O Express Entry (EE) é, sem sombra de dúvidas, a principal fonte de pedidos de Permanent Resident (PR), ou residência permanente, para o Canadá por meio da categoria de imigração econômica. Implantado em 2015, de lá para cá já percorreu um longo caminho e sofreu alterações e mudanças em suas regras. Neste mês de setembro (2018), ele atingiu o marco de 100 draws, ou seja, já emitiu mais de 213 mil Invitations to Apply (ITA’s) por meio de suas rodadas de convites realizadas regularmente.

O sistema gerencia três categorias de imigração econômica canadenses: Federal Skilled Worker, Federal Skilled Trades e Canadian Experience Class.  Os candidatos recebem uma pontuação baseada em vários fatores no Comprehensive Ranking System (CRS), sendo os principais: idade, experiência de trabalho, educação, fluência no(s) idioma(s) do Canadá (inglês ou francês), profissão classificada como em demanda no território pela National Occupational Classification (NOC), experiência de trabalho na função, vínculos com o país, dentre outros aspectos.

*Para saber mais sobre como imigrar para o Canadá por meio do Express Entry clique aqui.    

As rodadas de convites chamam os candidatos com a pontuação mais alta no CRS, sendo que as mesmas ocorrem quinzenalmente, na maioria das vezes. Os aplicantes recebem o ITA e em um prazo de 60 dias precisam apresentar todas as informações que comprovem os dados colocados no perfil, como resultado de teste de proficiência em inglês ou francês (IELTS, Celpip ou TEF – que são os exames aceitos pela imigração canadense. Clique aqui e saiba mais sobre eles), equivalência de diploma, documentos provando experiência de trabalho, etc.

O Express Entry é a principal fonte de pedidos para residência pelas categorias de imigração econômica. Sendo também o grande funil de entrada de imigrantes para bater a meta do plano plurianual de imigração, divulgado pelo governo do Canadá em novembro do ano passado.

express entry

*O país planeja receber um milhão de imigrantes até 2020. Saiba mais informações neste link.

Dados e expectativas

O total de imigrantes admitidos no país pelo EE cresceu consideravelmente ano a ano após a sua implantação. Em 2015 foram 9,8 mil novos moradores. Já no ano seguinte, 2016, o número mais que triplicou, indo para 33.415 novos imigrantes. No ano passado foram 65.420 as pessoas admitidas no Canadá pelo programa de imigração federal.

Já no ano vigente, o Immigration Refugees and Citizienship Canada (IRCC) revelou o último dado no final de julho: 61.710 era o montante acumulado até então. A meta para 2018 é de cerca de 75 mil admissões, aumentando no próximo ano para 81,5 mil e, em 2020, 86 mil. Estes números são uma parte importante do plano de imigração plurianual. Veja abaixo o gráfico com as metas estipuladas em cada ano pelo departamento de imigração.

express entry

Desde a implantação do EE, ocorrida em 2015, o governo canadense fez uma série de ajustes e mudanças no processo, visando garantir que o sistema atenda às prioridades de imigração econômica no país. Este ano, por exemplo, os draws de convites estão com a frequência mais acertada e também com um padrão, tanto no número de convidados como na pontuação que é utilizada para nota de corte (veja aqui os últimos dados do processo federal).

Um grande indicador da evolução do EE ao longo destes quase quatro anos são as profissões dos convidados a aplicar. Nos primeiros dois anos, os supervisores de serviços e da indústria alimentícia, juntamente com cozinheiros, figuraram entre as cinco principais ocupações chamadas. Já no ano passado o top cinco de profissionais foram os seguintes:

  • 1º NOC 2171 – Analistas e consultores de sistema de informação;
  • 2º NOC 2173 – Engenheiros de software;
  • 3º NOC 2174 – Programadores e desenvolvedores de mídia interativa;
  • 4º NOC 1111 – Auditores e contadores financeiros;
  • 5º NOC 1241 – Assistentes administrativos.

Esta mudança na ocupação dos candidatos é atribuída a decisão do governo canadense tomada em novembro de 2016, que reduziu o número de pontos atribuídos no CRS a uma oferta de emprego do país. Os pontos dados, antes da data, eram de 600, o que garantia o convite do aplicante. Após a mudança eles reduziram para 50 ou 200, dependendo da ocupação do concorrente. A oferta de emprego em uma empresa canadense não é requisito obrigatório para aplicar, porém ela soma no score.

A pontuação central do CRS, ou seja, o que dá mais pontos ao candidato, é baseada nos fatores chamados de capital humano, que incluem idade, proficiência em inglês e francês, nível educacional e experiência de trabalho. Somados, estes requisitos podem valer até 600 pontos, dependendo do nível do aplicante em cada um dos fatores.

Com a continuidade e padrão de draws deste ano, a pontuação não baixou, nas rodadas regulares, de 440 pontos como nota de corte. Porém, os aplicantes que não atingem esta pontuação estão cada vez mais optando por um Provincial Nominee Program (PNP). Eles são processos de imigração independentes, criados individualmente por cada província do Canadá. Este sistema dá a cada região a possibilidade de tentar suprir as necessidades locais de mão de obra com imigrantes qualificados.

*Veja no artigo que fizemos outras maneiras de imigrar para o Canadá. Acesse clicando aqui.

E com as alterações nos programas locais de imigração deste ano, nove províncias e dois territórios possuem um PNP que passa pelo crivo do Express Entry. Isso não significa que o candidato tem de atingir os 440 pontos do ranking, mas tem de ter, primeiramente, um perfil ativo no pool do programa federal. Depois disso, a região analisa o perfil do candidato e pode nomear um número definido para imigração e posterior residência permanente. A carta convite da província dá 600 pontos ao aplicante, garantindo a aplicação para o processo do EE e também prioridade na hora de receber o ITA.

Em 2017, o Canadá emitiu 13.528 ITA’s vinculados a uma carta de nomeação provincial. Este número aumentou 75% se compararmos ao ano anterior, 2016. E, segundo o governo canadense, a imigração por meio das províncias será um dos focos do plano para trazer estrangeiros ao país. Por isso a quantidade de nomeações pelo EE através dos PNP’s tende a aumentar.

Existem dezenas de maneiras diferentes de imigrar. Para descobrir qual é a melhor para você a equipe da Immi Canadá oferece a consulta de imigração, com um dos nossos agentes de imigração qualificados e especialistas na área. Nela será traçado um perfil indicando o melhor caminho, possíveis pontos a serem melhorados e esclarecendo todas as dúvidas do candidato. Para saber mais acesse www.immi-canada.com/consulta/ ou mande um email para [email protected].

Fabíola Cottet

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.

Fabiola Cottet