Na semana passada o governo canadense divulgou uma ótima notícia para quem pretende aplicar para o Atlantic Immigration Pilot (AIP) ou já está em terras canadenses e foi por este programa de imigração: agora o cônjuge do aplicante principal, que possui um work permit válido, poderá aplicar para um Open Work Permit (OWP), que é um visto de trabalho, sem restrições.

O Immigration, Refugees and Citizienship Canada divulgou a boa notícia por meio de um comunicado oficial à imprensa no site do departamento de imigração (para acessar o texto original, clique aqui). O objetivo, segundo o órgão, é melhorar a qualidade de vida dos imigrantes qualificados e de suas famílias, além de ajudar no foco do programa, que é fazer com que os trabalhadores permaneçam nos territórios das províncias pertencentes ao Atlântico: Nova Scotia, New Brunswick, Newfoundland and Labrador e Prince Edward Island.

Anteriormente, somente esposas ou maridos de imigrantes qualificados como National Occupational Classification (NOC) 0 ou A, trabalhando em ocupações de gerentes, médicos ou arquitetos, por exemplo, poderiam aplicar para o OWP. Com a mudança, a região percebeu a importância de dar aos parceiros a chance e oportunidade de entrar no mercado de trabalho e permite, agora, que profissões nos outros NOC’s, como profissionais da indústria alimentícia e motoristas de caminhão, também solicitem o visto de trabalho aberto para o cônjuge.

O secretário do Ministério da Imigração, Refugiados e Cidadania, Matt DeCourcey declarou que “uma boa qualidade de vida para os recém-chegados que vieram trabalhar aqui pelo Atlantic Immigration Pilot é fundamental para que eles, juntamente com as famílias, obtenham êxito e sucesso, além de garantir que, desta forma, façam das províncias do Atlântico seus lares”.

visto de trabalho

*As regiões pertencentes às províncias do Atlântico estão constantemente em busca de imigrantes qualificados. Clique aqui e saiba mais a respeito.

Imigrando para a região do Atlântico

O AIP é um programa de imigração que busca trazer imigrantes qualificados e estudantes internacionais para suprir as demandas econômicas e de mão de obra do mercado das regiões que fazem parte do Canadá Atlântico, constituindo-se de uma parceria entre o governo federal e os provinciais de cada uma das localidades.

Basicamente, o processo permite que empresas canadenses contratem candidatos estrangeiros qualificados para ocupar vagas que não foram preenchidas por profissionais locais, devido a falta de especializados para as posições. A aplicação é para os que possuem uma oferta de trabalho permanente e full-time de uma empresa canadense da região, sendo que a inscrição para o processo deve ser feita por meio postal, preenchendo formulários e enviando documentos. Para participar, a província deve estar vinculada ao programa, para conceder o visto de trabalho e o candidato, depois de aprovado, recebe o visto de residência permanente para viver no país.

visto de trabalho

A contratação é feita por meio de três maneiras, todas elas realizadas por empregadores cadastrados previamente no AIP:

– Atlantic High Skilled Program: o processo é destinado a candidatos que trabalharam em cargos de gestão ou trabalho qualificado, tanto no Canadá como no exterior, pelo período mínimo de um ano. Além disso, é exigido ensino médio canadense ou equivalência do diploma, se o mesmo for do exterior;

– Atlantic Intermediate Skilled Program: este programa é destinado a profissionais com capacitação intermediária, porém específica, que consigam comprovar experiência de trabalho de pelo menos um ano, no Canadá ou no exterior. Também é necessário apresentar diploma de ensino médio canadense ou equivalência;

– Atlantic International Graduate Program: já esta maneira é para os profissionais com formação, diploma ou credencial de uma instituição pública de uma das regiões do Atlântico, e que viveram na localidade por pelo menos 16 meses nos dois anos anteriores a conclusão de sua formação.

Além das exigências citadas, os três programas possuem algumas regras em comum. É necessária uma certificação do idioma, inglês ou francês, com um mínimo de CLB 4 ou superior; proof of funds, que garantem que a família consegue se manter no país com recursos próprios; e, por fim, caso o aplicante tenha concluído a formação acadêmica fora do Canadá, deve fazer equivalência acadêmica.

visto de trabalho

*Para saber mais a respeito do processo de imigração Atlantic Immigration Pilot, clique aqui.

O processo, assim como qualquer programa de imigração do país, é cheio de detalhes. Durante o procedimento é altamente recomendado que se tenha o acompanhamento e assessoria de um consultor de imigração especializado. A equipe da Immi Canada oferece este serviço e está pronta para auxiliar durante todo o caminho. Para mais informações acesse www.immi-canada.com/ ou mande um email para contact@immi-canada.com.

Fonte: https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/news/2019/05/new-atlantic-immigration-pilot-change-will-help-newcomers-feel-at-home.html.

Fabíola Cottet

Comentários Facebook