Um tema pouco abordado quando falamos sobre o Canadá é do que vamos sentir falta quando estivermos por lá. O que, no Brasil ou das coisas que deixamos para trás, nos farão ficar com mais saudade. Sim, o país é incrível e tem uma qualidade de vida invejável, porém não é o lugar onde estamos acostumados a viver e tudo é desconhecido e novo no começo. E acreditem, este início não é somente os dois ou três primeiros meses, desbravar o local, entender dos moradores, saber das regras e procedimentos para atividades do dia a dia leva tempo. A duração da adaptação depende muito de cada um.

Não podemos esquecer que, embora o território canadense se destaque em vários pontos se comparado ao Brasil, mesmo assim iremos sentir saudades de várias coisas, algumas delas porque são difíceis de encontrar no Canadá, outras não são comuns no país, algumas você não tem de jeito nenhum e ainda, as mais difíceis, são as pessoas que ficam. Somados a saudade, sempre existem os desafios iniciais: custo de vida, distância, instabilidade na carreira, recomeço, voltar para a sala de aula e outros obstáculos pessoais de cada um (para saber mais a respeito dos desafios que enfrentamos assim que nos mudamos, clique aqui).

Organizamos alguns tópicos, baseados em pesquisa e experiência, falando do que ou de quem os brasileiros mais sentem falta quando moram no Canadá. Caso você ainda esteja em fase de planejamento ou no Brasil, ansioso pela viagem, vale fazer uma lista com suas preferências pessoais e aproveitar as ocasiões e pessoas enquanto ainda está em terras do hemisfério Sul. Vale lembrar que a lista pode ser maior ou menor, dependendo de cada um.    

  • Família e amigos

Este com certeza é um item comum a todos os que moram fora do Brasil, não somente no Canadá, mas ao redor do mundo. Deixar quem amamos sempre exige muita coragem. E o mais intenso aqui não está no fato de somente estar perto da família e amigos para abraçar, passar um tempo durante um happy hour ou nos almoços de domingo. O que conta e dá muita saudade é a distância nos momentos difíceis, o fuso-horário para escutar a voz no telefone, as celebrações em datas especiais, as ocasiões em que você com certeza estaria por perto… O que podemos fazer nestas ocasiões? Infelizmente, não muito. Hoje a tecnologia ajuda bastante, mas por Skype não é a mesma coisa. Portanto esteja presente quando puder, carregue no coração e, mais importante, aprenda a lidar com a saudade.

  • Alimentação

Aqui entram vários aspectos e diversas diferenças. A primeira delas é a forma como os canadenses se alimentam, que é diferente da brasileira. O consumo de fast-food é muito maior e, geralmente, o horário de almoço nas empresas tem no máximo meia hora. Portanto a refeição no meio do dia acaba sendo um lanche rápido ou uma marmita que você leva de casa. Tá aí mais uma diferença, no país é extremamente comum comer em qualquer lugar e levar comida para todos os lugares em que for: shopping, parque, trabalho, passeio, etc.

Outro ponto é que o jantar e o café da manhã acabam sendo as refeições principais, ao contrário do Brasil, onde o almoço ocupa a posição. A questão da comida em si também é distinta: os nativos tem hábitos alimentares mais parecidos com os estadunidenses. Isto significa que eles gostam de ovos, bacon, um tipo de pão, batata frita no estilo hashbrown e sausage no café da manhã. No caso de querer algo doce, os cafés acompanham panquecas, muffins, donuts e uma série de guloseimas.

E acreditem, os restaurantes por quilo farão falta. No país eles simplesmente não existem. Então as opções para almoço são lanches, pratos prontos ou a marmita de casa. Para os amantes de sucos naturais e frutas, muitos brasileiros que moram no True North falam da diferença no gosto e no frescor, além dos sucos raramente serem completamente naturais. O frescor se deve ao inverno rigoroso e ao fato de muitas das frutas e verduras serem importadas.

Nós, brasileiros, temos o costume nacional de comer carne vermelha, com mais frequência ainda no Sul do país. Isso não é uma tradição no Canadá. Eles consomem sim, mas devido ao preço mais elevado, por vezes as opções com porco, frango ou frutos do mar são mais atrativas. Além disso, os cortes do gado são diferentes, as churrasqueiras também, então é tudo um novo aprendizado.

Por fim, abaixo uma lista das comidinhas típicas brasileiras que você dificilmente irá encontrar em território canadense da mesma forma (algumas não estão a venda mesmo em lugar nenhum, outros itens possuem consistência e sabor diferentes e alguns você consegue encontrar em mercados brasileiros ou portugueses):

  1. Café brasileiro
  2. Erva-mate
  3. Feijoada
  4. Alguns tipos de biscoito
  5. Pinhão
  6. Doce de leite
  7. Creme de leite
  8. Mandioca
  9. Mandioquinha ou batata baroa
  10. Tapioca
  11. Pão de queijo
  12. Empada
  13. Queijo de minas
  14. Picanha
  15. Alguns salgadinhos
  16. Guaraná
  17. Goiabada cascão
  18. Leite Ninho
  19. Alguns tipos de bombom e chocolates
  20. Pastel
  21. Coxinha
  22. Açaí
  23. Cupuaçu
  24. Cachaça
  25. Pão francês
  26. Farofa
  27. Requeijão
  28. Alguns iogurtes
  29. Caldo de cana
  30. Paçoca

Mesmo assim é importante ressaltar que os mercados do país possuem muito mais variedades de produtos que os brasileiros. Portanto, caso você queira se arriscar e fazer coxinha ou pastel, por exemplo, você vai conseguir e pode testar diversos ingredientes novos.

Veja quais são as 20 comidas típicas canadenses clicando neste link.

  • Horários

A vida no país acontece de maneira um pouco diferente. Não sabemos se devido ao período longo de frio, onde os dias são mais curtos, ou se devido a cultura mesmo, os canadenses são pessoas mais diurnas. Isso quer dizer que o dia começa mais cedo e termina antes. Os horários de trabalho em escritórios geralmente começam entre 7h e 8h e vão até às 16h ou, no máximo, 17h. Entretanto, os serviços a população, como bancos e órgãos governamentais chegam a funcionar até no domingo em algumas cidades.

Outra diferença na questão de tempo são as horas das refeições. O café da manhã é bem cedo, pois o dia costuma iniciar por volta das 5h30 da manhã. O almoço, ou lunch como é chamado, por volta de meio dia e o jantar, às 18h. As cozinhas dos restaurantes costumam fechar mais cedo, então o costume de jantar tarde em ocasiões especiais não vai acontecer no Canadá. Baladas e barzinhos também possuem limitações de horário de funcionamento e a maioria deles fecha, no máximo, às 2h da madrugada. Neste quesito cada província tem a sua regra para fechamento destes estabelecimentos e venda de bebida alcóolica.

  • Salões de beleza

Esta saudade também é praticamente comum a todas as mulheres brasileiras que moram em terras canadenses. Não adianta, é diferente. Além do preço ser mais elevado, os procedimentos são outros e a quantidade de salões de beleza é inferior ao que temos no Brasil. A cultura das mulheres é outra no que diz respeito a manicure, pedicure, corte de cabelo, tratamento de pele e beleza, tintura nos fios e tudo mais no que tange a técnicas de estética. Que fique claro, não é pior e nem melhor, apenas diferente do que estamos acostumados. Em algumas cidades a mulherada consegue encontrar salões brasileiros ou até profissionais que atendem em casa, mas eles são escassos.

  • Calor e praia

Até os mais aficionados por frio sentirão falta das temperaturas amenas, de calor e praia. Embora o Canadá tenha diversas praias de lagos e seja o país que mais possui essa formação natural no mundo, não é a mesma coisa que as abundantes praias do Brasil.

A região do hemisfério Norte tem as estações do ano extremamente bem definidas, porém o outono e a primavera podem ter temperaturas bem menores que o mais rigoroso inverno brasileiro, dependendo da localidade. A dica é se preparar adequadamente para o inverno, com roupas e acessórios (acesse esta matéria e veja como sobreviver no frio canadense), curtir bastante o verão e aproveitar os esportes e programas da estação mais fria do ano também.

Veja mais curiosidades e detalhes das estações do ano no Canadá clicando aqui.

  • Esportes

Esqueça o campeonato brasileiro e o futebol, até mesmo o vôlei. Claro, você sempre pode assistir pela internet, acompanhar e até assinar canais de televisão para ver ao vivo. Porém, a paixão nacional do canadense é outra: hockey no gelo. Eles também têm times de baseball e basquete, mas o hockey é unanimidade entre os moradores locais. O jeito é aprender as regras do hockey e passar a acompanhar os esportes canadenses e estadunidenses, que também são vistos com frequência no Canadá. Uma boa maneira é assistir aos jogos ao vivo do time da cidade onde mora. Mas mesmo assim dá pra encontrar alguns brasileiros e marcar o futebol do final de semana.

Saiba mais sobre os esportes mais praticados e assistidos no país clicando aqui.

E vocês, do que sentem mais falta quando estão no Canadá?

Fabíola Cottet

Comentários Facebook
The following two tabs change content below.