Você é um profissional qualificado da área de Tecnologia da Informação (TI) e quer imigrar para o Canadá? Então fique atento, pois o país vêm, desde junho de 2017, facilitando a entrada de profissionais de TI para suprir a alta demanda local. Prova disso é a notícia divulgada pela Bloomberg recentemente, (clique aqui para ver a matéria completa), onde um brasileiro, que cumpria as qualificações da vaga ofertada pela empresa ThinkData Works Inc., foi contratado e o processo todo de visto levou menos de 10 dias úteis.

Com este artigo estamos também entrando em uma área pouco abordada quando falamos em imigração, que é a dos trabalhadores que já saem do país de origem com emprego garantido no Canadá, o que é o sonho e o mundo ideal de todos que querem imigrar. Porém, como também já abordamos, as chances de isso acontecer são bem menores do que quando você está em solo canadense. No entanto, este programa rápido de vistos e os dados do governo canadense não mentem: não é impossível conseguir um emprego no Canadá estando ainda no Brasil, principalmente para profissionais de TI.

A empresa ThinkData Works Inc., que possui sede em Toronto é uma grande companhia de processamento de dados, contratou um engenheiro de software do Brasil, através do programa rápido de vistos. Segundo a matéria da agência de notícias, o diretor do negócio, Bryan Smith, declarou que o processamento do visto levou menos tempo do que o prazo de 10 dias úteis, estipulado pelo governo canadense.

E a notícia é ainda melhor, pois o trabalhador brasileiro se junta ao número de dois mil profissionais já contratados por meio desta categoria, entre os meses de junho e setembro deste ano. Ahmed Hussein, ministro da imigração do Canadá, declarou que a criação deste programa veio de uma necessidade dos empresários, que não tinham profissionais suficientes para suprir a mão de obra e precisavam disso com urgência. Ele ainda ressaltou que a categoria está sendo mais bem sucedida do que previam.

Destes dois mil novos empregados, quase a metade são de origem indiana, 988, para sermos exatos (veja o gráfico abaixo). O segundo lugar fica com a China, o terceiro com a França e, na quarta posição, temos o Brasil, que já tem 75 profissionais de TI no Canadá por meio do programa.

O programa

O Global Talent Stream, da categoria Temporary Foreign Worker (TFW), foi uma iniciativa do governo para diminuir o tempo de processamento do visto de trabalho para duas semanas. Este prazo inclui o visto de Open Work Permit do cônjuge e também de estudo para os filhos.

Outro ponto a se mencionar é que o candidato não paga nada. A companhia deve pagar o valor de mil dólares canadenses ao governo para cada posição que deseja contratar. Além disso, as empresas devem trabalhar em conjunto com o departamento de emprego e desenvolvimento social canadense, para elaborar o Labour Market Benefits Plan (LMBP), que nada mais é que um plano que esboça os objetivos da empresa e que a mesma se compromete em apresentar resultados positivos no mercado de trabalho interno.

As companhias também devem mostrar que tentaram buscar profissionais no mercado interno, ou seja, dentro do país. Além disso, o ambiente de trabalho deve ser igualitário e seguro, sendo que as empresas se comprometem a pagar o trabalhador de acordo com a experiência e qualificações dele, da mesma forma que pagaria a um canadense, sem redução de salário pelo fato de ser imigrante. As instituições também são fiscalizadas pelo governo após a contratação, para que o país possa se certificar de que as regras estão sendo cumpridas.

profissionais de ti

Candidatos

A área responsável pela imigração dividiu os candidatos aptos a participar do programa em duas categorias. A primeira delas é a Categoria A, que diz respeito aos parceiros do Employment and Social Development Canada (EDSC). Os candidatos devem ser indicados por estes órgãos e seus critérios para a nomeação são um conhecimento avançado da indústria, diploma e especialização na área requerida pelo empregador ou cinco anos de experiência na função. O salário para estes profissionais gira em torno de CAD $100 mil por ano ou mais. As instituições que possuem autonomia para indicação são:

  • Atlantic Canada Opportunities Agency
  • BC Tech Association
  • Business Development Bank of Canada
  • Canadian Economic Development for Quebec Regions
  • Communitech Corporation
  • Council of Canadian Innovators
  • Federal Economic Development Agency for Southern Ontario
  • Global Affairs Canada’s Trade Commissioner Service
  • Government of Alberta, Alberta Labour
  • Government of Manitoba, Manitoba Education and Training
  • Government of Prince Edward Island, Island Investment Development Inc.
  • ICT Association of Manitoba (ICTAM)
  • Government of Saskatchewan, Ministry of the Economy
  • Innovation, Science and Economic Development Canada – Accelerated Growth Service
  • Invest Ottawa
  • MaRS Discovery District
  • National Research Council – Industrial Research Assistance Program (NRC-IRAP)
  • Ontario Ministry of Citizenship and Immigration
  • Ontario Ministry of Economic Development and Growth
  • Privy Council Office, Special Projects Team
  • Vancouver Economic Commission
  • Venn Innovation

A Categoria B é selecionada com base em uma lista de profissões (veja tabela abaixo), que inclui diversas áreas da tecnologia. Nesta modalidade, a empresa procura recursos de trabalhadores estrangeiros e eles devem estar enquadrados nos NOCs mencionados na figura.

profissionais de TI

Por fim, é importante ressaltar que as empresas devem se cadastrar no programa. Veja o artigo que escrevemos quando o processo foi lançado, com informações completas a respeito no link www.immi-canada.com/global-talent-stream-contratacao-de-estrangeiros-mais-simples/.

Fontes:

www.bloomberg.com/news/articles/2017-12-18/as-trump-snubs-high-tech-visas-trudeau-s-new-program-takes-off

www.canada.ca/en/employment-social-development/services/foreign-workers/global-talent/requirements.html

Fabíola Cottet

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.