Em quase todos os artigos e lugares falamos aqui de planejamento Canadá. Não é pra menos, visto que o mesmo é o passo seguinte após a vontade de querer imigrar e peça essencial para o êxito da missão. Neste artigo vamos falar a respeito da organização, dos primeiros passos, de como e por onde começar a planejar sua viagem e futura vida em terras canadenses.

Primeiro vamos alertar que o excesso de planejamento e a falta de ação, combinados, são um erro comum que levam muitas pessoas a desistir de imigrar. Obviamente as duas coisas devem andar juntas, plano e prática. Não tenha medo, não espere demais, porém agir sem mensurar os passos e ter em mente o que pode dar errado também não é aconselhável. Quando se fala em imigração, assim como quase em todas as áreas da vida, é aconselhável manter um equilíbrio e dar um passo de cada vez, sem pular etapas, evitando correr riscos de sofrer surpresas desagradáveis no futuro.

  • Primeiros passos

Quando a ideia de morar no Canadá se instala na mente e nos nossos corações de verdade, é quase impossível não pensar nisso o tempo todo e não ficarmos ansiosos, mas calma. Os primeiros passos são super importantes para o sucesso do empreendimento. Antes de tudo, converse com a família, exponha a ideia e debatam o assunto. Esta é a hora de colocar tudo em xeque e verificar se é isso mesmo que vocês querem, fazendo com que todos embarquem no plano e ajudem no restante do caminho. Caso venha sozinho, entre em contato com um amigo ou algum brasileiro que vive no Canadá, somente para ter uma ideia geral do que esperar futuramente.

Para imigrar e entrar no país como residente permanente, o candidato deve ter três coisas básicas: experiência de trabalho em uma das profissões em demanda no True North (veja quais são elas neste link), uma reserva financeira e um bom nível de inglês ou francês, salientando que, caso o aplicante tenha ambos será ainda melhor. Obviamente que, caso não tenha uma destas especificações ou falte as três, existem outros caminhos e também um planejamento a médio prazo, que pode fazer com que sejam atingidas as metas estabelecidas pelo governo canadense e consiga chegar ao objetivo final.

Você pode ter uma ideia sobre como se planejar financeiramente neste artigo: https://www.immi-canada.com/como-guardar-dinheiro-plano-canada/.

Veja o mitos e verdades a respeito da imigração clicando aqui.

  • Consulte um especialista

Também sempre falamos que existem dezenas de meios diferentes de imigrar para o Canadá. Como citado acima, caso você não tenha fluência no idioma, por exemplo, pode fazer uma imersão nele em terras canadenses por um período, fazer o teste de inglês (saiba mais sobre o IELTS e Celpip clicando aqui) e depois aplicar para um processo de imigração.  Por isso que, uma etapa importantíssima e que deve ser feita no início é a consulta com um especialista no assunto.

O consultor de imigração, além de analisar o seu perfil e da sua família, vai te mostrar o melhor caminho, com base em suas características pessoais. Em muitos lugares o candidato verá a informação de que o processo pode ser feito sozinho, o que não deixa de ser verdade. Porém, a consulta e acompanhamento se fazem necessários devido a economia de tempo e recursos que a expertise do consultor trará para todas as etapas. Com o especialista, o caminho fica mais claro os riscos de gastos desnecessários, perda de tempo e imprevistos são radicalmente minimizados.

A Immi Canadá oferece consultoria e acompanhamento para todas as modalidades de imigração. Para mais informações acesse  www.immi-canada.com ou mande um email para [email protected].

  • Faça o possível para saber o máximo

Mesmo consultando o especialista no assunto, uma ação que jamais deve ser esquecida, ou deixada de lado, é a pesquisa. E ela deve ser feita à exaustão, pois quanto mais o candidato souber, melhor. Já comentamos em artigos anteriores, mas vamos lembrar mais uma vez: não acredite em tudo o que lê na internet e não ache que o que funcionou e deu certo para determinada pessoa também vai acontecer para você. Quando se trata de Canadá e ir ao país como residente, as características de cada aplicante são o que conta.

Por isso pesquise, pesquise e pesquise mais um pouco. Ligue seu computador, faça uma pasta chamada “Planejamento Canadá” ou como quiser chamar e organize-se financeiramente por meio de planilhas e com arquivos para o restante das informações, guarde links interessantes separados por categoria, mande dicas que possam interessar para você mesmo e enfim, faça da maneira como achar melhor, mas pesquise muito e armazene estas dicas de maneira categorizada.

planejamento Canada

  • Fique atento às mudanças e seja exagerado nas comprovações

Na hora de aplicar para o visto de turismo, estudo, trabalho ou para a residência permanente, sempre mande todas as comprovações que puder e, caso tenha como provar a informação duas vezes mande os dois documentos. Desta forma os riscos do agente de imigração não entender ou até negar o visto por falta de provas quase se anula.

Além disso, antes e depois de submeter a papelada, é sempre bom se certificar de que nada mudou ou está mudando nas regras do governo canadense, pois isto acontece com frequência e é aconselhável ficar por dentro das atualizações de regras, pois elas podem alterar o rumo do seu processo.

  • Não perca oportunidades

Muitas das províncias e outros processos de imigração abrem apenas durante um período no ano, alguns ficam no ar somente até atingir um número desejado de aplicações e, ainda, há os que são um pouco menos criteriosos, mas o processo de avaliação também é mais subjetivo, por isso não se deve perder oportunidades. Com a ajuda de um profissional que está por dentro de todos os lançamentos e mudanças, algumas etapas podem ser facilitadas se, no meio do caminho, uma nova oportunidade surgir e o candidato estar informado e apto a se inserir no processo.

  • Se atente aos prazos

As regras de imigração e o processamento das aplicações são cheios de prazos. No Express Entry, por exemplo, depois de receber o Invitation to Apply (ITA), que nada mais é do que um convite do governo canadense para aplicar, o candidato tem 90 dias para enviar os documentos que comprovem as informações que o mesmo colocou no formulário online. Depois disso tem mais um tempo determinado para análise, seguindo de outro período para recebimento do documento. E isto estamos falando de maneira simplificada, pois existem processos que possuem muito mais prazos. Devido a isto, é necessário estar sempre atento para não correr o risco de passar da data ou até ter de reaplicar e voltar etapas, usando mais recursos financeiros.

planejamento Canada

  • Esteja preparado

Quando a resposta vier, esteja pronto. Seja ela qual for, desde a convite para mandar os documentos, até o cartão de residente permanente ou, em ultima hipótese, uma negativa do visto. Quando você inicia qualquer procedimento migratório, é indicado já estar com todos os documentos prontos ou encaminhados para quando precisar deles. Ressaltando também que a divisão de imigração do governo canadense pode solicitar documentos adicionais ao longo da análise.

Mesmo tomando todas as precauções necessárias, seu visto ou processo pode ser negado. Nestes casos, fique calmo, peça para seu consultor a carta com os motivos da negativa, reforce as comprovações e aplique novamente. Não desista no primeiro obstáculo. Durante toda a caminhada é necessário ter calma, persistência, determinação e foco no objetivo final. Com estas características e qualidades o candidato dificilmente não irá alcançar a tão sonhada chance de ter uma vida melhor no Canadá.

Saiba mais sobre ações no caso do visto negado clicando aqui.

Fabíola Cottet

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.