Você é um profissional autônomo e tem vontade de imigrar para o Canadá? Dentre os mais de 50 programas de imigração existentes no país, há um destinado exclusivamente para autônomos, é o Self-employed Persons Program. No entanto, não basta ser um profissional liberal, é preciso preencher alguns requisitos, entre os quais a profissão exercida: o programa é disponibilizado apenas para áreas de atuação específicas. 

Portanto, para ser elegível, de modo geral é necessário que você tenha experiência relevante e passível de comprovação em atividades culturais ou esportivas – e, é claro, tenha vontade de continuar atuando nessas áreas no Canadá. Além da experiência, o candidato precisará provar o tempo de atuação. Então, é preciso que o aplicante tenha, no mínimo, dois anos exercendo tais atividades no período de cinco anos anteriores à data de aplicação. Outra área que é aceita para aplicação no programa é o gerenciamento de fazendas. Se você tiver experiência neste ramo você pode se candidatar pelo Self-employed Persons Program. 

Para ser elegível, o candidato precisa atingir uma pontuação em um score específico para o programa. No entanto, diferente do Express Entry (principal programa federal de imigração), não há um ranking. Basta que o candidato atinja a marca de 35 pontos (o máximo de pontos possível é 100). 

profissionais

A pontuação de cada candidato é determinada a partir de cinco critérios, que são:

Educação

O limite de pontos possíveis nesta categoria é de 25 pontos. A pontuação aumenta conforme o nível de ensino do aplicante. Se o candidato tiver doutorado ou Ph.D na profissão, pode atingir o score máximo. 

Experiência

Nesta categoria o máximo é de 35 pontos. Quanto mais experiência na área, melhor e mais pontos o candidato obtém. Para chegar aos 35 pontos o candidato precisa ter exercido atividade autônoma cultural ou esportiva durante todo os últimos cinco anos anteriores à data da sua aplicação. 

Idade

O limite é de 10 pontos para este critério. A pontuação cresce conforme a idade, chegando ao pico de idade entre 21 e 49 anos, para obter a pontuação máxima. Acima dos 49 anos, a pontuação começa a diminuir conforme os anos aumentam. 

Fluência em inglês e/ou francês

Se o trabalhador autônomo tiver proficiência em inglês e francês, ele atinge o limite de 24 pontos deste critério. O número varia de acordo com a nota no teste de fluência em inglês (IELTS e CELPIP) e em francês (TEF). Para saber mais sobre os testes de inglês aceitos pelo departamento de imigração canadense, clique aqui. Se você preferir o francês, pode saber tudo sobre o TEF clicando aqui

autonomos

Adaptabilidade

Neste critério para o programa de profissionais autônomos, o limite é de seis pontos e depende da adaptabilidade e do nível de graduação do cônjuge. Outros fatores que também podem gerar pontuação são: se você ou seu cônjuge tem parentes vivendo legalmente no Canadá; e, também, se um dos dois já trabalhou ou estudou no país.

Você pode conferir a pontuação e todos os critérios do programa aqui: www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/services/immigrate-canada/self-employed.

Outra questão importante é estar atento aos documentos necessários para comprovar as informações fornecidas ao departamento de imigração no momento da aplicação. Os profissionais autônomos deverão anexar provas de trabalho, tais como recibos, notas fiscais, alvarás ou até mesmo cartas de empresas ou de clientes para os quais prestou serviços.

Além disso, não esqueça: todos os documentos deverão ser traduzidos por tradutor juramentado. Por isso, quando for realizar a aplicação, é fundamental já estar com todos os documentos em mãos, organizados e prontos para envio. 

A Immi Canada pode te ajudar no processo de aplicação para o Self Employed. Entre em contato com nossa equipe de especialistas através do email contact@immi-canada.com.

Fonte: https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/services/immigrate-canada/self-employed.html.

Maria Augusta Brandt

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.