Quando começamos a sonhar em morar em terras canadenses, invariavelmente nos deparamos com o processo de imigração do Express Entry Canadá (EE). E, em todos os casos, muitas dúvidas surgem, tudo é novo e desconhecido, pois as famílias e indivíduos trilham caminhos nunca antes desbravados.  Pensando nisto, desenvolvemos este artigo com várias informações importantes que qualquer candidato precisa saber antes de aplicar para o EE.

Primeiramente, como já mencionamos aqui diversas vezes, a ajuda de um profissional é de extrema importância e pode ser crucial para o êxito na conquista do objetivo. São diversos detalhes e cada caso é bastante individual e único, pois eles devem ser analisados e enquadrados na melhor forma de imigração de acordo com o perfil pessoal de cada um ou da família. A Immi Canadá oferece toda a ajuda necessária, desde a consulta inicial até a assessoria para todo o processo. Para mais informações clique aqui ou mande um email para [email protected].

O que é o Express Entry

O processo foi implantado em 2015, é regulamentado e oferecido pelo Governement of Canada, e nada mais é do que a unificação de vários processos, que antes era feitos de maneira separada e individual. Ele inclui o Federal Skilled Worker Program, o Federal Skilled Trades Program e o Canadian Experience Class. Além disso, o ranking do EE também serve de base para alguns dos programas provinciais de imigração. Ele também é, sem sombra de dúvidas, o meio que traz mais imigrantes ao país. Além disso, termina por ser a maneira mais rápida, menos complicada e dispendiosa de ir morar no Canadá.

Como ele funciona

Basicamente ele é baseado em um ranking e um pool que são um sistema de pontuação, incluindo várias exigências e categorias, que chega ao máximo de 1200 pontos. Quanto maior é o número que o aplicante atingir, mais chances ele tem de receber a Invitation to Apply (ITA).

Quem pode aplicar

Todas as pessoas que cumprirem os requisitos do governo canadense. São eles:

  • Experiência comprovada e qualificada em uma das profissões em demanda pelo país;
  • Proficiência em inglês ou francês (se tiver os dois terá mais chances ainda);
  • Formação acadêmica;
  • Provar capacidade financeira.

Veja quais são as profissões requisitadas no link: http://www.cic.gc.ca/english/immigrate/skilled/noc.asp.

Recentemente o Citizienship and Immigration Canada (CIC), que é o departamento de imigração canadense, acrescentou pontos importantes que podem melhorar a pontuação de quem tem proficiência em inglês e francês, ou tem irmãos morando no país como residentes permanentes ou cidadãos.

Como funciona o sistema de ranking

A pontuação do Express Entry, como já dito acima, pode chegar ao número máximo de 1200. Basicamente, são levados alguns itens principais em consideração, que vamos explicar abaixo.

  • Idade: soma no máximo 100 pontos, caso o aplicante principal tenha entre 20 e 29 anos de idade, depois perde-se cinco pontos a cada ano que passa, chegando aos 45 ou mais, os pontos zeram;
  • Nível de escolaridade: varia conforme os diplomas e graduação;
  • Proficiência na língua: calculada com base na nota de teste internacional de inglês ou francês para mais informações sobre os exames, clique aqui;
  • Experiência de trabalho canadense: tempo trabalhado na área de atuação no Canadá;
  • Cônjuge: atinge no máximo 40 pontos, que são baseados em escolaridade, proficiência no idioma e experiência de trabalho canadense;
  • Combinações 1: caso o candidato tenha uma alta nota no teste de inglês ou francês, somado a um diploma de pós-graduação, recebe mais 50 pontos. O mesmo acontece combinando a pós-graduação com experiência na área no Canadá, o que acrescenta mais 50 pontos.
  • Combinações 2: nota maior do que sete na questão da linguagem (medida pela Canadian Language Benchmark – CLB) e experiência de trabalho estrangeira na área,  o aplicante recebe 50 pontos adicionais. A mesma pontuação a mais se ele trabalhar no Canadá na profissão de atuação e também em países estrangeiros. Porém aqui o máximo só pode chegar aos 50 pontos;
  • Irmão ou irmã vivendo como residente ou cidadão no país: 15 pontos;
  • Habilidades no francês: máximo de 30 pontos;
  • Graduação ou pós-graduação feita em solo canadense: 30 pontos;
  • Ter uma Labour Market Impact Assessment (LMIA): até 200 pontos;
  • Possuir nomeação provincial: 600 pontos.

As especificações detalhadas de cada categoria se encontram no site do CIC neste link: http://www.cic.gc.ca/english/express-entry/grid-crs.asp.

Como aplicar

O processo de aplicação é relativamente simples, começando por criar um perfil dentro do site, após isso preencher um teste de elegibilidade. Na sequência completar os formulários e aguardar a próxima chamada da imigração canadense. É mandatório que o candidato já tenha em mãos o resultado do teste de inglês, alguns documentos como passaporte e o reconhecimento do diploma por uma instituição canadense certificada (saiba como fazer isso clicando aqui).

express entry canada

Tempo e próximos passos

Segundo o tempo de processamento do site do governo, o andamento leva seis meses e, a princípio, existe pelo menos uma chamada mensal de candidatos. Após receber a ITA o aplicante tem 90 dias para enviar os documentos que provem os dados inseridos na aplicação, tudo isso de maneira online. Depois é só aguardar o Permanent Resident (PR) e embarcar para a nova jornada.

Para checar o tempo de cada processo acesse o link: http://www.cic.gc.ca/english/information/times/index.asp.

Para mais informações a respeito do processo acesse os links abaixo:

https://www.immi-canada.com/express-entry-duvidas-frequentes-2/

https://www.immi-canada.com/ielts-e-celpip-os-testes-de-ingles-para-o-express-entry/

https://www.immi-canada.com/express-entry-aplicar-formularios/

Fonte: www.cic.org.ca

Fabíola Cottet

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.

Fabiola Cottet