É praticamente impossível não se apaixonar pelo Canadá. Quem vai passear ou para uma visita exploratória, com o intuito de permanecer por um tempo ou imigrar, raramente não quer voltar ao país, a vontade é de permanecer em terras canadenses. Porém, morar em solo estrangeiro deve ser feito de maneira regular e dentro das leis de fronteira e imigração daquele local. Quando se trata de Canadá não é diferente, também no que diz respeito a permissão de estudos.

Recebemos diariamente a pergunta de como fazer para aplicar para a permissão de estudos estando no país e, ainda, diversas dúvidas sobre o pathway. Pensando nisso, produzimos este artigo para explicar como funciona a permissão de estudos, do que o candidato precisa, como aplicar estando no país e qual é o caminho do pathway. Primeiro de tudo é que, para solicitar qualquer extensão ou permissão estando na região, o candidato precisa ter status legal, ou seja, estar morando ou visitando com um visto ou permissão válida. Outro detalhe: não deixe a validade do visa acabar para pedir uma extensão ou mudar de status, dê entrada no processo antes disso acontecer, de preferência com, no mínimo, 15 dias de antecedência.

Estudo de idiomas

É muito comum ir visitar o Canadá, país com dois idiomas como oficias, inglês e francês, e querer fazer uma imersão em uma das línguas. Embora a maior parte do território fale inglês, caso o seu interesse seja pelo idioma francófono, também é possível pensar no país como destino. A boa notícia é que, para o estudo de línguas, você pode vir com o visto de visitante ou eTA (Eletronic Travel Authorization), caso o programa escolhido não ultrapasse 24 semanas.

No caso, os que tem direito ao Eletronic Travel Authorization (eTA), que nada mais é do que uma autorização eletrônica de viagem, precisam somente retirá-la no site do governo (clique aqui e saiba mais detalhes). Para os que precisam solicitar o visto de visitante, o processo também é feito online, porém desde o dia 31 de dezembro de 2018 é exigida a biometria para os brasileiros (leia o artigo completo que escrevemos sobre o tema clicando aqui), por isso é importante não deixar para a última hora.

É bom lembrar que aqueles que possuem um visto de turista ou eTA podem permanecer no Canadá por até seis meses consecutivos, levando em conta a data de entrada carimbada pelo oficial de imigração. No caso do estudo de idiomas, em hipótese alguma, o estudante poderá trabalhar enquanto realiza o curso, mesmo estando com visto de estudante por período superior a seis meses. Se seu curso for de línguas, não é permitido exercer atividade remunerada.

estudos

Mudança de status para estudante 

Agora, se seu objetivo não é estudar inglês, mas sim um curso pós-secundário que pode ser um curso vocacional, graduação, pós, mestrado ou doutorado, terá que solicitar uma permissão de estudos e é possível sim fazer isto estando no Canadá, se você se enquadrar nos pré-requisitos para fazer o procedimento no país. As comprovações são praticamente as mesmas que a imigração pede para quem está no seu país de origem no momento da aplicação. Desta forma, se você está no Canadá como visitante e deseja se tornar estudante para fazer um programa que supere 24 semanas de duração, existem duas possibilidades para realizar o processamento da sua mudança de status: o inside Canada e o outside Canada.

Para o envio dos documentos online, o candidato precisa entrar no site do governo, respondendo uma série de perguntas sobre o status atual no país, dados, se possui dependentes e cônjuge, dentre outras questões (acesse o link aqui para verificar).

Para quem está no Canadá como visitante e resolveu fazer um curso pós-secundário em um college ou university, e foi aceito nesta instituição através da apresentação de um teste de proficiência na língua (que pode ser um exame oficial ou um prestado na própria escola), e demonstrando a nota exigida pela instituição escolhida, terá sua aplicação analisada e processada fora do país. A desvantagem é que se o candidato ainda não tiver colhido os dados biométricos (procedimento obrigatório para brasileiros desde 31 de dezembro de 2018)  ele terá que sair do país para fazer a biometria, visto que ainda não existem pontos de coleta em território canadense.

Aos que estão legalmente no país, cumprindo um pré-requisito do seu programa principal de estudos ainda dentro do prazo de permissão concedido na sua entrada no Canadá, no caso um pathway, o processo de solicitação de permissão será analisado dentro do país, desde que o candidato se classifique para este tipo de aplicação e tenha as comprovações necessárias. O que significa que a documentação precisa ser em inglês e que o aplicante e sua família não precisarão, por enquanto, realizar a biometria.

*Veja o artigo completo que fizemos com 10 perguntas e respostas sobre estudar no Canadá. Acesse a primeira parte do texto clicando aqui e a segunda neste link

Exigências

Para o visto de estudo, aplicado através de qualquer programa com duração superior a seis meses, o estudante precisa ser aceito por uma Designated Learning Institution (DLI). Para tanto, as instituições e cursos possuem regras específicas, mas é possível que seja exigido uma cópia do passaporte, histórico e diplomas anteriores e teste de proficiência do idioma.

Com a aprovação, o aplicante recebe a Letter of Acceptance (LOA) e pode anexar os demais documentos a ela: comprovação de recursos financeiros para arcar com as despesas do curso escolhido e permanecer no país durante o programa (veja tabela de proof of funds aqui), cópia do passaporte, carta de intenção (explicando os motivos pelos quais você está indo ao país e também as razões para voltar após o programa de estudos), documentos que comprovem possíveis vínculos com o Brasil e formulário de aplicação. O candidato paga a taxa de CAD$ 150,00 dólares referente à permissão de estudo, além da taxa de CAD$ 85,00 da biometria (quando ainda não possuir estes dados coletados). A partir daí deve aguardar as instruções para fazer a biometria e, posteriormente, o pedido para exames médicos e solicitação dos passaportes.

Pathway

O pathway nada mais é do que um curso de inglês feito no Canadá com o objetivo de preparar o estudante para o college. Este caminho também pode ser um pré-requisito para ser aceito na instituição pós-secundária. Mas é importante ficar atento: primeiro o estudante deve receber uma LOA condicional do college, que ainda não dá direito à solicitação da permissão comtemplando o período do programa principal, quando o mesmo poderá trabalhar meio período. Para receber a LOA definitiva e dar entrada na permissão, ele precisa atender ao nível de proficiência de inglês no pathway determinado pelo seu curso, para então solicitar a confirmação da sua aceitação para o college.

Eles são programas ideias para quem não atingiu a nota mínima no teste de proficiência, pois por vezes já está afastado do ensino da língua ou não tem a fluência necessária. As aulas destes cursos preparam o aluno para um programa de estudos, pois envolvem leitura, conversação e escrita, realizando ensaios, trabalhos, artigos científicos, apresentações orais e tudo o que será solicitado no college ou university.

Para saber quanto tempo o estudante precisará frequentar o pathway, são aplicados testes básicos com o mesmo ainda no Brasil, pode ser feita uma entrevista por telefone e, por fim, um exame aplicado já no Canadá.

Os alunos e seus respectivos cônjuges não estão mais autorizados a trabalhar durante o período em que o aplicante principal está estudando o idioma. Os dois só podem usufruir da possiblidade de trabalhar, part-time e em tempo integral, respectivamente, a partir do primeiro dia de aula no college ou university do estudante.

Lembrando que a Immi Canada fornece toda a assessoria para o processo de troca de status e solicitação de vistos e, juntamente com a nossa parceira 3RA Intercâmbio, podemos lhe auxiliar na escolha da instituição de ensino e na melhor estratégia para o pedido da sua permissão de estudo. Entre em contato conosco pelo email [email protected] ou acesse www.immi-canada.com/contato/ e saiba mais detalhes.

Fonte: www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/services/ application/application-forms-guides.html.

Fabíola Cottet

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.