Todos já estão cansados de saber, mas nunca é demais reforçar: existem dezenas de maneiras diferentes de imigrar para o Canadá. Alguns dos modos passam pelo processo do Express Entry (EE) como uma seleção e também para utilização do ranking de pontos. Outros também dão o Permanent Resident (PR) ao aplicante mas não passam pelo funil do EE federal. Além do conhecido EE, as províncias do Canadá tem seu processo de imigração independente, que são chamados de Provincial Nominee Program (PNP’s), ou processos provinciais de imigração. Cada um deles tem suas próprias características e regras. Muitos abrem somente durante um curto período de tempo e depois ficam fechados o resto do ano.

Neste artigo, tentamos trazer um resumo com os principais requisitos de cada uma das localidades. Lembrando que quem expressa a decisão final é sempre o governo federal por meio do departamento de Immigration, Refugees and Citizienship Canada (IRCC). Embora com características específicas, eles possuem em comum alguns critérios básicos: oferta de trabalho ou profissão em demanda na província, inglês e/ou francês e comprovação financeira. Quebec, como em outros diversos casos, não entra na regra dos processos provinciais pois tem um sistema diferenciado de seleção para seus futuros habitantes (para mais informações, clique aqui).

Um detalhe importantíssimo para quem quer imigrar por algum processo provincial: o imigrante precisa ter a real intenção de residir e trabalhar na localidade, contribuindo com a economia e sociedade local.

  • Alberta

processos provinciais

O Alberta Immigrant Nominee Program (AINP) é bastante seletivo. Somente indivíduos com um Work Permit válido podem aplicar. Além disso, os candidatos devem ter uma Labour Market Impact Assessment (LMIA) positiva, ou seja, uma oferta de trabalho na província, já pré-aprovada pelos órgãos competentes. O programa também não aceita aplicações de quem vive em outra região canadense e estudantes internacionais também ficam impedidos de se candidatar enquanto estiverem estudando.

Para o processo, Alberta também não aceita membros de grupos religiosos como imigrantes, professores de ensino fundamental e médio, atletas profissionais, trabalhadores que exercem suas atividades em laboratórios odontológicos, refugiados e trabalhadores do programa live-in caregivers que já estejam no Canadá.

Para informações completas, requisitos e formulários, acesse: http://www.albertacanada.com/opportunity/programs-and-forms/ainp.aspx.

  • British Columbia

processos provinciais

A província permite quatro tipos de aplicação para seu programa provincial: o Nominee, o Express Entry BC, o de Skills Imigration e a possibilidade de imigrar como investidor. O site é bastante explicativo e contém todos os processos, com informações detalhadas de cada etapa. Basicamente, os candidatos precisam comprovar fluência no inglês, ter uma oferta de emprego, querer investir um certo montante em um negócio próprio no local ou, ainda, ter alguma das habilidades, profissões e experiências exigidas.

Alguns dos candidatos aceitos são estudantes internacionais com formação concluída no Canadá, estudantes de mestrado ou doutorado, profissionais da área de saúde, trabalhadores qualificados e alguns trabalhadores chamados de semi-qualificados, dentre os quais turismo, hospitalidade, transporte via caminhão e processamento de alimentos.

Para informações completas, requisitos e formulários, acesse: https://www.welcomebc.ca/Immigrate-to-B-C.

  • Prince Edward Island

A Ilha Prince Edward é a menor província do país, localizada na costa leste da América do Norte. Para virar um residente, basta ter um perfil aprovado no EE, preencher o formulário e, caso haja o interesse da província, eles entram em contato para que a aplicação seja feita. Vale lembrar que o candidato não precisa ter a Invitation to Apply (ITA) do EE, precisa somente ter um perfil ativo e aceito pelo governo.

Os aplicantes precisam se enquadrar no perfil de trabalhadores que o local necessita para serem convidados. Caso você tenha uma LMIA de Prince Edward Island ou queira investir na região, também pode utilizar o processo provincial para obter o PR.

Para informações completas, requisitos e formulários, acesse: https://www.princeedwardisland.ca/en/topic/office-immigration

  • Manitoba

O Manitoba Provincial Nominee Program (MPNP) foi o primeiro dos processos provinciais e ele é bastante atrativo para quem pretende morar no Canadá. Embora hoje o andamento dos trâmites burocráticos estejam demorados, com o PR levando cerca de dois anos e meio contando todo o processo, ele é uma alternativa para quem não tem uma oferta de emprego antes de vir para o Canadá.

Procurando por trabalhadores qualificados, o processo pede proficiência em inglês somente para quem não está trabalhando dentro das profissões qualificadas. Além disso, uma grande vantagem é que, em um casal, por exemplo, quando um vem com visto de estudo e o parceiro com Open Work Permit (OWP), geralmente após seis meses em um emprego full time na província já se consegue a pontuação necessária para aplicar.

Para informações completas, requisitos e formulários, acesse: http://www.immigratemanitoba.com/?lang=fr

  • Ontário

processos provinciais

Quem se encanta pela localidade também pode aplicar para o processo de imigração da província. Para isso, o aplicante precisa ter uma oferta de emprego, em uma profissão qualificada e com uma LMIA já aprovada. O Ontario Immigrant Nominee Program não fica aberto o ano todo, assim como grande parte dos programas das localidades, por isso sempre é importante estar atento às novidades.

Um aspecto interessante e chamativo em Ontário é o Human Capital Priorities Stream. Ele é destinado aos candidatos que já se cadastraram no EE e possuem interesse em residir na província. Para isso, na hora de preencher o formulário, o aplicante deve marcar a opção com a localidade. A real possibilidade de receber o convite de Ontário acontece quando o candidato tem uma pontuação mínima de 400 pontos, possui qualificações para o Federal Skilled Worker Program (FSWP) ou Canadian Experience Class (CEC), experiência profissional de no mínimo um ano, ensino superior, proficiência na língua inglesa e capacidade financeira.

Por Ontário ser o local mais populoso e conhecido do Canadá, seu processo de imigração é bastante concorrido. Ele possui algumas categorias com exigências bem determinadas e que passam pelo crivo do Express Entry: investidores, estudantes internacionais e trabalhadores qualificados. No site do governo, listado abaixo, os interessados podem obter informações completas e o passo a passo de como aplicar.

Para informações completas, requisitos e formulários, acesse: http://www.ontarioimmigration.ca/fr/pnp/index.htm ou http://www.ontarioimmigration.ca/en/pnp/OI_PNPNEW.html.

  • Saskatchewan

No Saskatchewan Immigrant Nominee Program (SINP), o candidato precisa apresentar real interesse em viver na província. É importante ressaltar que os interessados também devem ter um perfil aprovado e ativo no EE para ser elegíveis as categorias do processo.

A principal província agrícola do Canadá tem categorias de trabalhador qualificado internacional, também para estrangeiros que já vivem e trabalham na região, um processo único para investidores e, além disso, uma oportunidade única destinada aos fazendeiros que planejam comprar e operar uma fazenda na localidade.

Para informações completas, requisitos e formulários, acesse: http://www.saskatchewan.ca/residents/moving-to-saskatchewan.

Para saber mais sobre as chamadas províncias do Atlântico (Nova Scotia, New Brunswick, Newfoundland and Labrador e Prince Edward Island) recentemente fizemos um texto completo a respeito do assunto, basta acessá-lo no link: https://www.immi-canada.com/voce-conhece-o-atlantic-immigration-pilot-program/.

Fabíola Cottet

Comentários Facebook