Nas últimas semanas várias províncias do Canadá anunciaram novidades em seus Provincial Nominee Programs (PNPs), que nada mais são do que seus processos de imigração independentes. Além dos programas federais, a maioria das regiões canadenses, equivalentes aos estados brasileiros, possuem um sistema próprio para atrair imigrantes qualificados para dentro de suas fronteiras.

Reunimos abaixo as últimas mudanças e anúncios ocorridos nos principais programas: Alberta, Saskatchewan, Quebec e British Columbia. Algumas das províncias apenas anunciaram atualizações e continuidades em uma de suas categorias. Enquanto isso, outras mudaram exigências e até atualizaram a lista de profissões em demanda. Confira abaixo as mudanças.

Alberta

No mês passado (junho) a província de Alberta anunciou seu novo processo provincial, onde lançou dois novos fluxos de imigração, um deles pelo funil do Express Entry e o outro chamado de Alberta Oportunity Stream (AOS). Além de chamar candidatos no pool do programa federal, a nova categoria permite mais oportunidades de aplicação para quem trabalha na região.

*Para saber mais detalhes sobre todas as regras do novo processo da província de Alberta acesse este link.

A mais recente novidade é que o governo da província reduziu o número de ocupações consideradas inelegíveis para o Temporary Foreign Worker Program para somente 24 profissões. Esta lista é mantida para que a força local de trabalho dos canadenses seja priorizada para as ocupações em que não é necessária a mão de obra de imigrantes.

Entre as profissões recusadas estão: gerentes de engenharia, gerentes de marketing, agentes de compras e oficiais, trabalhadores de escritórios de seguro, supervisores de finanças, engenheiros civis e elétricos, designers industriais, eletricistas, encanadores, carpinteiros, operadores de guindaste, dentre outras (para acessar a lista completa, clique aqui).

provincias do canada

Saskatchewan

Na última semana a província de Saskatchewan reabriu as aplicações para a categoria do International Skilled Worker – Express Entry, com o limite de 500 novas aplicações. Como de costume, a localidade atua ainda com o sistema de first-come, first-served, então os primeiros inscritos que preenchem os requisitos são chamados para aplicar. Por isso, o programa fecha em algumas horas. Nesta última rodada foram cerca de 24 horas após a abertura.

Além disso, no início deste mês, Saskatchewan atualizou a sua lista de ocupações em demanda. O Saskatchewan Immigrant Nominee Program anunciou que agora possuem 33 profissões elegíveis, sendo que sete delas não necessitam de licença. Elas se aplicam para duas categorias do sistema provincial: Skilled Worker – Express Entry e Occupations In Demand.

Para ambas as subcategorias, o candidato precisa estar no pool do EE, não é necessário ter uma oferta de trabalho, ele deve atingir uma pontuação mínima de 60 pontos (de 100 possíveis) no ranking criado pela região e experiência mínima de um ano na área de trabalho em demanda. Já com relação a atualização da lista, entre as ocupações em que não é exigida a licença, estão agricultores, representantes da área agrícola, técnico de serviços eletrônicos, entre outros. Já as que exigem permissão são engenheiros civis e de software, agrimensores, webdesigners e desenvolvedores, psiquiatras, paramédicos, psicólogos, açougueiros, técnico de serviços automotivos, mecânicos, etc.

provincias do canada

*Para ver a lista completa, clique aqui

Quebec

Também no início do mês de julho o ministro da imigração de Quebec, David Hurtel, afirmou que novas regras de imigração serão implantadas no sistema provincial da região já no início de agosto. Lembrando que Quebec tem um processo a parte do federal e com regras próprias, que não é ligado ao Express Entry. Outro detalhe é que para morar em Quebec é necessário provar proficiência na língua francesa.

O que exatamente vai mudar ainda não foi divulgado, porém algumas das ideias foram a público em março deste ano (clique aqui e também neste link para ler os artigos completos que escrevemos a respeito). O que foi publicado é que o novo programa será regido no estilo do Express Entry (EE), com uma submissão da Expression of Interest (EOI) pelo candidato. O fato não quer dizer que a localidade francófona terá um processo de imigração agregado ao federal EE, mas sim que ele será aplicado nos moldes do nacional, sendo que as regras e todos os critérios ainda permanecem exclusivos da região.

O que se sabe é que critérios como área de formação, escolaridade, domínio do idioma francófono, idade, experiência profissional, características do cônjuge, experiência anterior na província, número de filhos, oferta de emprego e prova de recursos financeiros  continuarão valendo. Além disso, os passos para aplicação serão nos moldes do EE: preenchimento e validação da EOI para se estabelecer em Quebec, depois o candidato recebe o convite para aplicar ao Quebec Selection Certificate e o passo sequente é realizar a aplicação.

provincias do canada

British Columbia

Já a província de British Columbia (BC) anunciou que irá estender o programa Tech Pilot até junho de 2019, com algumas mudanças. O processo foi introduzido em agosto do ano passado e é projetado para ajudar o setor tecnológico em expansão no território. A lista de ocupações em demanda da área possuía 32 profissões. Com as mudanças, passarão a ser 29 profissionais aptos a se candidatar.

Porém, outra alteração foi realizada. Antes o processo exigia uma oferta de trabalho full time em emprego permanente, ou seja, sem determinação de duração no contrato de trabalho. Agora a exigência continua sendo uma job offer em período integral, porém com duração mínima de um ano.

provincias do canada

*BC emite convites pelo Tech Pilot semanalmente. Para acessar todas as informações a respeito clique aqui.

Fabíola Cottet

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.