e manter conexões profissionais em toda e qualquer experiência obtida, porque os empregadores vão pedir algumas referências profissionais. Então o candidato pode passar o nome e telefone de um colega de trabalho ou de um supervisor. É importante criar e manter um relacionamento onde você passar, pois no Canadá é de praxe pedir carta de referência, às vezes duas, às vezes três, depende da empresa. Quem está no Brasil e não tem referência, a sugestão é pedir uma carta de referência do seu empregador no Brasil e fazer uma tradução juramentada. Ao final da entrevista você já pode deixar sua carta com o empregador ou esperar quando ele pedir. Se você for proativo e deixar a carta no final da entrevista, pode contar muitos pontos.

6. Quais dicas você daria para quem é chamado para sua primeira entrevista no Canadá? Como se preparar?

- Preparação é a chave do sucesso, precisa se preparar e entender porque a pessoa foi chamada para vaga. Toda vez que o empregador abre uma vaga ele tá querendo solucionar um problema interno, então porque você foi chamado? qual o seu ponto forte? Tem que se preparar para isso, para solucionar um problema e entender que tipo de profissional eles estão buscando.
No Canadá é muito comum que eles façam perguntas de cunho situacional, para você descrever uma situação ocorrida no passado, dizer uma ideia que você teve, um projeto que você desenvolveu, se teve conflito com seu gerente. Dizer um momento da vida que você tomou uma iniciativa. Todas essas situações que você tenha que descrever no passado, lembrar do passado, você precisa usar a metodologia chamada STAR (SITUATION TASK ACTION AND RESULT). Nela você irá descrever a ação tomada por você e qual foi o resultado do projeto, da ideia, ou qualquer situação relacionada ao passado.

Como a Maple Road pode te ajudar?

- A Maple Road treina os candidatos para a entrevista de emprego. Você receberá um material prático, com exercícios e você será treinado por eles, para obter as melhores respostas. É um treinamento ao vivo.

Eles produzem seu currículo, cover letter e todo perfil no linkedin de forma estratégica para que você alcance seus objetivos de trabalho. Também é ensinado como otimizar seu resumo e carta de apresentação para cada vaga de forma simplificada. Também auxiliam em como navegar pelo linkedin e como fazer networking através da plataforma.

Você pode ter uma consulta gratuita agendando pelo link: https://maple-road.ca/products/pre-consultation

Se você deseja obter uma permissão de trabalho no Canadá, entre em contato com a nossa equipe. O atendimento inicial com nossa equipe é gratuito. O nosso e-mail é: contact@immi-canada.com

No ano de 2021, a imigração canadense emitiu quase 450 mil novas permissões de estudo, quebrando todos os recordes mesmo em tempo de pandemia, onde o processamento enfrenta uma longa demanda. Já em 2020, o número de processos finalizados contabilizou 255 mil novos estudantes internacionais.

A imigração canadense revelou também os países que mais conseguiram aprovação na permissão dos estudantes internacionais. Como de costume, a Índia continua na liderança. Neste ano, afetado também pela pandemia, o Brasil não apareceu nas dez primeiras posições. Em 2021 o país teve 11.120  permissões de estudo emitidos. Os números para os brasileiros ficaram estáveis ​​de 2020 a 2021.

Confira o Top 10 países que mais obtiveram visto de estudo em 2021:

1) India: 217,410

2) China: 105,265

3) França: 26,630

4) Irã: 16,900

5) Vietnã: 16,285

6) Coréia do Sul: 15,805

7) Filipinas: 15,545

8) Estados Unidos: 14,325

9) Nigéria: 13,745

10) México: 11,550

Ontario, a província mais popular para os estudantes internacionais

A província de Ontário é considerada o centro da educação internacional no Canadá. Toronto e Ottawa são destinos número1 no país há mais de 20 anos. O número de estudantes internacionais em Ontário estava em constante ascensão antes da pandemia e agora o governo pretende recuperar os bons números.

- Em 2021 Ontário recebeu seu maior número de estudantes internacionais em um ano.

- Metade de todos os estudantes internacionais aprovados para estudar no Canadá entre janeiro e julho de 2021 escolheram Ontário como destino.

- Ontário recebeu 123% mais estudantes internacionais em 2021 do que em todo o ano de 2020 - isso é três vezes o aumento no resto do Canadá.

As melhores universidades do Canadá em 2022

Uma pesquisa realizada pela QS World University, apresentou o ranking com as 1.300 melhores universidades de todo o mundo. Cada instituição foi avaliada de acordo com seis métricas principais: Reputação Acadêmica, Reputação do Empregador, Proporção Corpo Docente/Estudante, Citações por corpo docente, Proporção Internacional do Corpo Docente e Proporção de Estudantes Internacionais.

Confira abaixo as 7 universidades do Canadá que estão presentes nessa grande lista:

Ranking Global - Universidade - Cidade

#26 University of Toronto - Toronto

#27 McGill University - Montreal

#46 University of British Columbia - Vancouver

#111 University of Montreal - Montreal

#126 University of Alberta - Edmonton

#140 McMaster University - Hamilton

#149 University of Waterloo - Waterloo

Aumento de estudantes internacionais na última década

Nos últimos anos, o Canadá liderou o ranking comparativo com outros grandes países ocidentais, quando analisado o crescimento de estudantes internacionais. Por exemplo, de 2008 a 2019, o número de permissões emitidas para estudantes internacionais de nível superior aumentou 2.8 vezes de 45.900 para 173.000 no Canadá, em comparação com um crescimento de 7% de 340.700 para 364.000 nos Estados Unidos, 50% de 249.000 para 374.000 no Reino Unido e 52% de 114.400 para 173.400 na Austrália.

A grande maioria dos estudantes internacionais que garantiram o PGWP vieram de dois países de origem: Índia e China. Juntos, esses dois países representaram 66% de todos os PGWPs emitidos em 2018. O Brasil aparece na lista de países destacados, assim como França e Coréia do Sul.

As cidades mais procuradas para estudar no Canadá

Ainda de acordo com a pesquisa publicada, as províncias de Ontario, Quebec e British Columbia foram as mais procuradas por esses aplicantes.

Toronto / Ontario

Estudantes internacionais representam cerca de 17% do corpo estudantil nas universidades de Toronto. Toronto é a capital cultural do Canadá, com locais históricos, festivais gastronômicos e muita arte. 

- 17% da população estudantil em Toronto é composta por estudantes internacionais;

- Sendo uma das cidades mais multiculturais do mundo, são faladas cerca de 140 línguas.;

- É uma cidade segura e oferece oportunidades de emprego;

- Sendo a cidade mais populosa do Canadá, possui um alto custo de vida devido às condições de moradia.

Ottawa / Ontario

De acordo com as pesquisas da QS, Ottawa é uma das melhores cidades do mundo para estudantes, com uma população estudantil vibrante e diversificada. Atividades de inverno como esqui e patinação são populares na cidade. Se você está procurando trabalho no Canadá, Ottawa é um dos melhores lugares para procurar uma nova oportunidade no mercado de trabalho.

- Ottawa é uma das cidades mais amistosa para os estudantes;

- Esta pequena cidade na província de Ontário tem estrangeiros como mais da metade de sua população;

- É um mix de culturas e etnias de todo o mundo;

- A cidade tem uma baixa taxa de criminalidade e uma alta taxa de renda per capita;

- Oferece um estilo de vida vibrante com uma variedade de festivais celebrados todos os anos;

- As oportunidades de emprego para os imigrantes são imensas;

- Este lugar também é rico em belezas naturais com tantos lagos e florestas de água doce;

- Ottawa pontua alto em facilidade de transporte;

Quebec City / Quebec

A cidade de Quebec, capital da província francófona, é conhecida por sua arquitetura e sensação europeia. É uma cidade vibrante que abriga inúmeros festivais. O Carnaval de Inverno é o maior festival da cidade e apresenta uma variedade de atividades para serem realizadas na temporada de inverno. Para estudantes internacionais, também é a cidade mais em conta - economicamente - do Canadá.

- É uma cidade de língua francesa, que recebe a maioria dos visitantes de todo o mundo;

- Poucas pessoas falam inglês por lá, mas quando se trata de universidades, o meio de comunicação é principalmente o inglês;

- É a segunda maior área metropolitana depois de Montreal e é um lugar extremamente seguro;

- As pessoas são amigáveis, bastante liberais e casos de violência pública são raros;

- Tem a menor taxa de desemprego entre todas as cidades do Canadá;

- Quando se trata do custo de vida, Quebec é bastante acessível e oferece boa educação pelo menor preço possível;

- As universidades estão bem equipadas e contam com laboratórios de última geração, quadras esportivas e salas polivalentes.

Vancouver / British Columbia

Localizada na costa oeste do país, Vancouver é considerada uma das cidades mais habitáveis ​​do mundo. A paisagem urbana é incrível, enquanto também há acesso próximo a praias e montanhas, sendo um local perfeito para quem gosta de cidade e amantes da natureza.

Também fica a apenas 45 minutos da fronteira dos EUA e da movimentada cidade de Seattle.

A província num todo possui excelentes oportunidades de trabalho com grandes empresas multinacionais que possuem sede na cidade.

No entanto, o custo de vida elevado, principalmente no setor imobiliário, pode ser um obstáculo para os estudantes internacionais.

PGWP e o caminho a residência permanente

Um dos caminhos mais procurados para imigração canadense, é através da obtenção de uma permissão de estudo, onde o aplicante pode chegar ao país para cursar uma graduação de ensino superior, pós-graduação, doutorado ou mestrado.

E a escolha do Canadá não é por acaso, pois o país é um dos únicos do mundo que oferece a possibilidade de obtenção de uma residência permanente, sendo esse o motivo do país ter recebido o título de país mais popular entre os estudantes estrangeiro.

Um estudo feito anteriormente, revelou que entre os estudantes internacionais que chegaram no Canadá na década de 2000, cerca de 3 em cada 10 se tornaram imigrantes em um período de 10 anos a partir de sua chegada. E o número só cresceu desde então.

Através da obtenção do PGWP e posteriormente a transição para residência permanente para muitos, os estudantes internacionais forneceram uma fonte crescente de trabalho para o mercado de trabalho canadense que se estendeu muito além de seus períodos de estudo.

O PGWP é uma excelente oportunidade para você se qualificar para um futuro processo de residência permanente no Canadá. E nós da Immi Canada prestamos serviço para aplicação completa, e do cônjuge se houver. Envie um e-mail para contact@immi-canada.

Conheça a profissão Doula no Canadá

Um dos momentos mais importantes na vida de um casal, e para todos da família, é a chegada de um novo membro, um bebê. Essa também é uma fase delicada que traz muitos questionamentos e até mesmo medo. E tudo pode se agravar quando essa família está longe da sua rede de apoio, e ainda vivendo em outro país.

A profissão de doula é reconhecida e recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). É uma profissão que traz humanização na hora do parto. Além de oferecer suporte, apoio, informações e preparo para a gestante, companheiro e familiares, acaba se tornando uma relação de empatia e companheirismo que começa no início da gravidez e se estende até as primeiras semanas do recém-nascido.

Para aqueles brasileiros que desejam viver e constituir uma família no Canadá, saiba que a profissão de doula existe no país e vem cada vez mais ganhando adeptos dos serviços oferecidos. Na província de British Columbia, são em torno de seis doulas brasileiras atendendo casais de brasileiros. 

Nós conversamos com uma dessas doulas que prestam serviço em Vancouver. A doula brasileira Clara Marreiros vem se destacando na cidade com seus serviços, e está se preparando para lançar - em breve - uma mentoria para que doulas que estejam no Brasil e desejam trabalhar no Canadá, cheguem no país preparados para o mercado de trabalho.

Realizamos uma entrevista com Clara, que nos contou sua trajetória do Brasil até o Canadá. Ela nos contou como chegou ao país, como se encantou pelo Canadá, porque decidiu permanecer e como começou na profissão. Ela também vai detalhar como é o serviço das doulas no Canadá, como é o sistema hospitalar para as grávidas no Canadá, e vai também nos contar o parto mais emocionante que ela acompanhou em Vancouver.

Confira abaixo essa entrevista exclusiva para a Immi Canada:

Conta um pouco da sua jornada do Brasil até o Canadá. Como foi o seu processo de imigração?

Eu sou do Rio de Janeiro. Vim para Vancouver em 2017 por 4 meses para estudar inglês. No final do curso, decidi que não queria voltar para o Brasil e sim permanecer no Canadá. Com isso, optei por estudar em um college privado, onde por 2 anos fiz o curso de ‘hospitality management’. No entanto, o status de residente permanente só veio em 2019 através do Spousal Sponsorship.

Como foi o recomeço no mercado de trabalho do Canadá?

Quando obtive a permissão de trabalho, comecei a trabalhar na área que havia me formado em Vancouver. Mas para me inserir no meio da área de doulas, comecei a me divulgar com serviço de babá. Em 2019 decidi fazer um curso de doula e assim comecei a criar meu networking com as doulas locais. Nesse primeiro momento, conciliei o serviço de babá com o início da carreira de doula, que é uma profissão autônoma no Canadá. Até eu conseguir me manter somente como doula, mantive o trabalho de babá.

Você ouviu muitos relatos sobre como funciona a maternidade de modo geral no Canadá? Essa diferença de alguma forma te assustou?

Ouvia dizer que o atendimento obstétrico canadense era de qualidade e eficiente. Com exames, opções gratuitas pelo plano de saúde, podendo escolher entre parteira, obstetra, parto hospitalar ou domiciliar. Essa parte é mais avançada que no Brasil. Fiquei bem feliz com a realidade do Canadá. 

Pode explicar como é o seu trabalho na prática no Canadá?

O serviço de doula é contratado de forma privada, não tem cobertura do plano de saúde. Cada doula tem seu pacote de serviços. Eu ofereço  2 consultas no pré-natal, onde vou até a cliente, conversar com o casal, para traçar o planejamento do parto (local). Explico as opções que o país oferta (parteira, obstetra, parto em casa ou no hospital). É um serviço com bastante informação. 

O diferencial do acompanhamento das doulas, é porque os obstetras fazem consultas muito rápidas e objetivas. Então nós doulas servimos como suporte durante toda gestação, trazendo todas as informações para a hora do parto, com dicas, e até curso pré-natal focado no preparado mental, com técnicas de terapia comportamental cognitiva e até hipnose. 

Tudo para que a gestante entenda que o parto é mais um evento emocional do que o físico, pois o emocional pode afetar na hora do parto. Os dois encontros são presenciais e eu me mantenho disponível durante toda gestação para tirar dúvidas e oferecer suporte por vídeo ou chamada.

Eu estou presente em tempo integral para o parto, a partir de 38 semanas, me coloco de plantão esperando a hora do parto. A gestante vai saber identificar quando está entrando em trabalho de parto, pois nós doulas ensinamos durante as consultas pré-natais. Depois acontece duas consultas pós parto para ensinar como cuidar de um bebê recém-nascido, como eles se comportam, a amamentação e a saúde mental da gestante no puerpério que fica bastante debilitada pela variação dos hormônios. Essa é uma forma de acompanhar a saúde mental da nova mãe, para evitar a depressão pós parto.

O meu atendimento acaba quando o bebê completar 6 semanas de vida do bebê.

Antes da cliente me contratar, há uma entrevista para verificar a compatibilidade da gestante /família comigo, para que esse entrosamento entre nós esteja afiada.

É uma profissão regulamentada no Canadá? Para trabalhar precisa validar o diploma?

Não é regulamentada, qualquer um pode realizar o curso e trabalhar. Há uma associação de doulas em BC (bcdoulas.org) onde tem informações sobre a área na província. Há como conseguir partos voluntários dentro dessa associação. 

Eu oriento a fazer o curso no Canadá, mesmo que já seja a profissão da pessoa no Brasil. Isso é uma dica que serve para entender os métodos canadense de exercer a profissão, assim como aprender as terminologias utilizadas pelos médicos e hospitais do Canadá. 

Como a cultura canadense hospitalar enxerga seu trabalho como doula?

Somos bem recepcionados, os profissionais do hospital entendem e respeitam a profissão. Pois as doulas exercem também um papel de suporte emocional, além do físico. Eles entendem a importância da doula. 

Nós podemos também trabalhar em parceria com as parteiras (midwives) quando há os partos em casa.

Em ambos os casos, nós somos bem-vindas. Quando vamos para o parto, ficamos tempo integral com a gestante. Diferente dos profissionais de saúde que costumam estar somente na hora de realizar o parto mesmo.

Existem muitas doulas no Canadá? Qual a nacionalidade da maioria?

Em BC são em torno de 6 doulas brasileiras. No Canadá a maioria é canadense mesmo, mas há doulas da Espanha, Argentina, México e etc..

Como foi sua primeira experiência de parto no Canadá?

A primeira foi com um casal brasileiro, onde a gestante necessitou de uma cesárea pois o bebê estava em posição inversa chamada de pélvica ( bumbum direcionado para saída e não a cabeça). Foi durante a pandemia, onde eu não pude entrar no centro cirúrgico, então o trabalho foi voltado para trazer muita informação para a gestante sobre a situação do seu parto, durante o pré natal, e sobre a forma que aconteceria a cesariana. Estive presente no pós parto para auxiliar nos cuidados com o bebê, com a amamentação e etc…

Qual foi o parto mais emocionante no Canadá?

Todos são extremamente lindos e amorosos por ser uma nova vida. É um momento muito intenso e muito emocionante. 

Teve um parto que eu participei que foi muito mágico por conta da família. Foi domiciliar, a gestante estava preparada, era sua primeira gestação, estava esperando serena e preparada. Os pais(futuros avós)  estavam presentes, e o pai da gestante estava com medo de não aguentar ver a filha no processo de parir. A mãe da gestante estava segurando a filha pelas mãos, afagando a cabeça, todo um clima de carinho e segurança. No meio do parto até o fim, o pai entrou no quarto (ele estava nervoso e tinha se isolado na casa). Quando viu a cena da filha dando a luz, todos começaram a chorar de emoção com aquele momento. Então essa experiência dos pais participando no parto da filha foi marcante. No final o pai ainda agradeceu por eu ter desmistificado o que ele achava que era um parto (dor e sofrimento).

Qual dica você deixa para as gestantes brasileiras morando no Canadá e que escolhem pelo acompanhamento de uma doula?

Aconselho que os brasileiros procurem uma doula brasileira para que a conexão seja mais direta. Para que a gestante possa ficar tranquila, em paz, confortável com a própria língua e familiarizada com a cultura. No momento do parto, é importante que a gestante esteja tranquila, e é interessante que ela evite ter que pensar e se expressar em inglês no momento do parto, eu acredito que seja o mais indicado.

Fala um pouco mais do seu trabalho, seus projetos e deixa seus contatos para quem tiver interesse em saber mais sobre a profissão no Canadá.

Quem quiser me contratar como doula, pode me seguir no Instagram @clara.marreiros. No link na bio tem um formulário onde a gestante pode selecionar as datas. Como resido em Vancouver, a paciente precisa estar morando em Vancouver também.

Também dou um curso de hypnobirthing, um curso ao vivo de 5 aulas que foca na anatomia e fisiologia do parto, com muitas informações para o acompanhante pode dar suporte para a gestante na hora do parto. A próxima turma inicia-se no dia 3 de maio. Todas as informações estão disponíveis no site oficial (claramarreiros.com)

Com a escassez de doulas brasileiras em Vancouver, estarei criando uma mentoria para quem deseja se tornar uma profissional da área no Canadá. Um curso para quem está no Brasil e deseja vir para o Canadá atuando como doula. Quem chegar no Canadá, também terá suporte em Vancouver presencial, com orientações de como se manter e crescer na área.

E se você precisa de assessoria para vistos e permissões para o Canadá, entre em contato com a Immi Canada. O nosso atendimento inicial é totalmente gratuito. Nosso email é: contact@immi-canada.com

Grupo 1
CONTATO
contact@immi-canada.com
VANCOUVER: +1 (604) 684-0530
TORONTO: +1 (647) 351-5800
Redes sociais
Caminho 139
cartmagnifier