Os dentistas que quiserem exercer a profissão no Canadá devem ter uma licença geral ou de especialidade para a prática odontológica. Assim como outras profissões, o registro odontológico também varia de acordo com a província ou território e possui uma autoridade reguladora, que estabelece regras e requisitos para o licenciamento de profissionais dentro de sua jurisdição. Especialistas têm formação adicional e uma licença separada. Dentro da odontologia, há nove especialidades reconhecidas no país: a saúde pública dental; endodontia, cirurgia oral e maxilo-facial; medicina oral e patologia; radiologia oral e maxilofacial; ortodontia e ortopedia dentofacial; odontopediatria; periodontia, e protético. Em Ontário há uma especialidade a mais: anestesiologia dental.

Antes de entrar no Canadá

Para facilitar o processo de chegada ao Canadá, use o  Planning to Work in Canada? workbook e o Working in Canada Tool. Assim é mais fácil encontrar as informações necessárias e desenvolver o plano de procura de emprego.

A Odontologia requer habilidades de linguagem avançados em leitura, escrita e conversação. Será preciso provar as habilidades em Inglês ou Francês.

É essencial para conseguir o registro em qualquer província ou território, a apresentação de cópias oficiais do grau de escolaridade devidamente traduzidas em inglês ou francês.

Cada província e território canadense exige que você preencha o formulário “Certificate of Standing” que está disponível na maioria dos sites dos órgãos reguladores ou a partir deles diretamente. O formulário deve ser reconhecido pelo órgão de registro do país de formação ou pelo Ministério da Saúde. Caso o órgão ou Ministério não reconheça o formulário, mas forneça uma “carta de recomendação”, esta deve ser validada pelo órgão de registro canadense.

Dentro da odontologia, há nove especialidades reconhecidas no Canadá

Dentro da odontologia, há nove especialidades reconhecidas no Canadá

Tornando-se um dentista no Canadá

Sua aplicação inicial para os processos de avaliação, incluindo a verificação de documentos, podem ser enviados online para  National Dental Examining Board of Canada (NDEB) e pode ser iniciado antes de se mudar para o Canadá. É possível realizar a aplicação diretamente com o NDEB para o exame nacional se a formação dentária ocorreu em:

  • Estados Unidos ou Austrália a partir de 31 de março de 2010
  • Nova Zelândia a partir de 14 de dezembro de 2011
  • Irlanda a partir de 05 de dezembro de 2012.

Todos os outros candidatos são considerados “internacionalmente treinados” e devem seguir os processos específicos a serem licenciados. A avaliação de suas habilidades é, na maioria das vezes, feita no Canadá. O NDEB recentemente conduziu a avaliação de conhecimentos fundamentais na Grã-Bretanha e pode oferecê-lo em outros locais.

Registro Geral

A certificação pelo NDEB é obrigatória. Em Quebec, por exemplo, o dentista tem três anos para atender a exigência do idioma obrigatório para proficiência em francês.

Se o programa para exercer a profissão não for concluído, é necessário completar o Processo de Equivalência do NDEB ou o programa de qualificação de dois anos. Estes dois caminhos são o único meio pelo qual é possível passar para os exames finais do NDEB.

Antes de solicitar o Processo de Equivalência do NDEB, é recomendado usar o NDEB-developed self-assessment tool, composto por 100 questões de múltipla escolha para ajudar a testar a capacidade de concluir com êxito a avaliação dos conhecimentos fundamentais.

O NDEB é composto por três avaliações, além dos processos de verificação de documentos:

  1. Avaliação do Conhecimento Fundamental (provas escritas em um dia);
  2. Avaliação de Habilidades Clínicas (realizados em manequins em dois dias);
  3. Avaliação clínica (três exames em um dia).

Os candidatos que concluírem com êxito apenas o primeiro passo, mas não forem bem sucedidos na segunda e/ou terceira etapa podem se inscrever para um programa de qualificação ou para um programa de graduação em uma universidade canadense ou americana. Estes programas geralmente tem duração de dois anos são caros. Mesmo que uma universidade canadense ou americana tenha um programa de odontologia, ela pode não ter um programa de qualificação, por isso é importante pesquisar a cidade de destino.

Depois de passar nos exames do NDEB, é possível dar entrada na licença, podendo haver requisitos adicionais.

Certificado de especialidade e licenciamento

Os especialistas dentais também devem obter uma licença. Os candidatos que não tiverem concluído um programa de especialidade canadense ou americano credenciado devem completar o processo de avaliação. O primeiro passo nesse processo é passar pelo Dental Specialty Core Knowledge Examination (DSCKE), que é administrado pelo NDEB. O cumprimento dos requisitos básicos não é uma garantia para admissão nos programas.

O  Royal College of Dentists of Canada   administra o Exame Nacional de Especialidades Odontológicas (NDSE) que é necessário para o licenciamento como um especialista. Cada especialidade tem um exame.

Encontrando um emprego

Muitas vezes Dentistas precisam ter habilidades de negócios avançadas, bem como recursos financeiros para estabelecer e manter a prática por conta própria. As associações provinciais ou territoriais podem ser capazes de direcionar o profissional, bem como serviços para dentistas e profissionais de saúde associados. Ocupações alternativas que estão relacionadas à odontologia também devem ser opção durante o processo de licenciamento, como por exemplo, técnico dental ou assistente de dentista. 

Órgãos reguladores provinciais e territoriais:

Dúvidas? Entre em contato conosco: [email protected]

Fonte: http://www.cic.gc.ca/english/resources/publications/ofs/dentist.asp

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.

Deborah Calazans

Deborah Calazans, Graduada e Pós-graduada em Jornalismo, é membro da equipe da Immi Canada desde 2013 e atualmente atua como a Gerente Geral dos escritórios da Empresa no Brasil, sendo responsável por todo acompanhamento nos processos dos Vistos de Residência Temporária.