Canadá: Gosta de sapatos? Você tem que saber disso!

Sapato é uma paixão para muitas pessoas, não é mesmo? Agora imagine você em meio a um museu com centenas de pares! Com salto, rasteirinha, feito de couro, gigante, para criança, que pertenceu a famosos… tem sapatos para todos os gostos no Bata Shoe Museum, em Toronto (província de Ontário). Este espaço conta 4.500 anos de história deste importante item que as pessoas utilizam para proteger – e embelezar –  os pés.

Além dos sapatos, que são as estrelas, é possível ainda conferir diversos artigos e também informações relacionadas a este universo. O prédio de cinco andares, possui mais de 3600 m2 e por si só já é uma atração à parte. Trata-se de uma obra do premiado arquiteto Raymond Moriyama, do Canadá. No espaço há galerias com exposições permanentes e outras temporárias, fazendo com que ao longo do ano sempre tenha novidades para os visitantes.

bata-shoe

História: quando tudo começou…

A ideia deste museu nasceu a partir da coleção formada pela arquiteta suíça Sonja Bata. Desde os anos 40, a cada viagem ela trazia em sua bagagem muitos modelos de sapatos, de diferentes partes do mundo, desde o simples até os mais sofisticados e inusitados. Neste período, Sonja tinha ligação familiar com a indústria de calçados e aliado aos diversos exemplares que formava o seu acervo particular, conseguia já contar muita história e guardava peças interessantes e até mesmo inusitadas.

Mas como guardar tantos pares? Com o passar do tempo, o número de aquisições foi crescendo e a partir desse questionamento, no ano de 1979, a família Bata então decidiu criar a Bata Shoe Museum Foundation. Com isso, houve inclusive a possibilidade de realizar o financiamento de diversas frentes de pesquisas relacionadas ao tema, bem como as viagens para se estudar as tradições, rituais e processos de fabricação de sapatos em diferentes localidades.

As culturas primitivas e o hábito de povos do Canadá, Alasca, Lapônia e Sibéria, dos países da Ásia e da Europa (apenas para citar alguns exemplos), foram retratados por intermédio do que era usado nos pés. Eis que foram descobertas realidades similares e diferentes, bem como uma infinidade de materiais utilizados sendo desde de palha e couro, até tecidos mais nobres e o ouro!

O resultado desse gigantesco banco de dados passou a estar em publicações acadêmicas, com abordagens inclusive no campo da arte. E exatamente no dia 6 de maio de 1995, o museu Bata Shoe se tornou realidade e foi inaugurado bem na Bloor Street West, no coração de Toronto. Todos os anos, centenas de visitantes passam pelo espaço e podem ter acesso a este acervo, assim como informações constantemente atualizadas a respeito do tema.

Celebridades

No Bata Shoe há sapatos que foram usados por famosos como, por exemplo, um belo par de salto alto vermelho que pertenceu a atriz Marylin Monroe. É possível ver os chinelos usados por Dalai Lama e até as botas de um astronauta do projeto Apollo.

Um dos itens mais caros é o sapato do músico John Lennon (The Beatles), e os nomes de celebridades continuam com Elizabeth Taylor, Justin Bieber, e até um exemplo daquelas botas plataformas utilizadas pelos integrantes da banda de rock Kiss, entre outros.

Fique sabendo!

– Ao todo o museu conta com 13 mil itens, considerando não somente os sapatos, mas também todos os produtos relacionados a este universo (inclusive imagens e roupas), com mais de mil peças em exposição, o acervo é capaz de contar os fatos mais importantes da história da humanidade;

 

– Para criar o conceito do prédio que hoje abriga o museu, o arquiteto canadense Raymond Moriyama teve como inspiração uma caixa de sapato, e conseguiu conceber um belo edifício com andares dinâmicos, bem iluminados, inclusive utilizando vidro e texturas;

 

– Se você gosta de sempre comprar uma “lembrancinha” dos lugares visitados, não deixe de conferir o BSM Museum Shop, que está localizado bem na entrada do Bata Shoe. Desta forma irá encontrar vários itens relacionados a sapatos, como livros, chaveiros, camisetas, entre outros;

 

– Todas as quintas-feiras, entre às 17 e 20 horas, o visitante paga quanto quiser na entrada do museu para visitar o acervo principal;

 

– Quem quiser conhecer o Bata Shoe em grupo e contar ainda com uma visita guiada, é preciso fazer uma reserva com pelo menos duas semanas de antecedência, por intermédio do telefone (416) 979-7799 ramal 242.

 

Está em Toronto? Faça uma visita!

O Bata Shoe Museum (Museu do Sapato) está localizado no número 327 da Bloor Street West, no centro de Toronto, e fica aberto de segunda-feira a sábado das 10 às 17, sendo que na quinta-feira o período aumenta até às 20 horas; já no domingo a visita ocorre entre meio-dia e 17 horas.

Para saber mais informações sobre o museu, inclusive o preço da entrada atualizado, os feriados em que está fechado e as exposições do momento, basta clicar aqui.

 

 

 

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.

Monica

Muito prazer! Eis aqui uma jornalista que ama viajar, conhecer novas pessoas e compartilhar experiências: vivendo e aprendendo, sempre. A primeira conexão São Paulo - Toronto ocorreu em maio de 2014.