O mercado de trabalho do Canadá é bastante dinâmico e cada província tem a sua vocação, maior e menor demanda de determinada indústria, sazonalidades, entre outros aspectos. Isso significa que se você pensa em fazer carreira em território canadense ou até está de olho nas possibilidades de imigração, a sua profissão ou aquela que pretende exercer no país também é um fator importante de pesquisa.

Por isso, sempre buscamos os números oficiais do “Job Bank” e “Statistics Canada”, ambos do governo federal sendo o primeiro com o foco mais em emprego e salário, e o segundo responsável pelas estatísticas diversas, inclusive a respeito da economia. Desta vez selecionamos 10 tópicos que trazem informações importantes e recentes sobre como está o cenário nacional e em diferentes províncias e territórios, com relação ao tema desta matéria. Confira!

 

1 - O número de vagas para trabalhar em tempo integral aumentou na maioria das províncias, com destaque para Quebec com 18 mil, segundo os levantamentos do último mês de outubro. Com relação ao segundo trimestre de 2017, em nível nacional, o salário por hora médio oferecido foi $ 19,50 CAD.

2 - Neste segundo trimestre do ano, os 10 grandes setores industriais tiveram um maior número de vagas de emprego em comparação a um ano antes. Nos grandes setores, o aumento dos postos de trabalho foi liderado pelos segmentos de hospedagem e serviços alimentícios, fabricação, transporte e armazenagem, bem como o comércio varejista. Já em outubro deste ano a indústria da construção ganhou 18.400 vagas, seguida das áreas de informação, cultura e lazer que adicionaram 15.300 postos de trabalho.

3 - Entre os 10 maiores setores, as ofertas de emprego aumentaram mais em hospedagem e serviços de alimentação chegando a 15%. Este foi o segundo trimestre consecutivo com um aumento ano-a-ano. Ao mesmo tempo, a taxa de vagas de emprego subiu 5%. Este crescimento foi distribuído entre a maioria das províncias do Canadá, sendo Ontário, British Columbia e Quebec.

4 - Os empresários do segmento fabril tinham 24,1% mais vagas no segundo trimestre em comparação com os números apresentado um ano antes. Durante o mesmo período, a taxa de vagas de emprego se elevou em 2,5%. Mais uma vez a província de Quebec representou quase metade do aumento líquido do número de vagas no setor.

5 - O número de vagas de emprego para quem está pesquisando a área de transporte e armazenagem cresceu 42,5% no segundo trimestre. Alguns aumentos foram observados em vários subsetores, principalmente junto às empresas de serviços ligados a transporte de caminhões.

6 - As vagas no setor de comércio varejista aumentaram 13% com relação aos dados coletados um ano antes (segundo trimestre). As oportunidades de trabalho para quem atua neste segmento cresceram mais nas províncias de Quebec, seguido pela British Colúmbia.

7 - Ainda falando de comércio varejista, as lojas de alimentos e bebidas foram as que registraram o maior crescimento nas ofertas de trabalho em relação ao mesmo período do ano anterior. Em contrapartida, as oportunidades de emprego em artigos esportivos, hobby, livros e lojas de música apresentaram médias mais baixas.

8 - A maior média oferecida pelo salário por hora foi para ocupações de administração ($ 34,45 CAD), seguidas de ciências naturais e aplicadas ($ 30,40 CAD). Semelhante ao ano anterior, esses grupos de ocupação também tinham entre as maiores proporções de vagas de trabalho que exigiam um ensino pós-secundário, com postos de trabalho a tempo inteiro (full time), e cargos permanentes, ou seja, não temporários.

9 - Atualmente, as províncias de destaque em que as vagas de emprego geradas estão com números mais positivos são New Brunswick, Newfoundland and Labrador, Nova Scotia e Ontário (esses dados são do Statistics Canada, de setembro de 2017). Mas, no geral, em outubro de 2017 a taxa de desemprego nacional aumentou ligeiramente por ter mais pessoas à procura de trabalho também, representando 6,3%, enquanto no mês anterior foi 6,2%.

10 - Em comparação ao mesmo período em 2016, o número de vagas de emprego no segundo trimestre aumentou em todas as províncias, com exceção de Newfoundland and Labrador, onde os números não oscilaram muito. Ontário, Quebec e British Colúmbia registraram as maiores elevações ano-a-ano. A quantia de vagas em geral também cresceram em Territórios do Noroeste e Yukon, mas pouco mudaram em Nunavut.

 

 

Fontes: www.jobbank.gc.ca/LMI_bulletin.do  /  Statistics Canada / www.cbc.ca/news/business/jobs-october-1.4385644

 

 

 

Não é um exagero afirmar que cada uma das dez províncias e os três territórios do Canadá são diferentes. É necessário saber que nas várias localidades podemos encontrar distintos climas, hábitos, oportunidades, demanda de empregos e até mesmo diferenças na parte de legislação. Essa realidade não pode ser ignorada no planejamento de quem quer vir para o país!

Somente para exemplificar um pouco mais do que estamos falando, se considerarmos a média de idade da população hoje, nos deparamos com 43.7 anos em relação aos moradores de Newfoundland and Labrador, enquanto que entre os habitantes de Nunavut é de apenas 27.7 anos. Pensando neste aspecto, selecionamos uma pequena parte (mas importante!), das estatísticas divulgadas pelo órgão oficial do governo, o “Statistics Canada”, que revela os números captados no censo realizado no ano passado. A partir desses detalhes é possível entender um pouco mais sobre o perfil desses lugares... vamos lá?

Saiba mais de quanto é a população atualmente, a média de idade de quem vive nas províncias e territórios canadenses, a porcentagem de casais que possuem filho(s) e os dados ligados ao "idioma falado na província" (lembrando que oficialmente o Canadá tem dois idiomas: inglês e francês)! Vamos então começar pelas informações do país e as províncias mais populosas que são Ontário, Quebec, British Columbia, Alberta e também Manitoba:

Canadá 

População: 35,151,728 milhões de habitantes

Média de idade da população: 41 anos

Casais com filhos: 51,1 %

Bilinguismo (inglês-francês): 18%

População que fala mais de um idioma em casa: 19,4%

População que o idioma materno não é o inglês ou francês: 7,974,375 milhões


Ontário

População: 13,448,494 milhões de habitantes

Média de idade da população: 41 anos

Casais com filhos: 54,5 %

Bilinguismo (inglês-francês): 11,2%

População que fala mais de um idioma em casa: 22,6%

População que o idioma materno não é o inglês ou francês: 3,865,780 milhões


Quebec

População: 8,164,361 milhões de habitantes

Média de idade da população: 41.9 anos

Casais com filhos: 48,3 %

Bilinguismo (inglês-francês): 44,9%

População que fala mais de um idioma em casa: 19%

População que o idioma materno não é o inglês ou francês: 1,173,350 milhão

 

British Columbia

População: 4,648,055 milhões de habitantes

Média de idade da população: 42.3 anos

Casais com filhos: 48,1 %

Bilinguismo (inglês-francês): 6,8%

População que fala mais de um idioma em casa: 19,4%

População que o idioma materno não é o inglês ou francês: 1,360,815 milhão


Alberta

População: 4,067,175 milhões de habitantes

Média de idade da população: 37.8 anos

Casais com filhos: 53,5 %

Bilinguismo (inglês-francês): 6.6%

População que fala mais de um idioma em casa: 17,8%

População que o idioma materno não é o inglês ou francês: 952,790 mil


Manitoba

População: 1,278,365 milhão de habitantes

Média de idade da população: 39.2 anos

Casais com filhos: 52,3 %

Bilinguismo (inglês-francês): 8,6%

População que fala mais de um idioma em casa: 19,4%

População que o idioma materno não é o inglês ou francês: 316,125 mil

Confira agora o que revelou o último censo realizado pelo governo do Canadá a respeito das demais províncias e territórios, sendo Saskatchewan, Nova Scotia, Newfoundland and Labrador, Prince Edward Island, New Brunswick, Yukon, Northwest Territories e Nunavut :

Saskatchewan

População: 1,098,352 milhão de habitantes

Média de idade da população: 39.1 anos

Casais com filhos: 48,9 %

Bilinguismo (inglês-francês): 4,7%

População que fala mais de um idioma em casa: 12,2%

População que o idioma materno não é o inglês ou francês: 173,480

 

Nova Scotia

População: 923,598 mil habitantes

Média de idade da população: 43.5 anos

Casais com filhos: 42,8 %

Bilinguismo (inglês-francês): 10,5%

População que fala mais de um idioma em casa: 6,8%

População que o idioma materno não é o inglês ou francês: 49,165 mil


Newfoundland and Labrador

População: 519,716 mil habitantes

Média de idade da população: 43.7 anos

Casais com filhos: 44,4 %

Bilinguismo (inglês-francês): 5%

População que fala mais de um idioma em casa: 2,6%

População que o idioma materno não é o inglês ou francês: 13,035 mil


Prince Edward Island

População: 142,907 mil habitantes

Média de idade da população: 42.7 anos

Casais com filhos: 46 %

Bilinguismo (inglês-francês): 12,6%

População que fala mais de um idioma em casa: 6,1%

População que o idioma materno não é o inglês ou francês: 7,665 mil

 

New Brunswick

População: 747,101 mil habitantes

Média de idade da população: 43.6 anos

Casais com filhos: 43,4 %

Bilinguismo (inglês-francês): 34%

População que fala mais de um idioma em casa: 13,5%

População que o idioma materno não é o inglês ou francês: 25,165 mil


Yukon

População: 35,874 mil habitantes

Média de idade da população: 39.1 anos

Casais com filhos: 48,1 %

Bilinguismo (inglês-francês): 13,8%

População que fala mais de um idioma em casa: 13,7%

População que o idioma materno não é o inglês ou francês: 4,665 mil


Northwest Territories

População: 41,786 mil habitantes

Média de idade da população: 34.9 anos

Casais com filhos: 61 %

Bilinguismo (inglês-francês): 10,3%

População que fala mais de um idioma em casa: 19,8%

População que o idioma materno não é o inglês ou francês: 8,300 mil


Nunavut

População: 35,944 mil habitantes

Média de idade da população: 27.7 anos

Casais com filhos: 76,5 %

Bilinguismo (inglês-francês): 4,3%

População que fala mais de um idioma em casa: 52,8%

População que o idioma materno não é o inglês ou francês: 24,050 mil


Aproveite para ler também:

Como está a oferta de emprego nas províncias do Canadá?

As melhores cidades para aposentados no Canadá

 

Tradução/adaptação a partir dos dados do site www.statcan.gc.ca.

 

 

Recentemente, fizemos a pergunta “Você conhece o Atlantic Immigration Pilot Program?” e contamos um pouco mais a respeito deste novo programa de imigração do Canadá. Muitas pessoas se interessaram por essa oportunidade, bem como em saber mais sobre as províncias que se reuniram nesta iniciativa, sendo elas New Brunswick, Newfoundland and Labrador, Nova Scotia e Prince Edward Island. Por isso, trouxemos alguns dados que contam um pouco do perfil de cada uma delas... confira:

New Brunswick

Atlantic Immigration Pilot Program - New Brunswick , é um daqueles lugares especiais para quem gosta de ter bastante contato com a natureza. Por lá há praias, colinas, vales e somente de trilhas são 88 quilômetros! Seus edifícios históricos em meio a espaços modernos chamam a atenção dos visitantes, em um território de mais de 73.400 quilômetros quadrados de extensão, cortado pelo Rio Saint John. São 751.171 habitantes de acordo com censo de 2011 e mais de 30% deles tem o francês como idioma.

Entre as principais cidades desta localidade estão a capital, que é Fredericton, com seus 57 mil moradores, além de Saint John, Moncton, Bathurst, Campbellton, Edmundston e Miramichi. A região é destaque pelo fornecimento de madeira, por seu forte setor de mineração, pesca, manufatura e o turismo. O porto de Saint John é o maior ponto de embarque e desembarque do leste do Canadá, conectando mais de 300 outros portos em diferentes partes do mundo.

Newfoundland & Labrador

Atlantic Immigration Pilot Program - Newfoundland & Labrador. Nesta bela província que faz fronteira com Quebec, vivem mais de 520 mil habitantes distribuídos na ilha de Newfoundland – ou Terra Nova – e também na área de Labrador, que é a parte do continente, que reunidas compõem Newfoundland & Labrador. Trata-se do berço de uma história que inclui entre os colonizadores um grupo de caçadores de baleias bascos, guerreiros Vikings, ingleses e irlandeses. A multiculturalidade é uma característica deste local, o idioma oficial é o inglês mas existem cidades em que se fala predominantemente em francês.

A economia é movimentada pela exploração de minérios e petróleo, e ainda com a presença de empresas de Tecnologia da Informação. Um dos atrativos que levam milhares de turistas para o seu território são as belezas naturais, o que inclui a presença de “icebergs”, ou seja, gigantes pedaços que se desprendem das geleiras, vindos da Groenlândia e demais partes do ártico.

A capital da província é St. John’s, que tem aproximadamente 170 mil habitantes e abriga um belo porto. Um rico universo de espécies que não se pode apreciar em todas as partes do território canadense, principalmente quando se fala de pássaros e baleias, complementam o cenário de Newfoundland & Labrador, que tem cada vez mais despertado interesse dos que querem imigrar para o Canadá.

https://youtu.be/j6j1qBYNTU0

Nova Scotia

Atlantic Immigration Pilot Program na Nova Scotia. Quando se fala em multiculturalidade pode-se incluir também a província de Nova Scotia, com seus mais de 943 mil moradores (censo de 2015), que juntos representam cerca de 100 culturas diferentes. Muitos povos já chegaram e partiram nessas terras que possui 7.400 quilômetros de área costeira e muita qualidade de vida para quem escolhe o local como destino.

A capital Halifax está chegando ao número de 400 mil habitantes e o forte setor de serviços representa a maior parte das oportunidades de trabalho para seus moradores e aqueles que pretendem por lá se estabelecer. Outros destaques da economia desta região são as áreas da saúde, o turismo, pesca e serviços financeiros. A abundância de recursos naturais e o custo de vida mais acessível são atrativos.

Curiosidade: entre as atrações turísticas de Nova Scotia está um roteiro que inclui dados e detalhes de como foi o naufrágio do famoso navio Titanic que rendeu um filme de sucesso, e cujo o episódio ocorreu neste território. Ainda fazem parte dos lugares que devem ser visitados na província o “The Maritime Museum of the Atlantic”, “Art Gallery of Nova Scotia”, “Nova Scotia Sport Hall of Fame” e “Halifax Public Gardens”.

Atlantic Immigration Pilot Program na Prince Edward Island

A ilha de Prince Edward Island (PEI) abriga belas praias, diversos movimentos culturais e edifícios históricos. Por lá vivem cerca de 147 mil habitantes (censo 2014) e o seu nome tem origem inglesa, pois foi uma homenagem ao Príncipe Eduardo Augusto, o pai da Rainha Vitória. A capital Charlottetown tem aproximadamente 34 mil habitantes, sendo também a maior cidade deste local cujo inglês é o idioma oficial.

Os setores que movimentam a economia são o turismo, pesca e a agricultura. Um dado importante é que mais de 40% da área da província é tomada por floresta e uma caraterística da região é que o solo é vermelho. Mais uma vez a natureza se destaca nesta parte canadense, sendo o Parque Nacional Prince Edward Island uma das grandes atrações com seus 60 quilômetros de extensão.

Trata-se de um excelente lugar para a prática de atividades ao ar livre, principalmente pelo fato de que não há um frio muito rigoroso, ou um verão extremamente quente. Desta forma, a temperatura oscila em -3 graus nos dias de baixas temperaturas e no verão marca 23 graus e deixa um ambiente agradável.

Se você já vive no Canadá ou está pesquisando a respeito de suas diferentes províncias e territórios, as informações relativas ao crescimento da população são importantes, certo? Recentemente, o Statistics Canada, o departamento do governo federal que é responsável pelas estatísticas do país (equivalente ao IBGE, no Brasil), divulgou parte desses números a partir do relatório do Censo 2016.

Desta forma, é possível entender melhor o movimento de pessoas que está havendo nas diversas regiões canadenses. Isso impacta diretamente em vários fatores da economia, nas ações de planejamento urbano, políticas de imigração, entre outros aspectos. Está curioso para saber mais a respeito do local que você mora ou pretende morar? Confira então a seguir alguns desses dados:

Crescimento do país - A população do Canadá aumentou para pouco mais de 35.151 milhões de habitantes, o que significa que cresceu 5% desde o censo anterior ao de 2016, que foi realizado em 2011, quando eram 33,5 milhões de pessoas. No entanto, esta taxa é menor que a apontada cinco anos antes aos números atuais, quando na ocasião o país vivenciou um aumento de 5,9%.

 

Província de Ontário - esta parte do Canadá é o destino de muita gente, por isso continua sendo a mais populosa do país, com 13,4 milhões de habitantes, o que representa um aumento de 4,6% em relação aos números do ano de 2011. Porém, esta taxa de crescimento de Ontário foi menor se comparado à média nacional de crescimento.

 

Província de Quebec - na parte canadense em que se fala francês e inglês, foi detectado um crescimento de 3,3%, sendo hoje ao todo uma população de 8,2 milhões de pessoas.

 

Província de British Columbia - é a terceira localidade mais populosa do país, com tem 4,6 milhões de habitantes, e sendo Vancouver o destaque como a maior cidade da região.

 

Província de Alberta - atualmente possui cerca de 4,1 milhões de moradores.

 

Província de Manitoba - os números indicaram 1,3 milhão de pessoas na região.

 

Província de Saskatchewan - foi contabilizado 1,1 milhão de habitantes.

Qual foi a província cuja a população mais cresceu?

O Censo 2016 apontou que o ritmo mais rápido de crescimento foi registrado em Alberta (com 11,6%), seguida de Saskatchewan (6,3%) e também Manitoba (5,8%). Vale lembrar que os dados foram coletados em maio do ano passado, o que significa que não foi levada em conta a recente queda econômica de Alberta. Em linhas gerais, dois terços do crescimento de todo o país vieram da imigração, e o restante dos nascimentos registrados.

Quais as províncias que tiveram baixo crescimento?

As quatro províncias do Atlântico registraram o menor crescimento do país, sendo 1,9% contabilizado em Prince Edward Island, apenas 1% em Newfoundland and Labrador e 0,2% na Nova Scotia. Destaque também para a população de New Brunswick que diminuiu 0,5%.

Diante disso, recentemente os governos dessas localidades anunciaram um plano em conjunto para atrair imigrantes, o qual será oficialmente detalhado em março deste ano, mas que já adiantamos algumas informações na matéria “Atlantic Immigration Pilot – Programa de Imigração Canadense”... clique e confira!

Mais dados do Censo

Toronto (em Ontário) continua se destacando com a maior área metropolitana do país com 5,9 milhões de habitantes, sendo que houve um aumentando 6,2% em relação aos dados do censo anterior (2011). A população da região metropolitana de Montreal (Quebec) já chegou aos 4,1 milhões, enquanto a de Vancouver (BC) agora tem de 2,5 milhões de moradores, o que representa um aumento de 6,5%.

A população de Saint John, a maior cidade da província de New Brunswick, caiu 2,2 %, e isso se deu principalmente devido ao fato de que muitos de seus residentes mudaram para outras partes do Canadá.

Entre os municípios com pelo menos 5 mil habitantes, foi Warman, localizado na província de Saskatchewan, que apresentou a taxa de crescimento mais alta desde 2011, com 55,1%.

Fonte: http://www.cbc.ca/news/politics/grenier-2016-census-population-1.3970314

 

 

No post de hoje iremos falar sobre o CELPIP, o teste de inglês 100% canadense. Se o seu alvo é o processo de imigração para o Canadá por intermédio do Express Entry (EE), provar a proficiência no idioma Inglês vale pontos... e muitos. O teste IELTS (International English Language Testing System) é o mais utilizado e popular, pois pode ser realizado em aproximadamente 140 países diferentes. Porém, não é somente esta avaliação que é aceita pelo governo canadense. Para o EE há ainda como opção as notas obtidas no CELPIP, o Canadian Exam Language Proficiency Index Program.

Portanto, ambas as provas são aceitas pelo CIC (Citizenship and Immigration Canada), porém, enquanto o primeiro citado foi elaborado pela Universidade de Cambridge, no Reino Unido, o Celpip é 100% canadense. A sua aplicação é de responsabilidade da Paragon Testing Enterprises, uma subsidiária da Universidade de British Columbia... e hoje vamos falar mais a respeito dele!

Informações importantes e curiosidades do CELPIP

- Uma particularidade desta prova de proficiência é que até recentemente era somente realizada somente dentro do Canadá, porém a pouco tempo foi aberta uma unidade especial para que seja aplicada também em Dubai (Emirados Árabes). Desta forma, começou o processo de internacionalização do CELPIP, o que demonstra o crescimento da procura por este teste.

- Para a pontuação no Express Entry é aceito o “CELPIP General”, ou seja, o “geral”. Atualmente, além dele existe ainda o CELPIP General LS (Listening e Speaking) voltado para quem vai aplicar para o processo de cidadania no Canadá.

- Hoje são mais de 30 locais em que se pode fazer a prova incluindo endereços em Ontário, Alberta, Quebec, British Columbia, Saskatchewan, Manitoba, Nova Scotia, Newfoundland and Labrador, entre outras.

- Até o momento, o CELPIP-General Test não é considerado um teste de língua inglesa designado pelo “Quebec Immigration Office”, ou seja, para quem tem o objetivo de imigrar especificamente para a província de Quebec, pois a localidade possui requisitos de imigração bem específicos.

- De acordo com o site oficial do teste, o idioma aplicado é o Inglês canadense, que representa a variedade de Inglês falado no Canadá. Ainda segundo ele, são considerados elementos de inglês britânico e inglês americano em seu vocabulário, bem como variáveis específicas do Canadá.

- Depois do teste, caso o candidato não concorde com o resultado ele pode solicitar uma nova avaliação de alguns ou todos os componentes de sua prova, no prazo de 6 semanas a contar da data de sua realização. Neste caso, é necessário pagar uma taxa de reavaliação no momento deste pedido. O valor da taxa dependerá de quais componentes da prova você gostaria de ter reavaliado.

Customer Service Japan GIF - Find & Share on GIPHY

Detalhes da prova: “Celpip General”

- As competências que são avaliadas dos candidatos no “CELPIP General” são: Listening, Reading, Writing e Speaking (escuta, leitura, escrita e fala). Esta avaliação pode durar até no máximo três horas.

- Durante o teste o candidato interage somente com o computador, ou seja, não tem um avaliador para fazer perguntas, por exemplo, como ocorre no momento do “speaking” no IELTS. Desta forma, cada pessoa fica em frente a uma máquina no laboratório de informática, com um fone de ouvido, e respondendo a todas as perguntas de múltipla escolha, ouvindo, redigindo e falando diante de determinadas situações apresentadas.

- A avaliação é baseada numa pontuação cuja métrica vai de M (0,1,2) que é considerada a proficiência mínima, e segue até 12 pontos no máximo, que representa um “conhecimento avançado”.

- Depois da realização do CELPIP os resultados são divulgados na internet em oito dias úteis, e posteriormente é enviada uma correspondência com o endereço de cadastro contendo as notas. Por uma taxa extra, é possível obter as notas em menos tempo.

Fique sabendo!

A empresa organizadora do CELPIP disponibiliza em sua página oficial um teste gratuito, que funciona como uma espécie de simulado, para quem se cadastrar online. Também por lá é possível saber mais a respeito dos materiais de estudos existentes, cursos, palestras, bem como realizar a inscrição para uma das unidades de aplicação do teste.

Confira essas e outras informações adicionais no site oficial da empresa responsável, clicando aqui.

E você, já realizou o CELPIP ou o IELTS? Se sim, compartilhe conosco a sua experiência!

O Atlantic Immigration Pilot tem o foco em imigrantes qualificados e estudantes internacionais que querem viver permanentemente em:

Para se candidatar, é necessário ter uma oferta de emprego de um empregador localizado em uma das províncias do Atlântico. Se candidatando como Estudante Internacional (Post-Secondary), o aplicante terá que ter se formado em uma instituição pública em uma dessas províncias.

Serão aceitos 2.000 solicitações a partir de Março de 2017.

 

Quais são os requisitos completos?

O Atlantic Immigration Pilot irá aceitar as solicitações a partir de Março de 2017. O plano piloto tem dois programas para trabalhadores qualificados:

E um programa para estudantes internacionais graduados no Canadá:

A experiência de trabalho, o nível educacional e a oferta de trabalho que serão necessárias irão depender se o candidato se enquadrará como um trabalhador qualificado ou como um Estudante Internacional. Os demais requisitos são os mesmos para ambos.

Experiência de trabalho

Trabalhadores Qualificados

O candidato deverá ter trabalhado pelo menos um ano (1.560 horas no total ou 30 horas por semana) nos últimos três anos. Pode ser em tempo integral, não contínuo, ou a tempo parcial (Part-Time), desde que some, pelo menos, 1.560 horas.

O trabalho deve ser:

- Em uma ocupação (mas pode ser com diferentes empregadores)

- Remunerado (voluntariado ou estágio não remunerados não contam)

- Dentro de um dos NOCs 0, A, B ou C no National Occupational Classification (NOC)

Verifique os requisitos para se certificar de que selecionou o trabalho certo.

A experiência pode ter sido adquirida dentro ou fora do Canadá.

Estudantes Internacionais

Para estes candidatos, não é necessária a comprovação de experiência de trabalho.

Os trabalhadores aplicam como trabalhadores altamente qualificados ou trabalhadores com qualificações intermediárias. Trabalhadores altamente qualificados precisam de um ano de experiência de trabalho High Skill/nível 0, A ou B. Os trabalhadores com qualificação intermediária precisam de um ano de experiência de trabalho nível C. Se o candidato é elegível para aplicar para ambos, aplique como um trabalhador altamente qualificado.

 

Nível Educacional

 

Trabalhadores Qualificados

O candidato deve ter:

- Ensino Médio Completo ou um Curso Post-Secondary (Nível Superior) – Certificate, Diploma ou Degree, provenientes de uma Instituição Canadense;

Ou

- Um Degree, Diploma, Certificate ou Trade/Apprenticeship Education Credential, provenientes de uma Instituição Estrangeira. Neste caso será necessária realizar a Equivalência das Credenciais de Educação Educational Credential Assessment (ECA) report.

A Equivalência deverá mostrar que o seu grau de educação é equivalente ao mesmo emitido por uma Instituição Canadense. O ECA Report deve ter sido emitido há menos de 5 anos até a data do envio dos documentos.

Estudantes Internacionais

O candidato deve ter:

- Um Certificate, Diploma ou Degree (Mínimo de 2 anos) ou Trade/Apprenticeship Education Credential de uma instituição reconhecida e financiada por fundos públicos de uma das províncias do Atlântico;

- Ter sido um Estudante em tempo integral (Full-Time) no Canadá por, pelo menos, dois anos;

- Ter se graduado nos últimos 12 meses, a contar da data da aplicação;

- Ter vivido em uma das províncias do Atlântico por, pelo menos, 16 meses nos últimos 2 anos antes da graduação;

- Ter tido um visto ou autorização necessárias para trabalhar, estudar ou “treinar” no Canadá.

 

Não serão aceitos cursos:

- Onde a metade do programa tenha sido para o estudo de idioma (Francês ou Inglês);

Ou

- Cursos onde o ensino à distância durou mais que a metade do programa de estudo.

Não poderão se candidatar estudantes que possuem bolsa de estudo ou qualquer incentivo os quais obriguem o mesmo a retornarem aos seus países de origem após o término do programa (Exemplo: Ciências sem Fronteiras).

 

Oferta de Trabalho

O candidato deverá ter uma oferta de trabalho que seja:

- De um empregador designado em uma das províncias do Atlântico (New Brunswick, Newfoundland and Labrador, Nova Scotia ou Prince Edward Island)

- Permanente (Não podendo ser trabalho sazonal);

- Revisados pela província (detalhes sobre o processo de endosso estarão disponíveis no início de março de 2017).

A Classificação Nacional de Ocupação (NOC) e a duração da oferta de trabalho dependem da candidatura.

 

As ofertas de emprego para trabalhadores altamente qualificados devem:

- Tipo de habilidade -  nível 0, A ou B;

- Pelo menos um ano.

 

As ofertas de emprego para trabalhadores com qualificações intermédiárias devem:

- Tipo de habilidade  - nível 0, A, B ou C;

- Ser indeterminado (permanente).

 

As ofertas de emprego para Estudantes Internacionais devem:

- Tipo de habilidade - nível 0, A, B ou C;

- Pelo menos um ano.

A sua oferta de trabalho não precisa estar ser na mesma área da experiência de trabalho anterior. No entanto, você precisa atender às exigências para o cargo que esteja sendo oferecido. Os requisitos estão listados no NOC.

O empregador não precisará de um LMIA (Labour Market Impact Assessment). Entre em contato com as províncias para saber quais os empregadores estão contratando por meio deste programa:

 

Idioma

O candidato deve:

- Ter pelo menos um nível quatro (4) de inglês no Canadian Language Benchmarks ou Niveaux de compétence linguistique canadiens em francês, e

- Realizar um dos testes de proficiência  aceitos e que mostre que o candidato possua as habilidades necessárias (speaking, listening, reading e writing).

O teste deverá ter sido realizado há menos de dois anos.

 

Comprovação de fundos

É necessário que o candidato demonstre que ele possui meios financeiros suficientes para sustentar à ele e os seus membros da família após a imigração. A  quantia a ser comprovada dependerá do número de membros na família do candidato, incluindo os membros que não irão imigrar com o candidato naquele momento.

A comprovação financeira não será necessária caso o candidato esteja no Canadá com uma Permissão de Trabalho válida.

 

Settlement Plan

Para ajudar o candidato a se estabelecer no Canadá, você deve ter uma avaliação das necessidades antes da Imigração. Após a avaliação, você receberá um plano, o qual falará:

- Sobre a comunidade onde o candidato vai viver, e

- Onde você poderá obter ajuda para o candidato e a sua família.

Veja mais aqui: http://www.cic.gc.ca/english/immigrate/atlantic/needs.asp

 

Certificado de Aprovação - Endorsement certificate

Os detalhes sobre o processo de endosso estarão disponíveis no início de março de 2017.

 

Fonte Oficial: http://www.cic.gc.ca/english/immigrate/atlantic/eligibility.asp?utm_campaign=Sample%20-%20My%20first%20inbound%20campaign%20in%20HubSpot&utm_source=hs_email&utm_medium=email&utm_content=41559037&_hsenc=p2ANqtz-81MoYRTb6mY9OmimrR8UYhy0aFrq4sURwG98RdkxdAeewvTnxLJ2yQt6g1bn_4FdNgQvlCZBesfVQ61e6PcZurKTigdg&_hsmi=41559037

Texto: Tradução e Adaptação – Deborah Calazans (Immi Canada) – (A cópia e a reprodução deste conteúdo, sem prévia autorização, está proibida)

 

Que tal explorar os fantásticos museus do Canadá? Na lista dos “TOP 10” estão os espaços culturais localizados em British Columbia, Alberta, Newfoundland and Labrador, Quebec e Ontário. O país possui diferentes locais dedicados a contar a sua história, a memória dos povos, as características regionais, os principais fatos, a arte e seus objetos raros.

Toda essa riqueza pode ser apreciada nas distintas cidades das províncias canadenses. Os temas são os mais diferentes possíveis! Para se ter uma ideia da diversidade, em Toronto (Ontário), por exemplo, existe até um museu especialmente dedicado ao sapato, chamado “Bata Shoe”.

Portanto, considerando o ranking elaborado no último ano pelo site de viagens Trip Advisor, que pesquisa e premia os locais a partir da opinião de milhares de viajantes de todo o mundo, nós trouxemos um pouco de informação a respeito de dez museus canadenses. São eles:

Royal BC Museum (Victoria, British Columbia)

O Royal BC Museum Corporation foi fundado em 1886 e em 1894 houve a criação do chamado “Archives” (Arquivos). Em 2003, estas duas organizações se juntaram formando assim o Museu e os Arquivos oficiais da província de British Columbia com objetos, documentos e exemplares da história natural e humana. O espaço traz a memória provincial e busca manter vivo um fórum dinâmico de discussão e reflexão cultural.

Site oficial: http://royalbcmuseum.bc.ca/

https://www.youtube.com/watch?v=qQhK2M_dBxg

Royal Tyrrell Museum (Drumheller, Alberta)

Para aqueles que gostam da pré-história, conhecer o Royal Tyrrell Museum é um passeio imperdível. Trata-se do único museu do Canadá dedicado exclusivamente à ciência da paleontologia. Essa ação começou quando o jovem Joseph Burr Tyrrell entrou para o Serviço Geológico do Canadá em 1881, e entre as suas descobertas está um crânio de dinossauro de 70 milhões de anos de idade, o primeiro de sua espécie já encontrado (em 1884).

As pesquisas prosseguiram desde então, mas o espaço foi aberto oficialmente em 25 de setembro de 1985. Hoje abriga uma das maiores exposições do mundo de dinossauros, e ainda oferece uma variedade de programas educativos. O Museu é de responsabilidade do Governo de Alberta no âmbito do Ministério da Cultura e Turismo, e preserva principalmente o patrimônio fóssil local.

Site oficial: www.tyrrellmuseum.com/

Canadian War Museum (Ottawa, Ontario)

O museu nacional do Canadá que conta a história militar do país é o Canadian War Museum, localizado em Ottawa. O acervo começou por volta de 1880, com uma coleção de armamentos. Em 8 de maio de 2005 houve a abertura oficial do atual espaço, marcando o 60º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial na Europa e também o 125º aniversário do próprio acervo. No total, a coleção é composta por mais de 3 milhões de artefatos e tem recebido cerca de 500 mil visitantes por ano.

Site oficial: http://www.warmuseum.ca/

Royal Ontario Museum (Toronto, Ontario)

O Royal Ontario Museum, o famoso ROM, é considerado um dos principais museus do mundo combinando a história natural com a diversidade cultural. Assim, é possível explorar experiências tanto do mundo da ciência quanto da civilização. Ele foi criado pela assinatura da Lei ROM na legislatura de Ontário em 16 de abril de 1912, e o belo edifício inaugurado em 19 de março de 1914, em Toronto.

Site oficial: http://www.rom.on.ca/en

Art Gallery of Ontario (Toronto, Ontario)

Fundada em 1900 por um grupo de cidadãos da iniciativa privada, a Galeria de Arte de Ontário (The AGO) é um dos maiores museus de arte da América do Norte.  Este espaço localizado em Toronto, conta hoje com mais de 90 mil obras em seu acervo, sendo um número superior a 4 mil obras disponíveis para exibição pública. Ao longo do ano são realizados também muitos eventos especiais (como a festa do vídeo acima), com participação de artistas canadenses e internacionais. Em 2008 foi concluída a sua obra de expansão e hoje o projeto arquitetônico de Frank Gehry se transformou numa atração à parte, que é sucesso entre os visitantes de todas as idades.

Site oficial: https://www.ago.net/

Prime Berth Fishing Museum (Twillingate, Newfoundland and Labrador)

Este museu é especial para as pessoas que gostam do universo da pesca. A criação do Prime Berth Fishing Museum se deu a partir do sonho do capitão David Boyd que resolveu fazer uma homenagem a sua família formada por muitos pescadores. Hoje é um centro de estudo de pesca e embarcações privado, com diversas atrações, passeios, atividades e comercialização de produtos para pescadores.

Site oficial: http://www.primeberth.com/

Stones'n Bones Museum (Sarnia, Ontario)

No Stones'n Bones Museum de Ontário, é possível conferir os dois andares que abrigam mais de 6 mil objetivos. São fósseis, borboletas, pedras preciosas, tubarões, ferramentas dos nativos canadenses, entre muitas outras atrações. Há também uma loja que vende joias feitas com pedras preciosas, artesanatos, artigos de couro e as famosas “lembrancinhas” que contam um pouco da história canadense.

Site oficial: http://www.stonesnbones.ca/

Museum of Anthropology (Vancouver, British Columbia)

O Museu de Antropologia é de responsabilidade da Universidade de British Columbia e conta com coleções de diferentes artistas, centros de pesquisas, grupos de ensino, programas públicos e projetos com a comunidade. Ele também é destaque por sua grandiosa obra que foi projetada pelo arquiteto canadense Arthur Erickson. O local foi inaugurado em 1976, com uma ampla estrutura de concreto e vidro. Este museu possui um acervo arqueológico de pedras, madeiras, cerâmicas, sendo mais de 46 mil objetos que também podem ser vistos na coleção online.

Site oficial: http://moa.ubc.ca/

Montreal Museum of Fine Arts / Musee des Beaux-Arts (Montreal, Quebec)

A história do Museu de Belas Artes de Montreal teve início em 1860 com a Fundação da Associação de Arte de Montreal (AAM), por colecionadores de arte local. A partir daí o tempo se encarregou de incríveis transformações nesta trajetória, fazendo com que atualmente o público possa conferir este espaço cultural, que cresce cada vez mais: em novembro de 2016 será entregue uma nova e moderna área. Há diferentes pavilhões com distintas temáticas e uma série de quadros, esculturas e demais objetos de arte.

Site oficial: https://www.mbam.qc.ca/

Canadian Children's Museum (Gatineau, Quebec)

Este museu tem a criança como preocupação central e foi aberto em 29 de junho de 1989, sendo parte do “Canadian Museum of History”. Ele nasceu com o objetivo de ampliar as experiências culturais do público infantil, proporcionando um espaço criativo e de interatividade. É uma oportunidade de conhecer a história do mundo a partir de instalações, adereços, figurinos, diferentes materiais e recursos.

Site oficial: http://www.historymuseum.ca/visit/childrens-museum/

 

 

Empréstimos estudantis provinciais em Newfoundland and Labrador são oficialmente uma coisa do passado.

A partir de sábado, esses empréstimos foram substituídos por bolsas de estudo oferecidas pelo Governo de NL.

Newfoundland and Labrador é a primeira província a eliminar completamente seu sistema de empréstimo estudantis.

Defensores estudantis tem incentivado durante anos as mudanças.

"Quando os alunos se formam com dívidas, eles são menos propensos a começar uma família, comprar uma casa, comprar um carro, iniciar um pequeno negócio", disse Travis Perry, o presidente provincial da Federação dos Estudantes Canadenses.

Travis Perry diz que os estudantes estão lutando por um sistema de subsídios não reembolsáveis ​​há anos.

"Com essas mudanças os alunos estarão mais propensos a sair da Universidade e contribuir significativamente para a economia."

O governo gastou $12,6 milhões de dólares este ano implementando a iniciativa, e vai gastar um total de $50.6 milhões de dólares no programa até 2019.

São esperados que cerca de 7.000 estudantes sejam elegíveis para o novo financiamento.

Perry diz que é um passo à frente - mas ainda há mais trabalho a ser feito, com a próxima eleição provincial neste Outono.

Travis complementa dizendo que empréstimos estudantis provinciais só cobrem 40% da assistência financeira dos alunos. Ajuda financeira federal ainda mantem o modelo de empréstimo com juros.

Fonte Oficial: http://www.cbc.ca/news/canada/newfoundland-labrador/provincial-student-loans-now-replaced-with-grants-in-n-l-1.3177298

Hoje, o último artigo da série sobre imigração de estudantes através das províncias canadenses explica como funciona o Newfoundland and Labrador Provincial Nominee Program (NLPNP). Mas antes de seguirmos com informações sobre oprograma, você sabe onde está localizada esta província?

Newfoundland and Labrador, cuja capital é St. John’s, fica no extremo leste canadense, banhada pelo Oceano Atlântico. A província reúne mais de 500 mil habitantes, cuja maioria vive na ilha (Newfoundland) — não na porção continental (Labrador). A cultura local é resultado das heranças britânica, irlandesa, francesa e aborígene). Diz-se que lá você encontrará uma variedade de inglês falado maior do que em qualquer outra parte do mundo. Eles criaram, inclusive, o Dicionário de Inglês de Newfoundland.

Se você se interessou pela região, saiba que a categoria International Graduate do NLPNP foi criada especialmente para receber estudantes estrangeiros que tenham concluído os estudos em instituição de ensino superior credenciada pelo governo canadense. Você deve ter feito faculdade de dois anos em período integral ou especialização de um ano (caso esse curso seja voltado a quem já tem prévio curso superior, mesmo fora do Canadá). Para ser elegível à nomeação à residência permanente, você precisa se candidatar no prazo máximo de dois anos de sua graduação e provar que deseja fixar residência em Newfoundland and Labrador.

Como estrangeiro graduado no Canadá, você poderá trilhar seus passos rumo à imigração se tiver oferta de trabalho em sua área de estudo, em tempo integral e numa empresa localizada na província. Você deve, portanto, ter as qualificações necessárias para a vaga em questão, inclusive estar habilitado a trabalhar legalmente no país, por meio do Post-Graduation Work Permit (PGWP), que é emitido pelo governo federal.

Para que você se qualifique para o NLPNP, o salário a ser recebido no trabalho obtido deve ser condizente com o padrão estabelecido para sua ocupação na província. Você também terá que comprovar fundos suficientes para se estabelecer financeiramente. Além disso, a vaga deve indicar a possibilidade de evolução profissional. E tem mais: se você completar seus estudos numa instituição canadense fora de Newfoundland and Labrador, pode ser exigido que, antes de se candidatar ao NLPNP, você trabalhe pelo menos um ano em sua área de estudo.

Um dos critérios importantes para cumprir as exigências do programa é demonstrar capacidade de usar inglês ou francês no trabalho. Sua proficiência deve ser atestada por declaração juramentada de seu empregador ou documentos relacionados a sua educação. Mas se você trabalhar em função listada nos níveis C ou D do National Occupational Classification (NOC), você deverá comprovar suas habilidades através de um desses exames : International English Language Testing System (IELTS), Canadian English Language Proficiency Index Program (Celpip) ou Test d’Évaluation de Français.

Interessado em outras províncias? Nas últimas semanas, publicamos artigos sobre todas aquelas que aceitam imigração de estudantes: British Columbia, Ontário, Manitoba , Alberta, Saskatchewan e Nova Scotia . Leia a série completa e descubra onde terá mais chances. Boa sorte!

Fonte: http://www.nlpnp.ca/student.html

Grupo 1
CONTATO
contact@immi-canada.com
VANCOUVER: +1 (604) 684-0530
Redes sociais
Caminho 139
magnifier