Quem quer morar em um novo país sempre se pergunta: por onde começar? Quais são as informações básicas que todo novo imigrante precisa saber?

Se você está planejando imigrar em definitivo ou se está pensando em morar no Canadá por um curto período de tempo enquanto estuda, por exemplo, este texto é para você.

No texto de hoje vamos falar sobre alguns conceitos essenciais que todo mundo precisa saber quando começa a planejar a sua vida nova no Canadá.

 

1. Residência temporária ou permanente?

Em primeiro lugar, é importante definir se você pretende ir para o Canadá em definitivo, como um novo imigrante, ou então se você deseja só passar algum tempo, sejam 6 meses, 1 ou 2 anos, por exemplo, enquanto termina seus estudos.

Essa decisão é a primeira que deve ser feita, pois é a partir dela que o seu plano de ir morar no Canadá irá começar a tomar forma.

Vamos ver então quais são as características de um residente temporário e de um residente permanente:

 

Residente temporário:

Como o próprio nome já diz, um residente temporário é uma pessoa que mora no Canadá por um período definido de tempo, geralmente enquanto estuda ou trabalha. Turistas também podem ser considerados residentes temporários, é claro, mas geralmente a categoria de turismo não é levada em consideração quando os planos apontam para um período maior de tempo. O motivo? Turistas não podem trabalhar no Canadá. Outro motivo: turistas não podem estudar por um período superior a 6 meses (ou 24 semanas) no Canadá.

Com um visto de estudos, por outro lado, você pode permanecer no Canadá pelo tempo que o seu visto for válido. Dependendo do curso que você for fazer, desde que não seja um curso de idiomas, você também pode ter direito a trabalhar durante 20 horas por semana enquanto estuda. Caso você seja casado(a), o cônjuge pode receber um visto de trabalho aberto, atrelado ao seu visto de estudos, o que significa que ele(a) pode trabalhar em período integral.

 

Residente permanente:

O residente permanente é a pessoa que mora no Canadá em caráter definitivo, ou seja, é o “título” que a pessoa recebe logo após ser aprovada em um processo de imigração. Existem vários processos de imigração para o Canadá.

Embora more no Canadá em caráter definitivo, o residente permanente não é um cidadão canadense. A cidadania é a última etapa de um processo de imigração, fechando a jornada. A residência permanente permite que a pessoa tenha os mesmos direitos de um cidadão, no entanto, mesmo que não possua um passaporte canadense. Como residente permanente também não é possível votar nem concorrer a cargos políticos.

Os processos de imigração são muitos, e falamos um pouco sobre eles em um texto publicado em março. O que é importante saber é que é sim possível (mas não necessário) vir para o Canadá como residente temporário e então aplicar para um processo de imigração com o intuito de virar residente permanente.

 

2. Residência temporária: como faz?

Se você está mais inclinado a morar no Canadá por um período definido de tempo (alguns meses ou alguns anos), então o caminho a seguir será o da residência temporária.

Uma pessoa ganha o título de residente temporário quando conquista a aprovação de um visto de estudos ou então de um visto de trabalho.

Como dissemos anteriormente, um visto de estudos pode ou não dar direito a trabalhar, já que isso irá depender muito do tipo de curso que o candidato fizer. Isso porque no Canadá não é mais possível trabalhar enquanto se faz um curso de idiomas, por exemplo. No entanto, existem muitas outras opções de cursos, sejam cursos profissionalizantes, técnicos ou universitários, que podem permitir que o aluno possua um visto de trabalho. Com esse visto de trabalho atrelado ao de estudos é possível trabalhar durante 20 horas na semana (e fulltime durante as férias escolares). O cônjuge pode ter direito ao visto de trabalho aberto, que lhe permite trabalhar fulltime por semana, ou seja, em tempo integral.

A 3RA Intercâmbio, nossa empresa parceira, tem contatos com várias instituições de ensino em várias cidades canadenses, e indicamos o serviço deles para que você possa encontrar um curso que mais se adeque às suas necessidades no momento. A 3RA pode auxiliar os candidatos desde a escolha do curso até a matrícula. Com a matrícula feita, a Immi Canada entra em cena para trabalhar com o processo do visto de estudos.

É importante lembrar que primeiro é preciso ser aceito em uma instituição de ensino para depois aplicar para o visto de estudos.

Conseguir um visto de trabalho sem estar estudando é um pouco mais complicado, porque exige que o candidato possua uma oferta de emprego.

 

3. Residência permanente: como faz?

Se você deseja morar no Canadá em caráter permanente, é preciso saber se você se encaixa em algum dos mais de 50 programas de imigração oferecidos pelo Canadá. E a Immi Canada pode ajudar você com isso.

Durante a nossa consulta de imigração os nossos consultores avaliam o perfil de cada candidato, buscando informações referentes a estudos, trabalho, se pretende imigrar sozinho ou com a família, e também informações referentes ao planejamento de cada candidato, como cidades preferidas e tempo disponível. Com essas informações em mãos, nós então verificamos quais dos programas de imigração teria maiores chances de sucesso para cada candidato.

É importante lembrar que a decisão final sobre a aprovação de vistos e processos de imigração é sempre do governo do Canadá. O papel da Immi Canada é orientar os clientes para que tenham sempre as maiores chances de sucesso, mas não somos responsáveis por garantir a aprovação.

Identificando um programa de imigração, começamos o trabalho de reunião de documentos. Os documentos podem variar de acordo com as características de cada candidato. Por exemplo, se deseja imigrar sozinho, os documentos exigidos serão de certa forma mais simples, já que são documentos referentes a apenas uma pessoa. Se deseja imigrar com a família, por outro lado, será preciso submeter uma série de documentos a mais, incluindo certidão de casamento e de nascimento de filhos, se for o caso.

Para um programa de imigração, todos os documentos utilizados devem passar por um processo conhecido como tradução juramentada. A tradução juramentada nada mais é do que a tradução de um documento realizada por um tradutor que possui certificação para realizar tradução de documentos. Tradutores juramentados são filiados à Junta Comercial de cada estado brasileiro.

 

 

4. O idioma

Um dos aspectos mais importantes para quem deseja vir morar no Canadá, seja como residente temporário ou permanente, é o conhecimento e o domínio da língua inglesa. No Canadá, o francês só é falado mesmo em Québec, sendo que o restante do Canadá é composto por pessoas falantes da língua inglesa.

O domínio do idioma é útil não apenas para a comunicação, mas também para o sucesso dessa nova etapa da sua vida:

Estudos: como estudante, quanto melhor for o seu inglês, melhor será o seu aproveitamento do curso. Você poderá compreender as aulas com maior facilidade, já que nem sempre os professores falam devagar ou param o conteúdo para explicar o significado de determinada palavra ou gíria, como é o caso de cursos universitários, por exemplo.

Trabalho: o inglês é essencial para se conseguir um bom trabalho, principalmente em profissões que exigem comunicação com clientes e colegas. É fato que não é preciso ter domínio completo do inglês para conseguir um trabalho, mas quanto melhor for o seu inglês, mais fácil será o seu dia a dia. Se você trabalhar em um restaurante, por exemplo, quanto mais facilidade você tiver em conversar com os clientes e fazer com que se sintam bem-vindos, maiores serão as gorjetas que você poderá ganhar.

Imigração: como imigrante você está buscando construir a sua vida no Canadá. Assim, por mais que você consiga facilmente um trabalho em uma cafeteria ou em uma loja, é muito provável que você queira continuar em busca do trabalho dos seus sonhos. E aqui estamos falando de competição, como qualquer busca por emprego. Você irá precisar mostrar que possui domínio suficiente do idioma para realizar o seu trabalho no dia a dia, conversando com clientes e com colegas e chefes, por exemplo.

 

5. A questão financeira

Muita gente considera que a questão da comprovação financeira deveria ser a primeira da lista. Afinal, é muito importante saber quanto irá custar a aventura toda e saber se é possível arcar com as despesas, certo? Sim e não.

Com certeza é importante ter uma boa noção dos custos, mas esse conhecimento não é suficiente por si só, principalmente se o candidato à imigração não possui os requisitos para ser aceito em um programa de imigração, como experiência profissional ou domínio do idioma. Outro problema em dar importância demasiada aos valores é que corremos o risco de perder a noção do “todo” e acabarmos desistindo de nossos planos por conta de considerarmos que os valores são altos demais.

Algumas coisas para se considerar quanto ao lado financeiro:

1) O valor é calculado em dólares canadenses, não em reais. É claro que para fins de comprovação financeira será preciso fazer a conversão da quantia que você tem disponível em sua conta corrente. Mas é importante ter em mente que os preços aqui no Canadá são calculados com base nos salários em dólares. Dessa forma, a partir do momento em que você começar a trabalhar no Canadá você irá receber o seu salário em dólares, e a partir desse momento a conversão para reais não fará mais sentido.

2) O valor investido é isso mesmo: um investimento. Você já ouviu falar que é preciso gastar dinheiro para ganhar dinheiro? Essa frase é muito conhecida pelos grandes investidores, também aqui no Canadá: você pode escolher deixar o seu dinheiro parado na poupança, ou então comprar um imóvel ou um negócio, e multiplicar o seu patrimônio. A imigração segue a mesma ideia, de certa forma: no início os valores a serem pagos com taxas e consultoria podem ser altos, mas são valores que podem ser recuperados em pouco tempo quando começamos a trabalhar no Canadá (ganhando em dólares canadenses, é claro).

3) A comprovação financeira irá depender de valores disponíveis para uso imediato. Quando avaliam a situação financeira de um candidato, os oficiais da imigração buscam saber se aquela pessoa possui dinheiro suficiente para sustentar a si mesma e à sua família, se for o caso, até encontrar um emprego no Canadá. Dessa forma, serão considerados para fins de comprovação financeira valores que estão disponíveis em conta corrente ou poupança, ou então investimentos de resgate imediato.

 

6. A adaptação

Falamos bastante sobre a adaptação neste texto, publicado no final de março. Para quem deseja morar no Canadá, seja em caráter permanente ou temporário, a adaptação é um fator chave para o sucesso.

Para entendermos um pouco mais sobre esse conceito, vamos imaginar a seguinte situação: um estrangeiro que deseja morar no Brasil. Se ele deseja ter sucesso em sua nova vida, será preciso se adaptar à cultura brasileira, ao idioma, etc., certo?

A título de exemplo, se o estrangeiro não falar português, é muito provável que encare bastante dificuldade em seu dia a dia. Também será mais difícil encontrar um emprego, ou então estudar em uma universidade. Quanto à cultura, sabemos que nem todo brasileiro morre de amores por futebol ou samba, mas existem certos aspectos da cultura brasileira que são comuns a todos nós. Se um estrangeiro não compartilhar desses aspectos ou não tiver conhecimento a respeito de certas normas sociais comuns à cultura latina e brasileira, é muito possível que sua experiência quanto a morar no Brasil seja muito diferente do que poderia ser.

Agora vamos imaginar que o estrangeiro é você e o país é o Canadá. Com isso podemos ver o quão importante é a questão da adaptação. Aqui não há segredos: é preciso pesquisar e ler muito a respeito da cultura canadense, que também varia bastante de acordo com a cidade e a província.

Nossa dica é: leia tudo o que você puder a respeito da cultura canadense. Leia testemunhos de pessoas que imigraram, leia testemunhos de pessoas que tiveram sucesso e também das que não tiveram sucesso, e com isso você poderá ter uma ideia mais clara do que esperar.

  • Palestras no Brasil sobre Imigração para o Canadá em setembro/ 2016 nas cidades de São Paulo, RJ, BH, Brasília e Fortaleza. Saiba mais aqui.
  • Quer saber mais sobre vistos e imigração para o Canadá? Entre em contato conosco!

 

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.