Grupo 1
Grupo 1

Imigrar para o Canadá como profissional autônomo

No primeiro trimestre de 2022, a Imigração Canadense (IRCC) recebeu mais de 108 mil novos residentes permanentes no Canadá vindos de todas as partes do mundo. Esse número faz parte da meta revelada no começo do ano pelo ministro da imigração, Sean Fraser, que almeja receber 147 mil novos imigrantes no primeiro quarto deste ano.

Hoje nós vamos conhecer a história de 3 desses novos residentes permanentes no Canadá, que fazem parte dessa estatística revelada pelo governo. A família mineira do Ricardo, Thais e do pequeno Theo, donos do perfil @uaicanada, recém-chegados no Canadá e que irão compartilhar um pouco das primeiras impressões sobre o país.

Apesar de só terem desembarcado no mês de Abril de 2022, eles já estavam prontos para encarar essa jornada desde Agosto de 2020, quando as aplicações foram aprovadas. No entanto, todos os empecilhos, contratempos e impossibilidades causadas pela pandemia fez com que a família tivesse que adiar a viagem.

O casal mineiro é uma dupla de educadores físicos apaixonados pela dança. E foi através da dança que o casal iniciou o longo plano Canadá em Outubro de 2018. Thais era professora de Educação Física escolar e Ricardo formado e pós-graduado em Educação Física escolar, no entanto dedica a carreira como professor de dança de salão internacional.

“Aplicamos como Self Employed através da dança.”. 

E com a pandemia em alta, aeroportos fechados, e medidas restritivas adotadas no mundo, o casal teve bastante tempo desde a aprovação do processo imigratório até o dia da viagem. 

“A pandemia atrapalhou muito. Recebemos o guia de ‘Welcome to Canada’ em Janeiro junto com os exames médicos. Em março começou a pandemia. Ficamos presos no Brasil os 2 anos seguintes!”.

Esse lockdown acabou sendo uma fase de treinamento para a vida canadense que estava por vir. Nessa fase de transição, o casal até compartilhou moradia com a sogra como conta Ricardo: 

“Tivemos bastante tempo para planejar, devido ao processo ser mais longo. Vendemos o apartamento, Thaís pediu demissão do trabalho. Porém a pandemia atrapalhou tudo e tivemos que morar com as nossas mães durante longos 2 anos. O que ajudou MUITO na nossa aproximação, compreensão, resiliência como casal e como família. Aprendemos a aceitar muitas adversidades e lidar melhor com as frustrações ao longo do processo de espera. No final da penúltima semana vendemos o carro.”.

Família e amigos reunidos no aeroporto

A ideia de imigrar para o Canadá, veio após uma visita exploratória feita por Ricardo com o objetivo de estudar inglês no país em 2017. O casal já tinha explorado alguns países, mas foi Vancouver que a família escolheu como lar. E eles descrevem essas primeiras impressões ao chegar:

“Já tínhamos experiência de viagem internacional, então o Canadá não foi muito diferente do que esperávamos. Mas ainda assim, Thaís estudou e se preparou para essa mudança.  Com relação ao frio, já havíamos vivenciado temperaturas baixas, porém viver em temperaturas baixas é diferente. Preparar a cabeça para viver longos períodos é uma coisa que estamos fazendo.”.

Ricardo, Thaís e Theo

E eles não vieram sozinho, o pequeno Theo de 6 anos de idade, também embarcou nas aventuras na neve. Para facilitar a adaptação do filho e organizar sua rotina, o casal começou a preparação para tudo que a criança fosse precisar durante o período de lockdown na casa da sogra.

“ Pesquisamos bastante e assistimos muitos vídeos de perfis com filhos no Canadá. Isso ajudou muito. Com relação à escola, nós pesquisamos ainda no Brasil qual seria a escola do Theo. Entramos em contato, enviamos todos os papéis pedidos por eles e o Theo foi confirmado como aluno ainda no Brasil. Olhamos o site da escola, vimos a grade de horário e os vídeos da escola no Twitter. Nos apaixonamos por tudo, e ainda no Brasil. Inclusive fizemos todo o percurso do nosso apartamento até a escola pelo street view mais de 1 vez.”.

Outro fator que o casal organizou ainda no Brasil foi a questão do trabalho. Ambos desembarcaram no Canadá com oportunidade de trabalho garantida. Eles não iniciaram sua trajetória na área de formação, eles se preparam durante esse tempo de espera para as novas funções. Ricardo pode contar com ajuda da cunhada, que já residia em Vancouver, como ele conta:

“Em 2021, Thaís começou a fazer cursos na área de TI, e no final de 2021 começou a trabalhar em uma empresa Canadense como Web Developer. Ela arrumou emprego ainda no Brasil. Isso ajudou TUDO! Conseguimos alugar apartamento e escola do Theo. Eu já tinha uma proposta, através do noivo da irmã da Thais. Ele trabalha aqui como Soldador e quando estávamos no Brasil ele conversou com o chefe dele e conseguiu uma vaga na empresa pra mim. Eu fiz um curso de solda no Brasil para me qualificar melhor para a vaga. Fiz também cursos de operador de máquinas, pensando em diversificar as possibilidades de emprego por aqui.”.

No momento eles estão em fase de adaptação às novas culturas, clima, rotina e estilo de vida. A família planeja explorar bastante todas as opções de passeios e cultura que a província de British Columbia oferece e com tempo ir conhecendo todas as partes do Canadá.

Toda essa rotina da família é contada e documentada através de fotos e vídeos pelo canal no youtube ‘Uai Canadá', onde também há conteúdo no instagram com o objetivo de se aproximarem daqueles amigos e familiares que ficaram no Brasil sanando um pouco da saudade:

“No YouTube a ideia é contar de forma mais detalhada alguns episódios específicos. Além de ajudar e incentivar outras pessoas a acreditarem nos seus sonhos. Sonhamos 5 anos com o Canadá e o sonho finalmente virou realidade. Mostrar a importância do planejamento e perseverança. Contar como foi nosso processo e como serão nossos passeios. Fizemos vídeos de Belo Horizonte também, para as pessoas conhecerem nossas origens. O YouTube funciona como um registro fixo de pontos importantes da nossa vida. Desde o Brasil até nossa vida no Canadá.”.

Portanto, para acompanhar essa família mineira no Canadá, basta procurar nas redes sociais pelo @uaicanada e se divertir e torcer por Ricardo, Thais e Theo nessa nova vida como residentes permanentes no país.

E caso você deseje mais informações sobre como imigrar para o Canadá sendo profissional autônomo (self employed), entre em contato com nossa equipe e agende uma consulta com nossa consultora de imigração licenciada pelo RCIC. Como eles mesmo pontuaram, é de extrema importância ter um planejamento consistente.

Nosso contato é: contact@immi-canada.com ou pelas redes sociais @immicanada

E se liga, no dia 26 de Abril de 2022, iremos realizar uma LIVE com a participação da família Uai Canadá. O bate-papo vai rolar a partir das 4pm (Vancouver), 7pm (Toronto) e 8pm (Brasília) no instagram da Immi Canada (@immicanada)

Veja como levar seu PET para o Canadá

O Canadá é um dos países mais procurados do mundo no quesito imigração, por diversos motivos. Atualmente, são mais de 80 processos de imigração que podem atender a todos os perfis e idades.

Com sua população majoritariamente composta de imigrantes de todos os cantos do mundo, o país recebe por ano uma enorme quantidade de novos residentes, sendo temporários ou permanentes, que escolhem viver no país com toda a família. E para muitos, os animais de estimação também fazem parte da família e também são incluídos no processo de imigração.

É possível sim incluir seu pet no seu plano Canadá, e para isso é preciso seguir algumas etapas específicas que envolvem regras das companhias aéreas, documentação necessária emitida pelo Ministério da Agricultura, o cartão de vacinação, além das medidas específicas nas bolsas de transporte. 

E quando essa mudança de vida inclui dois cachorrinhos e um bebê? Esse é o caso da Jessica Baeza, de 29 anos, original de Mauá, em São Paulo, que chegou na província de Ontario em novembro de 2021 com mala, cunha e muitas bolsas para seus 3 filhotes. 

Estabelecendo o Plano Canadá

O plano de viver no Canadá surgiu após ela ter realizado um intercâmbio, sozinha, em 2013 na cidade de Vancouver. No entanto, somente em 2019 - após o nascimento da primeira filha - que ela e o esposo decidiram se mudar em definitivo, pegando todos os familiares e amigos de surpresa, afinal a filha tinha acabado de nascer, e ambos tinham uma vida estável no Brasil.

Com um plano estabelecido, Jessica pontua que a única questão que os fariam desistir do Canadá seria se os cachorros não pudessem acompanhar a viagem. E ai começou a aventura para se mudar de país. O plano estabelecido entre Jessica e Natã (seu esposo) estabelecia que ele iria realizar uma pós-graduação e ela teria uma permissão aberta de trabalho (open work permit). Ainda no Brasil, o casal resolveu fazer a viagem separados, isso porque a filha do casal ainda estava atendendo ao ano letivo na creche. Com isso, Natã viajou primeiro para o Canadá, no mês de agosto, e Jéssica iria na sequência, no mês de novembro.

O plano foi estabelecido também para dar tempo de conseguir reservar o voo que pudesse embarcar os dois cachorros. Segundo as regras de viagem para pets na companhia aéra (Air Canada), determina que só podem ser transportados 4 animais em um voo. Quando o animal de estimação - dentro da bolsa de viagem - pesa até 10 kg, é permitido que ele viaje na cabine, posicionado embaixo do assento do passageiro. Segundo as regras, só é permitido um animal por passageiro. Mas como a filha já tinha completado 2 anos de idade, já é obrigatório que a criança tenha seu próprio assento. Dessa forma, foi possível garantir a viagem dos dois cachorros.

Foi preciso comprar uma bolsa de transporte que fosse de acordo com as regras emitidas pela cia aérea. A taxa por animal é de 100 dólares canadenses. Também foi preciso cumprir uma série de regras estabelecidas no Brasil e no Canadá.

Regras para transportar um animal de estimação na aeronave

Para transportar um animal de estimação em uma viagem internacional, será preciso emitir um documento chamado o CVI (Certificado Veterinário Internacional). Esse documento é fornecido pelo Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

Para conseguir o documento, é necessário agendar uma consulta no órgão que fica nos aeroportos internacionais, levando: 

- Atestado veterinário do pet (validade de dez dias);

- Carteira de vacinação;

- Requerimento para Fiscalização de Animais de Companhia;

É importante que a entrevista com o órgão seja realizada em uma data próxima a viagem, pois o documento tem validade de dez dias. 

O atestado de saúde deve conter dados completos do proprietário (com endereço no Brasil), dados completos do animal, dados de vacinação, datado no dia do exame clínico, assinado em azul e carimbado pelo Médico Veterinário atendendo os requisitos para o Canadá, emitido dentro dos 10 dias antes do embarque. Uma vez enviado a solicitação de

emissão de CVI para a ferramenta, pode demorar até 72 horas, se a documentação estiver correta e ainda deve-se obter a chancela física em uma Unidade VIGIAGRO, portanto, se previna e calcule que a solicitação de emissão seja o quanto antes possível.

O médico veterinário deve se assegurar que o animal está com a vacina antirrábica em dia, mas os dados da imunização deverão ser anexados à parte.

O comprovante de vacinação deve conter os dados completos do proprietário e do animal, dados da vacina (data de aplicação e data do reforço necessário, nome da vacina, fabricante, validade vacina e lote). Portanto, se for usada carteirinha de vacina, deve ser anexada a frente e o verso. A vacina de raiva tem validade de acordo com fabricante e país de origem. 

Certificado Online

A ferramenta de e-CVI (Certificado Veterinário Internacional eletrônico) possibilita ao usuário a solicitação do mesmo e anexação de documentos comprobatórios necessários à certificação. Trata-se de um canal oficial de comunicação com o Serviço Público Federal.

As exigências para o Canadá podem ser verificadas no link específico para Canadá:

https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/vigilancia-agropecuaria/animais-estimacao/sair-dobrasil/canada-site-mapa-word-fev-20.pdf

O site para cidadão solicitar a emissão do e-CVI: https://www.gov.br/pt-br/servicos/viajar-para-outro-pais-com-seu-cao-ou-gato

Bolsa de Transporte

Cada companhia aérea terá sua própria especificação para as medidas aceitas nas bolsas de transporte, tanto para quem vai levar o animal na cabine, como para aqueles que  embarcarem um cachorro de porte médio ou grande, na área de bagagens da aeronave. 

Importante ressaltar que somente animais acima de 12 semanas de idade, e completamente desmamados, são permitidos embarcarem. 

Também é recomendado olhar qual aeronave (Boeing) que realizará a viagem, pois as especificações para as bolsas de transporte podem ser diferentes. Veja abaixo as especificações da Air Canada:

Comportamento dos animais durante o voo

Como Jessica iria realizar a viagem com uma criança e dois cachorros sozinha, ela optou por escolher um voo noturno que fosse direto, sem escala. A veterinária dos pets recomendou usar alguns fitoterápicos calmantes para que a viagem fosse tranquila. Porém, ela optou por dar umas gotinhas do remédio ‘dramin’, o que garantiu que ambos dormissem relaxados durante as dez horas de voo.

Gastos para viajar com os pet no avião

Resumo da experiência

Jessica conta que se preparou bastante para a viagem com os três. Ela avisou a companhia no Brasil que iria precisar de auxílio com o transporte dos três, pois ela não estava viajando com um carrinho de bebê no qual sua filha pudesse se locomover no aeroporto. 

A companhia aérea, ainda no Brasil, cedeu uma cadeira de rodas, na qual Jéssica foi sentada com a filha e os cachorrinhos no colo, sendo auxiliada pelos funcionários. Já no aeroporto do Canadá, em Toronto, ainda em época de pandemia e com restrições, houve uma falta de suporte da companhia aérea. O que a salvou foi o apoio de outros brasileiros que estavam no mesmo voo e puderam auxiliá-la durante todos os processos de desembarque no país (imigração, vigilância sanitária e bagagens)..

Mas ela é bem enfática ao dizer que “nunca mais” viajaria sozinha com os cachorros e a filha, mas não se arrepende de nada. A única dica que ela deixa, para alguém que possa estar na mesma situação, é levar o carrinho da bebê como auxílio. Pois assim seria possível posicionar a criança, e um dos animais no compartimento inferior do carrinho, facilitando sua locomoção dentro dos aeroportos, para que as questões burocráticas fossem mais tranquilas, tendo em vista que faltou um suporte no Canadá, devido ao período de pandemia e todas as restrições que estavam em vigor.

Se você deseja imigrar ou visitar o Canadá, entre em contato com nossa equipe.Nosso email é: contact@immi-canada.com

O Immigration, Refugees and Citizienship Canada (IRCC) divulgou recentemente a quantidade de pessoas que foram ao Canadá para estudar em 2018 e, mais uma vez, o território bateu um recorde. No dia 31 de dezembro de 2018 haviam 572.415 estudantes internacionais no país. O número representa um crescimento de 16% em relação a 2017.

Nos 12 meses de 2017, a quantidade de moradores cuja o objetivo era o estudo no território aumentou 20%, se comparado ao ano de 2016. A presidente da Canadian Bureau for International Education (CBIE), Larissa Bezo, declarou que “os novos dados do IRCC demonstram claramente a atração contínua das terras canadenses como destino de estudo e aperfeiçoamento. A pesquisa revelou que os alunos escolhem o Canadá pela qualidade do sistema educacional e nossa reputação como um país seguro e tolerante”. A profissional ainda ressaltou que estas qualidades são extremamente importantes no momento, visto a realidade de outros países, tanto nos âmbitos sociais, econômicos, como políticos.

O estudo também mostrou que 96% dos alunos que passam pelos estudos nas terras do True North recomendariam o país aos familiares e amigos. Outro dado interessante do relatório é que houve uma mudança no principal país de origem dos alunos. Em uma constante curva de crescimento a Índia superou a China como local que mais envia estudantes ao território canadense. Em 2018 foram 172.625 indianos estudando em universidades e colleges, representando um aumento de 40% em relação a 2017. A China ficou em segundo lugar, com 142.985 mil alunos chineses que escolheram o Canadá, aumentando apenas 2%. Esses dois países dominam o ranking, visto que o terceiro lugar cresceu 5% comparado ao ano anterior, a Coreia do Sul, porém a número de pessoas é de 24.195.

Os números são de estudantes que possuíam visto e permissão para o curso, ou seja, programas com duração de mais de seis meses. A quantidade absoluta de estudantes internacionais cursando um pós-secundário, em 2018, saltou 17% quando comparado a 2017: cerca de 435,5 mil alunos no ano passado, contra 370,9 do período anterior.

estudantes internacionais

Falando em números de crescimento, um dos mais impressionantes é que desde o ano 2000 até 2018 o salto de estudantes internacionais foi de 467%. O governo canadense ainda declarou que quer ir além e investir ainda mais em divulgação em outros países e também melhorando, cada vez mais, a qualidade da educação.

O relatório não mostra somente as pessoas que foram estudar no país, mas também o quanto os estudantes injetaram na economia: em 2016, foram 15,5 bilhões, gerando mais de 170 mil empregos, o que representou um impacto maior que a exportação de peças de carros, aeronaves e madeira.

O Brasil ficou em sétimo lugar, atrás da Índia, China, Coreia do Sul, França, Vietnã e Estados Unidos, somando quase 12 mil alunos em 2018.

*Para saber mais sobre como estudar no país com a melhor qualidade de vida do mundo acesse o artigo completo que fizemos com dúvidas frequentes neste link e também clicando aqui.

Imigrar pelos estudos

Fazer uma pós-graduação no Canadá não faz somente com que você eleve seu nível educacional e tenha no currículo um diferencial de aperfeiçoamento em um dos melhores países do mundo, mas também abre portas para uma futura imigração, contando pontos a mais para o principal programa de imigração econômica federal, o Express Entry. Além disso, estudar em uma das províncias faz com que o mercado de trabalho o veja com outros olhos na busca de emprego e permite diversas oportunidades de imigração por processos provinciais e outras formas de obter a sonhada Permanent Resident (PR).

As instituições de ensino canadenses são reconhecidas mundialmente e apresentam cursos ótimos tanto na parte teórica, para quem pretende seguir uma carreira voltada à pesquisa ou ao mundo acadêmico, quanto na prática, mais direcionada ao mercado de trabalho.

estudantes internacionais

Para um estudante internacional ser aceito em um college ou university canadense, ele precisa cumprir alguns pré-requisitos que são exigidos pelas instituições. Elencamos abaixo os mais comuns, que são pedidos por praticamente todos os cursos da lista de Designated Learning Insitutions (DLI) (aceitas pelo governo canadense na hora de imigrar). Dependendo da pós-graduação, as exigências podem variar. Portanto é indicado o contato, primeiramente, com a universidade ou college em questão.


Vistos e imigração

Após a escolha da instituição e qual pós-graduação no Canadá, é momento de aplicar para os vistos. O aplicante principal, que opta por um curso em período integral, por mais de seis meses, em uma das DLI, deve solicitar o visto de estudo que dá direito a permissão de trabalho de até 20h semanais, part-time, durante o ano letivo e 40h por semana (trabalho full-time) no período de férias.

Para ter este visto, além de ser aceito no college ou universidade, o estudante precisa demonstrar ao governo canadense que terá fundos suficientes para arcar com o estudo e sustento durante o período em que estiver no país (clique aqui para mais informações), apresentar histórico criminal de onde vive, completar a etapa dos exames médicos e, por fim, convencer o oficial de imigração que não deseja permanecer ilegalmente no país após o término do programa estudantil.

estudantes internacionais

Caso a aplicação seja para família, o cônjuge do aplicante principal que vai estudar tem o direito de receber o Open Work Permit (OWP), que é a permissão de trabalho aberta em tempo integral e full-time, que geralmente tem validade pelo mesmo tempo do visto de estudos. É importante ressaltar que este OWP não é automático, é necessário realizar a aplicação.

Como já falamos por aqui, imigrar não é um processo simples e barato. Leva tempo, persistência, planejamento e requer uma reserva financeira (veja mais a respeito disso clicando aqui e também neste link). Porém, fazer uma pós-graduação no Canadá é um ganho que, além de enriquecer o currículo, pode ajudar muito no processo de obtenção de residência permanente. A nossa parceira na área de estudos, 3RA Intercâmbio, pode ajudar com toda a parte de educação e solicitação de vistos. Após isso, realizamos o processo de imigração. Entre em contato conosco pelos e-mails info@3ra.ca ou contact@immi-canada.com.

Fontes: https://cbie.ca/another-record-year-for-canadian-international-education/;

https://open.canada.ca/data/en/dataset/90115b00-f9b8-49e8-afa3-b4cff8facaee.

Fabíola Cottet

Saiba como alugar um imóvel no Canadá depois do visto aprovado. Esta é a hora de se organizar para o embarque e para tão esperada “mudança para o Canadá”. Entretanto, depois de ter os documentos de viagens e passagens garantidos, o newcomer, como é conhecido todo recém-chegado ao país, vai precisar se lançar em um novo desafio: a busca da moradia no novo país.

E esse assunto envolve diversas dúvidas, pois para quem ainda está no Brasil, fica mais difícil entender exatamente como funciona o mercado imobiliário no Canadá. Quais são as regras, exigências, preços, melhores áreas, espaço do imóvel, processo de locação, além do desafio de encontrar o endereço que atenda todas as suas necessidades.

Cada perfil vai exigir uma demanda de imóvel específica. Um casal com filhos, por exemplo, pode procurar por locações com mais cômodos, um estudante que venha sozinho pode optar por compartilhar um imóvel com outra pessoa, um casal solteiro pode se identificar com o estilo Studio (mais conhecido como ktinet no Brasil), e muitos outros fatores determinantes na hora da escolha do imóvel.

Para te ajudar a entender de uma vez por todas como funciona o mercado imobiliário no Canadá, nós preparamos este conteúdo com informações valiosas para que você possa compreender como funciona este processo no país.

Primeiro passo:

O primeiro passo para a locação de um imóvel, começa com a coleta de documentos necessários para apresentação na hora de assinar um contrato ou oferta de aluguel.

O proprietário do imóvel, ou a imobiliária responsável pela administração, de forma geral pedem a comprovação documentada que o aplicante possui renda, vínculo empregatício, uma boa referência, histórico de crédito no país e entender que a pessoa vai se comprometer a zelar pelo imóvel. As exigências podem variar conforme o tipo de imóvel, tipo de contrato de aluguel e quanto ao perfil do proprietário ou empresa administradora do imóvel.

O histórico de crédito é uma pontuação que você passa a acumular conforme realiza transações de compra, gastos nos cartões de crédito canadense, pagamento de seus compromissos financeiros entre outras questões do seu comportamento financeiro que podem influenciar na definição da sua capacidade de crédito pelas instituições financeiras do Canadá.

De forma geral, esse histórico é construído com o tempo de residência no país, conforme você vai realizando transações bancárias, pagando contas (luz, água, cartão de crédito etc). Contas pagas em dia, faz com que a sua pontuação se mantenha alta. Atrasos ou negligência, podem diminuir a sua pontuação.

Nós já detalhamos em nosso blog, como construir um histórico de crédito no Canadá, para acessar esse conteúdo clique aqui.

O que fazer quando se é um recém-chegado no país?

Para comprovação de renda, alguns imóveis podem aceitar sua comprovação financeira do seu país de origem.

Em casos mais comuns, de forma geral, é exigido que o novo inquilino pague pelo menos 2 aluguéis adiantados para entrar no imóvel, um corresponde ao primeiro e outro corresponde ao último aluguel do contrato. Os aluguéis costumam iniciar com contratos de um ano, renováveis conforme o desejo do inquilino após a data de vencimento do contrato.

Com toda documentação pronta, agora é hora de escolher a região que você deseja morar.

Caso você necessite de ajuda para conseguir um imóvel ainda no Brasil, indicamos o serviço da empresa parceira Bed 4 Student.

Escolhendo a região:

A escolha do bairro/região que você deseja morar é muito importante na hora de tomar uma decisão, por diversos fatores que precisam ser levados em consideração.

Família com filhos em idade escolar: O governo canadense entende que a melhor escola do seu filho é aquela que se encontra nas redondezas da sua residência. Você não escolhe a escola que seu filho irá estudar, o governo direciona seu filho para uma escola levando em consideração, principalmente, o seu endereço. Portanto, se você tem preferência por uma escola específica, é preciso estar atento a essa regra para garantir que conseguirá matricular o seu filho na instituição de ensino desejada.

Para saber mais sobre educação infantil no Canadá, acesse esse link.

Se você não pretende ter veículo próprio logo que chegar, ou usar o carro para as suas atividades do dia a dia, também é preciso levar em consideração se a região possui serviços que facilitem a sua rotina como: facilidade de acesso ao transporte público, mercado, comércio, segurança, proximidade com o trabalho ou lazer. A escolha do lar precisa combinar com as suas prioridades individuais ou da sua família.

Uma dica bem legal para saber como são os serviços na região que você vai morar, é utilizar o site Walk Score. Neste site você digita o endereço exato do imóvel e ele aponta como está a disponibilidade de transporte e serviços para sua região. O site estabelece uma pontuação máxima de 100 pontos para localidades mais bem abastecidas e consideradas convenientes pela acessibilidade. Vale consultar para não ficar em dúvida quanto a estes aspectos.

O orçamento disponível também é um fator a ser considerado, já que cada bairro terá um valor de aluguel distinto.

Buscando um imóvel:

Não é uma regra, mas o comum é que os anúncios sejam publicados com pelo menos 45 - 30 dias de antecedência da data de disponibilidade do imóvel para a entrada do novo inquilino.

Caso você se interesse por um determinado imóvel, você fará um agendamento de visitação, podendo disputar o interesse com outras pessoas também, que inclusive podem estar visitando o apartamento ao mesmo tempo que você.

Por isso, o fator tempo deve ser levado em consideração na procura por um imóvel. Para garantir que você possa visitar e escolher um imóvel que melhor se adeque ao seu perfil e ao seu orçamento, é importante planejar e começar as buscas com pelo menos 1 mês de antecedência da data que você deseja mudar.

Não é muito comum uma pessoa visitar um apartamento e conseguir uma data de mudança nos dias seguintes. Geralmente, os contratos são programados para começar sempre no primeiro dia do mês. Mas há exceções, e a pessoa vai precisar contar com o fator sorte se desejar mudar de imediato.

Existem alguns sites mais conhecidos no Canadá para buscar por um imóvel, sendo os mais populares: Facebook Marketplace, Rentals, Realtor, PadMapper, entre outros.

Mas é importante ficar atento à veracidade dos anúncios. Como dica, sugerimos que não adiantem pagamento para aluguel de imóveis que não visitaram ou não tem proposta formal estabelecida. O mercado online é muito bom para dar uma ideia de preço, condições do imóvel e até para um primeiro contato, mas também pode esconder algumas pegadinhas. Cheque sempre as referências do responsável pelo anúncio para evitar qualquer surpresa indesejável.

Você também pode contar com um auxílio de um corretor regulamentado. Quando isso acontece este serviço não costuma ser remunerado para que o profissional busque o imóvel e agende as visitas para você. Porém, alguns exigem que você assine com eles um contrato de exclusividade, onde somente eles poderão fazer ofertas para imóveis em seu nome e representar as suas propostas de aluguel. Ambas as partes precisam cumprir as condições deste contrato, se for assinado.

O corretor normalmente é remunerado pelo proprietário ou responsável pelo aluguel do imóvel quando você decide alugar. Por isso, contar com essa ajuda profissional pode ser de grande auxílio nesta fase. Mas fique atento, é importante ter certeza da idoneidade do profissional e buscar referências com alguém que já tenha usado os seus serviços antes de decidir por sua contratação.

Uma curiosidade sobre a visitação de um imóvel: Pode ser que você visite um imóvel com os moradores ainda vivendo dentro do local. Essa prática é considerada normal no país, afinal, as pessoas costumam cumprir o contrato até o último dia permitido. Nestes casos, normalmente o responsável pela visitação ao local pede que você não registre fotos ou toque nos pertences pessoais do atual morador.

Assinatura de contrato:

Por que o primeiro passo na hora de procurar um local para morar é garantir os documentos necessários para locação?

Isso acontece pois durante a visitação, caso haja o interesse de alugar aquele imóvel, a pessoa já pode preencher a proposta formal de locação, que se aceita irá resultar no contrato. Nessa, já será pedido o contato de referências e outros dados como o valor que você vai ofertar para o aluguel (isso mesmo! O imóvel é anunciado com um valor, mas você pode fazer oferta de valores acima ou abaixo do que foi anunciado, mas saiba que este será um dos critérios para o locador levar a sua proposta em consideração). Você também determina o prazo que o locador tem para responder a sua oferta, mas caso ele aceite o que você formalizou, o contrato é considerado válido e ambas as partes precisam honrá-lo desde então.

Por isso é importante ter em mãos as informações e documentos que mencionamos no dia da sua visitação, pois se você gostar do imóvel e tiver a oportunidade de já fazer a sua oferta, suas chances de conseguir o imóvel desejado serão maiores.

Caso você visite um apartamento, e não tenha esses dados em mãos, a sua chance de sucesso na locação diminui, pois se um outro candidato estiver melhor preparado, pode ser que ela tenha preferência na análise da oferta.

Os contratos podem ter um período de carência de 3 meses, 6 meses, 1 ano ou 2 anos. Em alguns casos específicos, existe a opção de contratos de locação feitos mensalmente. No entanto, essa opção se torna mais comum após 1 ano de contrato entre as duas partes interessadas.

Não deixe de checar aspectos importantes das regras do imóvel antes de fazer uma oferta. Veja se o imóvel ou o condomínio aceita fumantes, se aceita animais, se permite que você hospede pessoas por determinado período de tempo, se possui garagem e se você pode colocar sua churrasqueira na varanda. Todas essas questões são exemplos de restrições que podem ser impostas no contrato.

Contrato aprovado:

Após análise da sua oferta, se esta for aceita pelo responsável pelo imóvel você deve receber uma cópia do contrato assinado e agendar a vistoria de entrega das chaves.

Existem também outros tipos de imóveis como os rental buildings, por exemplo. Nestes imóveis você costuma preencher um cadastro prévio para que os responsáveis façam uma análise do seu perfil, considerando fatores como referências e histórico de crédito, por exemplo. Se aprovado este cadastro, você deve ser chamado para assinar o contrato de locação e agendar sua vistoria.

Após a efetivação do contrato, será necessário efetuar o pagamento do security deposit (depósito de segurança), o que seria o pagamento ‘caução’ no Brasil. Esse pagamento é uma garantia que você está assegurando e confirmando seu interesse no imóvel. O valor cobrado pode variar de acordo com as exigências de cada locador.

Esse depósito é devolvido no final do contrato. No entanto, ao deixar o imóvel será feita uma vistoria e se for constatada alguma avaria, o valor correspondente ao seu reparo será descontado do depósito de segurança.

Em alguns contratos, o valor do aluguel já pode também incluir algumas utilities (seriam serviços que costumamos pagar separado no Brasil). Isso quer dizer que no valor pago mensalmente, já estejam inclusas as despesas de água, luz, aquecimento ou estacionamento, por exemplo.

Também é obrigatório que todo imóvel seja entregue ao locatário com condições imediatas de habitação. Isso quer dizer que você já deve encontrar no local, fogão, geladeira, armários e, em alguns casos, até as máquinas de lavar e secar roupa, lavadoura de louças e microondas, esses últimos não são considerados itens obrigatórios, mas você deve checar o que já consta como disponível em seu contrato. Os banheiros também precisam estar em plenas condições de uso com armário, chuveiro e/ou banheira e vaso sanitário com acento.

Para entender melhor quais são as regras estabelecidas, ao alugar a sua moradia no Canadá, basta acessar essa matéria que publicamos em nosso blog.

Imóveis Pet friendly:

Não são todos os imóveis que aceitam animais de estimação dentro do condomínio. Será preciso fazer uma pesquisa filtrando apenas os imóveis chamados de pet friendly.

As regras variam muito de província para província, mas no geral os imóveis aceitam o máximo de 2 animais (cachorro e/ou gato) por unidade. Em alguns casos só será permitido animais de porte pequeno. Tem alguns prédios que aceitam gatos mas não aceitam cachorros, por exemplo.

A verdade é que nem todos os imóveis são considerados pet friendly no Canadá. É preciso uma busca mais específica, o que pode dificultar um pouco o seu planejamento de escolha de bairro ou até mesmo condomínio.

Se o imóvel aceitar animais de estimação, será preciso pagar uma taxa chamada de pet deposit (depósito animal). Esse valor cobrado, costuma ser metade do valor total do aluguel mensal e deve ser pago na assinatura de contrato de locação do imóvel, junto com o pagamento do depósito de segurança.

Esse depósito também é devolvido ao final do contrato. No entanto, caso aconteça algum dano ao imóvel que seja causado pelo animal, o valor do reparo será descontado desse depósito.

Em geral, os imóveis pet friendly possuem um valor de aluguel um pouco mais alto, comparando com um imóvel que não aceita animais.

Tipos de residência:

Existem 5 tipos de imóveis populares no Canadá. O studio ou bachelor (mais conhecido como kitinet no Brasil), os apartamentos, townhouse, as casas e os basements.

Veja abaixo as principais diferenças entre eles:

Studios ou bachelor:

O imóvel é projetado de forma que não há paredes que dividem os ambientes no local, com exceção da área do banheiro e algumas vezes a cozinha. Costuma ter o valor de locação mais barato, por ter um espaço menor e integrado.

Apartamentos:

Um prédio pode ter apartamentos com 1, 2, 3, até 5 quartos (ou até mais). O tamanho do imóvel varia muito e muitos prédios chegam ater mais de 8 plantas de apartamentos diferentes. Pode ou não ter uma varanda. Não necessariamente a cozinha será um ambiente separado dos outros cômodos, pois é bastante popular prédio com cozinhas no estilo “americano” onde existe uma abertura direta para a sala.

Townhouses:

As townhouses são uma combinação de apartamento com casas. Olhando de fora, você classifica como se fosse uma casa, porém, elas formam um condomínio, uma ao lado da outra. Podendo ou não ter mais de um andar. A estrutura é toda feita como uma casa, porém costuma estar integrada a uma estrutura de condomínio e pode contar com uma área aberta no terraço ou no quintal. O valor de locação é mais em conta que uma casa. Você vai pagar para morar em uma casa, porém com vizinhos de porta ou andar.

Casas:

O valor para locação de uma casa no Canadá normalmente é mais alto do que um apartamento ou townhouse. Porém, a área habitável costuma ser maior e oferece mais privacidade e liberdade de uso do espaço. Mas é preciso levar em consideração também o investimento em manutenção, pois diferente das outras opções citadas acima, quando se aluga uma casa fora de uma estrutura de condomínio (o que é mais comum), você não terá um zelador que em geral faz as tarefas de limpeza e manutenção dos espaços externos. Tudo ficará sob sua responsabilidade. O fator localidade também é importante ser levado em consideração no planejamento de quem deseja viver em uma casa, pois não é em todo bairro que existe uma área habitacional de casas.

Basement:

Muitas famílias possuem nas suas casa o basement, que no Brasil conhecemos como porão. Entretanto, nos imóveis canadenses essas estruturas costumam ser bem equipadas, podendo contar com mais de um quarto, entrada completamente separada da casa principal, cozinha completa, banheiro e toda as condições desejadas em uma casa. A estrutura do basement vai variar de imóvel para imóvel, assim como o preço da sua locação. Porém, os aluguéis de basement costumam ser bem mais baratos do que de qualquer outro imóvel de mesmo tamanho. Além disso, os locatários também podem ser bem mais flexíveis nas condições para o aluguel.

Caso você venha para o Canadá com o status de estudante, e deseje avaliar a opção de aluguel de moradias para estudantes em casas de famílias locais, conhecidas como homestay, acesse esse nosso conteúdo para obter mais dicas para o seu planejamento.

O que é o Sublet?

Não é muito comum no Brasil, mas no Canadá existe – em alguns casos – a opção de você transferir o seu contrato de aluguel. Isso significa que você está autorizado a passar o seu contrato adiante, antes do fim, para uma segunda pessoa.

Dessa forma, esse novo inquilino se responsabiliza em cumprir aquele contrato em vigência até o final, podendo renovar o contrato futuramente, com a transferência do novo contrato para o seu nome.

Não são todos os prédios e/ou residências que aceitam essa condição. E também é importante ressaltar, que não há garantias para a pessoa que aceita finalizar um contrato de aluguel, pois na prática, o contrato não estará em seu nome ainda, o que não garante direitos legais sob aquele imóvel.

O sublet só é possível com prévia autorização do proprietário, ou da imobiliária responsável por administrar o imóvel.

Cuidado com os golpes:

O número de golpes relacionado a locação de imóvel não é alarmante, porém é uma realidade.

Ao procurar por um imóvel, você pode acabar encontrando uma opção incrível, com um valor imperdível. O anúncio vem com fotos do imóvel e com dados de contato da pessoa que está alugando.

Em geral, a história para iludir os interessados é sempre a mesma. A pessoa teve algum compromisso emergencial fora do país, por tanto ele não pode te encontrar pessoalmente, e então é sugerido o pagamento do depósito de segurança por transferência bancária, ou até mesmo o valor do primeiro aluguel, com a promessa que as chaves do imóvel serão entregues via correio, ou estarão disponíveis na portaria do prédio.

Cuidado, infelizmente esse golpe imobiliário acontece no país. Por isso, é importante você só realizar qualquer pagamento ao assinar o contrato pessoalmente com o proprietário ou imobiliária, tendo realizado a visita prévia no local, tendo acertado todas as condições para locação e checado as referências de quem está alugando.

Se você já está decido a mudar para o Canadá, entre em contato com a gente pelo email contact@immi-canada.com que nós iremos te auxiliar nas fases iniciais deste planejamento. O primeiro atendimento com a nossa equipe é gratuito e pode ser bastante esclarecedor na sua fase de pesquisas.

Se preferir, você pode agendar uma consulta de imigração para definir qual caminho é mais adequado ao seu perfil para um futuro processo de residência permanente no país, agende diretamente pelo link: https://www.immi-canada.com/consulta/

Aproveite para compartilhar nos comentários, o que você achou dessa matéria!

Você quer aproveitar o verão no Canadá viajando e descobrindo outras províncias?

Em março de 2020, todas as províncias do Canadá adotaram medidas restritivas para evitar a disseminação da Covid-19 pelo país. Conforme a melhora nos indicadores que monitoram os números da doença, o ambiente foi se tornando mais seguro e cada província anunciou seu plano de reabertura econômica e de suas atividades.

Atualmente, com a situação sob controle no país, as províncias também estabeleceram suas regras para viagens dentro do Canadá durante a temporada de verão. Abaixo uma lista com informações sobre o que está sendo permitido para quem desejar viajar por dentro do Canadá.

Províncias do Atlântico (Newfoundland and Labrador, Nova Scotia, New Brunswick e Prince Edward Island):

Newfoundland and Labrador

Foi criado a chamada “Bolha do Atlântico”, no qual permite que moradores de umas dessas províncias viagem livremente dentro dessas fronteiras. Nesse caso, não é necessário o autoisolamento de 14 dias ao chegar a uma outra província.

Visitantes de fora da bolha, ou seja, de outras províncias fora do atlântico, são obrigados a cumprir a quarentena por duas semanas. Ainda não está permitido a entrada de visitante em Newfoundland and Labrador.

Para mais informações oficiais da província de Newfoundland and Labrador, clique aqui.

Se você tem interesse de imigrar para uma das províncias do Atlântico, não deixe de conferir essa matéria que publicamos no nosso blog, sobre o AIPP (Atlantic Immigration Pilot Project).

E caso você seja morador de Newfoundland, não deixe de conferir nossa dica de lugares incríveis na província, para admirar os icebergs.

Nova Scotia:

Halifax é a capital de Nova Scotia.

As pessoas não precisam de permissão para entrar em Nova Escócia, e até 3 de julho, todos os visitantes de fora da província devem cumprir o autoisolamento por 14 dias.

Os acampamentos privados foram reabertos, mas com apenas 50% da capacidade total, e devem garantir o cumprimento dos protocolos de saúde pública, incluindo um distanciamento adequado entre os acampamentos.

Para acessar o site oficial da província com as últimas informações sobre o plano de reabertura, clique aqui!

Ontario:

Toronto é a capital de Ontario.

Na província de Ontário, não é recomendado viagens não essenciais, no entanto, ainda não foi estabelecido regras formais sobre viagens.

Para acessar o site oficial da província e se informar sobre todas as fases de reabertura, basta clicar aqui.

Porém, se você é um morador da província, não deixe de conferir algumas postagens em nossas redes sociais, com dicas de lugares incríveis para serem visitados no verão:
- Tirolesa em Niagara Falls

Manitoba:

Winnipeg é a capital da província de Manitoba.

Em geral, visitantes de fora da província são recomendados ao isolamento por 14 dias assim que chegam em Manitoba. No entanto, a partir de 21 de junho, as pessoas do oeste do Canadá ou do noroeste de Ontário podem viajar sem a necessidade do isolamento na chegada, desde que não apresentem sintomas de COVID-19.

Para ler todas as regras da província sobre as fases de reabertura, clique aqui.

Saskatchewan:

Regina é a capital de Saskatchewan.

Não há obrigatoriedade de autoisolamento para os viajantes que entram em Saskatchewan. No entanto, as autoridades recomendam que os residentes monitorem os sintomas do COVID-19 por duas semanas e peça aos visitantes que cumpram as medidas de segurança e saúde pública.

Viagens de lazer dentro da província são permitidas, mas é preciso estar atento a algumas restrições que podem afetar a viagem.

Para acessar o site oficial da província e conferir as últimas atualizações sobre as regras de reabertura, acesse aqui.

Um lugar incrível que nós recomendamos na província, é o Grasslands National Park, localizado na província de Saskatchewan, sendo considerado um dos últimos pastos naturais na América do Norte e também um local para observar o bisão americano, animal símbolo de Manitoba.

Alberta:

Edmonton é a capital de Alberta.

Está liberado viajar dentro da província, inclusive para cabanas, hotéis, acampamentos e parques nacionais e provinciais. Recomenda-se aos viajantes que sigam as diretrizes de distanciamento físico e usem o aplicativo de rastreamento de contato da província enquanto estiverem em público.

Para ler o plano de reabertura da província de Alberta, basta acessar o site oficial.

Caso você esteja passando por Alberta, não deixe de conferir o Waterton Lakes National Park.

British Columbia:

Victoria é a capital da província de British Columbia.

BC relaxou as restrições de viagens dentro da província no final do mês de junho, pois os dados sugerem que os casos de COVID-19 diminuíram. Hotéis, spas, resorts, albergues e parques agora podem voltar a operar. A maioria dos acampamentos, trilhas e outros locais de recreação provinciais também estão abertos.

Para entender as fases de reabertura na província de BC, acesse o site oficial clicando aqui.

Na província de BC, você pode fazer um tour pelo topo das montanhas em um passeio de heli-ski, pelas majestosas montanhas da província de BC. Saiba como clicando aqui.

E durante a temporada de verão, não deixe de conferir a programação do parque de diversões Playland!

Road Trip de verão no Canadá

Caso você deseje programar uma road trip pelo Canadá, não deixe de conferir nosso relato de uma viagem de Manitoba a Vancouver, com os pets a bordo.

Aproveite essas dicas para programar as suas viagens de verão com segurança e aproveitar ao máximo as belezas que o Canadá oferece.

Não esqueça de nos seguir nas nossas redes sociais para descobrir mais #LugaresIncríveis no Canadá.
Instagram: @immicanada
Facebook: @immigratenow

-

Registro necessário para quem pretende trabalhar no Canadá

O Social Insurance Number, o SIN, é um registro de seguro social,, exigido pelo Governo Canadense que possibilita aos empregadores daqueles que são autorizados a trabalhar legalmente no Canadá, que recolham os impostos adequados e registrem as informações trabalhistas do empregado. Além da permissão de trabalho o work permit (veja mais informações aqui) ou study permit para estudantes autorizados a trabalhar (veja mais sobre a autorização de trabalho para o estudante nesta matéria que publicamos), o residente temporário do Canadá também precisa ter o SIN number, que alguns diriam que equivale ao seu CPF do Brasil.

O SIN possui nove dígitos e tem como objetivo fiscalizar os trabalhadores e cobrar os devidos impostos dos empregadores. O número de identificação para o cidadão canadense e/ou residente permanente geralmente inicia com o número 7, já para o residente temporário costuma iniciar com o número 9. No Canadá, todo trabalhador deve possuir o SIN, sendo esse documento pessoal e intransferível, e trabalhar sem a posse de um SIN é considerado ilegal no país.

É necessário obter um SIN para ter acesso aos programas e benefícios do governo.

Como obter?

Uma das formas para adquirir o SIN é se dirigindo a um escritório do Service Canada Centre e ter em mãos documentos com foto, comprovação de endereço e sua permissão de trabalho ou estudo. A solicitação é gratuita e na mesma hora você receberá o número de registro do seu SIN.

A validade do SIN está associada ao período da sua permissão de trabalho ou estudo no Canadá. Se você estender sua permanência no país, lembre-se que também terá de renovar o seu SIN number assim que tiver sua nova permissão.

Aplicação Online

Uma outra forma de solicitar o documento, ou até mesmo realizar a sua renovação, durante este período em que os postos de atendimento do Service canada encontram-se fechados, é pelo site oficial do governo.

Para aplicação online, serão necessários os seguintes documentos:

  1. Um documento válido que comprove a sua identidade e o seu status legal no Canadá;
  2. Um segundo documento que comprove sua identidade;
  3. Comprovação de endereço;

Caso o nome indicado no primeiro ou secundo documento for diferente do seu nome atual, será necessário prover mais documentos atualizados. Se for o caso, uma certidão de casamento que comprove a mudança de nome nos documentos.

Digitalização dos documentos

Todos os documentos mandatórios para aplicação devem ser digitalizados e legíveis. O documento apresentado deve conter todas as informações da frente e verso.

É obrigatório que os documentos submetidos a aplicação estejam em inglês ou francês. Portanto, é necessário a tradução juramentada dos documentos, caso estejam em português.

 Documentos necessários

Cidadãos canadenses: É obrigatório a apresentação de um dos documentos listados; Certidão de nascimento ou certificado de cidadania canadense.

Residentes permanentes: Documento de confirmação de residência permanente, acompanhada do passaporte. Após um 1 ano da confirmação, será necessário utilizar o PR card. Também é aceito identidade da província (podendo ser a carteira de motorista).

Residentes temporários: Permissão de trabalho ou estudo (Work ou Study permit) que comprove que você está autorizado a trabalhar no país legalmente.

Para saber todos os critérios de elegibilidade para aplicação do SIN online, você pode conferir a página oficial do governo acessando o link: https://www.canada.ca/en/employment-social-development/services/sin/applicants-guide.html

Documento Confidencial

É importante lembrar que o SIN é um documento privado e confidencial. Você só deve passar os números do seu documento quando estiver em uma contratação de emprego, ou quando um responsável do governo solicitar a confirmação dos números.

Caso o seu caia em mãos de terceiros e for usado de maneira equivocada, você poderá ter alguns contratempos com o governo, como cobranças adicionais de taxas ou até mesmo a dificuldade de obter crédito. Além de poder ser bloqueado para receber benefícios do governo, e até mesmo o dinheiro do imposto de renda.

Se o documento for perdido ou roubado, o Service Canada não emitirá um novo SIN, a não ser que haja uma comprovação de que o SIN foi usado de forma fraudulenta.

Caso você perca o documento, e você não souber os números do SIN, você pode consultar na sua declaração de imposto de renda, nos seus recibos de impostos (T4s), no seu registro de emprego, ou você pode solicitar seu SIN ao seu empregador.

Quanto custa?

Não há taxa para solicitar ou renovar um Número de Seguro Social (SIN).

Para solicitar gratuitamente o SIN basta acessar a página: https://www.canada.ca/en/employment-social-development/services/sin/apply.html

Esse conteúdo foi útil para você?

Deixe a gente saber nos comentários e lembre-se de compartilhar esse post com seus contatos que também buscam essa informação.

Que tal fazer um tour virtual e cultural pelo Canadá do conforto da sua casa?
Durante esse crítico período de potencial disseminação do covid-19, causador do coronavírus, a recomendação da Organização Mundial da Saúde é que todos permaneçam dentro de suas casas, autoisolados, evitando assim o risco do contágio.

Mas quais são as opções de entretenimento durante esse período de quarentena no Canadá?

Separamos para vocês uma listinha de lugares pelo país, que estão proporcionando momentos de cultura, do conforto da sua casa. Você vai poder explorar pontos turísticos, museus e até acompanhar o cotidiano de algumas espécies de animais, sem precisar pagar ingresso, e aproveitar uma maravilhosa tour virtual no Canad´a´:

- Tour virtual: Museus

Museus Virtuais:
Você pode encontrar mais de 100 opções de exposições espalhadas pelos museus canadense com a mais variadas opções de arte: fotografias, pituras, história natural, filmes de David Cronenberg e muito mais acessando o link: http://www.virtualmuseum.ca/virtual-exhibits/type/virtual-exhibits/

Galeria de Arte de Ontario:
Essa galeria de arte disponibilizou para um tour online, diversas obras de seu acervo, separados por ordem alfabética.
Para visitar, acesse o link: https://ago.ca/collection/browse

Museu Real de Ontário:
Esse museu possuí uma extensa coleção com mais de 45 mil objetos disponíveis online. Os temas são os mais variados, e você vai poder encontrar dentre eles: arte e cultura indígena, arte e cultura europeia, arte e cultura canadense, arte grega e romana, arte egípcia, insetos, pedra, plantas e muito mais.
Basta acessa o site: https://collections.rom.on.ca/?_ga=2.161541820.1209043114.1584557616-1757330353.1584557616

Museu dos Direitos Humanos em Winnipeg:
Esse incrível museu na cidade de Winnipeg, é um dos maiores do Canadá com exposições e artes que contam a história do país. E muita obra está disponível de maneira online. Dezenas de exposições com os mais variados assuntos, disponível para visitação online. Basta acessar: https://www.historymuseum.ca/exhibitions/online-exhibitions/

- Tour Virtual no Canadá: Observação do mundo animal

Zoológico de Calgary:
O zoológico disponibiliza 3 câmeras para quem deseja acompanhar a rotina de dois ursos pandas durante o dia. Os horários para acompanhá-los é de 9 da manhã às 6 da tarde (horário das montanhas). Para acompanhá-los, você deve acessar o site: https://www.calgaryzoo.com/visit/animals/giant-pandas#species-tabs

OrcaLab na ilha de Hanson/BC:
Outra opção é a observaçào de Leões marinhos no OrcaLab: Aqui você pode observar o comportamento dos leões marinhos em seu habitar natural. Você pode ter acesso as imagens da estação de pesquisa que fica na ilha de Hanson, na província de Britsh Columbia. Acompanhe por aqui: https://explore.org/livecams/orcas/orcalab-steller-sea-lion-haulout

Aquário de Vancouver:
O aquário de Vancouver se encontra fechado por tempo indeterminado. Porém, durante esse período de quarentena, o local está disponibilizando algumas câmeras para que você possa acompanhar a rotina de alguns animais marinhos, do conforto da sua casa. Entre as opções oferecidas, você pode selecionar espiar: águas-vivas, lontras marinhas (com opção de câmera aquática) e pinguins africanos.
Acesse o site do Aquário e selecione a opção Livecams: https://www.vanaqua.org/visit

- Tour Virtual: Peças de Teatro

Stratford Festival:
O Stratford Festival é um festival de teatro que acontece de abril a outubro na cidade de Stratford, Ontário, Canadá. Durante esse período de quarentena, em parceria com  CBC Gem app, 12 peças com textos de Shakespeare foram disponibilizadas na íntegra. Dentre as opções, você pode stream online gratuitamente: Romeu e Julieta, Hamlet, Antony e Cleopatra, Macbeth e muito mais. Assista pelo link abaixo:
https://gem.cbc.ca/series/stratford-presents/all/8d5898e8-9215-4c97-8fe3-a10b30c89d58

Durante esse período delicado que estamos passando, o importante é obdecer as regras e evitar a exposição ao vírus. E nada mais relaxante, divertido e educativo, do que observar o comportamento dos animais, sem colocar ninguém em risco.

O primeiro-ministro Justin Trudeau nomeou, na última semana, Marco Mendicino como o próximo ministro do Immigration, Refugees and Citizenship Canada. Descendente de imigrantes italianos, o novo ministro da imigração possui ampla experiência em Direito e atuou por quase 10 anos como procurador federal. 

Agora, será responsabilidade de Mendicino defender as políticas de imigração propostas pelo Liberal Party of Canada durante a recente campanha eleitoral, que são: avançar com aumentos modestos e responsáveis da imigração, concentrando-se em acolher imigrantes altamente qualificados; lançar o Municipal Nominee Program (MNP); tornar permanente o programa Atlantic Immigration Pilot; e tornar gratuita para os residentes permanentes a aplicação para a cidadania canadense. 

Saiba mais sobre as propostas eleitorais de Justin Trudeau aqui.

O Liberal Party of Canada venceu a eleição federal com um governo minoritário. Isso significa que precisarão contar com os votos da oposição para colocar em prática suas promessas. 

ministro-de-imigracao

Desde 2015 – ano em que o partido assumiu -, o governo vivenciou um aumento dramático no número de Invitations to Apply (ITA’s), emitidos pelo EE: de 33.782 em 2016, para 86.023 em 2017 e 89.800 em 2018. Os liberais também realizaram outras mudanças no sistema de imigração, como a redução do tempo para a cidadania canadense, a concessão de pontos adicionais no EE para quem conclui um curso de um ano ou mais no país e a redução da pontuação no EE para os que tem uma oferta de emprego. 

Com a meta de, até 2021, chegar a 350 mil novos residentes permanentes por ano, elevar o número de imigrantes sempre foi - e deve continuar sendo - um dos principais focos de Justin Trudeau, impulsionando assim o crescimento da população.

A Immi Canada te auxilia em todo o processo de imigração, seja via Express Entry ou via um programa provincial. Mande um email para contact@immi-canada.com e saiba mais como funcionam os nossos serviços no site: https://www.immi-canada.com/consultoria-de-imigracao-para-canada/.

Fontes:

https://www.cbc.ca/news/politics/meet-seven-new-faces-justin-trudeau-cabinet-1.5366627

https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/corporate/minister.html

https://election.ctvnews.ca/liberals-promise-billions-in-new-spending-in-2019-election-platform-1.4615849

https://www.reuters.com/article/us-canada-politics/canadian-businesses-have-a-message-ahead-of-the-election-we-need-foreign-workers-idUSKCN1TR2GM

Maria Augusta Brandt

Quando a vontade de morar no Canadá bate, é preciso planejar, pesquisar, escolher muito bem seu agente de imigração e claro, ver qual província e cidade se encaixam melhor com seu estilo de vida, clima, custos, gostos pessoais e uma série de outros fatores. E muitas são as opções: Ontario, British Columbia, Manitoba, Alberta e várias outras!

Por isso, aqui no blog da Immi, você vai ter acesso, a partir de agora, a série províncias do Canadá. Vamos falar de todas elas, passando por aspectos demográficos, principais cidades, clima, geografia, características culturais, atrações, dentre outras informações.

Vamos começar com a província queridinha dos imigrantes: Ontario! Segundo dados do Statistics Canada, ela é a região mais populosa, sendo que cerca de 40% dos canadenses vivem dentro de suas fronteiras. Ela também é lar da capital do país, Ottawa e onde fica a maior cidade de todo o território nacional: Toronto.

*Quer morar no Canadá? A Immi pode te ajudar com todo o processo! Entre em contato pelo email contact@immi-canada.com e acesse https://www.immi-canada.com/consulta/.

Em área total, Ontario é a segunda maior do Canadá, perdendo o posto para Quebec. Fica no centro-leste do país e, além de fazer divisa com as regiões de Quebec e Manitoba, faz com os Estados Unidos, tendo fronteiras compartilhadas com os estados de:

- Minnesota;

- Michigan;

- Ohio;

- Pensilvânia;

- Nova York.

Clima

Por ser um território extenso, o clima na província varia bastante, porém possui a característica, assim como todo o Canadá, de ter as estações do ano bem definidas e cada qual com suas particularidades. O tempo é afetado por três fontes de ar: ar frio, seco e ártico do norte (fator dominante durante os meses de inverno e por uma parte mais longa do ano no extremo norte de Ontário).

ontario-canada-toronto

Como acontece normalmente, quanto mais ao norte, mais frio será o inverno. Porém, falando de Toronto, a média de temperatura no verão fica entre 18 e 27 graus em julho, sendo que no inverno os termômetros ficam na média dos -7 (mês de janeiro).

*Saiba mais sobre as quatro estações do ano clicando aqui.

Atrações

A província mais populosa do país, além de multicultural e casa da maior parte dos imigrantes que escolhem o Canadá como lar, é repleta de atrações e pontos turísticos. Ademais, as maiores cidades sempre promovem programações culturais aos moradores e turistas, como festivais de cinema, patinação no gelo na época do inverno, feiras gastronômicas, sessões de cinema ao ar livre, brincadeiras para as crianças e entretenimento para os adultos. Ah, não podemos esquecer de citar que os canadenses adoram programas ao ar livre, principalmente quando a primavera dá o ar da graça. Então, parques, praias de lagos, praças e regiões para acampar e esquiar são abundantes em todas as regiões. Atrações não faltam! Confira uma pequena lista das principais:

ontario-canada-toronto

Os parques nacionais da região podem ser vistos no site https://thecanadaguide.com/places/national-parks/.

*Para a prática de ski e snowboard, Ontario possui vários locais. Confira uma lista deles clicando neste link

Educação

Diferentemente do Brasil, o ano letivo no Canadá inicia em Setembro, terminando, geralmente, no final de Junho. Nos meses de Julho e Agosto acontecem as férias de verão. Na província de Ontario, os canadenses, residentes permanentes e filhos de estudantes internacionais podem se matricular nas escolas públicas entre quatro e 18 anos, desde que sejam cumpridos alguns requisitos. Saiba mais a respeito neste link.

Como característica do país, a educação é descentralizada, ou seja,  o Canadá não possui um órgão governamental central encarregado de monitorar e regulamentar a educação. Ao invés disso, ela é responsabilidade das províncias e territórios. Cada subdivisão possui um Departamento de Educação, que dita regras e padrões válidos para o seu sistema educacional.

No que diz respeito aos alunos internacionais, a localidade está repleta de instituições de ensino que aceitam os alunos, que podem ser tanto públicas como privadas. 

ontario-canada

Arte, cultura e gastronomia

Diversidade cultural é a marca do Canadá e, mais ainda, da província de Ontario. A região abriga diversos museus, galerias de arte, espaços artísticos para expressar a arte de rua, distrito fashion, Beco do Grafite, lojas dos mais variados perfis e bairros que possuem suas características particulares, além de regiões com uma concentração maior de imigrantes de determinado país, como por exemplo a Little Portugal e a Little Italy.

A gastronomia existente é variada e extensa, não porque o Canadá possui uma imensa diversidade gastronômica, mas o motivo é claro: a multiculturalidade traz também a comida de todos os cantos do mundo com ela. Então os moradores, estudante e viajantes podem encontrar desde o famoso Tim Hortons (café canadense semelhante ao Starbucks), comida de rua, culinária árabe, indiana e chinesa,  até restaurantes sofisticados e de gastronomia molecular, por exemplo.

*O Canadá também possui uma série de comidas típicas! Confira quais são elas clicando aqui.

Imigração

Ontario também  é o destino mais popular no país para intercambistas e estudantes do mundo todo. Quem inicia sua pesquisa para imigrar para terras do True North logo descobre que existem diversas maneiras de virar residente permanente. Dentre elas, além do federal Express Entry, imigrar através de um dos Provinvial Nominee Programs (PNP’s) é bastante popular entre os que escolhem o Canadá como destino.

canada-flag
Canada Flag Sign isolated on sky

O Ontario Immigrant Nominee Program (OINP) é o mais popular dos programas. O OINP possui algumas categorias e uma delas passa pelo funil do Express Entry. De maneira geral, o interessado pode se candidatar se é um trabalhador estrangeiro que cumpre os requisitos exigidos pela região, um estudante internacional, empresário ou empreendedor. O programa é operado pelo governo de Ontario em parceria com o federal, através do Immigration, Refugees and Citizienship Canada, sendo projetado para atender as necessidades do território no que diz respeito ao desenvolvimento econômico e mercado de trabalho.

*Veja mais detalhes do processo de imigração para Ontario acessando este link.  Além disso, a Immi Canada auxilia em todo o processo de imigração provincial. mande um email para contact@immi-canada.com e saiba mais como funcionam os nossos serviços no site: https://www.immi-canada.com/consultoria-de-imigracao-para-canada/

Fabíola Cottet

É verdade que, diferente do que acontece no Brasil, as estações climáticas são bem definidas no Hemisfério Norte. Ver a transição entre cada uma delas e curtir todas elas e suas particularidades é algo incrível. O outono, no entanto, é um espetáculo à parte e a maioria dos brasileiros que chega ao Canadá se encanta com as cores da estação. As folhas das árvores ficam vermelhas, alaranjadas e amarelas e a Maple Leaf - a folha símbolo do Canadá - é vista pelo chão em diversas regiões. 

No outono, a temperatura varia entre 5° e 15°C, dependendo da cidade, e as ruas cobertas de folhas se tornam cenários convidativos para longas caminhadas. Os parques também oferecem lindas paisagens naturais e um verdadeiro show com as cores da estação, impossível de se observar em países com clima tropical como o Brasil  

Além do espetáculo proporcionado pela natureza, diversas regiões têm atividades específicas relacionadas à estação. Em Ottawa, por exemplo, os turistas podem aproveitar a Upper Canada Cranberries, que é uma fazenda de cranberries que oferece programação especial no outono. Há também o Gatineau Park com paisagens e atividades na estação, a Mountain Ochards, que é uma espécie de rancho onde se pode colher maçãs e fazer passeios de carroça. Já em Toronto, um dos principais atrativos que chama a população e os turistas na época são os campeonatos esportivos, como hockey, basquete, football e os playoffs de baseball e soccer. Além disso, a cidade tem diversas atrações, como as vinícolas de Niagara e a CN Tower. Vancouver, em British Columbia, também tem diversos locais para curtir a estação e apreciar as cores do outono canadense. Entre eles, o Trout Lake é ótimo para fazer um piquenique e o Van Dusen Botanical Garden fica deslumbrante. 

outono-maple-leaf

*Confira três receitas de pratos canadenses neste artigo que fizemos, que inclui vídeo com passo a passo das preparações.

Devido à localização, as províncias de Ontário e Quebec são privilegiadas e ainda mais lindas durante essa época do ano. Ottawa foi eleita pelos canadenses a melhor cidade para se observar a passagem do verão para o outono, devido às cores e quantidade de folhas dando a magia da estação ao local. Por isso, é comum que a localidade receba um alto número de turistas nos meses de setembro e outubro. 

Confira abaixo, no site de cada uma das principais cidades, a programação especial preparada para a estação:

Celebrações do período

Durante o outono, são comemoradas duas datas muito importantes para os canadenses e que não fazem parte da tradição do Brasil: o Halloween e o Thanksgiving.

O Dia das Bruxas, celebrado no dia 31 de outubro, é tomado por festas temáticas, personagens horripilantes, comidas típicas e caracterizações. Além disso, assim como nos filmes, as crianças saem às ruas, perguntando “travessuras ou gostosuras” (trick or treat, na expressão em inglês). 

*Confira os cuidados com a saúde nas quatro estações do ano do Canadá neste link.

Já o Dia de Ação de Graças é tão importante quanto o Natal para as famílias canadenses. O feriado, celebrado sempre na segunda segunda-feira de outubro, é uma ocasião para agradecer. Neste dia, os agricultores celebram a colheita do ano e os moradores de áreas urbanas dão graças pelas conquistas alcançadas. Geralmente acontece uma ceia com a família e o prato tradicional é o peru assado, além de outras iguarias e delícias da época.

Outono no Canada

Comidas típicas

O outono canadense também é marcado por ser a estação das abóboras - as pumpkins em inglês. Nessa época, tudo ganha mais um sabor nas padarias, mercados, cafés e confeitarias: o de abóbora. Aparecem todos os pratos e delícias que você possa imaginar feitas com os mais diversos tipos de abóboras, que vão desde tortas até cafés aromatizados. E, por falar em torta, a pumpkin pie é uma iguaria muito típica da época  e que, sem dúvida, você deve experimentar. 

*Saiba quais são as comidas típicas canadenses clicando aqui.

Maria Augusta Brandt

Grupo 1
CONTATO
contact@immi-canada.com
VANCOUVER: +1 (604) 684-0530
TORONTO: +1 (647) 351-5800
Redes sociais
Caminho 139
cartmagnifier